Templates by BIGtheme NET
Início » Mangualde

Mangualde

AF Viseu– Resultados da 3ªjornada do Campeonato da Divisão de Honra

Grupo Norte
Carvalhais FC –  Sátão- 0-0
CR Ferreira Aves –  Moimenta da Beira- 3-3
Nespereira FC – SC Paivense- 2-1
SC Lamego – AD Piães- 2-1
ACDR Lamelas – CD Cinfães- 5 outubro
Classificação:
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

SC Lamego 9 3
Lamelas 6 2
2º CD Cinfães 6 2
Sátão 4 3
Carvalhais Fc 4 3
Moimenta da Beira 4 3
Cr Ferreira Aves 4 3
Nespereira FC 3 3
AD Piães 0 3
Sc Paivense 0 3
Grupo Sul
CA Molelos – Os Vouzelenses- 1-0
SL Nelas – GD Mangualde- 3-0
GD Santacombadense – Lusitano FC Vildemoinhos- 0-2
GD Oliveira Frades – SC Penalva Castelo- 1-0
Canas Senhorim – GDC Roriz- 4-1
Classificação:
 

Classificação

                              PTS  

  JGS

GD Oliveira Frades 9 3
Ca Molelos 7 3
SC Penalva Castelo 6 3
Canas de Senhorim 6 3
SL Nelas 6 3
GD Mangualde 4 3
Lusitano Fc Vildemoinhos 3 3
8 º Ass. Os Vouzelenses 0 3
Gd Santacombadense 0 2
8º  Gdc Roriz 0 2

Novo diretor da Stellantis Mangualde, Christian Teixeira reuniu na Câmara

No salão nobre da Câmara Municipal de Mangualde, o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, reuniu com o novo diretor da Stellantis Mangualde, Christian Teixeira, e com o diretor cessante, José Luis Mosquera.

O lusodescendente Christian Teixeira – que foi responsável pelo Projeto Industrial na Fábrica Stellantis de Sochaux (França), tendo estado anteriormente em cargos na área da indústria nas fábricas de mecânica e nas unidades de produção automóvel do grupo – assume a partir de hoje, dia 1 de outubro, a direção-geral da Stellantis Mangualde.

O autarca mangualdense aproveitou a ocasião para agradecer o empenho do diretor cessante e desejar as boas-vindas a Mangualde ao novo diretor, reiterando a total disponibilidade do Município para parcerias e colaborações futuras com a unidade Stellantis Mangualde.

A Stellantis Mangualde começa a produzir, neste mês de outubro, o Fiat Doblò, a somar aos modelos da Citroen, Peugeot e Opel já em produção. Com 60 anos de história em Mangualde e com 1,5 milhões de veículos produzidos, tem mais de 900 colaboradores e está a fabricar 357 veículos por dia, com a laboração em três turnos.

Ação de Formação “Integração a Nível Local da Perspetiva de Género na Educação

Irá decorrer em Mangualde a ação de formação “Integração a Nível Local da Perspetiva de Género na Educação”, no âmbito da implementação do Projeto “+ Igual Viseu Dão Lafões”. A ação decorrerá nos dias 6 e 7 de outubro, das 9h00 às 17h00, no Auditório do CIDEM e os seus principais objetivos são entender a integração da perspetiva de género e enquadrar a integração da perspetiva de género na educação.

As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias para margarida.chaves@cmmangualde.pt até ao dia 4 de outubro.

Esta iniciativa pretende discutir e debater as seguintes temáticas: integração da perspetiva de género na educação: igualdade vs equidade; integração da perspetiva de género na educação: diferentes pontos de vista; partilhar experiências e perspetivas de diferentes locais; e sugerir/ discutir ideias para uma melhor integração da perspetiva de género na educação.

PROJETO “+ IGUAL VISEU DÃO LAFÕES”

“+ Igual Viseu Dão Lafões” é um projeto que visa dar apoio a ações relativas ao desenvolvimento de diagnósticos, à elaboração, implementação e divulgação de planos para a igualdade, definindo uma estratégia de territorialização das políticas de igualdade e não discriminação da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não-Discriminação. Assegura a interligação entre parceiros e atividades e assume a territorialização como prioridade, adequando as políticas públicas às características e necessidades territoriais da Região Dão Lafões.

Está igualmente previsto no projeto um Plano de Capacitação, que contempla sessões para colaboradores/as dos municípios, comunidade e parceiros e que aborda diversas temáticas tais como estereótipos de género, direitos à maternidade e paternidade, conciliação familiar, responsabilidade social, entre outros.  Estas sessões permitirão que os/as técnicos/as envolvidos no projeto, parceiros e comunidade sejam devidamente envolvidos e capacitados, para garantir a qualidade da implementação dos Planos para a Igualdade.

 

Rendas baixam pela primeira vez desde janeiro, aproximando-se de valores registados no início do ano

O valor da renda média diminui -15,4% em setembro, fixando-se agora em 1.194€, um valor mais próximo dos registados no final do primeiro trimestre. Ainda assim, os valores estão +18,7% mais altos que no mesmo período de 2021.

Portalegre (+12,9%) e Évora (+3,5%) são os únicos distritos que registam um aumento da renda média, com os restantes distritos nacionais a verificarem valores de renda mais baixos em setembro, em relação a agosto.

Principais conclusões:

 ARRENDAMENTO

  • O valor médio dos imóveis para arrendar quebra -15,4% em setembro, face a agosto, descendo de 1.412€ para 1.194€ este mês. Desde janeiro que não se registava um decréscimo da renda média, que tem vindo a aumentar gradualmente desde o início do ano. Em relação ao ano anterior, quando a renda média se fixava nos 1.006€, há um aumento de 18,7% (cerca de 180€ mais cara).

 

Distritos em destaque:

  • Portalegre é o distrito que regista o maior aumento do valor médio de renda em setembro (+12,9%), face a agosto, passando de 341€ para 385€. Segue-se Évora, com um aumento de +3,5%, registando uma renda média de 775€ em setembro.
  • Os distritos com a maior diminuição do valor médio de renda em setembro, face ao mês anterior, foram a Guarda (-33,5%), Castelo Branco (-30,3%) e Faro (-29,1%), com as rendas a fixarem-se agora, respetivamente, em 433€, 544€ e 988€.
  • Em comparação com o período homólogo de 2021, arrendar casa ficou mais caro sobretudo em Setúbal, onde o valor aumenta +39,9% (de 772€ para 1.080€). Segue-se Viseu, com um aumento de +37,2%, e Lisboa (+35,1%), onde a renda sobe de 1.272€ para 1.719€ em setembro deste ano. Também Castelo Branco regista um aumento significativo da renda (+34,7%) face a 2021.
  • Portalegre (-11,5%), Vila Real (-8,3%) e Bragança (-7,8%) são os únicos distritos onde diminui o preço de renda em setembro, comparativamente com o mesmo mês do ano passado.
  • Portalegre (385€), Bragança (415€) e Guarda (433€) foram os distritos mais baratos para arrendar em setembro. Lisboa (1.719€), Porto (1.127€), Setúbal (1.080€) e Madeira (1.055€) foram os mais caros, com Faro a sair do top.

VENDA

  • O preço médio de venda anunciado manteve-se estável em setembro (+0,21%), face a agosto, passando de 403.935€ para 404.773€. Em comparação com o período homólogo de 2021, que registava um valor médio de venda de 370.372€, há um aumento de +9,3%, com as casas a ficar cerca de 34 mil euros mais caras.

Distritos em destaque:

  • O distrito com o maior aumento do preço médio de venda em setembro, face a agosto, foi Castelo Branco (+5%), que sobe de 121.449€ para 127.543€. Na generalidade, os restantes distritos revelam uma estabilização.
  • A exceção é Bragança, o único distrito a registar uma quebra significativa do valor médio de venda em setembro (-31,2%), face a agosto, descendo de 218.035€ para 149.947€.
  • Comparativamente com setembro do ano passado, os distritos com maior aumento do preço de venda são a Região Autónoma da Madeira (+24,9%), que passa de 371.970€ para 464.665€, e Setúbal (+23,2%), que passa de 311.127€ para 383.417€. Também há aumentos relevantes em Aveiro (+15,4%) e Faro (+14,9€).
  • Bragança é também o distrito com a maior quebra do preço médio de venda face a setembro de 2021 (-31,4%), quando se fixava em 218.576€.
  • Guarda (106.921€) e Portalegre (114.850€) foram os distritos mais baratos para comprar casa em setembro. Os mais caros foram Lisboa (642.488€), Faro (567.560€) e Região Autónoma da Madeira (464.665€).

fonte:Imovirtual

Rancho Folclórico Os Azuraras de Quintela celebram o 41ºaniversário

Está em festa o folclore e o Rancho Folclórico Os Azuraras de Quintela, que teve a sua fundação a 29 de setembro de 1981 , onde os seus fundadores constituíram a associação com o objetivo de promover e divulgar o folclore da região, apoiar e dinamizar ações culturais na freguesia e fora dela.
Enquanto Associação Cultural, o objetivo é  divulgar o nome da terra, do  concelho e da nossa região. Nesta forma, o Rancho agradece a todos os dirigentes que  passaram ao longo dos anos, a todos componentes, sócios e amigos por contribuírem para a  história. do rancho. São 41 anos aos serviço da comunidade.

UF Tavares-Candidaturas para o Apoio ao Estudo a alunos do ensino superior

A União de Freguesias de Tavares informa que a partir de 1 de outubro estão abertas as candidaturas para o Apoio ao Estudo a alunos do ensino superior. ⠀
⠀ O apoio consiste no pagamento dos custos de uma viagem mensal, em transportes públicos, da cidade portuguesa em que se situa a universidade, até ao local de residência, por um período máximo de 11 meses.⠀
⠀ São elegíveis os alunos que ingressem ou frequentem o ensino superior, com residência e recenseados na União de Freguesias de Tavares, há mais de um ano, assim como todos os elementos do seu agregado familiar.⠀
⠀ O formulário e o regulamento podem ser consultados na Freguesia ou através do site:
Candidaturas abertas até 21 de outubro.

Está de volta o Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola

O Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola está de regresso e traz uma novidade nesta edição. Cada produtor poderá inscrever o número de amostras que desejar, em cada uma das categorias a concurso. As candidaturas para a 9ª edição do Concurso têm hoje início e decorrem até ao próximo dia 02 de Novembro.

Em parceria com a Associação de Escanções de Portugal e reconhecido pelo Instituto da Vinha e do Vinho desde a sua primeira edição, o Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola é dirigido a Produtores e a Cooperativas de todas as regiões vitivinícolas do país, Associados e Clientes do Banco.

No Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola será atribuída a distinção Tambuladeira dos Escanções de Portugal de Ouro, Prata e Bronze a vinhos engarrafados, nas categorias “Vinho Branco”, “Vinho Tinto” e “Vinho Espumante”. Será também conferida a Grande Medalha de Ouro ao melhor vinho branco, tinto e espumante.

Isabel Matos, Diretora de Comunicação do Grupo Crédito Agrícola, afirma sobre a 9ª edição do Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola “que é uma iniciativa que tem vindo a comprovar a sua credibilidade no mercado com a notória qualidade dos vinhos nacionais submetidos a concurso, ano após ano. O Crédito Agrícola afirma-se como a Instituição Financeira de referência que apoia o sector e o desenvolvimento das economias regionais e locais, e este Concurso demonstra a dinamização destas comunidades através do reconhecimento dado aos produtores e às cooperativas de todas as regiões vitivinícolas do país”.

O júri, composto por reconhecidos escanções, enólogos e jornalistas do sector, vai reunir para a realização das Provas Cegas dos vinhos a concurso nos dias 4 e 5 de Novembro.

Nas oito edições do Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola já foram submetidos cerca de 1.700 vinhos, dos quais foram reconhecidos cerca de 500 vinhos brancos, tintos e espumantes das regiões vitivinícolas dos Vinhos Verdes, Trás-os-Montes, Douro, Beiras, Dão, Bairrada, Tejo, Lisboa, Península de Setúbal, Alentejo, Algarve e Açores.

O Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola materializa a missão do Banco em afirmar-se como a Instituição Financeira de referência que apoia o sector e o desenvolvimento das economias locais, neste caso específico as Cooperativas e os Produtores locais. Tem como objetivo promover e colocar à prova a qualidade dos vinhos nacionais, procurando gerar novas oportunidades de negócio e dinamização das comunidades onde desenvolve o seu trabalho em contacto direto com as pessoas.

O Crédito Agrícola, a única instituição cooperativa portuguesa de capitais exclusivamente nacionais, é um dos maiores grupos financeiros portugueses e está presente em todo o país, detendo a maior rede de Agências bancárias.

As inscrições e o Regulamento do Concurso estão disponíveis em www.concursodevinhosca.pt.

Livro “Uma vida entre marés” vais ser apresentado em Mangualde

Na próxima sexta, dia 30, às 18.30h,  a Biblioteca Municipal de Mangualde, apresenta a apresentação do livro de José Rodrigues, com uma conversa animada à volta do meu último romance “Uma vida entre marés”.

O autor, José Rodrigues, nasceu em Viseu, cidade onde ainda vive. Com formação superior na área da Gestão, é cofundador e administrador do Grupo Visar e da Escola de Negócios das Beiras. Ocupa os seus dias no mundo da consultoria empresarial, dos seguros e da formação, acreditando que o capital humano é o mais valioso dentro das organizações. As noites e os tempos livres trazem-lhe a família, os amigos, o desporto e os livros que lê e escreve. Na sua escrita procura criar personagens simples e imperfeitos, de carne e osso, que vivem, atuam, sentem e sofrem como cada um de nós, fazendo com que cada leitor sinta que também faz parte da história.

 

Sara Augusto nasceu em Viseu e vive em Macau. Doutorada pela Universidade Católica Portuguesa, é professora de literatura no Instituto Politécnico de Macau. É fotógrafa formada no Instituto Português de Fotografia do Porto. Gosta de ler e escrever sobre ficção e poesia e gosta que o seu ato de fotografar conte histórias e desperte afetos.

O encontro contará com a presença do autor e apresentação protagonizada por Maria João Fonseca e por Letícia Rocha.

Sinopse-Num quotidiano sem sobressaltos, Sofia divide o seu tempo entre a vida profissional e a dedicação a Leonor, a filha adolescente.
Quando Edgar, ex-marido de Sofia e pai de Leonor, reaparece determinado a reconquistar o coração da filha, regressam também os fantasmas do passado, marcados pelo vício do jogo e pela consequente perda de tudo o que Sofia herdara dos pais.
Entre o passado feliz vivido à beira-mar e o presente que ameaça a paz entretanto reencontrada, Sofia depara-se com uma nova e dolorosa luta pela felicidade. No momento em que as forças ameaçam faltar, o mar parece querer devolver-lhe o mundo perfeito da sua juventude, quando a amizade e o amor se uniam de forma intensa, muito antes da chegada de Edgar à sua vida…
Um romance comovente, ilustrado pela inspiração fotográfica de Sara Augusto

 

Mangualde continua a apostar no ensino especializado de música

O Município de Mangualde continua a apostar no ensino especializado de música através da dinamização do projeto “Promoção do Sucesso Educativo: Ensino da Música em Mangualde”. A autarquia promove pelo quinto ano consecutivo, em conjunto com o Conservatório Regional de Música de Viseu Azeredo Perdigão e o Agrupamento de Escolas de Mangualde, o ensino especializado de música, destinado a alunos dos 2.º, 3.º e 4.º anos do 1.º Ciclo.

Informam-se todos os alunos, pais e encarregados de educação que as inscrições para o ano letivo 2022/2023 podem ser realizadas presencialmente até ao próximo dia 30 de setembro, na Biblioteca Municipal de Mangualde ou através do seguinte formulário: https://forms.gle/fQa89bzScKD6CuQF7.  O número de vagas é limitado a 15 alunos, sujeitos a provas de aptidão musical. De entre os instrumentos a lecionar existem vagas para: flauta transversal (2), saxofone (1), trompa (4), trompete (1), trombone (2), percussão (1), violino (3), violoncelo (1).

O projeto designado por “Promoção do Sucesso Educativo: Ensino da Música em Mangualde” enquadra-se na Promoção do Sucesso Educativo Viseu Dão Lafões, no âmbito do eixo/ linhas de intervenção “Aprendizagens formais, não formais e informais para o Sucesso Escolar”. Visa promover a formação e o desenvolvimento de jovens do concelho de Mangualde, proporcionando-lhes momentos de formação formal e informal, através de atividades artísticas não curriculares, na área do ensino especializado da música (estudo de um instrumento musical e prática instrumental em conjunto/orquestra), que lhes permitam desenvolver competências cognitivas de concentração, organização, perceção auditiva, memória e disciplina, entre outras, que estão associadas ao sucesso escolar. O projeto envolve o ensino dos instrumentos: flauta, saxofone, clarinete, trompete, trompa, trombone, percussão, violino, viola d`arco, e violoncelo. As aulas são ministradas por professores/músicos profissionais com formação superior musical e pedagógica especializada em cada um dos instrumentos.

AF Viseu—– Resultados do Campeonato da 1ª Divisão–1ªjornada

Iniciou este domingo o Distrital da 1ªdivisão da AF Viseu com os seguintes jogos:

Norte

GDCP Oliv. Douro – UD Vilamaiorense – 5-1
GN Alvite – Os Ceireiros-0-1
Tarouquense –  Arcos FC-11-1
Boassas – GD Parada-0-0
Classificação:
1º- Tarouquense—- 3pts—-1 jogo
2º- Os Ceireiros—- 3pts—-1 jogo
3º- GDCP Oliv. Douro—-3pts—-1 jogo
4º- Boassas—-1pt—-1 jogo
5º- GD Parada—-1pt—-1 jogo
6º- Arcos Fc—-opt—-1 jogo
     -GN Alvite—-0pt—1 jogo
     – Vilamaiorense—0pt—-1 jogo
Centro
CD Santacruzense – Sezurense- 1-0
GD Campia – AC Travanca-5-0
Vila Chã de Sá  –  Sport Viseu Benfica-3-2
Sampedrense – Os Ciências-2-0
Classificação:
1º- Vila Chã Sá—3pts—-1 jogo
    – Cd Santacruzense—-3pts—-1 jogo
    – GD Campia—-3pts—-1 jogo
   – Sampedrense—-3pts—-1 jogo
5º- AC Travanca —-opt—-1 jogo
    – Arc Sezurense—-opt—-1 jogo
     – Gdc Roriz | Assrd Vila Chã Sá—-opt—-o jogos
     – Os Ciências —-opts—-1 jogo
     – Viseu Benfica—0pts—1 jogo
Sul
Vale Açores – Carregal Sal-2-1
Nandufe – Cabanas Viriato-2-2
Besteiros FC – Vale Madeiros-8-1
SC  Santar – Moimenta Dão-0-1
Classificação:
1º- Besteiros Fc—-3pts—-1 jogo
    – Moimenta Dão—-3pts—-1 jogo
    – Vale Açores—-3pts—-1 jogo
4º- SC Nandufe—-1pt—-1 jogo
     -Cabanas Viriato—-1pt—-1 jogo
6º- Carregal do Sal/Vila Chã de Sá —-opt—-ojogos
     – Carregal do Sal—0pt—-1 jogo
      – SC Santar–0pt—1 jogo
       – Vale Madeiros—-opts—-1 jogo