Início » Marialva

Marialva

Atividade operacional diária da GNR

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 16 a 22 de setembro, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais provisórios:

 

  1. Detenções: 444 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 232 por condução sob o efeito do álcool;
  • 94 por condução sem habilitação legal;
  • 22 por tráfico de estupefacientes;
  • 17 por posse ilegal de armas e arma proibida;
  • 11 por furto e roubo;
  • Sete por violência doméstica.

 

  1. Apreensões:
  • 2 147 doses de liamba;
  • 535 doses de haxixe;
  • 258 doses de heroína;
  • 207 doses de cocaína;
  • Quatro doses de MDMA;
  • 174 pés de canábis;
  • 24 armas de fogo;
  • 39 armas brancas ou proibidas;
  • 215 munições;
  • Dez viaturas;
  • 2 680 euros em numerário.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização: 8 308 infrações detetadas, destacando-se:

  • 1 972 excessos de velocidade;
  • 569  por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 533 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 397 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 298 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 286 relacionadas com tacógrafos;
  • 248 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 208 por falta de seguro de responsabilidade civil.

LPCC apela à colaboração como voluntários no peditório nacional

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) vai voltar para a rua com o Peditório Nacional, principal fonte de financiamento da Instituição e importante elo na sua relação com a comunidade. A LPCC apela à inscrição de voluntários que deem um pouco do seu tempo para apoiar a realização desta iniciativa.

A campanha de recrutamento conta, uma vez mais, com a participação de Cristiano Ronaldo como embaixador da iniciativa e é desenvolvida sobre o mote: “Faça parte desta equipa”.

O peditório nacional, que decorre entre os dias 28 de outubro e 1 de novembro, é o garante da sustentabilidade financeira das atividades que esta Instituição promove no âmbito dos seus 4 eixos de missão: o apoio ao doente oncológico e cuidadores, a promoção da saúde, a prevenção do cancro e o estímulo à formação e investigação em oncologia.

A participação como voluntário no Peditório Nacional pode ser feita mediante a disponibilidade de cada um, na localidade onde lhe for mais prático, podendo ocorrer durante os cinco dias ou apenas num período de algumas horas. O voluntário pode participar nesta iniciativa sozinho, em família ou com amigos ou colegas de trabalho.

As candidaturas devem ser realizadas através do site da Liga Portuguesa Contra o Cancro (em www.ligacontracancro.pt/peditorio) e os interessados serão contactados pelo respetivo Núcleo Regional da LPCC, que lhe prestará todas as informações e orientação.

Declaração de Situação de Alerta até 23 de agosto

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio rural, os Ministros da Defesa Nacional, da Administração Interna, do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, da Saúde, do Ambiente e Ação Climática e da Agricultura e da Alimentação determinaram hoje a Declaração da Situação de Alerta em todo o território do Continente.

A Situação de Alerta abrange o período compreendido entre as 00h00 horas do dia 21 de agosto e as 23h59 horas do dia 23 de agosto.

A Declaração decorre da elevação do Estado de Alerta Especial do Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro (SIOPS) e da necessidade de adotar medidas preventivas e especiais de reação face ao risco de incêndio Elevado, Muito Elevado e Máximo, previsto pelo IPMA, em grande parte do território continental. Ler Mais »

Estudo: Só uma em cada quatro casas à venda ou para arrendar em Portugal tem ar condicionado

Apesar de estarmos em pleno verão e o país estar a atravessar uma onda de calor, apenas 24% das casas em Portugal têm sistema de ar condicionado, segundo um estudo publicado pelo idealista, o marketplace imobiliário de Portugal. Para obter estes dados, o idealista analisou mais de 300 mil casas à venda e em arrendamento anunciadas na sua base de dados em julho de 2022.

 Faro e Viseu são as cidades que apresentam mais casas com ar condicionado anunciadas para venda e arrendamento (46% em ambas as cidades), seguindo-se na lista Braga (43%), Aveiro (35%), Castelo Branco (31%), Lisboa (27%), Santarém (24%), Leiria (22%), Porto (22%), Ponta Delgada (21%), Funchal (20%), Coimbra (18%) e Beja (16%).

Em sentido contrário encontram-se Portalegre e Bragança, que são as cidades portuguesas com menos casas anunciadas para venda e arrendamento equipadas com A/C (4% em ambas as cidades). Seguem-se Guarda (6%), Évora (9%), Vila Real (10%), Setúbal (12%) e Viana do Castelo (12%).

Há ainda outras cidades portuguesas em que a oferta de casas equipadas com ar condicionado é escassa: Bragança e Portalegre (4% em ambas as cidades), Guarda (6%), Vila Real (10%), Setúbal (12%) e Viana do Castelo (12%).

 Diferenças entre venda e arrendamento

 No parque habitacional português a diferença entre as casas climatizadas à venda e para arrendar é pouco significativa, ganhando vantagem de 1% a venda. Das casas disponíveis para venda, 24% conta com esta comodidade, enquanto as casas que se encontram para arrendar 23% têm ar condicionado.

Há cidades onde a oferta de casas à venda com ar condicionado supera o número de habitações colocadas no mercado de arrendamento com este sistema. Cerca de 12% das casas para arrendar em Viseu dispõem de ar condicionado, já para comprar são 47%. O mesmo acontece em Faro (arrendamento: 27%; venda: 47%), Braga (arrendamento: 27%; venda: 43%), Coimbra (arrendamento: 9%; venda: 19%) e Ponta Delgada (arrendamento: 14%; venda: 21%).

Por outro lado, 34% das casas para arrendar no Funchal dispõem de sistema de climatização, enquanto à venda apenas 19% contam com esse extra. Em Viana do Castelo a situação é idêntica, existem mais casas para arrendar com ar condicionado (25%) do que para comprar (12%). O mesmo acontece em Vila Real (arrendamento: 20%; venda: 9%), Santarém (arrendamento: 29%; venda: 24%), Setúbal (arrendamento: 16%; venda: 12%), Porto (arrendamento: 24%; venda: 22%) e Lisboa (arrendamento: 28%; venda: 27%).

Em Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda, Leiria e Portalegre, nenhuma das casas que se encontram para arrendar têm ar condicionado.

Por Idealista

 

Passe as festividades de Natal e de Fim de Ano em segurança

O momento das festividades de Natal e de fim de ano é, tradicionalmente, marcado pelo convívio com a família e com os amigos, favorecendo a aglomeração de pessoas, com maior proximidade e contacto físico.

Assim, para este período, a Direção-Geral da Saúde apela a todos que festejem em segurança e com responsabilidade, adotando as medidas que, em conjunto, fazem parte da barreira de proteção contra o vírus.

O plano de vacinação continua a decorrer, com a dose de reforço da vacina contra a COVID-19 para os adultos e a vacinação das crianças. No caso de nunca ter sido vacinado, agende a sua vacinação. A evidência científica demonstrou que a vacina é a medida preventiva mais eficaz para reduzir as complicações associadas à infeção por SARS-CoV-2.

Destacamos também a realização de testes, nomeadamente testes rápidos (TRAg), entre os quais os autotestes, como medida de precaução.

As festas podem ser realizadas com grupos mais pequenos, idealmente pertencentes à mesma bolha familiar/social. Escolha espaços amplos, sempre que possível, e assegure-se de que são ventilados.

A partilha de momentos em que se consomem alimentos e bebidas pode ser feita com o devido distanciamento entre os convidados, aplicando medidas simples, como a utilização de mais do que uma mesa, sempre que possível.

A máscara deve ser mantida quando não se estiver a consumir alimentos ou bebidas, particularmente na presença de pessoas mais vulneráveis, que devem ser ainda mais protegidas.

Recordamos que é fundamental manter-se atento ao aparecimento de sintomas de COVID-19, como febre, tosse, dores de cabeça, dores musculares, dificuldade respiratória ou perda do olfato ou do paladar. No caso de se manifestarem sintomas, isole-se e contacte imediatamente o SNS 24 (808 24 24 24).

Vai avançar a 3ªfase de desconfinamento

Em conferência , o Primeiro Ministro António Costa  referiu que “Estamos agora em condições de avançar para a terceira fase de desconfinamento”, estamos muito perto do ponto em que estávamos em março do ano passado”, ao nível da incidência e R(t). De acordo com o líder do executivo, temos hoje uma taxa de incidência de 140 infeções por 100 mil habitantes e um Rt de 0,81″.

Assim as medidas vão ser mais moderadas a partir de 1 de outubro, aliás, Portugal  passa a estar em Situação de Alerta;
-Abertura de bares e discotecas para pessoas com certificado digital ou teste negativo;
-Fim dos limites de horários;
-Restaurantes sem limite máximo de pessoas por grupo;
-Fim da exigência de certificado digital em restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local;
-Fim do limite de lotação no comércio, casamentos e batizados e espetáculos culturais;
-Certificado digital ou teste negativo necessário para viagens marítimas e aéreas, em visitas a lares e estabelecimentos de saúde. O mesmo é verificado para acesso a grandes eventos culturais, desportivos ou corporativos;
-Máscara continua a ser obrigatória em transportes públicos, lares, hospitais, salas de espetáculo e eventos, grandes superfícies e locais interiores de permanência prolongada;
-Máscaras deixam de ser obrigatórias nos recreios das escolas. A DGS irá também atualizar as normas sobre confinamento nos próximos dias;
-A máscara também deixa de ser obrigatória no comércio local;
-Eliminação da testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores;
-Fim da limitação à venda e consumo de álcool;
-Fim da necessidade de certificado ou teste nas aulas de grupo em ginásios.

Fonte:GP

Concerto com Mário Laginha em Marialva

Ciclo “12 em Rede” promove concerto com Mário Laginha e muitas emoções na Aldeia Histórica de Marialva

Sob o mote “As Mulheres de Marialva”, o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 vai levar mais vida e animação à Aldeia Histórica de Marialva, no próximo dia 11 de setembro. Um dia para celebrar as figuras femininas da Aldeia Histórica, mas também a História, a cultura, os costumes e as tradições de Marialva – e que terminará em grande, com um concerto com Mário Laginha.

No próximo dia 11 de setembro, é a vez da Aldeia Histórica de Marialva receber o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021. Com o tema “As Mulheres de Marialva”, o evento vai dar destaque ao papel que as mulheres da aldeia tiveram na sua herança patrimonial e cultural, com uma caminhada, vindimas, degustações, showcooking com o chef Álvaro Costa, visita guiada e o concerto “Tempo Não Parou”, com direção musical de Hélder Costa, Teresa Sarmento e Joana Raquel nas vozes e o reputado pianista Mário Laginha como convidado especial. Um programa para todos os gostos e idades, num dia que promete tornar-se inesquecível para habitantes e visitantes da Aldeia Histórica de Marialva.

Devido à pandemia, a participação nos eventos será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas as festas poderão ser sentidas e vividas em todo o mundo, via streaming, no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal.

A inscrição, que é gratuita, pode ser feita para a totalidade do evento ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Para se inscrever para o programa do evento na Aldeia Histórica de Marialva é necessário contactar o Posto de Turismo de Marialva, através do contacto 279 859 288, ou o e-mail turismomarialva@cm-meda.pt.

O evento é promovido pela Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico, numa organização do Município de Mêda, Junta de Freguesia de Marialva, Associações e Agentes económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Junte-se a esta festa e viva grandes emoções na Aldeia Histórica de Marialva!

Programa do evento e limite de participantes:

10h – Caminhada PR1 AHP de Marialva
Local: Posto de Turismo de Marialva
30 pax máx

12h30 – Vinha da Cascalheira
30 pax máx

14h – Regresso pela PR1 AHP Marialva
Percurso circular – 3km
30 pax máx

16h – Visita Guiada | As Mulheres de Marialva
30 pax máx

19h – Sacro de Amanda Gonsales
Local: Exterior Capela do Senhor dos Passos
50 pax máx

20h – Showcooking com Chef Álvaro Costa
Local: Antiga Casa da Câmara

20h30 – Entrega da Dinner Box
Local: 20 Dinner Box/4pax máx
80 pax máx

22h – Concerto | Tempo Não Parou com Mário Laginha
Local: Largo da Igreja de São Pedro
80 pax máx

A festa só acaba em novembro!
O Ciclo “12 em rede – Aldeias em Festa” 2021 só termina em novembro! Depois de Marialva, a festa segue para Piódão, a 25 de setembro; Idanha-a-Velha, a 30 de outubro; e Monsanto, a 6 de novembro.