Templates by BIGtheme NET
Início » Nelas

Nelas

Kartcross-Pódio para Alexandre Borges em Montalegre

NelaSport – 2º lugar em Montalegre – Camp. Port. Kartcross

Nem a onda de calor afastou pilotos e máquinas da Capital do Barroso, que foi o palco da quarta ronda do Campeonato de Portugal de Kartcross.

Um dos pilotos que esteve em destaque, foi o jovem piloto nelense, que desde cedo mostrou que estava focado em lutar pelo pódio, no Circuito Internacional de Montalegre e que contou ainda com a presença de Ricardo Teodósio, atual Campeão Nacional de Ralis em título, no seu paddock.

Não fosse a penalização de três segundos aplica na qualificação um, fruto da transposição da linha de acesso à Joker Lap, o piloto da NelaSport teria feito o pleno de vitórias nas três corridas de qualificação, ao longo do fim de semana.

Partindo na segunda posição na grelha de partida para a Final, nunca deu o lugar por garantido, impondo um ritmo forte até ao cair da bandeira de xadrez, saindo de Montalegre com o 2º lugar na corrida.

“Apesar das altas temperaturas que se fizeram sentir ao longo do fim de semana, voltámos a impor um ritmo forte e demos tudo em pista. Saímos com mais um pódio e pontos importantes para sedimentar o segundo lugar do Campeonato, neste primeiro semestre. Agora temos a pausa de agosto, o que nos vai permitir pensar mais calmamente a segunda metade do Campeonato e acertar algumas decisões importantes com o resto da equipa”, refere Alexandre Borges.

Fotos: News_motor_sports

Paço dos Cunhas homenageia o Verão

O Paço dos Cunhas, restaurante de cozinha de autor e um dos ícones da vila de Santar, no Dão, lançou uma carta para a estação quente que homenageia tradições e costumes ancestrais da região, reinventando sabores e privilegiando a excelência dos produtos locais.

  Localizado numa propriedade senhorial do século XVII, na nobre vila de Santar, o restaurante Paço dos Cunhas é um ícone da cultura gastronómica da região Dão-Lafões, no distrito de Viseu. Fazendo jus à sua reputação de espaço de fine dining, o Chef Henrique Ferreira e a sua equipa desenharam uma carta para o verão que homenageia a cozinha beirã e as tradições de Santar, numa reinterpretação da cozinha tradicional portuguesa que resulta em pratos surpreendentes, onde o passado e o presente se cruzam de forma inesperada.

Quisemos homenagear as gentes e tradições de Santar, reinterpretando alguns dos clássicos da cozinha portuguesa, assim como do receituário regional, respeitando os produtos e ingredientes locais e próprios da estação, como é o caso do tomate coração de boi, o feijão verde, as nêsperas e mesmo as violetas, tão típicas nesta época. Mais do que apenas uma experiência enogastronómica, queremos que a visita ao Paço dos Cunhas seja uma viagem pelos sabores e pelas histórias guardadas ao longo do tempo nesta vila única”, afirma o Chef Henrique Ferreira, responsável pela cozinha deste emblemático espaço de gastronomia no coração do Dão.

A escolhas começam nas entradas, onde se destacam as homenagens a pratos tradicionais desta época, com reinvenções das estivais “Sardinhas Assadas com Pimentos”, dos “Peixinhos da Horta” ou da “Bifana no Pão”, tributos aos petiscos típicos dos convívios populares de verão.  No peixe, salta à vista a “Massa Fresca de Lingueirão à Bolhão Pato”, o “Arroz Caldoso de Polvo”, ou a “Caldeirada de Peixes da Nossa Costa”. O trabalho de reinvenção das receitas ancestrais está presente também na carne, onde se salientam pratos que revivem sabores antigos como o “Frango do Campo de Fricassé”, a “Barriga de Porco com Beterraba e Couve” ou o “Bife de Cebolada”.

As sobremesas respeitam o receituário português, contando histórias muito próprias, como o “Ananás, Violetas e Moscatel”, onde a fruta dos Açores é trabalhada com o moscatel e finalizada com um crocante de violetas, a relembrar as cores e aromas das ruas de Santar no verão; o “Creme Queimado de Nêspera e Chocolate”, com as nêsperas apanhadas no quintal; ou a “Rabanada de Sopa Dourada”, inspirada num clássico da doçaria portuguesa.

São muitas mais as opções, quer à carta, quer em três menus de degustação propostos pelo Chef: o menu “Origens” (27,50€, ou 36,50€ com harmonização), o menu “Santar” (35,00€, ou 50,00€) e o menu “Do Chef” (57,50€, ou 82,50€). Os menus de degustação têm a opção de harmonização com os melhores vinhos do portfolio da 1990 Premium Wines, das marcas Casa de Santar, Vinha dos Amores, Encontro ou Saturno, cuja seleção pode ser aconselhada pelo escanção e chefe de sala, André João.

Por último, uma referência à famosa “Broa de Milho” que é oferecida no início da refeição, amassada e cozida na cozinho do Paço dos Cunhas. Conta a história que, em tempos antigos, à massa que sobrava acrescentava-se canela e açúcar e faziam-se broas doces para as crianças no regresso da escola – a mesma “Broa Doce” que também está presente no cardápio, a acompanhar o café, assim como as “Farturas da Feira de S. Mateus” e as “Cavacas de Resende”, em versões aqui reinventadas.

 O Paço dos Cunhas é um dos nossos espaços de enoturismo mais carismáticos, onde aliamos o fine dining aos nossos vinhos de terroir, produzidos nas vinhas do Dão, da Bairrada e do Alentejo. A nova carta, elaborada pelos Chefs Henrique Ferreira e Alberto Correia, vem tornar as nossas experiências enogastronómicas ainda mais exclusivas e especiais”, refere Vítor Castanheira, CEO da 1990 Premium Wines, empresa detentora do Paço dos Cunhas.

A nova carta do restaurante Paço dos Cunhas estará disponível até ao próximo mês de outubro e as reservas podem ser feitas através do telefone 232 945 452 ou do email reservas.santar@1990.pt. O restaurante do Paço dos Cunhas abre de terça a quinta-feira para almoço, das 12h00 às 15h00; sextas e sábados, almoço e jantar, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 22h00; e domingos para almoço, das 12h00 às 16h00.

AF Viseu- Divisão de honra com 20 clubes e duas séries

Teve lugar recentemente, uma reunião entre a Associação de Futebol de Viseu e os 20 clubes filiados que irão participar na Divisão de Honra na Época 2022/2023.

Na reunião que decorreu no Auditório Carlos Costa, debateram-se assuntos de interesse dos clubes e foi apresentado o formato competitivo da Divisão de Honra, que vai iniciar a 18 de setembro.

Assim os 20 clubes serão distribuídos por 2 séries (norte e sul). Os quatro primeiros classificados de cada série apuram-se para a fase de subida (8 clubes) e os restantes seis clubes de cada série disputarão a fase de permanência (12 clubes). Descem 3 clubes à 1ª Divisão Distrital.
O campeonato da Divisão e Honra terá início a 18 de setembro e o final a 14 de maio.
Por definir (em virtude do processo disciplinar instaurado ao CF Carregal do Sal) estão os clubes que irão integrar as duas séries, sendo que será realizada a distribuição geográfica.
Por último, os clubes decidiram escolher o modelo competitivo adotado em 21/22 para a Taça Sócios de Mérito.
fotos:AFV

Mangualde recebe espetáculo ALTO

O espetáculo ALTO! é uma iniciativa da Alto Mondego’ Rede Cultural e tem no próximo no dia 1 de julho (sexta feira), pelas 21h30, no Largo Dr. Couto, em Mangualde.
O adro da Igreja é o lugar de todos os encontros. Nos domingos de missa, é um corrupio de maledicência e inveja a entrar e de Fé e boa vontade a sair. Parece milagre!
Nos sábados de feira, vinho, azeite, lã e queijo encontram-se em bancas improvisadas pelos homens e mulheres que os acarinham nas mãos, nos pés e no peito. Trocam-se histórias, experiências, cochichos e memórias. Às vezes, picardias também, porque “a ovelha da vizinha não pode ser melhor que a minha”.

Ler Mais »

Kartcross-Alexandre Borges foi 5º em Lousada

Foi o resultado possível em Lousada

Depois de duas vitórias consecutivas em 2021, o quinto lugar final, nesta quarta ronda do Campeonato de Portugal de Kartcross, em Lousada, ficou aquém das expetativas da equipa NelaSport.
Apesar de ter começado o fim de semana com o pé direito, amealhando a volta mais rápida nos treinos cronometrados e a vitória à geral na corrida de qualificação 2, a desistência forçada, quando liderada a Q3, fruto de um ligeiro toque na passagem pela Joker, condicionou irremediavelmente o resultado na Final.
“Não era este o resultado que pretendíamos, mas foi o possível. A desistência
na Q3, fez-nos cair para a terceira linha da grelha de partida para a Final. Após este
momento, tive consciência que seria impossível atingir os objetivos traçados, até
porque a Costilha é uma pista muito rápida, o que dificulta ainda mais as
ultrapassagens. Foi uma corrida final a procurar minimizar o prejuízo, mas arrancando
no meio do pelotão, só foi possível recuperar até ao 5º lugar final. Foi pena, porque
estava rápido e poderia discutir os lugares do pódio, mas as corridas por vezes têm
estes contratempos”, acrescenta Alexandre Borges.
Sem “tempo para respirar”, a equipa marcará presença já no próximo fim de
semana de 2 e 3 de julho, no Guarda Racing Days, evento a cargo do Clube Escape
Livre, onde depois da ausência por motivos profissionais em 2021, Alexandre Borges
procurará renovar a vitória de 2019.

Contracanto estreou musical nos municípios do Alto Mondego

No “Alto” há uma história para contar pela voz dos que cá moram

“Alto” é a nova proposta comunitária do Alto Mondego’ Rede Cultural. Um musical criado pela Contracanto Associação Cultural com um elenco de luxo que junta 35 elementos da comunidade de Nelas, Mangualde, Gouveia e Fornos de Algodres. “Alto” conta as histórias do quotidiano e do que une os 4 concelhos. Uma homenagem às tradições, costumes e ao que de mais autêntico têm em comum. Quem passar pelo Alto Mondego neste verão tem, assim, uma experiência única para viver. A estreia foi na passada sexta-feira, 24 de junho. No total são 4 apresentações, uma em cada município. Ler Mais »

Lapa do Lobo, aldeia cultural

A Fundação Lapa do Lobo, a Contracanto Associação Cultural e a Junta de Freguesia da Lapa do Lobo, com o apoio dos Municípios de Nelas e de Carregal do Sal, promovem a 2ª edição da Aldeia Cultural, será nos dias 22, 23 e 24 de julho.

Será um fim-de-semana cultural na aldeia, com o objetivo de estimular nas pessoas o prazer e o usufruto de eventos do foro cultural, tendo como pano de fundo a identidade local e o sentimento de pertença a uma região singular.

Entre exposições, concertos, cinema, canto, magia, teatro, oficinas, feira de antiguidades, jogos tradicionais e muito mais, os visitantes podem desfrutar de uma oferta cultural diferenciada e para todas as idades.

Alunos visitaram Exposição Itinerante de Temática Ambiental “Ideia com Futuro . Reciclar no Planalto Beirão”

Os Alunos do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim visitaram Exposição Itinerante de Temática Ambiental “Ideia com Futuro . Reciclar no Planalto Beirão”
De 13 a 17 junho 2022, Canas de Senhorim recebeu a Exposição Itinerante “Ideia com Futuro . Reciclar no Planalto Beirão”, permitindo aos alunos que frequentam os Jardins de Infância e 1º CEB do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim, explorarem a temática da Economia Circular de forma lúdica e pedagógica, através de equipamentos multimédia, apresentações, vídeos e jogos.
Esta exposição, promovida pela Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão, na qualidade de Entidade Gestora de Resíduos Urbanos, procura sensibilizar também para a gestão dos resíduos urbanos e reforçar a importância da separação dos resíduos de embalagem, para que possam ser reciclados e transformados em matéria-prima para novos produtos.

Plásticos do Dão (Nelas) e Lactoceleiro (Fornos de Algodres) entre as 91 empresas Gazela

São 91 empresas Gazela repartidas por 46 municípios, sendo os concelhos de Leiria (10) e Coimbra (seis) os que têm um maior número, seguidos de Aveiro, Ovar, Torres Vedras e Viseu (com cinco empresas cada). Empregam 3.875 pessoas e geram um volume de negócios de 914 milhões de euros e 571 milhões de euros de exportações. Conclusões do último estudo efetuado pela CCDR Centro sobre as empresas Gazela existentes na região Centro em 2021, com base em informação económica disponível para 2020.

Na zona das Beiras e Serra da Estrelas são cinco empresas e de Viseu Dão e Lafões são 11 empresas.

Destacamos a Plásticos do Dão (Nelas) e Lactoceleiro (Fornos de Algodres).

Foram 12 projetos premiados no Concurso Final do Projeto de Educação Financeira “No Poupar Está o Ganho”

Decorreu no Centro Cultural de Carregal do Sal, numa organização da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões,  a sessão de Entrega de Prémios do Concurso Final do Projeto de Educação Financeira “No Poupar Está o Ganho”.

Esta sessão, entre outros, contou com as intervenções do Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, do Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Paulo Catalino, e da Diretora Executiva da Fundação Cupertino de Miranda, Inês Abreu.

Neste projeto, participaram mais de 170 turmas, dos 3º ao 6º anos, dos municípios da CIM Viseu Dão Lafões e, neste momento de encerramento de ano letivo, os(as) alunos(as) foram desafiados(as) a apresentar um trabalho final onde demonstrassem os conhecimentos e as competências adquiridas ao longo do ano, no que respeita à literacia financeira.

Neste evento, Viseu Dão Lafões, viu premiados um total de 12 projetos, da autoria dos projetos dos alunos do 3.º e 4.º anos da Escola Básica de Farejinhas (Castro Daire), dos alunos do 3.º e 4.º anos da Escola Básica de Moimenta do Dão (Mangualde), dos alunos do 4.º A da Escola Básica de Nelas, dos alunos do 3.º A da Escola Básica de Sátão, dos alunos do 4.º D da Escola Básica de Fragosela de Cima (Viseu), dos alunos do 6.º B da Escola Básica de Carregal do Sal, dos alunos do 6.º A da Escola Básica e Secundária Engenheiro Dionísio Augusto Cunha (Nelas), dos alunos do 5.º C da Escola Básica de Ínsua (Penalva do Castelo), dos alunos do 6.º A da Escola Básica de Santa Comba Dão, dos alunos do 6.º A da Escola Básica de Santa Cruz da Trapa (São Pedro do Sul), dos alunos do 5.º A da Escola Básica Ferreira Lapa (Sátão) e dos alunos do 6.º C da Escola Básica do Caramulo (Tondela).

Para o Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, “Em primeiro lugar, quero destacar o fantástico desempenho da nossa comunidade escolar neste concurso, bem como o seu envolvimento, ao longo do ano letivo, neste projeto de literacia financeira que fornece as ferramentas essenciais para um consumo responsável, para uma boa gestão dos orçamentos familiares. A nossa expectativa é que este projeto tenha um impacto positivo, a longo prazo, na vida dos nossos alunos”.

“A CIM, desde cedo, tem assumido um papel de relevo no fomento de inúmeros projetos educativos e pedagógicos, por todo o território. Estes projetos que, entre outros, abordam temas como o empreendedorismo, a literacia ambiental, as ciências experimentais, a robótica, ou ainda a saúde oral e a alimentação saudável, têm-se afirmado como uma mais-valia para os nossos jovens. Neste contexto, o “No Poupar Está o Ganho”, ao longo deste ano letivo, afirmou-se como mais uma aposta ganha“, concluiu o Secretário Executivo.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Paulo Catalino, “É importante dar os parabéns a todos os que se envolveram neste projeto, nos dias de hoje é de extrema importância envolver os nossos jovens numa temática tão importante como a poupança e a literacia financeira“.

Segundo a Administradora Executiva da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, Inês Abreu, “Este é um momento especial porque, graças à vontade da CIM em capacitar os seus alunos com ferramentas de literacia financeira, é a primeira vez que este projeto está na Região Centro”. 

“Este projeto tem-se afirmado como uma mais-valia para o território, na medida em que muito do nosso bem-estar depende da relação com o dinheiro e é este conhecimento que estamos a transmitir aos alunos de Viseu Dão Lafões“, acrescentou a Administradora Executiva.

fonte:CIM Viseu, Dão Lafões