Templates by BIGtheme NET
Início » Património

Património

Nicolás Peyre venceu Open de São Bartolomeu em Trancoso

Teve lugar, o torneio do Circuito Ergovisão com mais inscritos do ano, 20 jogadores (entre eles havia duas senhoras e dois jovens sub 16 anos) , trata-se do Open de São Bartolomeu em Trancoso realizado neste domingo. Nesta altura do ano encontram-se vários emigrantes e mesmo estrangeiros de passagem pela região por isso o nível do torneio foi mais elevado do que o normal no circuito distrital por isso houve jogos muito interessantes de ver. Nas meias-finais encontraram-se Luís Fonseca da Guarda e Remy Sebastian de França e na outra meia-final Rodrigo Magalhães do Sátão contra Nicolás Peyre de França. As meias-finais foram vencidas pelos jogadores franceses pelo que os dois disputaram a final deste Open numa final bem disputada mas em que o  Nicolás Peyre demostrou uma superioridade neste que já era o quarto jogo de cada jogador no dia, tendo então vencido por 2-0 o Remy Sebastian.
De seguida, a  vereadora do desporto do Município de Trancoso, Ana Couto, procedeu à entrega dos respectivos troféus aos 2 finalistas, e ainda agradeceu, em nome do Município, a participação de todos nomeadamente aos nossos emigrantes que habitualmente participam nos eventos em Trancoso.
O próximo torneio de  Circuito Ergovisão é já este fim de semana, 20 e 21/8/22 em Valhelhas no concelho da Guarda. Para mais informações sobre o ténis distrital,

GNR Guarda-Seia – Recuperação de material furtado

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia,  constituiu arguidos dois homens de 18 e 19 anos e recuperou vário material furtado, no concelho de Seia.

No âmbito de uma denúncia a informar que teria ocorrido um furto numa quinta, os militares da Guarda de imediato iniciaram diligências policiais, que permitiram localizar os suspeitos e proceder à recuperação do material furtado, no valor estimado de 3 mil euros, destacando-se:

  • Três marcadores de paintball;
  • Duas máscaras de proteção;
  • Dois coletes;
  • 10 garrafas de CO2;
  • Três sacos de “munições” de paintball;
  • Uma guitarra.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Seia.

GNR-Operação “ROADPOL – SPEED” na estrada

A Guarda Nacional Republicana (GNR), realiza entre os dias 8 e 14 de agosto realiza uma operação de fiscalização rodoviária direcionada para controlo de velocidade, em todo o território nacional continental, orientando as ações de fiscalização para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifique uma maior sinistralidade e infração aos limites de velocidade. Com esta ação, pretende-se também sensibilizar a sociedade, para a importância da adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores, tendo em vista a promoção da segurança rodoviária e a salvaguarda de vidas humanas.

A RoadPol é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e a aplicação da lei nas estradas. Estas operações, de âmbito europeu, têm como principal finalidade a criação de um ambiente rodoviário mais seguro através de uma intervenção simultânea sobre as principais causas de acidentes, procurando desta forma influenciar positivamente os condutores, levando-os a adotarem comportamentos que privilegiem uma condução segura em detrimento de comportamentos de risco, como o excesso de velocidade.

Em 2021 a GNR registou um total de 69.186 acidentes de viação, sendo que destes, pelo menos, 3.564 acidentes tiveram como a sua principal causa a velocidade excessiva ou o excesso de velocidade. Relativamente à fiscalização da velocidade foram no ano transato registadas 142.721 infrações.

Guia de Restaurantes Seleção Gastronomia e Vinhos 2022’ com mais 39 novos estabelecimentos

O ‘Guia de Restaurantes Seleção Gastronomia e Vinhos 2022 da região de Coimbra’ passa agora a integrar um total de 116 estabelecimentos qualificados, com a adesão de 39 novos restaurantes. A cerimónia de apresentação da mais recente edição do Guia realizou-se na sexta-feira, dia 5 de agosto, na Mealhada, com a presença de Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, numa iniciativa conjunta da CIM Região de Coimbra, AHRESP e Turismo de Portugal.

Jorge Loureiro, vice-presidente da AHRESP, sublinhou a importância deste projeto para a associação: “O Seleção Gastronomia e Vinhos pretende criar uma rede nacional de restaurantes que adote o receituário tradicional português, que utilizem preferencialmente produtos portugueses e regionais, cumpram as melhores práticas e ofereçam qualidade de serviço irrepreensível”.

A implementação do Programa SELEÇÃO Gastronomia e Vinhos constitui um instrumento determinante na orientação e defesa das expetativas dos consumidores, nomeadamente de todos os turistas, mas também suporta a promoção dos próprios estabelecimentos, ao representar um indicador público, independente, de que os referidos estabelecimentos reúnem condições especiais que os distinguem no conjunto do setor.

Até ao final do ano, pretende-se que este programa inclua cerca de 400 restaurantes, estando já a ser desenvolvido pela AHRESP um outro projeto desta vez destinado aos vinhos – o programa BEST WINE SELECTION. O objetivo é dignificar e promover os vinhos portugueses, em particular a oferta vinícola da região.

Helena Pinto Gonçalves apresentou livro sobre Serra da Estrela no CISE

Teve lugar a apresentação no CISE- Centro de Interpretação da Serra da Estrela, a obra que retrata a Expedição Científica à Serra da Estrela em 1881 , pela autora do livro, Helena Pinto Gonçalves.
Trata-se de uma aventura inédita realizada na época pela Sociedade de Geografia de Lisboa,
“Uma Viagem ao Cume do Conhecimento – A Expedição Científica à Serra da Estrela em 1881” é uma edição do Município de Seia e pode ser adquirida no CISE e no Posto de Turismo de Seia.

Rendas sobem mais de 60% nos distritos de Faro, Castelo Branco e Guarda, face ao período homólogo

No geral, as rendas estão 30% mais caras em julho, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Arrendamento mantém-se estável face ao mês anterior, mas encarece cerca de 300€ em relação aos preços médios de renda anunciados em julho de 2021.

Principais conclusões:

ARRENDAMENTO

  • O valor dos imóveis para arrendar sobe ligeiramente +2,17% em julho, em relação ao mês anterior, passando de 1.289€ para 1.317€. Em julho do ano anterior, a renda média fixava-se em 1.012€, o que representa um aumento de +30,14% (cerca de 300 euros mais cara).

Distritos em destaque:

  • O distrito com o maior aumento do valor médio de renda em julho, face a junho, foi Vila Real (+18,7%), subindo de 369€ para 438€. A renda média também aumentou de forma mais significativa em Castelo Branco (+8,73%), onde subiu de 630€ para 685€.
  • Por outro lado, os distritos que registaram maior quebra da renda média, face ao mês anterior, foram Beja (-18,83%), que desce de 887€ para 720€, Évora (-15,38%), que desce de 910€ para 770€, e Bragança (-13,37%), passando de 591€ para 512€.
  • Em comparação com o período homólogo de 2021, a renda aumenta sobretudo em Faro (+68,63%), onde sobe de 851€ para 1.435€, Castelo Branco (+66,26%), onde sobe de 412€ para 685€, e na Guarda (+65,12%), onde sobe de 430€ para 710€.
  • O distrito com maior quebra do preço de renda face ao período homólogo é Vila Real (-15,93%), descendo de 521€ para 438€.
  • Portalegre (361€) e Vila Real (438€) foram os distritos mais baratos para arrendar em julho. Lisboa (1.618€), Faro (1.435€) e Porto (1.235€) mantêm-se os mais caros.

VENDA

  • O preço médio de venda anunciado aumentou ligeiramente (+2%) em julho, face a junho, passando de 393.542€ para 401.312€. Em comparação com o período homólogo de 2021, que registava um valor médio de venda de 371.880€, há um aumento de 7,9%, correspondente a 29 mil euros de encarecimento.

Distritos em destaque:

  • Évora é o distrito que regista o maior aumento do preço médio de venda face ao mês anterior (+13,5%), passando de 226.965€ para 257.679€.
  • No geral, todos os restantes distritos relevam estabilidade no preço médio de venda, em julho. As quebras, ainda que de forma ligeira, ocorreram em Coimbra (-0,7%) e na Guarda (-0,6%), onde os preços agora se fixam em 197.721€ e 107.018€, respetivamente.
  • A Região Autónoma da Madeira registou o maior aumento do preço de venda em julho, comparativamente ao mês homólogo de 2021 (+23%), passando de 364.603€ para 448.592€. Setúbal (+22%), Faro (+17,2%) e Braga (+15%) também registam aumentos relevantes.
  • Évora é o distrito com a maior quebra do preço médio de venda face ao mesmo mês de 2021 (-9,8%), descendo de 285.811€ para 257.679€. Seguem-se Portalegre (-5,5%) e Guarda (-5,4%) como os distritos com maior quebra do preço de venda no mesmo período.
  • Guarda (107.018€) e Portalegre (118.620€) foram os distritos mais baratos para comprar casa em julho. Os mais caros mantêm-se Lisboa (640.639€) e Faro (560.658€).

 

Fornos de Algodres Biodiversity Festival 2022 ao rubro

Fernando Rocha e The Heels sobem ao palco nesta noite de sábado

Está a decorrer na Praia Fluvial da Ponte de Juncais, na localidade de Fornos de Algodres, a edição de  Fornos de Algodres Biodiversity Festival 2022, com ambiente de Verão.

Na primeira noite, aconteceu o espetáculo Os Sons da Estrela”, mais um espetáculo inserido no Festival Cultural da Serra da Estrela, cultura em Rede da CIMBSE . Marcaram presença agentes da comunidade local.Trata-se da história de Rosa, uma menina criança, que desde sempre fora fascinada pela paisagem da sua aldeia. Apesar deste fascínio, Rosa conhece uma senhora que a faz admirar ainda mais toda a natureza ensinando-lhe que, para a viver inteiramente, precisa de tempo e, claro, amor. Numa aventura que enaltece lendas, costumes, cultura e gentes da região, este espetáculo musical procura envolver o público não só numa vertente de espetador, mas, também, participante, deixando-se levar pelas músicas bem conhecidas de todos.

Na segunda noite, subiu ao palco Marco Rodrigues que animou os muitos presentes neste ambiente tão natural, agora só mesmo quem esteve presente pode constatar a magia natural que este ambiente traz, em noites de verão com a brisa do Mondego a pairar e a refrescar a larga plateia presente neste espaço.

 

 

 

 

“Portugal Rowing Tour” 22 em Tábua

Remadores de sete países europeus vão descobrir o território do rio Mondego no próximo mês de agosto, durante a edição de 2022 do “Portugal Rowing Tour”. O Turismo Centro de Portugal e o Ginásio Clube Figueirense apresentaram hoje o evento, em conferência de imprensa realizada no Luna Hotel de Tábua.

O Portugal Rowing Tour é um evento anual de remo de lazer, organizado desde 2008 pelo Ginásio Clube Figueirense e apoiado pelo Turismo Centro de Portugal, e que atrai à região remadores de várias nacionalidades. Durante a sua estada, em unidades hoteleiras da região, os participantes, amigos e familiares aliam a prática do remo ao convívio e à descoberta do património natural, cultural e gastronómico da região onde os circuitos acontecem. Este evento segue um modelo com grande expansão na Europa, onde existem mais de dois milhões de praticantes, e do qual o Ginásio Figueirense e o Turismo Centro de Portugal foram precursores em Portugal.

Ao longo das suas edições, o Portugal Rowing Tour já explorou as águas dos rios Mondego, Zêzere, Douro e Tejo, além da Ria de Aveiro. O circuito de 2022 do Portugal Rowing Tour acontece de 11 a 14 de agosto e realiza-se novamente no Mondego, com a base logística a ser a cidade de Tábua.

Ao longo dos quatro dias, os participantes vão realizar quatro etapas, sempre na albufeira da barragem da Aguieira: São João de Areias – Sra. da Ribeira; Sra. da Ribeira – Santa Comba Dão; Santa Comba Dão – Chão do Vento; e Chão do Vento – Montebelo Aguieira Lake Resort. No total, os remadores – belgas, franceses, holandeses, ingleses, irlandeses, luxemburgueses e suecos – remarão cerca de 50 quilómetros nos concelhos de Tábua, Mortágua e Santa Comba Dão.

A conferência de imprensa contou com intervenções de Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, Joaquim de Sousa, presidente da Assembleia Geral do Ginásio Clube Figueirense, Artur Silva, da equipa de apoio ao Portugal Rowing Tour, e António Oliveira e David Pinto, respetivamente vice-presidente e vereador da Câmara Municipal de Tábua.

Na ocasião, Pedro Machado destacou a importância de eventos como o Portugal Rowing Tour para o Centro de Portugal. “Os territórios como aqueles onde se vai realizar este Rowing Tour são hoje uma aposta clara da procura turística no Centro de Portugal. Os visitantes procuram estes territórios porque aqui têm segurança, têm espaço, têm natureza, têm ar livre. É uma tendência que aumentou com a pandemia e que veio para ficar. Por isso, eventos como este, que se disseminam por vários municípios, são muito bem-vindos à região. O combate às assimetrias regionais faz-se praticando e este é um bom exemplo”, justificou.

Pedro Machado destacou ainda a capacidade de “internacionalização” deste evento e o facto de se inserir na estratégia do Turismo de Portugal: “A partir de 2022, o país está a trabalhar novos segmentos de oferta de produtos turísticos. É o caso do turismo desportivo, que se está a posicionar na oferta de Portugal nos mercados internacionais. Assim, o Rowing Tour contribui para aumentar o leque de oferta do Centro de Portugal a esse nível”.

Por parte do Ginásio Clube Figueirense, Joaquim de Sousa recordou que este evento acontece na região graças ao apoio do Turismo Centro de Portugal, que vem já desde 2008, e sublinhou o grande potencial das atividades náuticas de lazer. “Em Portugal, não há mais nenhum clube que se dedique a isto, mas na Europa, nomeadamente em França, Alemanha, Holanda e Inglaterra, este tipo de realizações é frequentíssimo, atraindo milhares de participantes. É um segmento de mercado que tem larguíssimas potencialidades, porque se estende a outros setores da oferta turística”, frisou.

O vereador David Pinto enalteceu a escolha de Tábua para ser o centro nevrálgico deste evento, o qual “se insere na estratégia de promoção do concelho de Tábua, aproveitando os recursos naturais, como os rios Alva e o Mondego, que oferecem excelentes capacidades para a prática de desportos náuticos”. “Toda esta oferta é complementada na perfeição com a nossa gastronomia, os vinhos do Dão e os Queijos da Serra da região. Tenho a certeza de que os participantes vão gostar e vão querer regressar a Tábua”, disse. António Oliveira reforçou a ideia, lembrando que o concelho de Tábua é todo ele banhado pelos rios Mondego e Alva, pelo que o Rowing Tour faz todo o sentido acontecer neste território.

Assinatura do Contrato de Financiamento em Celorico da Beira

Vai ter lugar , no próximo dia 29 de julho, pelas 10H00, na Cerimónia de Assinatura do Contrato de Financiamento, a celebrar entre a DGAL – Direção Geral das autarquias Locais, a CCDRC – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro- e a Fábrica da Igreja Paroquial de Vide-Entre-Vinhas, com a presença do Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel.

Encontro Gastronómico Amador de Abrunhosa-a-Velha no início de agosto

Vai ter lugar no próximo dia 6 de agosto (sábado), pelas 17 horas, a sétima edição do Encontro Gastronómico Amador de Abrunhosa-a-Velha, no centro da aldeia. O evento contará com a participação de cozinheiros amadores que darão destaque à gastronomia tradicional do concelho de Mangualde, desde a Sopa de Barbo da “Cozinha das Marchas Populares de Abrunhosa-a-Velha”, a Feijoada à Abrunhosense da “Cozinha do Estrela Mondego Futebol Clube”, o Rancho à Moda de Abrunhosa da “Cozinha da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha”, os Rojões à Vila Mendo da “Cozinha do Centro Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares” e as Pataniscas com Arroz de Tomate da “Cozinha do Centro Social e Paroquial de Abrunhosa-a-Velha”.

Os visitantes poderão comprar o kit no local e assim provar os pratos que, certamente, farão as delícias de todos, bem como, desfrutar de muita animação.

O Encontro é da organização da Junta de Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e da Câmara Municipal de Mangualde e conta com o apoio das Marchas Populares de Abrunhosa-a-Velha, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Centro Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, do Centro Social e Paroquial de Abrunhosa-a-Velha e do Estrela do Mondego Futebol Clube.