Templates by BIGtheme NET
Início » Penalva do Castelo

Penalva do Castelo

Artigo de opinião- Saúde-O privilégio de envelhecer – as dicas de que todos precisamos

Homens e mulheres não lidam de igual forma com os primeiros sinais de envelhecimento, mas são cada vez mais as pessoas que encaram com naturalidade esta nova fase e desfrutam em pleno de tudo aquilo que ainda têm para viver.

Mais do que nunca, o envelhecimento é encarado como um momento cheio de potencial, em que o bem-estar é essencial para que esta fase possa ser vivida em pleno. Homens e mulheres envelhecem de forma distinta e os desafios que enfrentam neste momento da vida são também diferentes, pelo que saber mais sobre esta fase pode ajudar a vivê-la da melhor forma.

Longe de provocar anseios constantes e de significar o fim de uma vida ativa como acontecia no passado, a menopausa é hoje encarada pelas mulheres como uma etapa natural da vida, com a qual se habituaram a conviver sem receios nem pudores. Conscientes de que esta fase pressupõe algumas alterações fisiológicas, as mulheres mantêm-se atentas aos sinais do corpo e munem-se de estratégias para minimizar os impactos da menopausa. No entanto, encarar a menopausa com naturalidade pode constituir a melhor estratégia de sempre.

A menopausa está associada ao fim do período menstrual da mulher e pode ocorrer repentina ou progressivamente. Em algumas mulheres, a menstruação aparece espaçadamente até desaparecer por completo, noutras chega a aparecer 2 vezes no mesmo mês ou simplesmente desaparece de uma só vez para não mais voltar. Com a menopausa, a função ovárica é suprimida e a produção de estrogénios reduzida, subindo a produção de progesterona. Em todos os casos, o procedimento mais adequado pressupõe a consulta do ginecologista, que analisará o historial clínico da mulher e definirá o melhor caminho a seguir tendo em vista a minimização dos sintomas que a mulher poderá sentir na menopausa. Os afrontamentos são o sintoma mais tradicionalmente associado à menopausa e afetam as mulheres sobretudo nos primeiros anos de diminuição do período menstrual. Além dos afrontamentos, muitas mulheres relatam mudanças bruscas de humor, distúrbios do sono e aumento de peso, entre outros sintomas.

Ler Mais »

Projeto de Teleassistência a Pessoas Vulneráveis em Penalva do Castelo

Recentemente foi assinado entre o Município de Penalva do Castelo e a Guarda Nacional Republicana (GNR) , um protocolo de cooperação, no âmbito do projeto eGuard, uma iniciativa de Teleassistência a Pessoas Vulneráveis. Este projeto consiste na disponibilização de um dispositivo de pequenas dimensões aos munícipes que se encontrem numa situação de dependência, incapacidade, isolamento ou sem retaguarda familiar, particularmente idosos. Adequado para usar ao pescoço, o dispositivo dispõe de apenas um botão que após pressionado cerca de 3 segundos estabelece uma chamada para a Sala de Situação do Comando Territorial de Viseu, monitorizada em permanência, sendo posteriormente acionados os meios de socorro adequados à situação. Caso os dispositivos se mantenham inativos 12 horas, os militares tomam a iniciativa de contactar os idosos sinalizados, sendo que todos eles, independentemente de terem tido a necessidade de recorrer ou não ao serviço, serão visitados duas vezes por mês. Este mecanismo, cuja componente técnica é assegurada pela Agência de Desenvolvimento para a Sociedade de Informação e do Conhecimento (ADSI), pode ser utilizado numa situação de perigo, queda ou doença súbita e é facultado ao munícipe de forma gratuita, tendo cada equipamento um custo mensal a suportar pelo Município. Francisco Carvalho, presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo referiu que da parte do Município todos os esforços serão feitos para melhorar a qualidade de vida dos idosos, esperando que o projeto corresponda aos anseios dos mesmos e contribua para o seu bem-estar, bem como para um concelho, um distrito e um país melhores. Por seu lado, o comandante do Comando Territorial de Viseu, Coronel Vítor Assunção, congratulou o Município de Penalva do Castelo pela adesão ao projeto, tendo referido que este é um serviço público em prol dos cidadãos mais isolados que complementa a ação do Município e que contribuirá para o aumento da qualidade de vida, da saúde, da tranquilidade e da autonomia dos seus beneficiários e, consequentemente para manter as pessoas nas suas residências e retardar a eventual institucionalização.

AF Viseu- Divisão de honra com 20 clubes e duas séries

Teve lugar recentemente, uma reunião entre a Associação de Futebol de Viseu e os 20 clubes filiados que irão participar na Divisão de Honra na Época 2022/2023.

Na reunião que decorreu no Auditório Carlos Costa, debateram-se assuntos de interesse dos clubes e foi apresentado o formato competitivo da Divisão de Honra, que vai iniciar a 18 de setembro.

Assim os 20 clubes serão distribuídos por 2 séries (norte e sul). Os quatro primeiros classificados de cada série apuram-se para a fase de subida (8 clubes) e os restantes seis clubes de cada série disputarão a fase de permanência (12 clubes). Descem 3 clubes à 1ª Divisão Distrital.
O campeonato da Divisão e Honra terá início a 18 de setembro e o final a 14 de maio.
Por definir (em virtude do processo disciplinar instaurado ao CF Carregal do Sal) estão os clubes que irão integrar as duas séries, sendo que será realizada a distribuição geográfica.
Por último, os clubes decidiram escolher o modelo competitivo adotado em 21/22 para a Taça Sócios de Mérito.
fotos:AFV

AF Viseu-Orlando Pinto é o novo Treinador Principal do Sezurense

A nova temporada já ta a mexer e na AF Viseu, Orlando Pinto é o novo Treinador Principal da turma do Sezurense, a militar na 1ªDivisão
O jovem treinador de 26 anos, que fez parte da equipa técnica na época transata, assume agora o comando técnico da  equipa.
Orlando Pinto, natural de Resende, é treinador UEFA B. Já passou por várias equipas técnicas nos campeonatos nacionais tais como SC Penalva do Castelo, Lusitano FC e CD Gouveia.
Em breve, será avançado o plantel aos poucos.

Lopes da Silva- AF Guarda venceu e AF Viseu empatou

O Torneio Lopes da Silva entrou na fase final,  a AF Guarda venceu pela primeira vez, desta vez frente a AF Bragança por duas bolas a zero e a AF Viseu empatou aqui ficam os resultados todos desta quarta-feira:

Liga Platina:
Lisboa 1-0 Porto – Série A, Braga 2-0 Aveiro  – Série B

Liga Ouro:
Santarém 2-1 Algarve  – Série C
Viseu 0-0 Beja– Série D

Liga Prata:
Évora 0-0 Viana do Castelo  – Série E
Portalegre 2-0 Vila Real – Série F

Liga Bronze:
Horta 0-4 Castelo Branco

Bragança 0-2 Guarda

foto:AFG

Penalva do Castelo acolheu projeto Craft Turismo Criativo

Decorreu no salão da Loja de Cidadão, no âmbito do projeto Craft Turismo Criativo  na oficina de artesanato de cestaria, bracejo/junça e junco.
Após as boas vindas e contextualização do projeto pelo Dr. Emanuel Ribeiro (coordenador do projeto – Associação de Desenvolvimento do Dão) e representantes da empresa Opium (empresa que se encontra a implementar o projeto) deu-se início aos trabalhos.
Cada artesão fez uma breve apresentação e demonstração de técnicas e materiais naturais utilizados. Posteriormente os participantes tiveram a oportunidade de experimentar várias técnicas artesanais através da orientação e mestria dos artesãos presentes.
Num processo de cocriação, artesãos e participantes, foram desafiados a proporem novos produtos criativos, com objetivo de reinterpretar matérias primas tradicionais e desenvolver novas abordagens estéticas e modos de aplicação das mesmas.
Como resultado desta oficina de cocriação será apresentado, posteriormente, um protótipo de um produto artesanal original (com recurso a estas matérias naturais).
O Senhor Presidente da Câmara, Francisco Carvalho, também marcou presença. Agradeceu a participação de todos, enalteceu o trabalho dos artesãos e realçou o mérito e pertinência do projeto.
Promovido pela Associação de Desenvolvimento do Dão (ADD) em parceria com os seus municípios associados e com a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, é um projeto piloto para a promoção do turismo criativo ligado ao artesanato e saber-fazer do território e comunidades de Aguiar da Beira, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo e Sátão.

Foram 12 projetos premiados no Concurso Final do Projeto de Educação Financeira “No Poupar Está o Ganho”

Decorreu no Centro Cultural de Carregal do Sal, numa organização da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões,  a sessão de Entrega de Prémios do Concurso Final do Projeto de Educação Financeira “No Poupar Está o Ganho”.

Esta sessão, entre outros, contou com as intervenções do Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, do Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Paulo Catalino, e da Diretora Executiva da Fundação Cupertino de Miranda, Inês Abreu.

Neste projeto, participaram mais de 170 turmas, dos 3º ao 6º anos, dos municípios da CIM Viseu Dão Lafões e, neste momento de encerramento de ano letivo, os(as) alunos(as) foram desafiados(as) a apresentar um trabalho final onde demonstrassem os conhecimentos e as competências adquiridas ao longo do ano, no que respeita à literacia financeira.

Neste evento, Viseu Dão Lafões, viu premiados um total de 12 projetos, da autoria dos projetos dos alunos do 3.º e 4.º anos da Escola Básica de Farejinhas (Castro Daire), dos alunos do 3.º e 4.º anos da Escola Básica de Moimenta do Dão (Mangualde), dos alunos do 4.º A da Escola Básica de Nelas, dos alunos do 3.º A da Escola Básica de Sátão, dos alunos do 4.º D da Escola Básica de Fragosela de Cima (Viseu), dos alunos do 6.º B da Escola Básica de Carregal do Sal, dos alunos do 6.º A da Escola Básica e Secundária Engenheiro Dionísio Augusto Cunha (Nelas), dos alunos do 5.º C da Escola Básica de Ínsua (Penalva do Castelo), dos alunos do 6.º A da Escola Básica de Santa Comba Dão, dos alunos do 6.º A da Escola Básica de Santa Cruz da Trapa (São Pedro do Sul), dos alunos do 5.º A da Escola Básica Ferreira Lapa (Sátão) e dos alunos do 6.º C da Escola Básica do Caramulo (Tondela).

Para o Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, “Em primeiro lugar, quero destacar o fantástico desempenho da nossa comunidade escolar neste concurso, bem como o seu envolvimento, ao longo do ano letivo, neste projeto de literacia financeira que fornece as ferramentas essenciais para um consumo responsável, para uma boa gestão dos orçamentos familiares. A nossa expectativa é que este projeto tenha um impacto positivo, a longo prazo, na vida dos nossos alunos”.

“A CIM, desde cedo, tem assumido um papel de relevo no fomento de inúmeros projetos educativos e pedagógicos, por todo o território. Estes projetos que, entre outros, abordam temas como o empreendedorismo, a literacia ambiental, as ciências experimentais, a robótica, ou ainda a saúde oral e a alimentação saudável, têm-se afirmado como uma mais-valia para os nossos jovens. Neste contexto, o “No Poupar Está o Ganho”, ao longo deste ano letivo, afirmou-se como mais uma aposta ganha“, concluiu o Secretário Executivo.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Paulo Catalino, “É importante dar os parabéns a todos os que se envolveram neste projeto, nos dias de hoje é de extrema importância envolver os nossos jovens numa temática tão importante como a poupança e a literacia financeira“.

Segundo a Administradora Executiva da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, Inês Abreu, “Este é um momento especial porque, graças à vontade da CIM em capacitar os seus alunos com ferramentas de literacia financeira, é a primeira vez que este projeto está na Região Centro”. 

“Este projeto tem-se afirmado como uma mais-valia para o território, na medida em que muito do nosso bem-estar depende da relação com o dinheiro e é este conhecimento que estamos a transmitir aos alunos de Viseu Dão Lafões“, acrescentou a Administradora Executiva.

fonte:CIM Viseu, Dão Lafões

Largas dezenas participantes na Rota dos Moinhos em Vila Cova do Covelo

Foi um dia de calor forte, mas lá se realizou a Rota dos Moinhos, numa parceria entre o Município de Penalva do Castelo, União das freguesias de Vila Cova do Covelo / Mareco, Associação Desportiva, Cultural e Recreativa de Vila Cova do Covelo e Centro Social Paroquial de Vila Cova do Covelo
A caminhada iniciou junto à igreja Matriz de Vila Cova do Covelo onde o Presidente da Junta de freguesia local, Celso Lopes, deu as boas vindas aos caminhantes e fez uma breve contextualização sobre o trajeto.
Ao longo dos 8 km foi possível apreciar belíssimas paisagens naturais, património molinológico, tradições e artesanato da freguesia.
Uma das tradições que esteve representada na lage junto à aldeia do carapito foi o “sacudir” da semente do centeio. O cultivo do centeio é uma das tradições da freguesia e no mês de agosto realiza-se a ceifa do centeio, um evento que contribui para manter viva esta tradição.
A principal novidade desta edição foi o passadiço sobre o rio carapito que deliciou e surpreendeu os participantes, pela singularidade da envolvência paisagística e beleza natural. Poucos metros à frente foi possível visitar um moinho de água e ouvir explicações acerca do seu funcionamento.
A meio do percurso, junto à frescura do rio, os participantes puderam degustar iguarias locais e assistir a uma pequena demonstração da arte do bracejo.
A manhã culminou com um agradável almoço convívio, na antiga escola primária de Vila Cova do Covelo.
Por:MPC

Debate da “Ética Desportiva” em Penalva do Castelo

Teve lugar um Seminário sob a iniciativa do SC Penalva do Castelo, com a temática principal em debate “Ética Desportiva” entre outras temáticas como:
– Ética e participação dos pais
– Estratégias para promover a participação dos pais no futebol infantil/juvenil
– A importância do Arbitro nos escalões de formação.
O evento realizado no Salão da loja do cidadão de Penalva do Castelo contou com os oradores:
– Vítor Santos (Embaixador do plano de Ética no desporto nacional)
– Carlos Agostinho (coordenador técnico das camadas jovens)
– Dylan Fernandes (árbitro nacional de futebol)
E teve como principal público alvo:
– Atletas da formação
– Pais
– Encarregados de Educação

PR2 Rota de Santiago / Caminho dos Galegos com centenas de participantes

Centenas de pessoas aproveitaram o sol e o bom tempo para participar, na PR2 Rota de Santiago / Caminho dos Galegos, que regressa após a interrupção da pandemia. Uma iniciativa do Agrupamento de Escolas de Penalva de Castelo e apoio do Municipio de diversas freguesias do concelho.

Assim o arranque em Mareco, num percurso muito interessante e se deliciar das maravilhas da Natureza, ainda oportunidade para diversos momentos da história das diversas freguesia e concelho penalvense.

Já o troço, é na zona sul do concelho de Penalva do Castelo que encontramos este rico troço de um dos muitos
Caminhos de Santiago distribuídos pelo país, em vale encaixado entre o Cabeço de Vela e a Serra da Lapeira.
As peregrinações e a fé nunca obedeceram aos limites impostos pelo Homem e por isso, no momento de
atravessar a ribeira de Ludares, transpõe também a linha invisível que o coloca no concelho de Mangualde.
Entre muros de granitos antigos, em bela simbiose com os musgos e os líquenes que, ao desgastá-los, os
tornam mais propriedade da Natureza que dos Homens, atravessa áreas humanizadas por séculos de atividades
agro-silvo-pastoris, aqui e ali ensombradas por pequenas matas de carvalhos, robustas oliveiras,
impressionantes giestas de tamanho arbóreo e silvas que, no verão, prometem compensar o esforço da caminhada com doces amoras silvestres.

fotos:Caminh´antas