Início » Pinhel (Pagina 10)

Pinhel

Pinhel- Orçamento para 2024 aprovado na ordem dos 24,5 milhões de euros

O Executivo da Câmara Municipal de Pinhel esteve reunido no passado dia 27 de novembro, tendo aprovado as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2024.

O Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, começou por dizer que “este orçamento é o mais baixo dos últimos anos”, acrescentando que é também “o mais rigoroso possível”.

Ainda assim, são vários os projetos estruturantes que integram as Grandes Opções para 2024 e que ficam apenas a aguardar oportunidade de candidatura aos programas comunitários que venham a surgir.

Aliás, a este propósito, o Presidente lembrou a reunião tida recentemente entre os Municípios que integram a Comunidade Inter-Municipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), a fim de analisar os projetos e investimentos que cada Município pretende executar e quais as possibilidades de financiamento
Resultado desta negociação entre municípios e CCDRC, Pinhel conseguiu garantir cerca de 5 milhões e 700 mil euros no âmbito do ITI – Investimento Territorial Integrado. “Um valor considerável que permitirá avançar com novos projetos e que faz com que os próximos tempos sejam de expetativa”, sublinhou o autarca.

Voltando à apresentação do Orçamento para 2024, o Presidente da Câmara sublinhou a importância de alguns investimentos, nomeadamente a aquisição de autocarros elétricos que permitam ao Município assegurar os transportes escolares, assim como a Estratégia Local de Habitação que prevê a aquisição e recuperação de edifícios a custos controlados para arrendamento. Ao todo, a autarquia prevê ficar com 49 fogos / habitações, num investimento que ronda os 5 milhões de euros.

Quanto aos eventos, o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel disse que 2024 será marcado pelo regresso da Feira Medieval, mantendo-se os restantes “grandes eventos” que, ainda assim, serão realizados com alguma contenção, nomeadamente em termos logísticos.

Apresentadas e discutidas as Grandes Opções que estiveram na base da elaboração do Orçamento para 2024, que contempla despesas e receitas na ordem dos 24,5 milhões de euros, o documento foi aprovado por maioria pelo Executivo Municipal, devendo agora ser sujeito a análise e votação por parte da Assembleia Municipal de Pinhel.

Por Municipio de Pinhel

Pinhel-Programação de cinema em dezembro

Aqui fica a programação de cinema agendada para o mês de dezembro, sendo os filmes exibidos no Cineteatro São Luís, em Pinhel, nos dias e horários abaixo indicados.

1 e 3 de dezembro, 21.30h
Five Nights at Freddy’s: O Filme
(Thriller / Terror – M14)

8 e 10 de dezembro, 21.30h
The Hunger Games: A Balada dos Pássaros e das Serpentes
(Ficção Científica / Aventura / Ação – M14)

15 e 17 de dezembro
Wish: O Poder dos Desejos (VP)
(Fantasia / Animação / Aventura – M6)
sexta-feira, dia 15, 21.30h
domingo, dia 17, 16.00h

22 e 23 de dezembro, 21.30h (excecionalmente sexta-feira e sábado)
Wonka
(Comédia / Fantasia – M6)
Nota: excecionalmente sexta-feira e sábado

29 e 30 de dezembro, 21.30h (excecionalmente sexta-feira e sábado)
Silent Night: Vingança Silenciosa
(Ação / Crime – M14)

Pinhel – Corrida São Silvestre Cidade Falcão

No último dia do ano, vai novamente cumprir-se a tradição,  na cidade de Pinhel, com a realização da Corrida São Silvestre Pinhel Cidade Falcão 2023.
A iniciativa é organizada pelo Município de Pinhel, com o apoio da Associação de Atletismo da Guarda e dos Serviços Sociais da Câmara Municipal de Pinhel, e terá início às 10 horas.
De referir que as inscrições já estão em curso, podendo ser efetuadas online, até o dia 27 de dezembro.
 Inscrições abertas / Informações aqui: https://www.cm-pinhel.pt/…/corrida-sao-silvestre…/

Conversa com o autor Carlos Pereira

                                                           “O melhor amigo que possamos ter também é um livro”

Depois de lançar mais um livro, fomos conversar com o autor Carlos Pereira, de Pinhel, que agradecemos a grande colaboração que nos tem dado, com os seus poemas que mensalmente todos vão desfrutando. Assim fomos saber um pouco mais desta nova publicação.

Magazine Serrano – Já tem um novo livro disponível para todos poderem ler, como surgiu a inspiração?

Carlos Pereira – Creio que a inspiração é um mecanismo que se gera durante vários anos na adolescência! Tive o privilégio de ter nascido numa aldeia onde as horas eram “medidas” pelo sol, onde a nossa liberdade era um bem precioso e a vida em comunidade era sã e prenhe de valores morais que nos foram incutidos desde muito cedo. O chilreio da passarada, o coaxar das rãs na ribeira e os animais domésticos que nos rodeavam contribuíram para este espírito sagaz, para esta vontade exacerbada de redigir no papel a paisagem que os meus olhos admiravam. Tenho que mencionar aqui também a minha professora primária, assim como todos os outros professores que me acompanharam no ensino secundário. Com dez anos de idade li um livro que “vagueava” em casa de meu avô com sonetos de Florbela Espanca. Despertou em mim um vulcão de sentimentos que criou um laço inquebrável entre mim e a poesia. Outro facto que não posso esquecer foi a possibilidade de ter lido centenas de livros na década de setenta que nos eram facultados pelas bibliotecas itinerantes que chegavam a todas as aldeias do nosso distrito.

 A nível do nome do livro deve ter um significado?

Sim! “Ecos Ensurdecidos” surge como um grito de revolta, uma vontade férrea de dar a conhecer as vivências das pessoas das nossas aldeias do interior profundo. Muitos desabafos que ficaram escondidos nas reentrâncias dos largos muros em granito das nossas casas térreas e mal abrigadas do frio, da chuva e do vento, e que eu trago à luz do dia para que todos vós, vos possais deliciar.

 Em traços gerais deixe um pouco do que se pode encontrar neste livro?

Mais uma vez, vos deixo um pouco de mim. Um pouco de mim e muito dos nossos antepassados. Textos a que eu gosto de chamar “retalhos de vida” e que continuam a retratar a vida das gentes “d’antanho” onde continuo a enaltecer esta ruralidade contagiante do nosso Portugal profundo. Por outro lado, os poemas, estados de alma, desabafos e contrariedades, muitos, bastante pessoais que eu queria divulgar para vos aproximar mais de mim neste mundo conturbado onde impera o individualismo e se vão perdendo os valores morais que outrora nos foram incutidos.

 

 Já editou outros livros, qual o que lhe deu mais trabalho?

Este é já o quarto livro, e só comecei a publicar em 2016. O que mais trabalho me deu foi talvez o primeiro “Retalhos da Tua… E da minha vida” com a chancela da Chiado Editora, agora Chiado Editorial. Talvez porque a experiência é a madre das coisas. Tive que pesquisar formatos, imaginar a capa, negociar com as editoras e dialogar sobre a melhor forma de expor as minhas experiências e contrariedades. Em boa hora me tornei parceiro desta Editora, pois nunca esquecerei a apresentação deste livro e o cineteatro de Pinhel a abarrotar de gente num domingo à tarde naquele dia quente de final de julho.

 No futuro, podemos esperar outras publicações?

Não posso prometer nada! Apenas informo que já tenho outro livro quase “alinhavado”. Este bichinho que é a escrita, uma vez que começa nunca termina, só acaba no final do caminho. Se conseguir uma proveitosa parceria e alguma colaboração de certas entidades, com certeza!

Que mensagem deixa a toda comunidade e leitores em geral?

Sejam participativos na sociedade em que vivemos. Leiam obras de grandes autores para que não sejam só as informações que “colhemos” nas redes sociais a moldarem o nosso espírito critico e a nossa forma de pensar. O melhor amigo que possamos ter também é um livro. A melhor forma de dominarmos uma língua é lermos. Quanto mais lemos melhor escrevemos. A libertação da mente e o desenvolvimento cognitivo está relacionado com a assimilação de muitos valores que nos são incutidos através da leitura. Saibam que a nossa emancipação depende muito da cultura que vamos assimilando muitas vezes por causa da informação escrita. Uma sociedade inculta não tem mecanismos para singrar!

 

Grande Rota 22 – Aldeias Históricas de Portugal ganha dimensão ibérica

A Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico (AHP – ADT) anunciou, no recente encontro da ERA (Associação Europeia de Caminhada), que promoveu no território, uma novidade para os amantes de caminhadas e de turismo de natureza: a GR22 passa a ter dimensão ibérica!

A GR22 contava com cerca 600 km de extensão, distribuídos por 20 municípios, num percurso circular que unia as 12 Aldeias Históricas de Portugal, caminhos históricos e natureza em estado puro. Agora, a aventura envolve também o país vizinho: juntam-se a esta rota 13 municípios da Deputação de Cáceres, acrescentando mais de 200 km de território espanhol e inúmeras povoações históricas, que vão surpreender os aventureiros e cerca de 80 km na ligação de Portugal à fronteira. A GR22 totaliza agora aproximadamente 900 km de percurso.

Agora, quem percorrer a GR22 vai passar não só pelas Aldeias Históricas de Portugal, âncoras deste percurso, como também lugares históricos em Espanha, tornando a experiência numa verdadeira vivência ibérica. São, no total, 111 localidades em Portugal e 36 em Espanha.

Além de se tornar uma aventura transfronteiriça, a GR22 ganha também em condições para os aventureiros, pois passa a dispor de um leque mais alargado de oferta e enriquecido pela sua diversidade.

A ampliação da GR22 para Espanha foi realizada ao abrigo do projeto POCTEP – Cooperação Transfronteiriça, graças ao qual foi possível a internacionalização de uma marca portuguesa para Espanha no domínio da mobilidade suave, nas modalidades de caminhada (walking) e bicicleta (cycling) da GR22. Tornando-se um projeto transfronteiriço, foi necessário adequar também o nome da marca: em vez de “GR22 – Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal”, passa a “GR22 – Aldeias Históricas”.

Sendo a GR22 – Aldeias Históricas um dos grandes ativos da AHP – ADT, foi assinado um protocolo com a Deputação de Cáceres que passa a legitimar este organismo no usufruto de uma marca das Aldeias Históricas de Portugal. A AHP – ADT também já avançou com os registos da marca em Espanha.

Por outro lado, o sistema de monitorização já existente na GR22 – Aldeias Históricas também foi melhorado, passando a estar mais alinhado com o racional estratégico da Rede dedicado à sustentabilidade, nomeadamente por via da introdução de painéis fotovoltaicos para alimentar os contadores que viabilizam a contagem do número de passagens de aventureiros a pé ou de bicicleta.

De recordar que a GR22 é a maior rota europeia para caminhadas com selo Leading Quality Trails – Best of Europe (LQT): a certificação foi entregue pela primeira vez às Aldeias Históricas de Portugal pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada) em 2019 e agora, no encontro que se realizou no início do mês, o selo foi renovado até 2025.

A European Ramblers Association é uma associação que certifica os melhores destinos de caminhada na Europa, segundo critérios como a sustentabilidade, o nível de experiência proporcionado ao utilizador, a qualidade do seu traçado, e a sua riqueza cultural e natural. Trata-se, assim, de um projeto que está em linha com o compromisso de sustentabilidade e locomoção suave das Aldeias Históricas de Portugal.

Feminino-Sub-19- Pinhelense Carolina Ferreira convocada na Seleção Nacional

Em comunicado, a Seleção Nacional Feminina Sub-19 vai regressar ao trabalho com um estágio de preparação em Vila Real de Santo, entre 26 e 28 de novembro.

Nestes trabalhos está ainda contemplado um jogo de preparação com Inglaterra, agendado para 28 de novembro, em Ferreiras.

A Treinador Nacional Marisa Gomes convocou 22 jogadoras:

Clube Atlético de Madrid: Alice Reto
GD Estoril Praia: Eliana Gomes
SC Braga: Ana Filipa Ribeiro, Ana Pinto e Íris Esgueirão
SCU Torreense: Leonor Faria, Maria Ferreira e Matilde Costa
SL Benfica: Carolina Ferreira, Inês Simas, Lara Martins, Mafalda Mariano, Marta Gago e Neide Guedes
Sporting CP: Ana Tomaz, Andreia Bravo, Bruna Ramos, Érica Cancelinha, Gabriela Vinhas, Leonete Correia, Rita Almeida e Sara Cartaxo

Eis o programa completo:

26 de novembro | domingo
16h30: Treino – Cidade do Futebol (Relvado 3)

27 de novembro | segunda-feira
10h30: Treino – Campo de treino VRSA
17h00: Treino – Campo de treino VRSA

28 de novembro | terça-feira
15h00: JOGO PORTUGAL x INGLATERRA (Estádio Futebol Clube Ferreiras)

fonte;FPF

Figueira de Castelo Rodrigo acolheu reunião do Conselho Intermunicipal da CIMBSE

Teve lugar , no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, a reunião do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) ,com a presença dos autarcas que compõem a mesma.
Esta foi uma reunião que esteve presente o Presidente do Turismo Centro de Portugal, Raul Almeida, onde apresentou o Plano Estratégico do Turismo Sustentável do Centro 2030.

fonte:MFCR

Associação Portuguesa de Imprensa defende 7 medidas prioritárias de apoio à comunicação social

A Associação Portuguesa de Imprensa lamenta que a proposta de Orçamento do Estado para 2024, que irá ser votada antes da dissolução da Assembleia da República, não responda aos principais desafios que afetam a comunicação social, em particular, a Imprensa, e aponta sete medidas prioritárias de apoio ao setor.

Num momento em que a Imprensa atravessa enormes dificuldades, com a ameaça real da desinformação a provocar efeitos nefastos na produção de informação jornalística, a par de um contexto económico desfavorável, que ameaça a existência de editores e jornalistas, exigia-se do Governo agora demissionário uma preocupação acrescida com este setor, que é fundamental para a defesa da democracia em Portugal.

Na proposta do Orçamento do Estado para 2024, a APImprensa esperava do Ministério da Cultura, que tutela a Comunicação Social, um conjunto de medidas que permitissem responder às ameaças que estão a asfixiar a existência de uma Imprensa livre e plural no nosso país. Nenhuma medida foi avançada.

A falta de coragem política é um mau sinal para celebrar cinco décadas de uma Imprensa livre, sem as amarras da censura, e que mais do que nunca, numa sociedade onde o populismo e a desinformação alastram a cada dia que passa, precisa de condições para desempenhar o seu papel.

Neste contexto, a APImprensa aponta um conjunto de sete medidas prioritárias de apoio ao setor:
• Majoração em 20%, em sede de IRC, da publicidade efetuada por privados
• Incentivo à modernização tecnológica e inovação
• Literacia mediática e incentivo à subscrição de assinaturas
• Aumento do porte pago (incentivo à leitura)
• Criação de uma entidade de suporte ao Governo para a comunicação social
• Compra antecipada de publicidade
• Apoio ao transporte de longo curso de jornais e revistas

A APImprensa tem esperança de que, em sede de discussão parlamentar, no ano em que se comemoram os 50 anos de abril e em que os editores assumem o compromisso de dignificar as condições profissionais e a carreira dos jornalistas, os deputados aprovem as respostas que se impõem para defender a existência de uma imprensa livre e plural em Portugal.

Beira Interior – Vinhos & Sabores em Pinhel de 17 a 19 de novembro

Vai ter lugar , na Cidade Falcão, de 17 a 19 de novembro, no Centro Logístico de Pinhel, mais uma edição da Beira Interior – Vinhos & Sabores com um vasto programa:
𝕊𝔼𝕏𝕋𝔸-𝔽𝔼𝕀ℝ𝔸 𝟙𝟟
18h00: 𝗜𝗡𝗔𝗨𝗚𝗨𝗥𝗔ÇÃ𝗢 𝗱𝗮 𝟴ª 𝗲𝗱𝗶çã𝗼 𝗱𝗼 𝗕𝗘𝗜𝗥𝗔 𝗜𝗡𝗧𝗘𝗥𝗜𝗢𝗥 – 𝗩𝗜𝗡𝗛𝗢𝗦 & 𝗦𝗔𝗕𝗢𝗥𝗘𝗦
18h30: 𝗗𝗔𝗡𝗜𝗘𝗟 𝗟𝗨𝗖𝗔𝗦 𝗲 𝗣𝗘𝗗𝗥𝗢 𝗖𝗢𝗥𝗥𝗘𝗜𝗔 Live Music
19h30: PROVA DE VINHOS COMENTADA (inscrição obrigatória)
🍷 𝘽𝙧𝙖𝙣𝙘𝙤𝙨 𝙙𝙖 𝘽𝙚𝙞𝙧𝙖 𝙄𝙣𝙩𝙚𝙧𝙞𝙤𝙧 – 𝘼𝙡𝙩𝙞𝙩𝙪𝙙𝙚 𝙚 𝙏𝙚𝙧𝙧𝙤𝙞𝙧
Luís Lopes | Diretor da Revista Vinho – Grandes Escolhas
20h30: 𝗘𝗡𝗧𝗥𝗘𝗚𝗔 𝗗𝗘 𝗣𝗥É𝗠𝗜𝗢𝗦 𝗗𝗢 𝗖𝗢𝗡𝗖𝗨𝗥𝗦𝗢 𝗗𝗘 𝗩𝗜𝗡𝗛𝗢𝗦 “𝗘𝘀𝗰𝗼𝗹𝗵𝗮 𝗱𝗮 𝗜𝗺𝗽𝗿𝗲𝗻𝘀𝗮”
21h30: 𝗣𝗔𝗧𝗥Í𝗖𝗜𝗔 𝗦𝗔𝗟𝗘𝗠𝗔 & 𝗧𝗢𝗡𝗜 𝗠𝗔𝗧𝗘𝗨𝗦 Live Music
22h30: 𝗠𝗜𝗚𝗨𝗘𝗟 𝗦𝗜𝗟𝗩𝗔 Chillout Sessions
𝕊Á𝔹𝔸𝔻𝕆 𝟙𝟠
12h00: Abertura do Salão de Vinhos e espaços de Restauração
14h00: SEMINÁRIO
𝗔 𝗖𝗢𝗠𝗘𝗥𝗖𝗜𝗔𝗟𝗜𝗭𝗔ÇÃ𝗢 𝗱𝗲 𝗩𝗶𝗻𝗵𝗼𝘀 𝗱𝗮 𝗕𝗲𝗶𝗿𝗮 𝗜𝗻𝘁𝗲𝗿𝗶𝗼𝗿:
𝙑𝙚𝙣𝙝𝙖 𝙤𝙪𝙫𝙞𝙧 𝙚 𝙛𝙖𝙡𝙖𝙧 𝙘𝙤𝙢 𝙥𝙧𝙤𝙛𝙞𝙨𝙨𝙞𝙤𝙣𝙖𝙞𝙨 𝙙𝙖 𝘿𝙄𝙎𝙏𝙍𝙄𝘽𝙐𝙄ÇÃ𝙊
(Sala Seminários)
Oradores convidados:
Aníbal Coutinho | Enólogo e Consultor Continente
Rui Lopes | Lojas de Proximidade
José Virgílio Soares | Lojas da Especialidade
Rodolfo Queirós | Lojas on-line
Moderador:
Luís Costa | Jornalista, subdiretor da RTP Internacional e membro do painel de provas da Revista de Vinhos
16h30: 𝗦𝗛𝗢𝗪𝗖𝗢𝗢𝗞𝗜𝗡𝗚 – 𝗕𝗼𝗿𝗿𝗲𝗴𝘂𝗶𝗻𝗵𝗼 𝗗𝗢𝗣 𝗦𝗲𝗿𝗿𝗮 𝗱𝗮 𝗘𝘀𝘁𝗿𝗲𝗹𝗮 𝗰𝗼𝗺 𝗮𝗿𝗿𝗼𝘇 𝗱𝗲 𝗺𝗶ú𝗱𝗼𝘀 (inscrição obrigatória)
Chef Luís Gonçalves | Restaurante Varanda do Mondego | Celorico da Beira
17h30: PROVA DE VINHOS COMENTADA (inscrição obrigatória)
🍷 𝘽𝙚𝙞𝙧𝙖 𝙄𝙣𝙩𝙚𝙧𝙞𝙤𝙧 – 𝙏𝙧ê𝙨 𝙎𝙪𝙗-𝙍𝙚𝙜𝙞õ𝙚𝙨, 𝙪𝙢𝙖 𝙑𝙞𝙖𝙜𝙚𝙢 𝙥𝙚𝙡𝙤𝙨 𝙑𝙞𝙣𝙝𝙤𝙨 𝘽𝙧𝙖𝙣𝙘𝙤𝙨
Tiago Macena | Enólogo
18h30: 𝗦𝗛𝗢𝗪𝗖𝗢𝗢𝗞𝗜𝗡𝗚 – 𝗖𝗮𝗯𝗶𝗱𝗲𝗹𝗮 𝗱𝗲 𝗚𝗮𝗹𝗼 | 𝗔𝗿𝗿𝗼𝘇 𝗱𝗲 𝗕𝗼𝗹𝗲𝘁𝗼𝘀 | 𝗟𝗲𝗶𝘁𝗲 𝗖𝗿𝗲𝗺𝗲 (inscrição obrigatória)
Nélson Carvalho e Maria Rosa Carvalho | Restaurante Soadro do Zêzere | Valhelhas
19h30: PROVA DE VINHOS COMENTADA (inscrição obrigatória)
🍷 𝘽𝙚𝙞𝙧𝙖 𝙄𝙣𝙩𝙚𝙧𝙞𝙤𝙧 – 𝙏𝙧ê𝙨 𝙎𝙪𝙗-𝙍𝙚𝙜𝙞õ𝙚𝙨, 𝙪𝙢𝙖 𝙑𝙞𝙖𝙜𝙚𝙢 𝙥𝙚𝙡𝙤𝙨 𝙑𝙞𝙣𝙝𝙤𝙨 𝙏𝙞𝙣𝙩𝙤𝙨
Tiago Macena | Enólogo
21h30: 𝗔𝗠𝗢𝗥 𝗩𝗜𝗧𝗔𝗘 Live Music
22h30: 𝗠𝗜𝗚𝗨𝗘𝗟 𝗦𝗜𝗟𝗩𝗔 Chillout Sessions
𝔻𝕆𝕄𝕀ℕ𝔾𝕆 𝟙𝟡
09h00: 𝗠𝗔𝗥𝗔𝗧𝗢𝗡𝗔 𝗕𝗧𝗧 – 𝗣𝗶𝗻𝗵𝗲𝗹 𝗖𝗶𝗱𝗮𝗱𝗲 𝗙𝗮𝗹𝗰ã𝗼 𝟮𝟬𝟮𝟯
(Início junto ao Pavilhão Multiusos de Pinhel)
12h00: Abertura do Salão de Vinhos e espaços de Restauração
16h00: 𝗦𝗛𝗢𝗪𝗖𝗢𝗢𝗞𝗜𝗡𝗚 – 𝗕𝗮𝗰𝗮𝗹𝗵𝗮𝘂 𝗰𝗼𝗺 𝗕𝗿𝗼𝗮, 𝗯𝗮𝘁𝗮𝘁𝗮 𝗮 𝗺𝘂𝗿𝗿𝗼 𝗲 𝗹𝗲𝗴𝘂𝗺𝗲𝘀 𝘀𝗮𝗹𝘁𝗲𝗮𝗱𝗼𝘀 (inscrição obrigatória)
Chef Vítor Tavares | Restaurante Primus | Pinhel
17h00: PROVA DE VINHOS COMENTADA (inscrição obrigatória)
🍷 𝙏𝙞𝙣𝙩𝙤𝙨 𝙙𝙖 𝘽𝙚𝙞𝙧𝙖 𝙄𝙣𝙩𝙚𝙧𝙞𝙤𝙧 – 𝘼𝙡𝙩𝙞𝙩𝙪𝙙𝙚 𝙚 𝙏𝙚𝙧𝙧𝙤𝙞𝙧
Tiago Marques | Formador WSET
18h00: 𝗧𝗥𝗢𝗩𝗔𝗦 𝗗𝗔 𝗕𝗘𝗜𝗥𝗔 – 𝗚𝗿𝘂𝗽𝗼 𝗱𝗲 𝗠ú𝘀𝗶𝗰𝗮 𝗧𝗿𝗮𝗱𝗶𝗰𝗶𝗼𝗻𝗮𝗹 𝗣𝗼𝗿𝘁𝘂𝗴𝘂𝗲𝘀𝗮
20h00: Encerramento do certame

GNR-Promoção de Militares do Comando Territorial da Guarda

Recentemente, teve lugar uma singela cerimónia de Promoção de Militares do Comando Territorial da Guarda, no Auditório da Unidade.
Esta cerimónia, contou com a presença do  Comandante do Comando Territorial da Guarda, Tenente-Coronel Pedro Emanuel de Jesus Gonçalves, acompanhado por uma representação do seu Estado Maior.
A promoção traz consigo responsabilidades acrescidas, sendo também um desafio, pois exige novas responsabilidades e competências.
“Desejamos saúde, sorte e sabedoria, elementos essenciais para enfrentar os desafios futuros. Ao celebrarmos este momento de grande importância, ambicionamos para os militares recém-promovidos do Comando Territorial da Guarda um caminho repleto de sucessos pessoais e profissionais, e que continuem a inspirar com o seu exemplo de coragem e determinação, referiu o Comando.

Fonte:CTG