Início » Politica

Politica

Federações da Juventude Socialista de Castelo Branco e Guarda saúdam abolição das portagens

Em Comunicado, as Federações Distritais da Juventude Socialista de Castelo Branco e da Guarda
congratulam-se com a decisão da Assembleia da República, por iniciativa política do
Grupo Parlamentar do Partido Socialista, de abolir as portagens nas antigas SCUT.
Trata-se de um compromisso que foi amplamente reiterado pelo Secretário-Geral do PS,
Pedro Nuno Santos, em campanha eleitoral, junto dos territórios e das populações, e que
agora é cumprido logo no primeiro mês de mandato na liderança da oposição ao
Governo.
Esta é uma reivindicação histórica das diferentes estruturas da Juventude Socialista e
que repõe a justiça junto destas regiões, condenadas ao uso de automóvel por
insuficiência do transporte público, e que ao longo dos últimos anos foram severamente
prejudicadas na sua coesão social e dinamismo económico.
Este foi um longo caminho de palavra honrada, após vários anos onde o PS se
comprometeu a reduzir o valor das portagens, introduzidas por imposição do PSD em
2011, e que agora culmina nas justas aspirações das pessoas e das empresas.
Recordamos que, desde 2015, o PS reduziu em 65% os valores praticados à data da sua
introdução, diminuindo ano após ano, legislatura após legislatura, este peso para quem
estuda, vive e trabalha nestas regiões da Interioridade.
Não podemos apregoar coesão territorial, mais vivacidade no território e condições de
atração e retenção de pessoas, sem valorizar as infraestruturas já existentes, colocando-
as livremente ao serviço das pessoas. As autoestradas representam essa oportunidade de
desencravamento que importam valorizar.
A vitória que se consuma com esta decisão é de todos aqueles que nunca desistiram e
foram voz ativa em cada distrito, em cada concelho, lutando ao lado das populações
para eliminar esta barreira. Congratulamos por isso todos os agentes políticos ao serviço
das nossas regiões, condenando de forma veemente a postura do Governo PSD e dos
seus deputados eleitos por estes distritos pela forma vil como votaram contra esta
proposta, demonstrando como estão contra o desenvolvimento e o progresso do Interior
e acima de tudo contra as pessoas que o habitam.

PSD-Concelhias dos distrito da Guarda reagem ao comunicado da JSD Distrital

  Depois do comunicado da JSD Guarda ter feito algumas acusações à deputada do PSD, Dulcineia Moura, pelo distrito da Guarda, sobre o tema da Abolição das portagens das ex SCUT na região, vêm agora reagir em comunicado todas as concelhias do distrito da Guarda do PSD.

No referido comunicado, explicam e defendem a posição da Deputada e que sempre foi assunto de campanha a redução e mesmo possível abolição das portagens.

E no final, refere o comunicado que a juventude social Democrata merece melhor, tecendo criticas ao seu lider, pela forma como foi elaborado o comunicado da JSD Guarda.

Figueira Cas. Rodrigo-Mário José Pimentel vai ser homenageado a título póstumo

A Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo vai atribuir, no próximo dia 25 de Abril, a título póstumo, a Medalha de Honra do Município, grau ouro, ao ilustre Figueirense, Dr. Mário José Pimentel Saraiva Salvado, que lhe confere o título de cidadão honorário do concelho, prestando-lhe assim a merecida homenagem e distinção. vai

Dada a natureza das funções desempenhadas, a nobreza de caráter, a forma afável, abnegada, leal e íntegra com que tão insigne filho de Figueira de Castelo Rodrigo defendeu os interesses do Município, entendeu a Câmara Municipal ser o Dr. Mário José Pimentel Saraiva Salvado merecedor desta distinção, no ano em que se comemoram os 50
anos do 25 de Abril e por ter sido um ilustre cidadão figueirense que teve o privilégio de ser eleito para a Assembleia Constituinte, a 25 de Abril de 1975, com o objetivo de elaborar uma nova Constituição para a República Portuguesa, após a queda do Estado Novo, em resultado da Revolução do 25 de Abril de 1974.

O Dr. Mário José Pimentel Saraiva Salvado nasceu em Figueira de Castelo Rodrigo a 15 de dezembro de 1931 e faleceu a 6 de janeiro de 2017.

Passou a mocidade na sua terra natal, dela tendo saído para frequentar o Ensino Liceal no Liceu Nacional da Guarda.

A partir de 1952 desenvolveu a atividade de docente no ensino primário por várias localidade do país.

Em 1958, interrompe a atividade docente, para apoiar o pai na indústria de madeiras e rodas agrícolas em Figueira de Castelo Rodrigo, até 1960.

Retoma a docência em Figueira de Castelo Rodrigo (1960 – 1961) e em Almofala (1961 – 1968).

Em 1974, desempenhou as funções de Reitor do Liceu Nacional da Guarda, sendo designado, durante o mesmo período como Presidente da Comissão Instaladora da Escola Secundária de Figueira de Castelo Rodrigo, encabeçando o processo de transição do antigo Colégio Privado para a atual escola pública. Finda a transição, ingressa nos quadros da Escola Secundária de Figueira de Castelo Rodrigo, onde preside alguns anos ao Conselho Diretivo e leciona, no ensino secundário, de 1977 a 1992, ano
em que se aposenta, com 40 anos de serviço e 60 de idade.

Exerceu também funções como Vereador da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, por dois mandatos, de 1977 a 1979 e 1983 a 1985, e ainda, exerceu funções de Presidente da Assembleia Municipal por três mandatos, de 2002 a 2005, de 2005 a 2009 e 2009 a 2012.

Por deliberação da Assembleia da República de 31 de março de 2016, foi- lhe também atribuído o título de Deputado Honorário.

A homenagem e a atribuição da medalha à sua esposa, Dª Irene Salvado e família, decorrerá na Sessão Solene Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril, que vai ter lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal, às 10.30h, do Dia da Liberdade.

Winterfest reuniu mais de duas centenas de jovens em Seia

Decorreu neste fim de semana mais uma edição do mítico Winterfest, em Seia. Um evento que ao longo dos anos tem sido uma montra desta região, organizado pela Federação Distrital da Guarda da Juventude Socialista, onde se coloca o país a discutir o Interior e os problemas que esta geração enfrenta. Vieram ao  distrito da Guarda aproximadamente 230 jovens de todo o país, abraçados pela simpatia da cidade de Seia!
Um evento que permitiu fazer novas amizades, reforçar as existentes e aproximar as estruturas da JS Nacional.

Assim os jovens estavam satisfeitos diziam que: “Podemos afirmar que é já uma referência para os jovens Socialistas do nosso país!
Entre sol, calor e neve, discutiu-se a forma como a cultura pode enriquecer as comunidades e como o empreendedorismo promove a coesão”, concluíram os jovens.

Secretários de Estado do novo Governo de Luís Montenegro

Aqui fica  a lista proposta de nomeação de Secretários de Estado do novo Governo:

MINISTÉRIO DE ESTADO E DE NEGÓCIOS ESTRANGEIROS

Secretária de Estado dos Assuntos Europeus
Inês Carmelo Rosa Calado Lopes Domingos

Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação
Nuno Ricardo Ribeiro de Carvalho de Azevedo Sampaio

Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas
José de Almeida Cesário

MINISTÉRIO DE ESTADO E DAS FINANÇAS

Secretário de Estado do Orçamento
José Maria Gonçalves Pereira Brandão de Brito Ler Mais »

Bernardete Santos nova coordenadora do Núcleo Territorial de Viseu da Iniciativa Liberal

Em Comunicado, o Núcleo Territorial de Viseu da Iniciativa Liberal refere que foram realizadas  eleições neste sábado, resultando na eleição de uma nova equipa de Coordenação Local.
Sérgio Figueiredo na liderança do Núcleo nos últimos 4 anos, entende ser
tempo de dar lugar a outros membros também válidos do partido, para
trazerem novas ideias e aportar valor, na construção e crescimento do
liberalismo no interior do país.

O cargo de Coordenador Geral, passa agora a ser assumido por Bernardete
Santos, marcando assim uma nova fase de liderança e compromisso com os
ideais liberais na região, pelos próximos dois anos.

No discurso de tomada de posse, Bernardete Santos destacou o trabalho de
mérito feito pela anterior Coordenação, ao qual pretende dar
continuidade. Expressou gratidão pela confiança depositada e reiterou o
seu compromisso em trabalhar incansavelmente, com a sua equipa, pelo
progresso da região.
A nova Coordenação agora eleita, está empenhada em promover um futuro
mais próspero, justo e sustentável para o interior de Portugal. No seu
discurso, identificou os desafios que a região enfrenta: envelhecimento
da população, despovoamento do Interior, baixa produtividade, falta de
coesão social, acesso deficitário a serviços públicos e degradação do
ambiente.
Desafios que precisam de soluções eficazes que permitam o
desenvolvimento da região e garantam iguais oportunidades para todos.

A nova Coordenação reafirma o seu compromisso em melhorar e robustecer
permanentemente, a democracia interna do partido e contribuir para uma
estrutura mais coesa, valorizando a autonomia dos núcleos, em respeito
pelos princípios liberais da descentralização do poder e da
subsidiariedade.

A nova equipa eleita pretende garantir uma colaboração estreita com os
seus membros, com os restantes Núcleos e Órgãos nacionais do partido. Só
uma colaboração franca e aberta, com troca de sinergias, permite
desenvolver um programa de ação política impactante e construtivo, que
atenda às necessidades locais e impulsione o crescimento regional.
Bernardete Santos convidou todos os que partilham dos ideais liberais a
unirem-se nesse esforço comum em prol de um interior de Portugal mais
próspero e mais vibrante.

O Núcleo da IL de Viseu conclui o comunicado reforçando o convite a
todos os interessados em participar dessa jornada de construção de um
futuro melhor para a região e para o país, ressaltando a importância do
envolvimento cívico e da colaboração entre os membros do partido, por um
futuro de que possamos orgulhar-nos. Pela nossa região e pela construção
do liberalismo.

Paulo Freitas do Amaral- Artigo de opinião-Chegou o “chegalismo”

Chegou o “chegalismo”

Temos assistido a uma deriva do partido CHEGA para prometer tudo a todos nestes últimos meses…A esta forma de estar tenho vontade de apelidar de “chegalismo”.

No entanto, convém reparar que os partidos políticos que foram escolhidos pelos três diretores de informação das televisões, controlando desta forma a democracia que é de todos os partidos, foram para os debates sem apresentar os programas políticos. Isto revela uma novidade que os comentadores se esqueceram de referir, revela também uma incompetência dos partidos e revela também uma estratégia dos três maiores partidos de prometer “tudo e um par de botas”…

Se já sabíamos de ante mão que o PS e PSD iriam sobrepor-se em inúmeras medidas, temos agora o CHEGA a equiparar-se a um “socialismo”, o “chegalismo”, por ter como objetivo único; prometer tudo a todos, representando desta forma uma desenfreada caça aos votos…

Agradar a certos grupos da população portuguesa como os pensionistas, os professores, etc…torna-se para André Ventura prioritário, prometendo tudo o que tem à mão, como se Portugal vivesse de fundos inesgotáveis ou ficasse à mercê de uma estimativa incerta de um valor que será fruto do combate à evasão fiscal…

O “chegalismo” na prática está muito parecido ao socialismo, com promessas demagogas e impraticáveis.

O novo partido “Nova direita” nesta conjuntura, apresenta-se como um partido responsável que pode “chamar à razão” a megalomania de promessas eleitorais em que caíram os partidos de direita onde as sondagens dizem que os portugueses vão votar.

A responsabilidade de governação e a inexistência de quadros neste “chegalismo” a que assistimos, é de certa forma assustador quanto ao futuro.

Ossanda Liber, líder da “Nova Direita” neste aspeto, a meu ver, tem sabido estar presente nas reivindicações do partido que lidera, aliando a isso, o recrutamento de novos valores da sociedade portuguesa em diferentes áreas profissionais.

O novo “chegalismo” que poderá ser ruinoso para o país, tal como o “socialismo” o foi no passado e será no futuro.

O mais recente partido português “Nova Direita”, nesta conjuntura, foi o primeiro partido a apresentar o seu programa no seu site e tem demonstrado uma coerência programática e uma eficácia comunicativa acima das expetativas…não fosse o condicionamento da democracia por parte das televisões e tudo seria mais democrático em Portugal.

Paulo Freitas do Amaral

Bloco Esquerda-Comunicado: Reabertura da Linha da Beira Alta

Em comunicado, o Bloco de esquerda, do Circulo da Guarda, liderado por Beatriz Cardoso, refere que: “Continuamos, em 2024, à espera da reabertura da Linha da Beira Alta.

Ferrovia 2020, foi o nome dado a um programa de modernização da rede ferroviária nacional, apresentado em 2016 e que deveria estar terminado em setembro de 2021.

O troço entre Guarda e Vilar Formoso deveria ser concluído no primeiro trimestre de 2019, foi adiado para o último trimestre de 2023. Apenas, para ser adiado novamente até data indeterminada. Há mais de 3 anos que ouvimos desculpas para os atrasos no cumprimento do calendário sem qualquer responsabilização pelas entidades competentes.

A ferrovia, quando bem planeada, representa liberdade e mobilidade. Facilita o acesso a serviços essenciais, à possibilidade de estudar ou trabalhar longe de casa. A ferrovia é um dos transportes menos poluentes. Poderia facilitar a ligação entre comunidades e economias com facilidade e menor impacto ambiental.

No entanto, os horários do serviço de substituição da Linha de Beira Alta chegam a ter mais de 1 hora de atraso em relação aos anteriores pela ferrovia. Os autocarros propostos como alternativa atravessam estradas degradadas e os profissionais enfrentam horários impossíveis.

O atraso na Linha da Beira Alta condiciona ainda o Projeto do Porto Seco na Guarda, os acesso às plataforma logísticas do distrito e as empresas locais para as quais a ferrovia significa um transporte eficiente.

Cada atraso desincentiva o uso da Ferrovia como transporte regular, condicionando a mobilidade em toda a região e a transição climática“.

Descentralização Reuniões de Câmara em Nelas

O Executivo Municipal, no seguimento do compromisso assumido com a população, dá início a uma nova fase de gestão autárquica com a descentralização das Reuniões Ordinárias da Câmara
Municipal, já a partir de amanhã, numa iniciativa de proximidade com os munícipes, fortalecendo os laços de união com as Freguesias.

Com esta dinâmica pretende-se promover uma participação mais ativa dos cidadãos nos assuntos
autárquicos, proporcionando um ambiente propício para o diálogo direto entre o Executivo Municipal e a comunidade, impulsionando uma gestão transparente, inclusiva e acessível, tendo em conta a voz da comunidade.

O Município de Nelas convida a comunidade a participar.

Calendário das Reuniões Descentralizadas:

31 de janeiro – Sede da Junta de Canas de Senhorim
28 de fevereiro – Sede da Junta de Carvalhal Redondo
27 de março – Sede da Junta de Freguesia de Nelas

24 de abril – Sede da Junta de Freguesia de Santar
29 de maio – Sede da Junta de Freguesia de Senhorim
26 de junho – Sede da Junta de Freguesia de Vilar Seco
31 de julho – Sede da Antiga Junta de Freguesia de Aguieira
28 de agosto – Sede da Junta de Freguesia da Lapa do Lobo
25 de setembro – Sede da Antiga Junta de Freguesia de Moreira

Legislativas 24- Ana Mendes Godinho cabeça de lista na Guarda pelo PS

António Monteirinho e Cristina Sousa a seguir

Nesta noite de segunda-feira, ficamos a conhecer a lista de candidatos a deputados pelo Partido Socialista, no distrito da Guarda.

Assim como era previsível, Ana Mendes Godinho será a cabeça de lista, seguida por António Monteirinho, Cristina Sousa, Miguel Will, Tânia Martinho e António Miguel.

Deste modo, foi uma noite longa para o apuramento da lista de candidatos que foi escolhida no seio dos socialistas do distrito da Guarda.