Templates by BIGtheme NET
Início » Segurança

Segurança

Campanha “Viajar sem Pressa” nos dias 16 e 23 de agosto

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) lançam amanhã, dia 16 de agosto, a Campanha de Segurança Rodoviária Viajar sem pressa”, inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022.

A decorrer entre os dias 16 e 23 de agosto, a campanha tem como objetivo alertar os condutores para os riscos da condução em excesso de velocidade, dado que esta é uma das principais causas dos acidentes nas estradas e é responsável por mais de 50% das infrações registadas.

Num atropelamento, a probabilidade de existirem vítimas mortais aumenta em função da velocidade a que circulam os veículos. Se um veículo circular a 30 km/h, a probabilidade das consequências de um atropelamento serem mortais é de 10%. Aumentando a velocidade para 50 km/h, a probabilidade passa a ser de 80%.

A campanha “Viajar sem pressa” integrará:

  • Ações de sensibilização da ANSR em território continental e do serviço da administração regional da Região Autónoma da Madeira;
  • Operações de fiscalização, pela GNR e pela PSP, com especial incidência em vias e acessos com elevado fluxo rodoviário e de acordo com o Plano Nacional de Fiscalização 2022, de forma a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores no que respeita à condução em excesso de velocidade.

 

As ações de sensibilização ocorrerão em simultâneo com operações de fiscalização nas seguintes localidades:

  • Dia 16 de agosto, às 14h00: Avenida Marechal Norton de Matos (junto às bombas da Repsol), Lisboa;
  • Dia 17 de agosto, às 10h00: A2 – Portagens plana via de Coina, sentido Sul-Norte;
  • Dia 18 de agosto, às 14h00: Barreira Alva, Torres Novas;
  • Dia 19 de agosto, às 8h00: IC8 Km 92 – Nó de Perdigão, Castelo Branco;
  • Dia 21 de agosto, às 10h00: EN2 Ponte do Soito – Góis;
  • Dia 22 de agosto, às 9h00: Avenida das Comunidades Europeias, Leiria;
  • Dia 23 de agosto, às 8h00: A3 Km11 sentido Norte-Sul – Área de Serviço da Trofa.

 

A ANSR, a GNR e a PSP relembram que a condução em excesso de velocidade é um risco para a sua segurança e dos outros:

  • A velocidade é a principal causa de um terço de todos os acidentes mortais;
  • Quanto mais rápido conduzimos, menos tempo dispomos para imobilizar o veículo, quando algo de inesperado acontece;
  • Numa viagem de 10 km, aumentar a velocidade de 45 para 50 km/hora permite ganhar apenas 1 minuto e 20 segundos. Viaje sem pressa.

A sinistralidade rodoviária não é uma fatalidade e as suas consequências mais graves podem ser evitadas através da adoção de comportamentos seguros na estrada.

 

GNR Guarda-Seia – Recuperação de material furtado

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia,  constituiu arguidos dois homens de 18 e 19 anos e recuperou vário material furtado, no concelho de Seia.

No âmbito de uma denúncia a informar que teria ocorrido um furto numa quinta, os militares da Guarda de imediato iniciaram diligências policiais, que permitiram localizar os suspeitos e proceder à recuperação do material furtado, no valor estimado de 3 mil euros, destacando-se:

  • Três marcadores de paintball;
  • Duas máscaras de proteção;
  • Dois coletes;
  • 10 garrafas de CO2;
  • Três sacos de “munições” de paintball;
  • Uma guitarra.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Seia.

GNR Guarda- Detenções em Foz côa e Seia por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da Guarda e do Posto Territorial de Seia, entre os dias 5 e 8 agosto, deteve três homens, com idades compreendidas entre os 43 e os 66 anos, por violência doméstica em três situações distintas, nos concelhos de Seia e de Vila Nova Foz Côa.

Numa primeira situação e no âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito de 43 anos infligiu  maus-tratos psicológicos e físicos contra a vítima, uma mulher de 39 anos. Perante a gravidade dos factos e a escalada das ameaças, foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

No segundo caso, foi possível apurar que o agressor de 66 anos exercia violência física e psicológica sobre a vítima, sua companheira de 63 anos. No seguimento de diligências de inquérito, a Guarda deu cumprimento a um mandado de detenção.

Na terceira situação e no seguimento de denúncia apresentada, os militares da Guarda deslocaram-se de imediato ao local e após diligências apuraram que o suspeito de 56 anos infligia maus-tratos à vítima, uma mulher de 57 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção fora de flagrante.

Os suspeitos de 43 e 56 anos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, onde lhes foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio com as vítimas, bem como afastamento das mesmas, não podendo aproximarem-se num raio de 300 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

Ao suspeito de 66 anos, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Seia, foi-lhe a aplicada a medida de coação, de obrigatoriedade de tratamento à dependência do álcool e de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximarem-se num raio de 500 metros, controlado por pulseira eletrónica.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

GNR-Operação “ROADPOL – SPEED” na estrada

A Guarda Nacional Republicana (GNR), realiza entre os dias 8 e 14 de agosto realiza uma operação de fiscalização rodoviária direcionada para controlo de velocidade, em todo o território nacional continental, orientando as ações de fiscalização para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifique uma maior sinistralidade e infração aos limites de velocidade. Com esta ação, pretende-se também sensibilizar a sociedade, para a importância da adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores, tendo em vista a promoção da segurança rodoviária e a salvaguarda de vidas humanas.

A RoadPol é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e a aplicação da lei nas estradas. Estas operações, de âmbito europeu, têm como principal finalidade a criação de um ambiente rodoviário mais seguro através de uma intervenção simultânea sobre as principais causas de acidentes, procurando desta forma influenciar positivamente os condutores, levando-os a adotarem comportamentos que privilegiem uma condução segura em detrimento de comportamentos de risco, como o excesso de velocidade.

Em 2021 a GNR registou um total de 69.186 acidentes de viação, sendo que destes, pelo menos, 3.564 acidentes tiveram como a sua principal causa a velocidade excessiva ou o excesso de velocidade. Relativamente à fiscalização da velocidade foram no ano transato registadas 142.721 infrações.

GNR Guarda – Figueira de Castelo Rodrigo – Pulseira eletrónica por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Figueira de Castelo Rodrigo, no dia 2 de agosto, deteve em flagrante um homem de 53 anos por violência doméstica, no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.

Após uma denúncia de violência doméstica, os militares da Guarda deslocaram-se rapidamente para o local onde visualizaram o suspeito a proferir ameaças de morte à vítima, sua companheira de 51 anos, motivo que levou à sua detenção em flagrante.

O detido foi presente no dia 3 de agosto a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Figueira de Castelo Rodrigo, onde lhe foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximar-se num raio de 500 metros, controlado com recurso a pulseira eletrónica.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

 

GNR Guarda- Seia – Prisão preventiva por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia,   deteve dois homens e duas mulheres com idades compreendidas entre os 23 e 42 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Seia.

No âmbito de uma investigação por crimes de tráfico de estupefacientes, foi possível apurar que os suspeitos se dedicavam à venda direta do produto estupefaciente aos consumidores. Os militares da Guarda realizaram diligências policiais que culminaram com a identificação e detenção dos suspeitos. No seguimento da ação foi dado cumprimento a 13 mandados de busca, cinco domiciliárias, sete em veículos e uma em cacifo no local de trabalho, onde foi possível apreender o seguinte material:

  • 160 doses de cocaína;
  • 110 doses de liamba;
  • 23 comprimidos de corte;
  • Dois veículos;
  • Dois telemóveis;
  • Uma balança de precisão.
  • 2 730  em numerário.

Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Seia ontem, dia 3 de agosto, onde lhes foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva a uma das mulheres, sendo que aos restantes detidos lhes foi aplicada a medida de coação de apresentações trissemanais em posto policial das suas áreas de residência e proibição de contactos com pessoas e locais conotados com o tráfico de estupefacientes.

Esta ação policial contou com o apoio do Destacamento de Intervenção (DI) da Guarda, do Núcleo de Investigação Criminal em Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito (DT) da Guarda, Núcleo de Apoio Técnico (NAT) e Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Vilar Formoso.

GNR Guarda – Gouveia, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira – Apreensão de 198 artigos contrafeitos

O Comando Territorial da Guarda, através do Destacamento Territorial de Gouveia, entre os dias 23 de julho e 1 de agosto, apreendeu 198 artigos contrafeitos no decorrer de diversas ações aleatórias de fiscalização que decorreram em feiras dos concelhos de Gouveia, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira.

No decorrer de diversas ações de fiscalização que tiveram lugar naqueles concelhos, os militares da Guarda fiscalizaram diversas bancadas que tinham para venda artigos contrafeitos de diversas marcas sem qualquer tipo de documento de transporte ou de aquisição, culminando na apreensão de 198 artigos, no valor estimado de 6 965 euros.

Desta ação resultou a identificação de três homens, de 41, 55 e 57 anos e duas mulheres ambas de 34 anos, tendo sido elaborados os respetivos autos por contrafação.

Os factos foram comunicados aos Tribunais Judiciais de Trancoso, Celorico da Beira e Gouveia.

A Guarda Nacional Republicana relembra que o objetivo principal deste tipo de ações é garantir o cumprimento dos direitos de propriedade industrial, visando essencialmente o combate à contrafação, ao uso ilegal de marca e à venda de artigos contrafeitos.

GNR Guarda -Celorico da Beira – Detido por posse de munições proibidas e explosivos

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda, no dia 28 de julho, deteve um homem de 60 anos por posse de munições proibidas e explosivos, no concelho de Celorico da Beira.

No seguimento de uma investigação por furtos, que decorria há cerca de dois meses, os militares da Guarda realizaram diligências policiais que permitiram identificar o suspeito. Na sequência da investigação, foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendido o seguinte material:

  • 1 500 gramas de pólvora 4 F’s;
  • 90 metros de cordão detonante 12g/m (explosivos);
  • 28 metros de cordão lento;
  • 13 stick’s de gelamonite (explosivos);
  • Quatro bombetas de foguete;
  • Diversas munições de variados calibres.

O detido, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, é ainda suspeito de estar envolvido em cinco furtos qualificados ocorridos nos concelhos de Celorico da Beira e Guarda.

Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Celorico da Beira, para aplicação das medida de coação.

Alexandre Borges em campanha de sensibilização rodoviária em Vilar Formoso

Apesar da prática desportiva estar na génese da equipa NelaSport e a participação nas diferentes provas do Campeonato, serem normalmente a parte mais visível, a responsabilidade social, está também presente no ADN da equipa.
Desta feita, o nosso piloto Alexandre Borges, esteve presente na Campanha “Sécur´été 2022 – Verão em Portugal”, iniciativa da Cap Magellan e da Autoridade
Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), na fronteira de Vilar Formoso, desejando
as boas-vindas a quem regressa a Portugal e transmitindo alguns conselhos de
prevenção rodoviária.
Esta iniciativa contou com a presença do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Paulo Cafôfo e da Secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, assim como Anna Martins, Presidente da Cap Magellan, Rui Soares Ribeiro, Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e António José Monteiro Machado, Presidente do Município de Almeida.

Segurança nos recintos e combate à violência em debate

A Secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, e o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, reuniram-se esta terça-feira com o Presidente da Liga Portugal, Pedro Proença, a seu pedido.
Na sequência da reunião do passado dia 17 de maio, foi feita uma avaliação dos temas então abordados – como o Regulamento de Segurança dos estádios e as medidas para garantir maior rapidez processual em matérias como a violência, a xenofobia, o racismo ou a discriminação – e que foram consideradas prioritárias durante a nova temporada do futebol profissional.
Da parte do Governo, foi transmitido que as alterações para criminalizar a posse de artigos pirotécnicos já estão em processo legislativo.
A segurança nos recintos onde se realizam espetáculos desportivos e o combate à violência associada ao desporto são uma prioridade do Governo e das autoridades policiais e de proteção civil, dando cumprimento às normas estabelecidas no Regime Jurídico do Combate à Violência nos Espetáculos Desportivos.
Neste encontro com a Liga Portugal renovou-se o compromisso de prosseguir o trabalho conjunto em prol de um ambiente saudável e pacífico nos espetáculos desportivos.
O tema da segurança no contexto desportivo continuará a ser acompanhado pelo Governo, em constante diálogo e articulação com as diferentes entidades com responsabilidades em matéria de prevenção da violência.