Início » Seia

Seia

GNR Guarda-Manteigas – Resgate de raposa e Seia com três arguidos por furto em posto de abastecimento de combustível

Manteigas – Resgate de raposa

 O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da Guarda, ontem, dia 21 de novembro, resgatou uma raposa (Vulpes vulpes), no concelho de Manteigas.

Na sequência do alerta dado por um popular a informar que o animal se encontrava debilitado, aparentava ter dificuldades de locomoção e estava numa zona isolada, os elementos do NPA deslocaram-se para o local onde detetaram e resgataram a raposa que estava bastante debilitada e incapacitada de andar.

No seguimento da ação, a raposa foi entregue no Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) em Gouveia para monitorização do seu estado de saúde, recuperação e posterior libertação no seu habitat natural.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de situações de âmbito ambiental. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Seia – Três arguidos por furto em posto de abastecimento de combustível

 O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia, no dia 19 de novembro, constituiu arguidos três homens com idades compreendidas entre os 17 e os 53 anos, por furto em posto de abastecimento de combustível, no concelho de Seia.

Na sequência de um alerta de intrusão de um posto de abastecimento de combustível, na localidade de São Romão, os militares da Guarda encetaram de imediato diligências policiais que culminaram na localização dos suspeitos do furto e recuperação de vários objetos furtados, destacando-se:

  • Um cofre;
  • Uma gaveta de uma caixa registadora;
  • Um prumo metálico extensível (usado para efetuar furto);
  • Um cartão de abastecimento;
  • Três carteiras;
  • 46 isqueiros;
  • Várias chaves.

Os três suspeitos foram constituídos arguidos e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Seia.

Esta ação contou com o reforço do Posto Territorial de Paranhos da Beira.

 

Seia-Ação reflorestação da Mata do Desterro

No âmbito do protocolo celebrado com a Springfield e a Anefa – Associação nacional de Empresas Florestais, que resulta na oferta de 22 mil árvores, o Município de Seia vai realizar, no dia 27 de novembro, uma ação de reflorestação em área protegida, na Mata do Desterro.

A ação de reflorestação vem no seguimento do projeto de recuperação florestal de área ardida, iniciado em 2020, e incidirá numa área de cerca de 20 hectares.

Neste dia serão efetuadas ações de retancha de plantas autóctones, nas áreas intervencionadas no ano passado (abrangendo perto de 8 hectares) em continuidade ao trabalho de controlo de vegetação espontânea, e o plantio de árvores em 12 hectares. No total serão plantadas 22 mil árvores, entre amieiros, carvalhos, medronheiros, salgueiros e sobreiros.

A Mata do Desterro é propriedade da EDP, gerida pela Câmara Municipal de Seia desde 2007, através do regime de comodato, tendo em vista o aproveitamento dos recursos existentes no local para o desenvolvimento de atividades de investigação, educação ambiental, turismo e lazer.

Trata-se de uma área com cerca de 136 hectares, em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, ocupada essencialmente com pinheiros bravos.

À semelhança de outras iniciativas que têm vindo a ser desenvolvidas neste âmbito, a ação está aberta à participação de todos os que pretendam colaborar, numa ação de voluntariado.

 

Novo ciclo de eventos aBEIRAr começa em novembro e vai até março

Ciência, inovação, cidadãos e território. São as palavras chave da iniciativa aBEIRAr, cuja segunda edição começa no próximo dia 19 de novembro, com apresentação pública em Caria (Concelho de Belmonte) e contará com a presença dos representantes dos 15 municípios e respetivos parceiros. Trata-se de um ciclo de eventos que decorrerá ao longo de quinze fins de semana, percorrendo todos os concelhos da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.

Cada um dos eventos tem em comum o objetivo de promover o território enquanto laboratório vivo, através do cruzamento de saberes – tradicional, empírico, científico, académico -, ao mesmo tempo que dá a conhecer a investigação e a inovação a acontecer no território, explorando novas fronteiras de colaboração entre a ciência e os cidadãos. Por outro lado, cada evento tem uma identidade própria e enraizada no conhecimento, património e cultura locais, que dá o mote às colaborações e atividades que acontecem.

“A experiência dos participantes será, por isso, única em cada um dos eventos.” refere António Miraldes, secretário executivo da Comunidade Intermunicipal das Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela. “Por exemplo, no dia 19 de novembro em Caria (concelho de Belmonte), evento que inaugura o ciclo, com o tema Turismo científico-religioso: uma fronteira por explorar?, pretendemos explorar a ideia de que as igrejas também podem ser espaços onde se fala sobre ciência. Como tal, a partir de uma viagem por diversas capelas da vila, os participantes irão ser guiados por uma narrativa com elementos de base religiosa e etnográfica, mas também estórias ligadas à investigação e a descobertas científicas.”

Por sua vez, na Covilhã (26 de novembro) o tema base será o chá, em Manteigas (3 de dezembro), o turismo e a conservação da natureza, e na Guarda (10 de dezembro), o azeite. E por aí fora, para os restantes onze concelhos.

Os eventos decorrem até 18 de março de 2023 e o cartaz com as datas e temas de cada evento poderá ser consultado no site da CIMBSE.

A iniciativa aBEIRAr nasce do cruzar de objetivos comuns entre a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela da CIMBSE, a Plataforma de Ciência Aberta – Município de Figueira de Castelo Rodrigo, o Estrela Geopark Mundial da UNESCO e a Universidade da Beira Interior, e tem como missão potenciar o envolvimento e a participação cívica com a ciência, promover o diálogo entre cientistas e cidadãos e despertar o interesse da comunidade na construção de conhecimento e valorização do território.

A primeira edição do aBEIRAr aconteceu em 2021, tendo percorrido os quinze concelhos da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, numa sequência de três ciclos, cada um dedicado a um tema central para o território – Água, Céu, Rocha. Em cada um dos eventos, os participantes eram guiados num passeio interpretado pelo território, através da partilha informal de estórias e experiências por cidadãos e por convidados ligados a áreas da ciência e da literatura.

Mercado de Natal regressa a Seia com inscrições abertas

O Município de Seia volta a organizar, na época festiva que se aproxima, um Mercado de Natal na cidade.

À semelhança do ano passado, o espaço destinado ao artesanato será o Mercado Municipal de Seia, e irá funcionar nos três primeiros fins de semana de dezembro e nos feriados (dias 1 e 8 de dezembro), entre as 10h e as 19h.

A participação no Mercado de Natal é gratuita e aberta ao artesanato local, regional, nacional e internacional.

Os expositores interessados em participar têm de se inscrever, para todo o período ou apenas para partes, até ao dia 15 de novembro, através do preenchimento do formulário disponível AQUI.

As celebrações da quadra natalícia em Seia também incluem atividades direcionadas a crianças e adultos, com grande parte da programação a acontecer na sede do município (largo da Câmara, Mercado Municipal e espaço envolvente), mas que se reparte por momentos musicais e animação de rua em diversas freguesias do concelho.

O programa do Natal em Seia será brevemente divulgado.

Fornos de Algodres, Seia e Belmonte com dívida total superior em 1,5 vezes à média da receita corrente líquida cobrada nos três anos anteriores.

Vinte municípios ultrapassaram o limite de endividamento permitido por lei em 2021, numa lista em que 12 deles já estão a pagar empréstimos a programas de apoio para câmaras endividadas, segundo o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, hoje apresentado.

Estes 20 municípios tinham no final do ano passado uma dívida total superior em 1,5 vezes à média da receita corrente líquida cobrada nos três anos anteriores.

Segundo o documento, a lista de câmaras que ultrapassaram os limites de endividamento é encabeçada por Fornos de Algodres, Vila Franca do Campo, Vila Real de Santo António, Cartaxo, Nordeste, Nazaré e Fundão.

Os restantes municípios eram Portimão, Vila Nova de Poiares, Alfândega da Fé, Freixo de Espada à Cinta, Alandroal, Lagoa (Açores), Reguengos de Monsaraz, Belmonte, Paços de Ferreira, Seia, Évora, Peso da Régua e Tabuaço.

Segundo a lei das finanças locais, estes municípios poderão ter cortes de 10% nas transferências do Estado e devem requerer a aplicação de um plano de saneamento financeiro, através da contração de um empréstimo.

No entanto, à exceção de oito deles (Freixo de Espada à Cinta, Lagoa – Açores, Reguengos de Monsaraz, Belmonte, Seia, Évora, Peso da Régua e Tabuaço), os restantes 12 já estão a pagar empréstimos contraídos por endividamento ao Fundo de Apoio Municipal (FAM), um programa de ajuda a municípios em saneamento financeiro.

Vila Real de Santo António também ainda está a pagar um empréstimo contraído junto de outro programa de ajuda a municípios endividados, o Programa de Apoio à Economia Local (PAEL).

Segundo o Anuário que analisa as contas dos municípios, três destas autarquias voltaram a contrair novos reforços junto do FAM em 2021: Vila Franca do Campo recebeu 1,3 milhões de euros (ME), Nazaré 1,85 ME e Vila Real de Santo António 257,7 mil euros.

No final de 2021, eram 13 os municípios que estavam a pagar ajudas recebidas através do FAM, um mecanismo de recuperação e de assistência financeira dos municípios, mediante a aplicação de medidas de reequilíbrio orçamental e de reestruturação da dívida.

O conjunto destes municípios amortizou nesse ano o total de 9,7 ME euros, mas, em termos globais, ainda devem ao FAM mais de 438,1 ME.

Quanto aos 103 municípios que recorreram ao PAEL, programa que emprestou dinheiro às câmaras endividadas entre 2012 e 2015, no final do ano passado 38 ainda não tinham pago a totalidade das dívidas.

Já no âmbito do Programa de Regularização Extraordinária de Dívidas do Estado (PREDE), a que recorreram 92 municípios, apenas o município de Tarouca mantém dívida bancária (de 56 mil euros) ao abrigo desta linha de apoio financeiro.

No Anuário é ainda sublinhado que 83 municípios dos 159 abrangidos pelos diversos programas de apoio a câmaras com dívidas apresentaram descida da dívida de curto prazo entre 2011 e 2021.

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses relativo a 2021 é da autoria de um grupo de investigadores, com coordenação da professora Maria José Fernandes, do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade(CICF) – Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e do Centro de Investigação em Ciência Política (CICP) – Universidade do Minho.

O documento é realizado desde 2004 (em relação às contas de 2003) com o apoio da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) e após a apresentação poderá ser consultado em www.occ.pt.

Por:Lusa

Alexandre Lote reeleito na Federação do PS do Distrito da Guarda com 94% dos votos

Decorreram as eleições para a Federação do PS do Distrito da Guarda, onde Alexandre Lote foi reeleito como líder deste órgão distrital por mais 2 anos , apesar de ser lista única os militantes foram votar e deram 94% dos votos à lista de Alexandre Lote, significa no entender do líder socialista “é uma enorme responsabilidade que procurarei honrar unindo o partido e concretizando os três principais objetivos apresentados: Mobilizar o Partido, Projetar o Distrito, Concretizar a Guarda”.
De igual modo foram desta forma eleitos os delegados eleitos ao Congresso Distrital.
Assim o próximo dia 19 de novembro será realizado o XXIII Congresso Federativo na cidade de Trancoso, onde todos tomaram posse e serão tratados diversos assunto do interesse do partido e do distrito.

A Associação de Futebol da Guarda registou um aumentou no número total de participantes

A Associação de Futebol da Guarda registou um aumentou no número total de participantes face ao período homólogo do ano transato. Deste modo, este ano, estão inscritos 2307 atletas e na época anterior foram inscritos 2169 atletas.
Não obstante decidiu implementar o programa de apoio ao desenvolvimento desportivo: Crescer 2024, que assenta em 5 áreas
prioritárias: aumento de praticantes, aposta no feminino, melhoria de infraestruturas, qualificação de recursos e transformação digital.
• Apoio no prolongamento da isenção das taxas de jogo das camadas jovens para equipas que têm seniores;
• Premiação a todos os nossos filiados que consigam ultrapassar o número de inscrições da época passada;
• Apoio ao desenvolvimento do Futebol/Futsal Feminino, com discriminação positiva;
• Premiação a todos os nossos filiados com oferta de primeiras inscrições femininas;
• Oferta a um elemento de cada clube filiado na Associação de Futebol da Guarda, de uma formação em Suporte Básico de Vida
e DAE;
• Premiamos os Clubes por cada jogador convocado para a fase final dos torneios interassociações das seleções distritais masculinas e femininas;
• Recuperar o programa de incentivo ao Processo de Certificação.
PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DESPORTIVO:CRESCER 2024

AF Guarda reuniu com os clubes sobre a certificação

Recentemente, teve lugar uma reunião com a direção da Associação de Futebol da Guarda em sintonia com a Subcomissão de Certificação da mesma em conjunto com a Federação Portuguesa de Futebol reuniu, na passada quinta feira, via zoom, com os Clubes sobre o Processo de Certificação de Entidades Formadoras da FPF 22/23.
A Associação de Futebol da Guarda esteve representada pelo presidente da direção da Amadeu Garcia Poço e a Subcomissão, o vice-presidente, Paulo Menano, o Diretor Técnico, Artur Lobão e Leandro Gonçalves. Pela Federação
Portuguesa de Futebol, estiveram presentes o Diretor, Júlio Vieira e o Renato Alves da YFM, que apresentaram as diretrizes e alterações para o processo de Certificação para esta época 22/23.
Esteve na mesa de trabalho todo o processo inicial de certificação para a época 2022/2023, e as principais alterações nos regulamentos sendo esclarecidas as dúvidas existentes.
Em relação aos Clubes filiados na Associação de Futebol da Guarda, foram 18 os que obtiveram certificação na época 21/22.Torna-se fundamental, que os Clubes possam iniciar todo o processo de documentação necessária.
De referir que o término da submissão da autoavaliação é no próximo dia 14 de novembro.
Os Clubes da A F Guarda têm mostrado uma capacidade de resiliência, no
acompanhamento das exigências que se deparam no dia a dia e de certeza que
mais uma vez, com trabalho, vão cumprir mais um objetivo com o processo de
certificação.

Só tem sido possível, com muito trabalho, empenho e dedicação que os vários
agentes desportivos dos Clubes, conseguem este brilhante resultado.
Uma palavra de incentivo aos clubes que ainda não conseguiram este
reconhecimento, os quais, temos a convicção que na presente época irão
conseguir atingir os seus objetivos neste processo.

A Subcomissão da Certificação da A.F. Guarda, continuará, como sempre, a
apoiar os Clubes, demonstrando sempre disponibilidade para ajudar no que é
possível para melhorar as respetivas candidaturas.

Conversa com Alexandre Lote–Candidato à Federação Socialista do Distrito da Guarda

Depois da apresentação da Candidatura de Alexandre Lote à liderança da Federação Socialista do Distrito da Guarda, fomos conversar com o jovem que tem dado uma lufada de ar fresco ao partido e ao Distrito da Guarda.

Magazine Serrano-O balanço é positivo no fim deste mandato?

Alexandre Lote-Sim o balanço é extremamente positivo, o António Monteirinho referia-se ao resultado das eleições autárquicas, que ficamos aquém das expetativas, mas globalmente fizemos um bom trabalho, como comprova o resultado que obtivemos nas legislativas de janeiro. Foi um trabalho de toda a federação, tanto quando corre mal ou corre bem, agora globalmente o balanço é extremamente positivo.

Estes anos foram atípicos, mas agora com o resultado das legislativas o partido ficou mais forte?

Sim é verdade, ficou mais forte, mas isso resultou de todo trabalho feito anteriormente, agora o PS cumpriu com o Distrito da Guarda, ganhou em 2019, quando muita gente não acreditava ser possível, agora o facto de o partido socialista ter cumprido com o distrito, fez com que se obtivesse este brilhante resultado. Foi o distrito do País onde mais cresceu o partido socialista, é um reflexo do trabalho que foi feito.

Em relação ao futuro, é ambicioso, o Alexandre Lote começa sempre do zero, agora as 10 medidas apresentadas nesta candidatura serão muito importantes, em caso de ser eleito colocar em prática?

Nesta fase, estaremos numa fase de gestão do que é o ponto de vista da Federação, no que toca à candidatura, tencionamos ir a todos os concelhos apresentar o nosso projeto, independentemente de haver só a nossa lista.

Quanto ao projeto para o distrito, é fundamental que as 10 medidas sejam concretizadas, poderíamos colocar algumas que até já estão a ser elencadas, como a gratuitidade das creches, mas agora se cumprirmos aquelas 10 medidas, estou convencido que teremos um resultado extraordinário em 2025. Ler Mais »

Seia- Projeto Saúde em Movimento” distinguido como programa de “Atividade Física Sénior 2022”

O Município de Seia foi distinguido e reconhecido pelo projeto municipal “Saúde em Movimento”, como um dos programas de “Atividade Física Sénior 2022”. A certificação foi atribuída no decorrer XVI Seminário dos Municípios Amigos do Desporto, que decorreu na quarta-feira passada em Óbidos.

No âmbito do seminário foi, ainda, apresentado o livro “Envelhecimento Ativo e Saudável”, que contou com os contributos do Município de Seia, enquanto autarquia aderente a este programa nacional.A colaboração do município senense para a publicação teve como enfoque o Saúde em Movimento, projeto de promoção da atividade física para seniores, desenvolvido pela autarquia desde 2008 e que atualmente conta com 350 praticantes.

O “Saúde em Movimento” é direcionado a pessoas com idade igual ou superior aos 55 anos e reformados e tem como principal objetivo incutir um estilo de vida mais ativo na população sénior do concelho, através da prática regular de atividade física.

Para além dos benefícios da prática desportiva regular, o “Saúde em Movimento” tem subjacente uma componente de sociabilização das pessoas e o acompanhamento de saúde, contribuindo para o aumento do equilíbrio pessoal e melhoria do ânimo e da saúde da população sénior do concelho.

O projeto municipal é desenvolvido pelo serviço de desporto do Município e consiste na prática de atividade física, de forma orientada, através de sessões semanais de atividade física, nomeadamente uma sessão de gerontomotricidade nos Gimnodesportivos e uma aula de adaptação ao meio aquático e natação.