Templates by BIGtheme NET
Início » Serra

Serra

O Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021em Idanha

Sabores e iguarias de Idanha-a-Velha inspiram um dia pleno de emoções na Aldeia Histórica

Sob o mote “Nas Terras do Rei Wamba… Há Pão!”, o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 promove, no próximo dia 30 de outubro, um dia dedicado à gastronomia da Aldeia Histórica, com muitas surpresas e atividades para todos os gostos e idades.

Reza a lenda que, no lugar que hoje conhecemos como a Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, um humilde lavrador chamado Wamba tornou-se rei dos Visigodos (um dos vários povos que passou por aquele território). Ancorada numa paisagem de montado e olival, naquele tempo e até hoje, o sustento dos homens andou sempre de mão dada com a terra.

A gastronomia é, por isso, um dos grandes atrativos da Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, sendo o mote para o décimo evento do Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 que, durante todo o ano, leva animação e cultura às 12 Aldeias Históricas de Portugal.

Com o tema “Nas Terras do Rei Wamba… Há Pão!”, no próximo dia 30 de outubro, visitantes e habitantes podem participar, por exemplo, em workshops para aprender a fazer pão ou “borrachões” (biscoito típico da Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha), visitar a mostra de produtos endógenos, ouvir “Estórias de Pão” (atividade direcionada para o público infanto-juvenil), assistir ao lançamento do Fascículo II de receitas desenvolvidas e confeccionadas nos workshops das edições 2020/2021 do Ciclo de eventos “12 em Rede” ou ao showcooking “Ervas e Aromas” com a chef Maria Caldeira de Sousa.

Como, pelo notável conjunto de ruínas que conserva, a Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha é uma das mais importantes estações arqueológicas do país, o evento irá incluir, também, momentos lúdico-educativos sobre o tema. Por exemplo, duas visitas ao atelier “MosaicoLab”, que se irão focar no legado da arte do mosaico pela civilização romana, e que pode ser observado em Idanha-a-Velha, e um percurso orientado pela extraordinária coleção epigráfica da Aldeia Histórica. As visitas atelier “MosaicoLab” repetem-se ainda no dia seguinte, domingo, dia 31 de outubro.

Não faltará também um momento musical, com a acordeonista, cantora e compositora Celina da Piedade, cuja sonoridade folk, inspirada no cancioneiro tradicional alentejano, promete terminar o dia de sábado, em grande, na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha.

Devido à pandemia, a participação no evento será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas a festa poderá ser sentida e vivida em todo o mundo, via streaming, no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal.

A inscrição, que é gratuita, pode ser feita para a totalidade do evento ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Pode inscrever-se para o evento na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha junto do Gabinete de Turismo da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, de forma presencial ou através do número de telefone 277202900 ou do turismo@cm-idanhanova.pt, ou o Posto de Turismo de Idanha-a-Velha, de forma presencial.

O evento é promovido pela Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico, numa organização do Município de Idanha-a-Nova, Junta de Freguesia da União de Freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha, Associações e Agentes Económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Entre nesta festa e viva um dia inesquecível na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha!

Programa do evento e limite de participantes:

30 de outubro
08h – 17h – Vamos ao Forno!
Local: Forno Comunitário
15 pax máx

11h – 12h – Atelier de Borrachões
Local: Forno Comunitário
15 pax máx

10h – 17h – Mostra de Produtos Endógenos
Local: Envolvente da Sé / Lagar de Varas

10h – 12h – Atelier MosaicoLab #1
Local: Largo do Espírito Santo/ Recinto de Festas
10 pax máx

10h – 12h – Estórias de Pão #1
Local: Antiga Casa da Câmara
10 pax máx

10h30 – Receituário Colecionável | Lançamento Fascículo II
Local: Igreja de Sta. Maria /Sé de Idanha-a-Velha
50 pax máx

11h – Visita Orientada| Árvores com História
Início: Porta Norte
12 pax máx

14h – 16h – Visita Atelier MosaicoLab #2
Local: Largo do Espírito Santo/ Recinto de Festas
12 pax máx

14h – 16h – Estórias de Pão #2
Local: Antiga Casa da Câmara
10 pax máx

15h – Showcooking | Ervas e Aromas – entre a História e a Tradição
Local: Palheiros de São Dâmaso
10 pax máx

15h30 – Prova de Bolos de Forno
Local: Forno Comunitário
15 pax máx

16h – Artes de Rua | Rasto – Companhia Erva Daninha
Local: Exterior da Igreja de Sta. Maria /Sé de Idanha-a-Velha

17h15 – Visita Orientada | Valete Vos Viatores
Local: Pavilhão Epigráfico
12 pax máx

21h – Concerto | Celina da Piedade
Local: Igreja de Sta. Maria /Sé de Idanha-a-Velha
Sujeito à lotação do espaço

31 de outubro
Visita Atelier MosaicoLab
Sessão #1 – 10h30
Sessão #2 – 12h30
Local: Largo do Espírito Santo/ Recinto de Festas
12 pax máx

A festa só acaba em novembro!
O Ciclo “12 em rede – Aldeias em Festa” 2021 só termina em novembro! Depois de Idanha-a-Velha, a festa segue para Monsanto, a 6 de novembro.

FPF-Feminino- Ana Borges marca no triunfo frente à Sérvia

A Seleção das Quinas Feminina venceu no Bonfim a turma da Sérvia, por duas bolas a uma, com as gouveenses Sílvia Rebelo e Ana borges no onze luso. a nota de destaque para Ana Borges que abriu o ativo para a turma lusa.

Esta partida foi relativa ao Grupo H da fase de apuramento para o Mundial de 2023, que decorrerá na Austrália e Nova Zelândia.

Para já , lidera a Alemanha com 9 pontos seguida da Seleção Portuguesa com 7.

PORTUGAL: Patrícia Morais, Catarina Amado, Sílvia Rebelo, Carole Costa, Joana Marchão, Dolores Silva, Andreia Jacinto (Fátima Pinto, 82), Andreia Norton (Tatiana Pinto, 66), Ana Borges (Jéssica Silva, 67), Diana Silva e Francisca Nazareth (Carolina Mendes, 82).
Treinador: Francisco Neto
Disciplina: cartão amarelo a Catarina Amado (69′) e Dolores Silva (71′)

SÉRVIA: Sara Cetinja, Vajda Orsoja (Marija Ilic, 77′), Andjela Frajtovic, Violeta Slovic – Cap., Nevena Damjnovic (Bradic, 89′), Vesna Milivojevic (Djordjevic, 1′), Sara Pavlovic, Nina Matejc e Dejana Stefanovic.
Treinadora: Pedrag Grozdanovic
Golos: 1-0 Ana Borges (28′)1-1 Nina Matejic (45’+2),2-1 Dolores Silva (52′ g.p.)
Disciplina: Cartão amarelo para Pavlovic (9) e ao treinador Pedrag Grosdanovic (54)

Fonte:FPF

Nova Plataforma online de promoção da maçã Bravo de Esmolfe

Este novo projeto de valorização e promoção da maçã Bravo de Esmolfe tem assinatura do CEIT – Centro Estratégico de Inovação Territorial.

No dia em que se assinalou o Dia Internacional da Maçã, o CEIT – Centro Estratégico de Inovação Territorial anuncia uma nova plataforma online de promoção da maçã Bravo de Esmolfe, produto único no mundo, originário da freguesia de Esmolfe em Penalva do Castelo.

Segundo Cristóvão Monteiro, presidente executivo do CEIT – Centro Estratégico de Inovação Territorial, este projeto nasce da necessidade de afirmar uma marca territorial
forte que permita relançar o produto, bem como os atores que gravitam ao seu redor.

Esta maçã é uma verdadeira “vitamina” e um fruto cada vez mais procurado, nomeadamente pelos segmentos de saúde e bem-estar. As suas propriedades benéficas
são únicas e estão demonstradas em estudos científicos de diferentes áreas da medicina, explica.

O objetivo passa por criar uma autêntica plataforma de cooperação que alavanque a economia local e regional através da promoção dos produtores, comerciantes e restantes
elementos da cadeia de valor da maçã Bravo de Esmolfe.

Este projeto pretende não só ajudar a promover o produto, mas também alavancar a atividade turística por via da valorização do território, da sua cultura e das suas gentes. A
nova marca e respetiva plataforma online já estão em desenvolvimento e devem ser apresentadas em 2022, depois de um processo de auscultação e envolvimento de todos
os stakeholders.

Para além do impacto que será gerado na economia, este projeto pretende ainda produzir conhecimento científico e fomentar a investigação sobre a origem e as características do produto.

Mangualde recebeu a I Jornada Anual da CPCJ Mangualde

Uma iniciativa, que aconteceu no Auditório da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, foi organizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Mangualde (CPCJ), em colaboração com o Município. Foi a “I Jornada Anual da Cpcj Mangualde” , com as intervenções de Marco Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, e de Fernando Espinha, Presidente da CPCJ de Mangualde, na sessão de abertura.
O segundo momento contou com a intervenção de Ana Gomes, Psicóloga Clínica e co-Fundadora do Projeto “Pais a Bordo”, que abordou o tema “Burnout Parental e os Direitos das Crianças”. Seguindo-se o painel “O direito ao brincar num mundo em mudança, com o orador Carlos Neto, Investigador da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa, e moderação de Tatiana Louro, Psicóloga Clínica. A iniciativa contou, ainda, com um debate.
Durante a tarde, teve lugar uma Mesa Redonda sobre “O Sistema Educacional – a situação de Mangualde”, que contou com diversos intervenientes: Vereador da Educação da Câmara Municipal de Mangualde, Diretor Agrupamento de Escolas de Mangualde, Presidente da Associação de Pais de Mangualde e o Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Drª Felismina Alcântara, com moderação de José Miguel Sousa, Diretor do Centro de Formação Edufor Mangualde. Seguindo-se o painel “A Responsabilidade da Comunidade na Promoção dos Direitos da Criança”, com o orador Hélio Bento Ferreira, Coordenador da Equipa Técnica Regional do Centro. Terminando com a realização de um debate.
A sessão de encerramento esteve a cargo de Carlos Peixoto, coordenador do Projeto “Adélia” da CNPDPCJ. Esta ação está inserida na operacionalização do Plano Local de Promoção e Proteção das Crianças e Jovens de Mangualde.

Marialva acolheu apresentação da 6ª edição do “Beira Interior – Vinhos & Sabores” e da 1ª edição do “País das Maravilhas”

  A apresentação da 6ª edição do “Beira Interior – Vinhos & Sabores” e da 1ª edição do “País das Maravilhas” teve lugar nas Casas do Côro, empreendimento turístico localizado em Marialva e também um dos produtores de vinho que marcará presença no certame promovido pelo Município de Pinhel.
De 19 a 21 de novembro, o Município de Pinhel e a Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI) promovem a 6ª edição do Beira Interior – Vinhos & Sabores, depois de uma pausa forçada em 2020.
Integrado no certame, surge a iniciativa “País das Maravilhas”, promovida em parceria com o projeto “7 Maravilhas de Portugal”.
A somar a estes dois eventos, que vão decorrer em simultâneo no Centro Logístico, Pinhel também vai ser palco do programa televisivo “Aqui Portugal” que não só vai contribuir para a visibilidade dos eventos, como também para a promoção do concelho e das suas gentes.
Beira Interior – Vinhos & Sabores
A 6ª edição do Beira Interior – Vinhos & Sabores vai ter lugar no Centro Logístico de Pinhel, nos dias 19, 20 e 21 de novembro e, a par do Salão de Vinhos e Sabores, haverá ainda provas comentadas de vinhos, degustações de produtos locais, show cookings, um seminário, uma área de restauração e, ao longo dos três dias, animação musical a condizer com o ambiente pretendido para este evento.
Integrados no programa surgem ainda momentos relevantes como o Concurso de Vinhos “Escolha da Imprensa” e a entrega de prémios do XVI Concurso Internacional de Vinhos VinDouro – VinDuero, assim como atividades paralelas como é o caso do 5º Raid TT Vinhos da Beira Interior (promovido pelo Clube Escape Livre), o Encontro Nacional das Confrarias Báquicas e Gastronómicas (promovido pela Federação das Confrarias Báquicas de Portugal) e a Maratona BTT 2021 – Pinhel Cidade do Vinho 2020-2022, iniciativa do Município de Pinhel.
“País das Maravilhas”, a grande novidade
A grande novidade deste ano é sem dúvida a realização do “País das Maravilhas”, iniciativa com a chancela do projeto “7 Maravilhas de Portugal” que vai trazer a Pinhel as 7 Maravilhas da Nova Gastronomia eleitas em 2021, no concurso que foi do conhecimento do grande público através da sua divulgação, ao longo de vários meses, na RTP 1.
A iniciativa “País das Maravilhas” pretende dar a possibilidade ao público de conhecer e degustar as propostas gastronómicas vencedoras do concurso, bem como os vinhos que acompanharam estas iguarias, com destaque para os Vinhos da Beira Interior, nas categorias de Petiscos, Carnes, Peixes e Mariscos, Vegetariana, Vegana, Cozinha Molecular e Doçaria.
Aqui Portugal
A par de todos estes atrativos que serão certamente um motivo adicional para uma visita a Pinhel, o Município também vai acolher o programa da RTP “Aqui Portugal”, no dia 20 de novembro (sábado).
Bem conhecido do público, este programa irá repartir o seu tempo e a sua atenção entre o Centro Logístico, onde estarão a decorrer o Beira Interior – Vinhos & Sabores e o “País das Maravilhas”, e outros motivos de interesse do concelho de Pinhel, como sejam os patrimónios (natural e edificado), as tradições, a cultura, as potencialidades, os recursos endógenos, as gentes, em suma, as dinâmicas que fazem de Pinhel um concelho de referência.

Carlos Condesso tomou posse em Figueira de Castelo Rodrigo

Teve lugar em Figueira de Castelo Rodrigo, a instalação dos Órgãos Autárquicos, com Carlos Condesso, a tomar posse como novo presidente da câmara desta localidade, tendo depois sido empossados os novos vereadores e Assembleia Municipal.

O novo Presidente Carlos Condesso referiu que:”Hoje é um dia muito especial. Sinto que o é para mim e para os que me têm acompanhado, mas sinto também que o é para o nosso concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.
Cumprido que está o acto eleitoral autárquico, é tempo de guardar as bandeiras partidárias e de erguer apenas e bem alto a bandeira do nosso concelho e do nosso território.
Mas, claro está que guardar as bandeiras não significa esquecer as nossas ideologias. Ler Mais »

Venda de casas aumenta

O aumento da venda de casas nos últimos meses contribuiu para uma redução de stock de habitação disponível nas capitais de distrito portuguesas na ordem dos 7% em apenas um ano, de acordo com um estudo publicado pelo idealista, o marketplace imobiliário do sul da Europa. Em concreto, a oferta passou de 58.570 casas à venda, em setembro de 2020, para 54.804 no mesmo mês deste ano, o que poderá fazer prever uma subida nos preços das casas no médio prazo.

No entanto, não existe um padrão homogéneo em todas as capitais de distrito, visto que em cinco delas o stock de casas à venda apresentou uma subida. O maior aumento da oferta aconteceu em Vila Real, onde os compradores têm, agora, mais 87% de casas disponíveis no mercado do que em setembro de 2020. Segue-se Coimbra (38%), Guarda (12%) e Castelo Branco (9%). Por último, o Funchal apresentou uma subida de stock de casas para vender de 6%.

Por outro lado, as maiores descidas da oferta de casas – e consequentemente, onde poderá aumentar a tensão nos preços – foram registadas em Évora e em Setúbal, já que o stock das casas para vender desceu na ordem dos 30% e 29%, respetivamente. Segue-se Santarém (-23%), Faro (-20%), Leiria (-19%), Bragança (-18%) e Portalegre (-14%). A redução da oferta de casas no mercado também foi significativa em Braga (-11%), Porto (-9%) e Viana do Castelo (-8%).

Para finalizar, as capitais de distrito que apresentaram uma menor descida da oferta de imóveis nos últimos doze meses foram Viseu (-7%), Ponta Delgada (-7%), Lisboa (-5%), Beja (-4%) e Aveiro, onde a oferta de casas para vender também diminuiu 4%.

Catarina Rocha lança novo álbum e novo Single

CATARINA ROCHA – “Sorte”
Catarina Rocha é uma cantora e fadista portuguesa, considerada uma das vozes soprano do Fado (caracterizada por ser muito melodiosa e cristalina).
Eclética na sua forma de cantar, cruza o Fado, a sua grande paixão, com outras influências musicais.
“Sorte” título do seu terceiro, e mais recente trabalho discográfico, é um álbum com temas de sonoridades variadas e com influências de vários estilos musicais, desde o Folclore, às Chulas do Minho, aos ritmos africanos, Boleros, passando pela Pop, e claro…o nosso Fado!
Do lado mais tradicional do Fado, podemos encontrar temas como o “Algemas” (interpretado por Amália Rodrigues) e ” Não te odeio” (interpretado por Maria Teresa de Noronha). “Benvinda sejas Maria” (um original de Rui Veloso), onde a cantora mostra a sua voz eclética, aqui com um toque de Blues.
Destaque ainda para “Bicadas no Fado” ( o single do álbum), onde aborda a temática de “fazer ouvidos moucos”, não dando tanta importância ao que os outros pensam ou vão pensar. É um tema, que embora não sendo fado, tem influências de fado. O seu refrão orelhudo “ó papagaio toma lá bolachas! que a malta aqui já nem te pode ouvir!”, fala exatamente dos “papagaios” que encontramos na nossa vida e que têm sempre uma crítica a fazer, por norma sempre as mesmas críticas ( com ideias gastas).
Este tema é uma parceria de Catarina Rocha (autora da música), com Pedro da Silva Martins (autor da letra).
Catarina assina grande parte dos temas originais, mas conta também com letras e composições de Carlos Paiva, Manuel Graça Pereira e Pedro da Silva Martins.
SORTE conta também com a  recuperação de “Fado abananado”, um êxito já do conhecimento do público, que Catarina decidiu integrar novamente neste novo álbum.
Com a produção de Valter Rolo, Sorte contou também com Ângelo Freire ( guitarra portuguesa), Marino de Freitas ( baixo), Bernardo Viana (viola de fado), Vicky Marques ( percussão), Valter Rolo (piano), e João Frade ( acordeão).
A maioria dos temas fala de sorte, dos vários tipos de sorte que procuramos na nossa vida ( sorte no amor, no jogo, na vida profissional, e mesmo na saúde!), é essa também a mensagem que Catarina Rocha quer passar – desejarmos sorte uns aos outros, que toda a gente possa viver os seus sonhos.
Destaque ainda para o tema “Cupido” que refere ” despachei o meu cupido, tinha tão má pontaria, fui tentar a outra sorte, e jogar na lotaria”, refere o azar no amor e a ânsia de ter sorte no jogo. Este tema de Fado canção mostra a versatilidade a nível de escrita, adaptando as temáticas do fado ao tempo presente, onde tanta gente tem azar no amor, e procura a sorte nas raspadinhas e no euromilhões.
O álbum tem edição em formato de PEN Drive, para conectar via USB, em CD Físico e em todas as plataformas digitais.

O videoclipe, só podia ser colorido e divertido, lembrando as cores do papagaio, onde o look da cantora foi inspirado em Frida Kahlo.

Foi também uma inovação da artistas, arriscar outro género de videoclipes, algo que ainda não tinha feito anteriormente, mas que tem sido muito bem recebido pela crítica, pela “explosão” de cores e pelo formato de vídeo, bastante original.
Videoclipe Oficial “Bicadas no Fado”:
https://www.youtube.com/watch?v=eg5M-m9fcmo

Programas nacionais relativos aos Fundos Europeus

Portugal submeteu à Comissão Europeia os três programas nacionais relativos aos Fundos Europeus para a Área dos Assuntos Internos, para o Quadro Financeiro Plurianual ‪2021-2027, que registam um incremento assinalável da alocação inicial global, com mais 168,3 milhões de euros face ao quadro anterior (2014-2020).

A entrega dos programas prevê, para o período ‪2021-2027, o incremento da dotação financeira inicial para os três Fundos Europeus para a Área dos Assuntos Internos:

– Políticas Migratórias (Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração – FAMI): 60,8 M€ de dotação inicial, mais 85,6% do que no Quadro ‪2014-2020;

– Fronteiras e Vistos (Instrumento de Apoio Financeiro à Gestão das Fronteiras e à Política de Vistos – IGFV): 66,6 M€ de dotação inicial, mais 234% do que no Quadro ‪2014-2020;

– Cooperação Policial (Fundo de Segurança Interna – FSI): 40,9 M€ de dotação inicial, mais 116,4% do que no Quadro ‪2014-2020.

Sobre os Programas

O Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração – FAMI prevê o financiamento de iniciativas fundamentais para a implementação do Sistema Europeu Comum de Asilo (SECA), a integração de Nacionais de Países Terceiros (NPT) na sociedade e economia portuguesas e para a concretização do princípio da solidariedade entre Estados-Membros e para com países terceiros alvo de fluxos migratórios desproporcionados.

O Instrumento de Apoio Financeiro à Gestão das Fronteiras e à Política de Vistos – IGFV prevê o financiamento de iniciativas fundamentais para a gestão integrada das fronteiras e para a emissão de vistos de curta duração.

Já o Fundo de Segurança Interna – FSI prevê o financiamento de iniciativas fundamentais para a segurança interna da União, nomeadamente em matéria de intercâmbio de informações, cooperação transfronteiriça e prevenção e combate à criminalidade grave e organizada.

Após a conclusão desta primeira etapa, iniciar-se-á o processo negocial com a Comissão Europeia com vista à aprovação dos Programas, que deverá acontecer até março de 2022.

Guarda-Cerca de meia centena de voluntários deram sangue

Foi efetuada uma recolha de sangue na Guarda esta segunda-feira, que decorreu na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda, inscreveram-se 56 dadores, efetuaram dádiva 49 voluntários.
A próxima recolha está agendada para dia 2 de novembro 2021. Serão efetuadas, como habitualmente, por uma equipa de profissionais do Instituto Português do Sangue e Transplantação, fará a recolha das 10h às 19h com intervalo para almoço entre as 13h e as 14h 30.
A ULS da Guarda e o Instituto Politécnico Guarda juntamente com a equipa multidisciplinar do Instituto Português do Sangue e Transplantação apelam à importância social desta ação solidária e conta com a ajuda de voluntários para a dádiva de sangue.