Início » Tondela

Tondela

Curso de Operacional de Queima em território da CIM Viseu Dão Lafões

Em território da CIM Viseu Dão Lafões de 25 a 27 de janeiro, no âmbito do projeto Life Landscape Fire, decorreram sessões práticas de capacitação dos formandos do curso de Operacional de Queima.
Estas ações contaram com a presença de todos os formandos do curso Operacional de Queima, pertencentes ás corporações de Bombeiros do território que integra a CIM Viseu Dão Lafões, à Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR, às Brigadas de Sapadores Florestais da CIM e à Equipa de Sapadores Florestais de Vila Nova de Paiva.
As referidas sessões realizaram-se na localidade de Caselho, Freguesia de Guardão (Município), bem como, na aldeia de Coelheira, UF de Carvalhais e Candal (Município São Pedro do Sul), e têm como objetivo dotar os agentes de proteção civil do território de ferramentas que lhes permitam realizar planos de fogo controlado e executar técnicas de ignição para queima prescrita, bem como a posterior avaliação dos impactes da queima
O fogo controlado permite, em comparação com as outras técnicas de gestão da vegetação, alcançar diversos objetivos: silvícolas, silvopastoris, cinegéticos e ecológicos. Surge com relevante importância para a prevenção de incêndios, diminuindo a área percorrida anualmente por estes com a manutenção de cargas de combustíveis florestais abaixo de níveis críticos

CIM Viseu Dão Lafões promove separação de biorresíduos

Programa “RecolhaBio” foi assinado com o objetivo de impedir que resíduos biodegradáveis cheguem aos aterros

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões promoveu a assinatura de contratos no âmbito do Programa “RecolhaBio – Apoio à Implementação de Projetos de Recolha Seletiva de Biorresíduos”. As assinaturas aconteceram à margem do Conselho Intermunicipal da CIM, que se realizou no Auditório Carlos Paredes, em Vila Nova da Paiva, sendo que o somatório dos contratos assinados perfaz um investimento superior a 540 mil euros.

O “RecolhaBio” é um programa apoiado pelo Fundo Ambiental, que visa aumentar a quantidade e a qualidade da recolha e reciclagem dos biorresíduos, como sejam os resíduos alimentares e os resíduos biodegradáveis de jardins e parques.

Pretende-se que estes biorresíduos sejam reciclados na origem, reduzindo a deposição em aterros, de modo a obter benefícios ambientais da sua valorização e evitando, por outro lado, os custos e impactos decorrentes da necessidade da sua eliminação.

“Os biorresíduos estão presentes no dia a dia de todos os cidadãos e representam mais de um terço do nosso caixote do lixo. No entanto, quando são recolhidos de forma seletiva, e devidamente encaminhados para tratamento e valorização, têm um potencial positivo, tanto a nível ambiental como económico, que deve ser aproveitado. O programa assinado por autarcas da região Viseu Dão Lafões é um passo importante para continuarmos a promover a transição verde, num território que queremos cada vez mais sustentável, inteligente e economicamente competitivo”, explica Fernando Ruas, Presidente da CIM Viseu Dão Lafões.

São objetivos específicos do Programa “RecolhaBio” promover projetos ou iniciativas que incidam no aumento da capacidade dos municípios, para assegurar o desvio na origem e a recolha seletiva de resíduos urbanos, com particular ênfase nos biorresíduos.

Este programa contempla, nomeadamente, apoios para projetos de recolha seletiva de biorresíduos; projetos de compostagem comunitária ou doméstica; projetos que assegurem o desenvolvimento de mecanismos de monitorização e obtenção de informação neste processo; e iniciativas e atividades de sensibilização e de capacitação que contribuam para a separação dos biorresíduos.

Os investimentos aprovados incluem a infraestruturação e aquisição de equipamentos associados a esse serviço, assim como a sensibilização dos utilizadores para melhorar as suas práticas.

No território de Viseu Dão Lafões, o financiamento do Programa “RecolhaBio” ascende aos 540.976,49 euros, com uma taxa de cofinanciamento de 100%.

Foto: CIMVDL

AF Viseu – Taça da 1ªDivisão–2ªjornada

Disputou-se  a segunda ronda da Taça da 1ªDivisão da AF Viseu, com imensos golos nas quatro séries.

Grupo A

Tarouquense – GN Alvite-4-1
Nandufe – Os Ciências-0-5
Grupo B
Arcos FC  – Vilamaiorense-2-1
Sport Viseu Benfica –  Vila Chã Sá-2-0
Grupo C
AC Travanca – Moimenta Dão Fc-3-1
Sezurense – Cabanas Viriato-3-0
Grupo D
Vale Madeiros – SC Santar-2-3
Boassas – Santacruzense-1-4

Liga 2- Ac-Viseu empatou na Feira e Tondela empatou no Olival

Mais uma ronda com a turma de Viseu a mostrar a sua garra e a equipa de Jorge Costa mostra a sua raça, com o empate dia do Feirense a uma bola numa partida dura em que o equilíbrio foi a nota dominante e ao intervalo o nulo era o resultado.

Na segunda parte a mesma toda e apenas ao 74´, Jorge Luís abriu o ativo para os fogaceiros, mas foi de pouca dura e Clóvis , o goleador mor desta equipa chegou ao empate na reta final.

Assim , um empate positivo para a turma de Jorge Costa que no final referiu que foi um bom jogo, onde encontrou um Feirense com linhas baixas e dificultou a manobra da sua equipa. Foi um ponto num terreno muito dificil e a sua equipa estar com uma sub carga de jogos.

Já o Tondela também foi ao Olival defrontar o Porto B e também empatou a uma bola.

 

Moeda de coleção de 2,50 euros entra em circulação

O Banco de Portugal vai colocar hoje em circulação uma nova moeda de coleção com o valor facial de 2,50 euros, designada “200 Anos da Constituição de 1822”. A distribuição ao público será efetuada por intermédio das instituições de crédito e das tesourarias do Banco de Portugal.

Na face frontal da moeda encontra-se a representação da Constituição através de uma composição de ornamentos florais, inspirada na capa do manuscrito original, as legendas “2022”, “República Portuguesa”, “2,5” e “Euro” e o escudo nacional. No reverso uma figura feminina, de cujas vestes florescem ornamentos semelhantes aos da face frontal — com a inscrição das palavras “executivo”, “legislativo” e “judicial” —, que representa a liberdade e a rutura com o absolutismo. Conta ainda com a legenda “Casa da Moeda”, a identificação do autor e as legendas “200 Anos Constituição” e “1822”.

A moeda de coleção “200 Anos da Constituição de 1822” teve um limite de emissão de 25.000 moedas com acabamento normal.

 

 

AF Viseu- Resultados da 12ªjornada da Divisão de Honra

Na AF Viseu, teve lugar mais uma jornada da , com muitos golos e algumas surpresas

Zona Norte
Sátão- Carvalhais FC-3-1
Piães-SC Lamego-0-2
SC Paivense-Nespereira FC-1-3
Moimenta Beira-Ferreira Aves-3-1
Cinfães-Lamelas-2-1

Lidera:Cinfães com 31 pts, seguido do Lamelas com 30 pts

Zona Sul
Ass. Os Vouzelenses-CA Molelos-1-0
SC Penalva Castelo- Oliveira Frades-1-0
Gdc Roriz-Canas Senhorim-0-1
Lusitano Fc Vildemoinhos-Santacombadense-3-0
GD Mangualde-SL Nelas-1-0

Lidera:GD Mangualde com 26 pts, seguido de SC Penalva do Castelo, 25 pts e SL Nelas com 23 pts

Lacticôa vence em duas categorias de Queijos e outras menções honrosas para a região

Teve lugar em Tondela, a 13ª edição do Concurso Queijos de Portugal, realizada pela ANIL (Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios), em Tondela, contou com um total de 182 queijos a concurso, sendo que cada empresa participante tinha a possibilidade apresentar um queijo nas 23 categorias distintas. A edição deste ano contou com uma nova categoria: culturas de superfície, um queijo que começa a ter a sua expressão em Portugal. A iniciativa contou com o envolvimento de empresas de norte a sul do país e também das ilhas.

Assim destacamos a empresa  Lacticôa , vencedor  na Categoria: OVELHA (CURA NORMAL)ESTRELA DO PASTOR , Categoria: OVELHA (AMANTEIGADO)

Depois as menções honrosas para OURO DO PASTOR – LactoCeleiro – Lacticínios e Produtos Regionais, Lda,

Categoria: REQUEIJÃO (OVELHA) SEIA – Queijos Tavares, SA e PASTOR SERRANO – Lacto Serra – Comercialização e Fabrico de Lacticínios, Lda Ler Mais »

Tondela e Oliveira do Hospital brilham na Taça de Portugal

Teve lugar a ronda de jogos da 4ºeliminatória com Ac.Viseu, Tondela e Oliveira do Hospital a seguirem em frente e claro na terça feira no sorteio vão querer um grande para poderem mostrar o seu valor.

No primeiro dia de jogos, sexta-feira, a equipa da B SAD garantiu o passaporte para a etapa seguinte da prova, ao vencer no reduto do Olhanense por 2-0. O Moreirense venceu por 3-0 o Vilafranquense e o Estoril venceu no reduto do Amora por 2-3.

 

No sábado, da parte da manhã, o Arouca foi aos Açores vencer por 2-0 o Fontinhas e o Nacional venceu, após prolongamento, a Oliveirense, por 3-1. Ler Mais »

Alexandre Lote volta a ser candidato a Presidente da Federação da Guarda do Partido Socialista

Em comunicado, Alexandre Lote , atual Presidente da Federação da Guarda do Partido Socialista, anunciou a sua nova candidatura ao cargo e refere que a sua candidatura assenta em três pilares: Mobilizar o Partido, Projetar o Distrito, Concretizar a Guarda, para tal deixa este depoimento:
“Este é o momento de fazer um balanço e apresentar uma visão do que queremos para o futuro do nosso partido no distrito da Guarda.
Durante os últimos dois anos tive a honra e privilégio de liderar o partido no distrito em condições de particular dificuldade, que muito limitaram a ação política em geral, devido à pandemia do COVID-19.
Apesar das dificuldades, recuperámos, com base no respeito pela matriz do Partido Socialista, a credibilidade da Federação junto dos órgãos nacionais do partido e da sociedade civil no distrito da Guarda.
Em termos eleitorais é certo que não alcançámos globalmente os resultados esperados nas eleições autárquicas de 2021, mas não é menos certo afirmar, que tivemos um dos melhores resultados de sempre nas eleições legislativas de 2022, com o maior crescimento do Partido Socialista no país.
Para o próximo mandato a visão que apresento tem por base três pilares fundamentais:
Mobilizar o Partido, em todas as suas dimensões, em estreita articulação com a Juventude Socialista e o Departamento Federativo das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos;
Projetar o Distrito, apresentando uma atitude sustentada e reivindicativa, baseada numa auscultação permanente junto das nossas estruturas e da sociedade civil, sobre todas as temáticas que são um constrangimento ao desenvolvimento dos nossos territórios;
Concretizar a Guarda, através do respeito pelos compromissos assumidos pelo Partido Socialista com a região em geral e com cada um dos seus concelhos em particular.
Convido cada um dos camaradas a acompanhar e integrar este projeto que, com base na proximidade, na dinâmica, na capacidade de auscultação e de intervenção irá honrar o passado, respeitar o presente e construir o futuro em cada um dos concelhos do Distrito da Guarda”.
De salientar que as eleições serão  a 19 de novembro.

Operação “RoadPol – ECR Truck & Bus”

A Guarda Nacional Republicana (GNR), até ao dia 16 de outubro, realiza em todo o território nacional continental uma operação de fiscalização seletiva de transportes rodoviários de mercadorias perigosas, orientando as ações de fiscalização para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifique um maior volume de tráfego deste tipo de veículos.

Esta operação decorre no âmbito da ROADPOL e do Euro Contrôle Route (ECR), um grupo Europeu de Inspeção de Transportes que tem por objetivo melhorar a segurança rodoviária e a sustentabilidade, a concorrência leal e as condições de trabalho no transporte rodoviário. Por sua vez, a RoadPol é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e o cumprimento das normas rodoviárias.

No final de 2021, a GNR tornou-se membro da RoadPol, passando a integrar no seu planeamento operacional, as operações planeadas pela referida organização. No âmbito do planeamento anual efetuado pela RoadPol e pelo ECR, a GNR realiza uma operação de fiscalização direcionada para veículos pesados com o objetivo de melhorar a segurança rodoviária, a sustentabilidade, a concorrência e as condições de trabalho em transporte rodoviário, através do cumprimento dos regulamentos existentes.

Com esta ação, pretende-se também sensibilizar a sociedade, para a importância da adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores profissionais, tendo em vista a promoção da segurança rodoviária e a salvaguarda de vidas humanas.

O aumento da concorrência no setor dos transportes rodoviários, torna-o mais suscetível à prática de irregularidades, em detrimento da segurança rodoviária, pelo que as ações de controlo de veículos pesados de mercadorias e passageiros, tem em vista a deteção de irregularidades ao nível das condições de transportes de mercadorias perigosas, condições técnicas e segurança da carga com o objetivo de melhorar a segurança rodoviária.