Templates by BIGtheme NET
Início » Turismo

Turismo

Museu Nacional Ferroviário assinala o 6º Aniversário

Em tempo de pandemia, o Museu Nacional Ferroviário, continua a adaptar as suas atividades a
esta nova realidade, promovendo eventos em modo virtual, mas apelando também à visita aos nossos espaços na sua maioria amplos e ao ar livre, tendo sempre em consideração as orientações emanadas pelo Governo e pela DGS.

No dia 18 maio o Museu assinala o 6º Aniversário celebrando-se igualmente o Dia Internacional dos Museus, iniciativa promovida pelo ICOM – International Council of Museums e, em Portugal, pela Direção-Geral do Património Cultural, este ano sob o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”, tendo como objetivo criar, imaginar e partilhar novas práticas de criação e soluções inovadoras para os desafios sociais, económicos e ambientais do presente e do futuro.

É neste contexto e garantindo sempre a sua segurança que no dia 18, inauguramos novos espaços, entre os quais abertura de duas salas expositivas, a Sala dos Compressores e a Sala dos Simuladores, bem como a nova Loja do Museu, um espaço onde poderá adquirir livros ou merchandising alusivo ao Museu. Nesta data será também disponibilizada online a integração do Museu Nacional Ferroviário no Google Arts & Culture, com cerca de 75 peças e uma exposição alusiva à Rotunda de Locomotivas.

As duas novas áreas expositivas são um incremento à exposição permanente do Museu, sendo a Sala dos Compressores a continuação do espaço alusivo às Oficinas da Figueira da Foz, no qual estarão expostas máquinas que integraram o espaço oficinal da CP na Figueira da Foz. A Sala dos Simuladores é espaço que integrará dois simuladores de condução virtual, em que o visitante poderá familiarizar-se com os sistemas de controlo e segurança mais básicos e essenciais da condução de uma locomotiva elétrica. O sistema foi desenhado propositadamente para não ter um grau de complexidade demasiado elevado, apenas o suficiente para permitir uma experiência desafiante e agradável a quem pegar nos controlos, tendo como cenário de condução o troço da linha do Norte compreendido entre Entroncamento e Pombal.

No dia 19, entre as 10h00 e as 12h00 teremos online um webinar sobre o “Futuro dos Museus : recuperar e reimaginar”, sublinhando a importância do digital para a relação dos museus com os seus públicos em tempo de pandemia. Também as questões da acessibilidade e equidade no acesso aos conteúdos, fazem igualmente parte dos desafios neste novo paradigma, a capacitação dos museus e a comunicação com os públicos, enquanto resposta aos desafios sociais e económicos sublinhados pela pandemia, temas que serão abordados neste webinar, que terá como apresentador Manuel de Novaes Cabral (FMNF), como moderadora Maria Vlachou (Acesso Cultura) e como oradores: João Neto (APOM/Museu da Farmácia), Ana Marti (REMED), Sónia Lobato (UDIPSS),Carlos Costa (Universidade de Aveiro) e M. José Teixeira (FMNF).
Este webinar realizar-se-á através da plataforma Zoom, em direto na página de Facebook do Museu (https://www.facebook.com/Museu.Nacional.Ferroviario ), sendo possível qualquer pessoa participar necessitando apenas de se inscrever através do email museu@fmnf.pt .
No dia 18 de maio o Museu Nacional Ferroviário está aberto das 10h00 às 18h00 com entradas
gratuitas.

Raid do Bucho e Outros Sabores realizado com sucesso

Aconteceu o regresso do Raid do Bucho e Outros Sabores após a pausa imposta pela pandemia de Covid-19 , que foi um enorme sucesso. O regresso às provas de sabores tradicionais e de todo-o-terreno fez-se fora de época, mas a mãe natureza encarregou-se de abençoar o Raid do Bucho e Outros Sabores. Primeiro com um dia solarengo de primavera que acolheu as 29 equipas e 74 participantes, depois com um almoço do Bucho em condições invernais de frio, vento e chuva. Simplesmente… perfeito!

O ano de ausência de um dos mais emblemáticos passeios do Clube Escape Livre não impediu que a 11ª edição do Raid do Bucho e Outros Sabores fosse um sucesso. A fórmula é a mesma que apaixonou centenas de participantes. E se a edição desde ano foi adiada para a Primavera, o bucho foi comido no Inverno, pois as condições meteorológicas no domingo lembraram esses dias com frio, chuva e vento.

Porém, o Raid do Bucho e Outros Sabores começou com um dia primaveril de sol e temperatura acolhedora onde os participantes receberam os materiais do passeio, colaram os autocolantes nos carros e fizeram uma prova de vinhos da região no Solar do Vinho da Beira Interior.

O tradicional jantar de boas-vindas foi servido enquanto o Clube Escape Livre homenageou Miguel Simões, o Presidente da junta de Freguesia de Freineda e grande responsável pela realização do Raid do Bucho e Outros Sabores. Foi ele quem desafiou o Clube Escape Livre a fazer um passeio tendo como pano de fundo o Bucho e a freguesia de Freineda.

O que começou como uma celebração local foi engrossando e o caudal de participantes ultrapassou as seis centenas de pessoas na edição de 2019, para gaudio das gentes locais e de Miguel Simões. Agora que vai abandonar as suas funções na Junta de Freguesia da Freineda, a organização do passeio homenageou Miguel Simões, tornando-o sócio honorário do Clube Escape Livre e entregando-lhe uma placa de prata.

Carlos Monteiro, presidente da Câmara Municipal da Guarda, esteve presente no jantar e congratulou-se pelo regresso das atividades do Clube Escape Livre “pois são importantes e decisivas para a imagem e promoção da cidade da Guarda e para a economia local, tão impactada pela pandemia de Covid-19.”

A caravana, limitada pelo Clube Escape Livre a 29 equipas e 74 participantes para cumprir com todas as regras sanitárias, deixou o Hotel Vanguarda rumo à Serra da Estrela. Um percurso que deixou todos muito satisfeitos pois o tempo primaveril com que foram brindados, deixou-os olhar para o espetacular maciço rochoso de uma forma menos habitual.

Após um percurso digno das realizações do Clube Escape Livre, com passagem pelo Museu dos Lanifícios dos Meios, a caravana parou em Folgosinho para um retemperador almoço no Restaurante Albertino, como habitualmente, uma experiência gastronómica superlativa.

O percurso de regresso à Guarda levou os participantes a conhecer ou revisitar o Museu da Miniatura em Gouveia, espaço de sucesso criado pelo Clube Escape Livre em parceria com o colecionador, Fernando Taborda e a Câmara Municipal. Seguiu-se uma paragem em Videmonte, aldeia serrana cheia de história onde os participantes receberam de oferta um pão tradicional feito em forno de lenha.

O Domingo levou a caravana até ao Quartel-General de Wellington na Freineda, mas o tradicional almoço do Bucho, desta vez, foi dentro de portas para cumprir as regras da pandemia e aconteceu no regresso à Guarda. Isto após um percurso que se estendeu pela paisagem raiana com a emotividade da passagem por vários cursos de água e zonas mais exigentes. No final, todos degustaram um Bucho de excelência onde a confraternização, respeitando todas as medidas de segurança sanitária, foi o culminar de um Raid do Bucho e Outros Sabores que voltou a ser um sucesso.

No final, todos os participantes desejavam saber qual a próxima realização do Clube Escape Livre. O Raid TT Vinhos da Beira Interior terá lugar já nos próximos dias 21 a 23 de maio e para o qual existem só quatro inscrições disponíveis.

Para Luís Celinio, presidente do Clube Escape Livre “Não podíamos ter um melhor regresso às atividades. Um bucho realizado na Primavera, mas num dia de Inverno, foi perfeito e casou com a satisfação de todos os participantes. A presença de tantas pessoas é o reconhecimento da qualidade e férreo compromisso do Clube Escape Livre no respeito de todas as regras de segurança. A 11ª edição do Raid do Bucho e Outros Sabores foi um enorme êxito e o reconhecimento que prestámos a Miguel Simões sublinhou a parceria de sucesso com a Junta de Freguesia de Freineda na divulgação do bucho e desta região da Beira Interior. Agora já pensamos no 4º Raid TT Vinhos Beira Interior, dentro de 15 dias”.

Fornos de Algodres:Bolsa Artística para a Itinerância Cultural e Plataforma do Associativismo apresentadas

O Salão Nobre do Município de Fornos de Algodres  foi palco de uma reunião entre o Municipio e as Associações e Coletividades locais com o objetivo de apresentar a constituição de uma Bolsa Artística para a Itinerância Cultural e ainda a criação da Plataforma do Associativismo.

Em relação à Bolsa Artística para a Itinerância Cultural , esta consiste na constituição de uma bolsa artística com vista à promoção, ao intercâmbio e a itinerância cultural entre as associações e grupos artísticos dos municípios da região da Serra da Estrela (Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Gouveia, Manteigas e Seia), no âmbito do projeto “Festival Cultural da Serra da Estrela”, da rede cultural da CIMBSE, no qual se pretendem integrar projetos dos 5 Municípios, com o objetivo de promover a cooperação intermunicipal em prol do desenvolvimento de projetos artísticos únicos e inovadores.

A operacionalização do projeto “Festival Cultural da Serra da Estrela” desenvolver-se-á em três fases:

1 – Promoção e lançamento de um concurso de ideias que decorrerá em simultâneo nos 5 municípios e a partir do qual serão selecionados, através de um júri, os 5 melhores programas/ projetos artísticos, liderado por um consórcio de cada município;

2 – Período de ensaios e de preparação dos espetáculos selecionados;

3 – Apresentação de 25 espetáculos. Os cinco projetos artísticos selecionados efetuam o espetáculo nos cinco Municípios.

O período para apresentação dos projetos artísticos decorre entre 17 de maio e 31 de agosto de 2021.

Todos os documentos deverão ser enviados até às 17 horas do dia 31 de agosto de 2021, para o email turismo@cimbse.pt.

Normas de Partipação

Depois foi apresentada uma Plataforma do Associativismo que permite a todas as Associações ou Coletividades do Concelho tenham acesso a um espaço online onde poderão apresentar e promover todas as suas atividades, as suas informações úteis, contactos e ainda a sua agenda cultural, permitindo por sua vez desenvolver uma agenda cultural municipal.

Esta plataforma, que será lançada em breve, permite ainda simplificar processos no âmbito das candidaturas ao Programa de Apoio às Associações e Coletividades do Município de Fornos de Algodres, no seguimento da política de modernização administrativa da Autarquia.

“Operação Peregrinação Segura” – GNR garante segurança das Celebrações da Peregrinação Internacional Aniversária

A Guarda Nacional Republicana, está a realizar uma operação de segurança em todo o território nacional com maior incidência em Fátima e nas suas principais vias de acesso, de modo a garantir a segurança durante o deslocamento dos peregrinos, assim como o controlo do tráfego rodoviário e a tranquilidade pública no Santuário e zona envolvente, durante a realização das celebrações religiosas de 12 e 13 de maio.

As celebrações deverão ocorrer de acordo com as regras estabelecidas, ao abrigo da legislação em vigor e segundo as orientações da Direção-Geral da Saúde, pelo que, a Guarda Nacional Republicana informa:

·         o acesso aos parques de estacionamento em Fátima estará condicionado à lotação máxima no interior do Recinto de Oração;

·         devem-se evitar os ajuntamentos e cumprir as regras de distanciamento físico, do uso obrigatório de máscara e a higienização das mãos;

·         apela-se à consciência dos cidadãos para a importância do cumprimento das regras e das indicações das autoridades;

·         O Recinto da Oração irá estar restrito a 7.500 peregrinos.

 

Apesar do Recinto de Oração estar restrito a 7.500 peregrinos, a GNR aconselha àqueles que, ainda assim, se desloquem a pé:

·         Não andar na estrada, mas sim pela berma contrária ao sentido do trânsito e em fila;

·         Não andar em locais onde seja proibida a circulação de peões;

·         Usar sempre, quer de dia quer de noite, coletes refletores;

·         Não andar sozinho(a) durante a noite;

·         Sinalizar o início e fim dos grupos e se for preciso reunir o grupo, fazê-lo sempre fora da estrada;

·         Não usar auscultadores;

·         Tomar especiais cuidados ao atravessar as vias;

·         Cumprir as regras sanitárias em vigor, bem como o uso de máscara e distâncias de segurança.

VII Fórum Vê Portugal vai ser nas Caldas da Rainha

A cidade das Caldas da Rainha vai acolher, no dia 26 de maio, a 7.ª edição do Fórum de Turismo Interno “Vê Portugal”. Esta é uma iniciativa emblemática do Turismo Centro de Portugal, que todos os anos junta especialistas nacionais e internacionais para uma discussão alargada sobre os desafios colocados pelo turismo interno.

A apresentação do evento aconteceu hoje, numa conferência de imprensa por via digital, que contou com a participação de Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, e de Tinta Ferreira, presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha. Pode ver ou rever a apresentação nesta ligação: https://bit.ly/3xJ3V9r

Depois de Viseu, Aveiro, Coimbra, Leiria, Guarda e Castelo Branco, a 7.ª edição do Fórum “Vê Portugal” deveria ter-se realizado em 2020 no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha. Em virtude da pandemia, a edição de 2020 foi adiada para 2021, no mesmo local.

A grande novidade da edição deste ano é o facto de decorrer em formato híbrido. Os participantes, à exceção dos participantes internacionais, estarão fisicamente presentes no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, mas o fórum não terá público no local. Os interessados acompanharão via streaming.

O “Vê Portugal” é o maior fórum nacional de turismo interno, que assume particular relevância à luz da presente pandemia. Este ano, a iniciativa é promovida pela Turismo Centro de Portugal e pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha, em estreita parceria com as Entidades Regionais de Turismo.

Na apresentação, Pedro Machado destacou a importância se o encontro se realizar numa altura ainda de pandemia. Este Vê Portugal é a consolidação de um projeto que consagra a importância da discussão do mercado interno no panorama turístico nacional. É particularmente relevante face àquilo que aconteceu em 2020, em que, num cenário de pandemia, foi o turismo interno que acabou por ser responsável por alguns dos bons resultados verificados no ano passado”, disse, antes de realçar a importância dos temas que vão ser debatidos: “Vamos juntar os principais agentes do turismo em Portugal, numa discussão política sobre a lei que estabeleceu o regime das Entidades Regionais de Turismo, a qual está a ser atropelada todos os dias. É uma discussão que está para acontecer há muitos anos e que terá lugar neste fórum”.

Tinta Ferreira, por sua vez, mostrou a sua satisfação pela escolha das Caldas da Rainha como cidade anfitriã do evento. É com orgulho que a cidade das Caldas da Rainha recebe este encontro e que será, durante um dia, a capital do turismo do Centro de Portugal e a sede de um evento de grande relevo para o turismo nacional. Não podendo ser presencial, vamos, da mesma forma, valorizar as Caldas da Rainha”, considerou.

Três painéis estimulantes

Apesar de apenas ter a duração de um dia, não faltará interesse ao Vê Portugal, que será preenchido por três painéis com temas estimulantes, em que especialistas nacionais e internacionais abordarão a situação atual do turismo interno. “Lei 33/2013 – Que Futuro?”“Tendências na Promoção e Estruturação Turística Nacional Pós-COVID-19” e “Comercialização e Venda” são os três temas em análise. O programa completo e o filme de apresentação do evento podem ser consultados em https://veportugal.com.pt.  

Entre os oradores já confirmados, destacam-se as presenças de Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, de cinco presidentes de Entidades Regionais de Turismo – Pedro Machado (Centro de Portugal), Luís Pedro Martins (Porto e Norte de Portugal), Vítor Costa (Região de Lisboa), Vítor Silva (Alentejo e Ribatejo) e João Fernandes (Algarve) –, de Alessandra Priante, Diretora do Departamento Regional para a Europa da Organização Mundial de Turismo, de John T. Bowen, Professor na Universidade de Houston, de Francisco Calheiros, Presidente da Confederação do Turismo de Portugal, de Marta Poggi, conferencista especializada em Tendências, Inovação e Transformação Digital e ainda de dirigentes de vários organismos ligados ao Turismo: António Jorge Costa, presidente do IPDT, Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, Carlos Moura, vice-presidente da AHRESP, António Marques Vidal, presidente da APECATE, Joaquim Robalo Almeida, secretário-geral da ARACM e Frederico Costa, vice-presidente da AHP, além do anfitrião, Fernando Tinta Ferreira, Presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha.

As inscrições para o Fórum Vê Portugal são gratuitas e podem ser feitas em www.veportugal.com.pt.

ASTA acolhe parceiros internacionais do projeto HI-STORY TELLING

O projeto internacional HI-STORY TELLING (HST), financiado pela  União Europeia, através do programa Erasmus +, que tem como principal objetivo o desenvolvimento de uma metodologia que alie as potencialidades do teatro ao ensino de História.

O projeto é liderado pela ASTA – Associação de Teatro e Outras Artes (Covilhã-Portugal), e conta com a parceria de outras duas organizações europeias: a Associazione Nuovi Linguaggi (Loreto-Itália),e Treinta Y Cuatro Emotional Performance (Sevilha-Espanha).

O projeto centra-se na importância da aprendizagem e ensino de História, e no reconhecimento do Teatro como uma poderosa ferramenta de educação. O HI-STORY TELLING propõe a utilização do teatro como meio para fomentar o interesse dos jovens, que frequentam o ensino secundário, nas disciplinas de História e Património Cultural. Serão desenvolvidas várias atividades e criados diversos conteúdos, com o objetivo de proporcionar ferramentas e materiais didáticos úteis a professores e formadores. O projeto visa ainda promover e sensibilizar os jovens para a cidadania ativa e para os valores europeus.

O projeto tem a duração de 18 meses e será implementado em Portugal (Covilhã), Espanha (Sevilha) e Itália (Loreto).

 Atividades previstas

– Produção de ferramentas e métodos para a aprendizagem não formal de História e Património Cultural.

– Produção de um espetáculo (peça de teatro).

– Produção de um documentário sobre o projeto.

– Criação de plataformas de disseminação e interação entre professores e formadores:    Site e redes sociais.

– Sessões de formações.

A ASTA acolherá na Covilhã, entre os dias 9 e 14 de maio, um workshop do projeto, que consistirá na discussão e experimentação prática das componentes teóricas e metodológicas em desenvolvimento.

Livro “Viver com Alegria” vai ser apresentado em Mangualde

Vai acontecer a apresentação no dia 13 de maio, pelas 18h, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, o  livro “Viver com Alegria” em Mangualde pela autora que nasceu em Mangualde, Maria Fernanda Silva , em Quintela de Azurara, e é professora aposentada, licenciada no 1.º ciclo.

 O evento decorrerá com as diretrizes da DGS, tendo assim uma lotação limitada de 70 lugares, pelo que os interessados devem reservar lugar através do telefone 232 619 889.

SINOPSE DO LIVRO:

Este é um livro de testemunhos. Dizem que as palavras convencem, mas os testemunhos arrastam.Tenho fé que estes testemunhos de vida arrastarão multidões para a verdadeira felicidade.

Pinhel acolheu o 14º Aniversário da Associação de Municípios Portugueses do Vinho

Na cidade Falcão tiveram lugar as Comemorações do 14º Aniversário da Associação de Municípios Portugueses do Vinho nesta sexta e sábado, incluindo a realização de uma reunião de trabalho, uma edição especial das Viagens de Baco, uma visita ao centro histórico da cidade e alguns momentos de confraternização entre municípios ligados pela tradição da Vinha e do Vinho.

Assim um momento único na Capital do Vinho 2021/22, que tem um leque de monumentos para visitar e iguarias para saborear acompanhado do bom vinho de Pinhel.

Bandeira Azul nas praias de Aldeia Viçosa e Valhelhas (Guarda); Lapa dos Dinheiros e Loriga (Seia);

Entre as 399 praias, marinas e embarcações de ecoturismo que vão poder exibir a bandeira azul nesta época balnear, há 89 da região Centro de Portugal: 60 praias costeiras (mais 3 que em 2020), 27 interiores (mais uma que no ano passado) e ainda duas embarcações de ecoturismo. Um sinal claro de que as águas balneares da região são uma referência de qualidade e de segurança.

Um quinto das praias galardoadas no país estão no Centro de Portugal, sendo de destacar o predomínio da região nas praias interiores: de facto, mais de metade (27 em 42) das praias fluviais distinguidas com bandeira azul situam-se na maior região de turismo do país!

Nas praias costeiras, Torres Vedras, com 12, Figueira da Foz, com 10, Peniche, com 7, e Ovar, com 5, são os municípios da região Centro com mais praias contempladas. A Praia de Mira merece uma referência muito especial, uma vez que recebe a Bandeira Azul pelo 35.º ano consecutivo. Esta praia do Centro de Portugal é a única zona balnear do mundo com Bandeira Azul desde a sua criação, em 1987.

São as seguintes as zonas balneares da região de Turismo Centro de Portugal distinguidas com Bandeira Azul em 2020:

Praias costeiras (60):
Cortegaça, Esmoriz, Furadouro, São Pedro da Maceda e Torrão do Lameiro/Marreta (Ovar); Bico, Monte Branco e Torreira (Murtosa); São Jacinto (Aveiro); Barra e Costa Nova (Ílhavo); Areão e Vagueira (Vagos); Poço da Cruz e Praia de Mira (Mira); Praia da Tocha (Cantanhede); Buarcos, Cabo Mondego, Costa de Lavos, Cova Gala, Cova Gala-Hospital, Figueira da Foz-Relógio, Leirosa, Murtinheira, Quiaios e Tamargueira (Figueira da Foz); Osso da Baleia (Pombal); Pedrogão Centro e Pedrogão Sul (Leiria); Paredes de Vitória e São Martinho do Porto (Alcobaça); Nazaré e Salgado (Nazaré); Foz do Arelho-Lagoa e Praia do Mar (Caldas da Rainha); Bom Sucesso e Rei Cortiço (Óbidos); Baleal Norte, Baleal Sul, Consolação, Cova da Alfarroba, Gambôa, Medão-Supertubos e S. Bernardino (Peniche); Areia Branca, Areia Branca-Foz, Areia Sul e Porto Dinheiro (Lourinhã); Azul, Centro, Física, Formosa, Foz do Sizandro-Mar, Mirante, Navio, Pisão, Porto Novo, Santa Helena, Santa Rita Norte e Santa Rita Sul (Torres Vedras).

Praias interiores (27):
Quinta do Barco (Sever do Vouga); Aldeia Viçosa e Valhelhas (Guarda); Lapa dos Dinheiros e Loriga (Seia); Palheiros-Zorro e Rebolim (Coimbra); Reconquinho e Vimieiro (Penacova); Bogueira e Senhora da Piedade (Lousã); Peneda e Alvares (Góis); Côja, Peneda Cascalheira-Secarias e Piódão (Arganil); Alvôco das Várzeas (Oliveira do Hospital); Louçainha (Penela); Janeiro de Baixo, Pessegueiro e Santa Luzia (Pampilhosa da Serra); Açude do Pinto (Oleiros); Agroal (Ourém); Bostelim (Vila de Rei); Carvoeiro (Mação); Aldeia do Mato e Fontes (Abrantes).

Embarcações de ecoturismo (2):
Argus e Bennu (Nazaré).

Exposição “16 Bibliotecas, 16 Autores”em Almeida

Vai ter lugar a inauguração da exposição “16 Bibliotecas, 16 Autores” que decorrerá no dia 5 de maio de 2021, no Jardim de Almeida, pelas 11:00, esta é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.

Do programa consta a sessão de boas vindas das entidades locais, seguido da leitura de trecho de Alice Sampaio por Ana Sampaio e família. Nova leitura de Alice Sampaio pela bibliotecária Paula Sousa e a finalizar a presidente da União de Freguesias, Alice Afonso.