Templates by BIGtheme NET
Início » Vila Franca da Serra

Vila Franca da Serra

Benção dos Rebanhos — Terras da Transumância em Vila Franca da Serra

A Benção dos Rebanhos na freguesia de Vila Franca da Serra vai decorrer no dia 3 de julho, domingo, no âmbito das atividades da Festa de Santo António.
Com encontro junto à Capela de Santo António, o Santo António – Santo Popular de larga e abrangente área de devoção, será celebrado pelos populares, onde se realizará a tradicional Benção dos Rebanhos, fazendo-se o devoto pedido por boas pastagens, com vista à boa alimentação, saúde, e proteção dos rebanhos.
Pelo início do verão, os pastores percorrem os planaltos da Serra com os seus rebanhos em busca de melhor pasto para as suas ovelhas – tradição que coincide com a época as festas dos Santos Populares. Com o passar dos séculos, as festas, por decorriam durante a mesma época, começaram a associar-se ao movimento sazonal dos rebanhos, celebrando-se no mesmo compasso de tempo as Festas dos Santos e a Transumância.
A Benção dos Rebanhos foi uma das iniciativas indicadas pelo Município de Gouveia na candidatura ao Aviso N.º CENTRO-14-2020-12 – que originou a criação da rede cultural “Terras da Transumância” – integrado pelos municípios de Castro Daire, Gouveia, Seia e a Agência de Desenvolvimento Gardunha 21.
Assim, as atividades desenvolvidas no âmbito da “Terras da Transumância” serão concretizadas, maioritariamente, ao ar livre, e procurarão valorizar o património de cada um dos territórios, procurando aumentar o número esperado de visitantes a sítios de património cultural e natural.
Do programa, fazem parte um concerto de receção aos visitantes pelas 16h00, seguindo-se o percurso pedestre de visitação ao Penedo Mazorro. Pelas 18h00, com concentração junto à capela de Santo António, terá início a Benção dos Rebanhos, seguir-se-á, pelas 19h00, a merenda comunitária.
As atividades são de caráter gratuito, sendo que, para participação no percurso pedestre e na merenda comunitária é necessária inscrição prévia. Para o efeito poderá inscrever-se de forma presencial no Posto de Turismo de Gouveia, sito no Jardim da Ribeira; alternativamente, através do email: turismo@cm-gouveia.pt, ou dos contactos de telefone: 238 083 930 ou de telemóvel: 962 033 099.

Vila Franca da Serra celebrou o Dia Mundial da Criança

Este domingo, a localidade de Vila Franca da Serra, comemorou o Dia Mundial da Criança, esta é mais uma iniciativa que a Freguesia liderada por Carlos Pacheco, levou a efeito na tarde domingueira, dado que, durante a semana, as crianças passaram o dia na escola.

Assim, foi uma tarde bastante animada , onde as crianças tiveram a oportunidade de passar uma tarde diferente na sua aldeia. Uma vez mais a Freguesia a mostrar todo seu dinamismo.

Fotos:AP

 

GNR reforça o patrulhamento para prevenir incêndios rurais

A Guarda Nacional Republicana, face à previsão de continuação das condições meteorológicas que se traduzem num significativo risco de incêndio rural, e ao prolongamento da Declaração Conjunta da Situação de Alerta em 13 distritos do continente (Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Vila Real e Viseu), irá continuar a reforçar o patrulhamento e o esforço de vigilância terrestre em todo o Território Nacional, em coordenação com as demais entidades, no intuito de prevenir a ocorrência de ignições.

Esta Declaração de Situação de Alerta abrange o período compreendido entre as 00h00 do dia 17 de agosto e as 23h59 do dia 18 de agosto, e prolonga a Declaração de Situação de Alerta que foi determinada para o período entre as 12h00 de 13 de agosto e as 23h59 de 16 de agosto.

Nesta senda, a GNR recorda as medidas de caráter excecional:

1.    Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

2.    Proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração;

3.    Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;  

4.    Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

5.    Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas nos distritos onde tenha sido declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Laranja pela ANEPC.

De referir que a proibição não abrange:

1.    Os trabalhos associados à alimentação e abeberamento de animais, ao tratamento fitossanitário ou de fertilização, regas, podas, colheita e transporte de culturas agrícolas, desde que as mesmas sejam de carácter essencial e inadiável e se desenvolvam em zonas de regadio ou desprovidas de florestas, matas ou materiais inflamáveis, e das quais não decorra perigo de ignição;

2.    A extração de cortiça por métodos manuais e a extração (cresta) de mel, desde que realizada sem recurso a métodos de fumigação obtidos por material incandescente ou gerador de temperatura;

3.    Os trabalhos de construção civil, desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural.

 

Nos espaços florestais e agrícolas, a GNR reforça os seguintes conselhos à população:

·         Evite fumar ou fazer lume;

·         Evite fumigar ou desinfestar apiários, a não ser com uso de fumigadores equipados com dispositivos de retenção de faúlhas;

·         Utilize tratores, máquinas e veículos pesados de transporte que possuam extintor, sistema de retenção de faúlhas ou faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés;

·         Em caso de incêndio, ligue de imediato para o 112, transmitindo de forma sucinta e precisa a localização, a dimensão estimada  do incêndio e a forma de acesso mais rápida ao local.

 

Se notar a presença de pessoas com comportamentos de risco, contacte de imediato as autoridades.

A proteção da nossa floresta e de todo o meio ambiente depende de todos nós! Colabore para um Portugal sem fogos.

EDIÇÃO EM PAPEL Nº52 NAS BANCAS

É com grande satisfação que apresentamos a nossa edição papel nº 52 sem quaisquer interrupções, o nosso lema continua cada vez mais forte ” Somos a Voz serrana para o Mundo”
Bem haja aos nossos leitores, anunciantes e comunidade em geral.
Nesta edição temos surpresas.

GD Trancoso campeão Distrital

Pinhel recebe etapa TMBI em BTT- pág.3

-50 anos de ADFA- Conversa com Alexandre Lote—pág.6

-Gouveia vai ter um Verão 5 estrelas—-pág.4

-Estrela Geopark em atividade ———pág.5

-Conversa com José Carvalho (GD Trancoso)- pag.7

-Forninhos com nova resposta social—-pág.9

Caminhada anual de Vila Franca da Serra

“Por trilhos e caminhos”

Vai realizar-se no dia 1 de maio , a tradicional caminhada em Vila Franca da Serra que percorre as artérias e os visitantes podem admirar a beleza paisagística da localidade.

Uma organização  da Freguesia de Vila Franca da Serra e com o apoio do Município de Gouveia.

Inscrições pelo telemóvel- 962610996 Ou e-mail- fvfserra@sapo.pt

(Serão respeitadas todas as normas da DGS.)

GNR- Atividade operacional do fim de semana

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 29 detido sem flagrante delito, destacando-se:
  • 12 por condução sob o efeito do álcool;
  • Nove por condução sem habilitação legal;
  • Três por furto;
  • Dois por desobediência;
  • Dois por resistência e coação;
  • Um por tráfico de estupefacientes.
  1. Apreensões:
  • 34 doses de haxixe;
  • Cinco doses de cocaína.
  1. Trânsito:

Fiscalização125 infrações detetadas, destacando-se:

  • 22 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • Sete relacionadas com tacógrafos;
  • Cinco por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • Cinco por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • Dois por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Uma por iluminação e sinalização.

Sinistralidade: 22 acidentes registados, destacando-se:

  • Dois feridos graves;
  • Oito feridos leves.

Reabertura de forma faseada das escolas, comércios e restantes atividades

Teve lugar nesta quinta-feira o Conselho de Ministros que aprovou o decreto que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República.
Vão ser introduzidas as seguintes alterações face ao regime atual:
  • retoma, a partir de 15 de março, das atividades educativas e letivas em regime presencial nos estabelecimentos de ensino públicos, particulares e cooperativos e do setor social e solidário, de educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, bem como das creches, creches familiares e amas;
  • retoma, a partir de 15 de março, das atividades, em regime presencial, de apoio à família e de enriquecimento curricular, bem como atividades prestadas em centros de atividades de tempos livres e centros de estudo e similares, apenas para as crianças e os alunos que retomam as atividades educativas e letivas;
  • a partir de dia 15 de março, possibilidade de reinício da atividade dos estabelecimentos de bens não essenciais que pretendam manter a respetiva atividade exclusivamente para efeitos de entrega ao domicílio ou disponibilização dos bens à porta do estabelecimento, ao postigo ou através de serviço de recolha de produtos adquiridos previamente através de meios de comunicação à distância (click and collect);
  • a partir de dia 15 de março, determina-se que as atividades de comércio a retalho não alimentar e de prestação de serviços em estabelecimentos em funcionamento encerram às 21:00h durante os dias úteis e às 13:00h aos sábados, domingos e feriados e as atividades de comércio de retalho alimentar encerram às 21:00 h durante os dias úteis e às 19:00 h aos sábados, domingos e feriados;
  • o regime de horário das farmácias é aplicável a estabelecimentos de vendas de medicamentos não sujeitos a receita médica;
  • a partir de dia 15 de março, permite-se, nos restaurantes e similares, a disponibilização de bebidas em take-away;
  • clarifica-se que a proibição de venda de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos de comércio a retalho, incluindo supermercados e hipermercados e em take-away (a partir das 20:00 h) é aplicável até às 06:00 h;
  • a partir de dia 15 de março, permite-se o funcionamento, mediante marcação prévia, dos salões de cabeleireiro, barbeiros, institutos de beleza e estabelecimentos similares;
  • a partir de dia 15 de março, permite-se a abertura de estabelecimentos de comércio de livros e suportes musicais; comércio de automóveis e velocípedes; serviços de mediação imobiliária; parques, jardins, espaços verdes e espaços de lazer, assim como de bibliotecas e arquivos;
  • a partir de dia 15 de março, é levantada a proibição das deslocações para fora do território continental, efetuadas por qualquer via, designadamente rodoviária, ferroviária, aérea, fluvial ou marítima, por parte de cidadãos portugueses;
  • determina-se a proibição de circulação entre concelhos, a qual será aplicável no fim-de-semana de 20 e 21 de março, e diariamente a partir do dia 26 de março de 2021.
– Foi aprovada a resolução que estabelece uma estratégia gradual de levantamento de medidas de confinamento no âmbito do combate à pandemia da doença Covid-19 com quatro fases, com um período de 15 dias entre cada uma para que sejam avaliados os impactos das medidas na evolução da pandemia, bem como os níveis de incidência e crescimento.
Determina-se que o calendário previsto para as diferentes fases de desconfinamento pode ser alterado atendendo a determinados critérios epidemiológicos de definição de controle da pandemia e ainda considerando a existência de capacidade de resposta assistencial do Serviço Nacional de Saúde.
Estratégia de levantamento das medidas:
• Regras gerais
– teletrabalho sempre que possível
– horários de funcionamento dos estabelecimentos: 21h durante a semana; 13h aos fins-de-semana e feriados ou 19h para retalho alimentar
– proibição de circulação entre concelhos, a qual será aplicável diariamente entre 26/03 e 5/04 (Páscoa)
A partir de 15 março
– medidas definidas no decreto que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República
A partir de 5 abril
– 2.º e 3.º ciclo do ensino básico (e ATLs para as mesmas idades)
– equipamentos sociais na área da deficiência
– museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares
– lojas até 200 m2 com porta para a rua
– feiras e mercados não alimentares (decisão municipal)
– esplanadas (max 4 pessoas)
– atividade física e treino de desportos individuais até 4 pessoas e ginásios sem aulas de grupo
A partir de 19 abril
– ensino secundário e superior (e ATLs para as mesmas idades)
– cinemas, teatros, auditórios, salas de espetáculo
– lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação
– todas as lojas e centros comerciais
– restaurantes, cafés e pastelarias (max 4 pessoas no interior ou 6 em esplanadas) até às 22h ou 13h ao fim-de-semana e feriados
– atividade física e treino de desportos individuais ao ar livre até 6 pessoas e ginásios sem aulas de grupo
– eventos exteriores com diminuição de lotação
– casamentos e batizados com 25% de lotação
• A partir de 3 maio
– restaurantes, cafés e pastelarias (max 6 pessoas no interior ou 10 em esplanadas) sem limite de horários
– atividade física e treino de desportos individuais e coletivos
– grandes eventos exteriores e eventos interiores com diminuição de lotação
– casamentos e batizados com 50% de lotação
– Foi aprovado o decreto-lei que estabelece medidas de apoio aos trabalhadores e empresas no âmbito da pandemia da doença Covid-19:
  • Reativação do apoio extraordinário à redução da atividade económica de trabalhador independente, empresário em nome individual ou membro de órgão estatutário dos setores do turismo, cultura, eventos e espetáculos, cuja atividade, não estando suspensa ou encerrada, está ainda assim em situação de comprovada paragem total da sua atividade ou da atividade do respetivo setor;
  • Alargamento do “lay-off simplificado” a empresas cuja atividade, não estando suspensa ou encerrada, foi significativamente afetada pela interrupção das cadeias de abastecimento globais, ou da suspensão ou cancelamento de encomendas, e ainda aos sócios-gerentes;
  • Prolongamento do apoio extraordinário à retoma progressiva até 30 de setembro de 2021, estabelecendo um regime especial de isenção e redução contributivas para empresas dos setores do turismo e da cultura;
  • Criação de um novo incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial, no montante de até duas Remunerações Mínimas Mensais Garantidas (RMMG), para trabalhadores que tenham sido abrangidos no primeiro trimestre de 2021 pelo “lay-off simplificado” ou pelo apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade.
  • Reforço do apoio às microempresas com quebras de faturação, com a possibilidade de pagamento de mais 1 RMMG no terceiro trimestre de 2021.

GNR-Campanha “Floresta Segura 21” com ações nas Freguesias

No âmbito da campanha “Floresta Segura 21”, promovida pela Guarda Nacional Republicana, vão ser efetuadas ações de monitorização/sensibilização nas freguesias definidas como prioritárias, de acordo com a seguinte calendarização:
– Paços da Serra | 08/03/2021
– Vila Franca da Serra | 08/03/2021
União das Freguesias de Aldeias e Mangualde da Serra | 09/03/2021
– Folgosinho | 10/03/2021
– União das Freguesias de Figueiró da Serra e Freixo da Serra | 10/03/2021
– Arcozelo | 11/03/2021
– Cativelos | 11/03/2021
– Ribamondego | 12/03/2021
– São Paio | 12/03/2021
As ações visam sensibilizar os proprietários das parcelas de terreno dentro das faixas de gestão, para a obrigação da sua intervenção, de acordo com os critérios definidos na legislação em vigor.

Efeitos secundários da Vacina da Covid-19

Segundo avança a DGS, que a vacina contra a COVID-19 pode ter reações secundárias como outro medicamento. A maioria delas são ligeiras e de curto prazo e nem todas as pessoas as identificam.

Todas as vacinas, ao estimular as nossas defesas, podem causar efeitos secundários ligeiros e de curta duração. Alguns indivíduos vacinados contra COVID-19 nos ensaios clínicos, relataram ter sentido:

  • dor no local de injeção;
  • fadiga;
  • dor de cabeça;
  • dores musculares;
  • dor nas articulações;
  • febre.

Outros efeitos como vermelhidão no local da injeção e náuseas ocorreram em menos de 1 em cada 10 casos.

Geralmente, estes efeitos desapareceram ao fim de 24 a 48 horas. Embora a sensação de febre não seja incomum por 2-3 dias, uma temperatura alta é rara e pode indicar que tem COVID-19 ou outra infeção.

Os sintomas após a vacinação normalmente duram menos do que uma semana. Em caso de persistência dos sintomas ou se surgir outra reação que o preocupe, contacte o seu médico assistente ou a Linha SNS24 (808 24 24 24).

Se procurar aconselhamento de um médico, enfermeiro ou farmacêutico, informe-os sobre a sua vacinação para que possam avaliá-lo adequadamente.

Também pode reportar qualquer efeito adverso da vacina através do Portal de Notificação de Reações Adversas (RAM) do INFARMED, I.P.

fonte:DGS