Início » centro » Confraria da Capeia entroniza confrades em Aldeia da Ponte

Confraria da Capeia entroniza confrades em Aldeia da Ponte

A Confraria dos Amigos da Capeia Arraiana (CACA) reuniu o seu Capítulo Geral para a cerimónia de entronização dos primeiros confrades.
As atividades do I Capítulo decorreram nas Terras do Forcão, concretamente em Aldeia da Ponte e Aldeia do Bispo, sendo a entronização apadrinhada pela Confraria do Bucho Raiano, do concelho do Sabugal, e a Irmandade dos Romeiros de São Martinho, Cavaleiros da Tradição de Portugal, da Golegã.

A receção aos participantes começou logo pela manhã no Centro Interpretativo da Capeia Arraiana, em Aldeia da Ponte, onde foi servido o Raiano de Honra e o “pequeno almoço à moda do encerro” de boas vindas.

A concorrida cerimónia de entronização, que teve como mestre de cerimónias o confrade Norberto Pedro, teve lugar na Igreja Matriz de Aldeia da Ponte, onde o Padre Américo Barroca benzeu as diversas peças protocolares: estandarte, livro de honra, varal, forcões e medalhas.

O Presidente da Câmara do Sabugal, Vítor Proença, deu as boas vindas ao concelho do Sabugal e salientou a importância da capeia como símbolo da identidade raiana e o seu papel no desenvolvimento do território. Após a intervenção os presentes puderam visionar um pequeno filme, produzido para a câmara do Sabugal pela empresa Zero Graus, do confrade Hugo Moreira, o qual deu uma visão geral sobre a capeia arraiana e o que ela representa para todos os arraianos.
Seguidamente deu-se início à Primeira Assembleia Capitular da Confraria dos Amigos da Capeia Arraiana, cerimónia presidida pelo Venerável Grão-Mestre Capitular, João Manuel Sanches Silva, que elencou os diversos procedimentos e tomou lugar na mesa, assim como os representantes das Confrarias Madrinhas (do Bucho Raiano, José Marques, e dos Romeiros de São Martinho, José Costa), o Chanceler, António Pereira de Andrade Pissarra e o Fiel Inquiridor da Confraria dos Amigos da Capeia Arraiana, Alcino Gomes Sanches, o vice-presidente da Federação das Confrarias Portuguesas, Carlos Alberto Almeida, e o confrade que proferiu a Oração de
Sapiência, Francisco Pires Manso.

Na sua intervenção, subordinada ao tema «Capeia: um desígnio raiano», Francisco Pires Manso, filho de Mário Manso e Isabel Maria da Fonseca Pires, nascido em Aldeia do Bispo, Sabugal, em 1954, licenciado em Economia e especializado em Administração Hospitalar, tendo sido Administrador ou Diretor nos hospitais de Braga, Coimbra, Fundão, Guarda e Castelo Branco, para além de investigador de história local e regional, com a publicação de centenas de artigos dispersos por jornais e revistas, como A Guarda, O Interior, Nova Guarda, Terras da Beira, Praça Velha e Cinco Quinas, entres outros, trouxe alguma luz sobre a tauromaquia em Portugal e as
origens e identidade da capeia em particular.

As confrarias madrinhas procederam à entronização da Confraria dos Amigos da Capeia Arraiana, nas pessoas do seu Grão-Mestre, do Chanceler e do Fiel Inquiridor, os quais leram o juramento “Juro, por minha honra, defender a Capeia Arraiana, exaltar o seu passado, salientar a sua identidade, e promovê-la enquanto símbolo ancestral das terras da Raia. Juro aceitar e cumprir os Estatutos da Confraria dos Amigos da Capeia Arraiana, e manter uma relação de fraternidade, amizade e respeito entre os confrades.”

Seguiu-se o juramento de todos os confrades presentes, 60 do total de 71, e chamada individual para a imposição das respetivas insígnias, entrega do respetivo diploma e assinatura do Livro de Honra.

Foram depois chamados a entronizar os Confrades de Honra e Devoção (confrades coletivos), que marcaram presença pelos respetivos presidentes ou seus representantes: Junta de Freguesia de Aldeia do Bispo, Junta de Freguesia de Aldeia Velha, Junta de Freguesia da Rebolosa e Junta de Freguesia de Vale de Espinho. Estiveram ausentes os representantes das freguesias de Fóios e Quadrazais e da Associação Arco Ozendo, que representa a localidade de Ozendo, uma das 13 Terras do Forcão, anexa da freguesia de Quadrazais. Todas haviam manifestado vontade em aceitar o convite feito pela Confraria da Capeia.

Duas distinções como Cavaleiros
Após a intervenção do Grão-Mestre procedeu-se a um ato de homenagem a duas personalidades, indicadas pela Chancelaria em reunião de 17 de abril de 2022. Tendo sido
homenageados o presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Vítor Proença, e o presidente da Junta de Freguesia de Vale de Espinho, Domingos Malhadas. O titulo do Cavaleiro consiste numa distinção de honra, conferida aos que se distinguem de forma relevante pela sua dedicação e serviço na divulgação dos valores da Raia e da Capeia Arraiana.

O Chanceler informou a Assembleia das razões das respetivas homenagens, nos termos dos artigos 7.o e 13.o dos Estatutos.
Desfile e foto de família na Ponte Romana
Encerrada a cerimónia todos os presentes se dirigiram para o adro da igreja, a fim de ser dado início ao desfile pelas ruas de Aldeia da Ponte até à Ponte Romana.

A abrir iam os Maiorais da Confraria dos Amigos da Capeia Arraiana, seguidos dos grão- mestres das confrarias madrinhas, depois os confrades da CACA e os demais confrades das confrarias presentes, em duas alas, seguindo cada qual pelo seu lado da rua.

Após a foto na Ponte Romana a comitiva dirigiu-se para Aldeia do Bispo, passando por Aldeia Velha, não tendo sido possível assinalar a futura Cápsula do Tempo, na rotunda de quatro caminhos, devido ao mau tempo.
Almoço em Aldeia do Bispo

Em Aldeia do Bispo foi servido o almoço, com o serviço da Casa da Esquila, do Casteleiro, constando de pratos típicos das Terras do Forcão – Entradas do Pedido da Praça, Sopa do Boi da Prova, Caldeirada de Vitela da Capeia e Sobremesas do Desencerro, em ambiente de capeia, acompanhado pelo vinho Escorna Bois, da Adega Cooperativa de Freixo de Numão, Foz Côa.

Confraria dos Amigos da Capeia Arraiana

Publicidade...