Templates by BIGtheme NET
Início » Cultura » Guarda acolhe “Fragmentos Sonoros”

Guarda acolhe “Fragmentos Sonoros”

Este projeto pretende diversificar a oferta cultural das comunidades, bem como envolver as pessoas em novas experiências artísticas.

“Fragmentos Sonoros” é o espetáculo de música de vai estrear na próxima sexta-feira, na Guarda, e depois irá percorrer os outros municípios envolvidos no projeto “Cultura em Rede” das Beiras e Serra da Estrela. O espetáculo foi hoje apresentado, no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda e contou com a presença de Vítor Amaral, Vereador da Câmara Municipal da Guarda, António Ruas, Primeiro Secretário Executivo da CIMBSE e Tiago Pereira, representante da Coruja do Mato.

A estreia está marcada para o dia 20 de julho, às 22 horas, no Pátio Traseiro da Sé da Guarda. A digressão segue depois para o Sabugal (dia 22), Fundão (dia 11 de agosto), Belmonte (dia 14 de agosto) e Covilhã (dia 21 de setembro).

Para Vítor Amaral este “projeto é muito importante para toda a região, porque materializa a promoção da cultura em vários domínios como o teatro, a música e a dança”. Neste sentido, este projeto da CIMBSE vai ao encontro dos desígnios da autarquia que é o de “promover os artistas e os grupos locais e incrementar uma rede cultural”.

Segundo António Ruas este projeto “está a ser uma agradável surpresa”, quer pelos participantes que são voluntários dos 5 aos 80 anos, quer pelo público que tem assistido aos espetáculos de dança e de teatro. Trata-se de um projeto inovador em rede, onde todos os municípios se envolveram de igual modo, acrescenta.

O projeto de música está a ser coordenado pela Coruja do Mato representado pelo Tiago Pereira que considera “ser de uma beleza extrema conseguirmos reunir em palco tantas pessoas, tão diferentes e com diferentes formações e de várias idades”. Este espetáculo vai funcionar como uma Orquestra e vai acompanhar um filme que retrata os diferentes municípios, conclui.

“Fragmentos Sonoros” é um trabalho em rede, em que músicos de diferentes localidades se reúnem no mesmo palco. Texturas, ambientes e melodias que refletem sobre o presente, que nos transportam numa viagem de memórias e afetos. Imagens e sons interagem num espaço de partilha. Do caos à harmonia, de apontamentos sonoros a cadências rítmicas. Um espetáculo sonoro e visual que convida o público a ser cúmplice de um território comum.

O projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela” é promovido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) em parceria com a Associação de Municípios da Cova da Beira e os municípios que integram esta Comunidade Intermunicipal.

Trata-se de uma iniciativa que pretende constituir uma rede cultural entre os 15 Municípios da CIMBSE, vocacionada para a promoção cultural deste território. O projeto assenta em três áreas artísticas: dança, teatro e música.

 

Publicidade...



 

Enviar Comentário