Templates by BIGtheme NET
Início » Serra » Muxagata em exposição no CIHAFA

Muxagata em exposição no CIHAFA

  Está patente ao publico neste mês de Março, no CIHAFA (Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de
Algodres), a Freguesia da
Muxagata, que poderá ser visitada todos os dias entre as 10h00 – 13h00 e
as 14h00 – 17h00, inserida no programa “As Freguesias vão
ao Museu”, de 02 a 29 de Março de 2015 .

   Muxagata é uma das 12 freguesias do concelho de
Fornos de Algodres, no Distrito da Guarda, situada ao fundo da Serra de
Belcaíde e junto de uma ribeira com o mesmo nome. Esta freguesia
dista da sede do concelho, aproximadamente 13 quilómetros. Esta
povoação foi constituída freguesia desde tempos remotos e segundo João
Maria Baptista, na sua Coreografia Moderna, Vol. III, Pág. 694 também
foi Couto e Vila. Nada se sabe sobre a verdadeira origem do seu nome,
apenas que em 1482 se chamava “Mocegata”; em 1527 já pertencia ao
concelho de Algodres com o nome de “Moxogata”, tendo então 68 moradores
ou fogos; em 1600 “Muxigata”; em 1700 “Muxiguata”; em 1747 já tinha 112
fogos e 311 fregueses; e atualmente designa-se “Muxagata” com 248
habitantes, 231 edifícios (Censos 2001) e 267 eleitores inscritos.
A
Ermida de Nossa Senhora dos Milagres fica situada na freguesia da
Muxagata, a 2500 metros da povoação, no sítio da Coutada e é de grande
devoção dos povos da beira.
   A 1.ª Aparição de Nossa Senhora dos
Milagres não é bem conhecida, sabe-se apenas que apareceu nos finais do
séc. XVIII, princípios do séc. XIX. Sendo-lhe construído um belo Templo,
com alta fachada em forma de campanário, de uma Ventana no Tímpano
encimado por uma Cruz.
   Este Templo não durou muito tempo devido a
um desentendimento entre o Prelado da Diocese e o Pároco, onde a imagem
de Nossa Senhora foi mandada retirar, tendo sido transportada para a Sé
de Viseu.
Passado mais de meio século, no dia 3 de Setembro de 1863,
reapareceu a imagem de Nossa Senhora dos Milagres entre uns silvados,
debaixo de um penedo. No local foi talhado um Nichinho com tosco altar
em seu louvor.
   Reza a História que Nossa Senhora foi encontrada
casualmente por um pastor, que correu alvoroçado à povoação, levando a
boa nova. Ao terem conhecimento de tão importante acontecimento, muita
gente de várias povoações, acorreram ao local para verem e venerarem,
com grande fervor e alegria, a sagrada imagem, que do meio do silvado
parecia sorrir para a multidão ajoelhada…
fonte:CIHAFA

Publicidade...



 

Enviar Comentário