Início » Ambiente » Prosegur Alarms deixa algumas considerações à comunidade.

Prosegur Alarms deixa algumas considerações à comunidade.

Prosegur Alarms deixa algumas considerações à comunidade.

Sofrer um assalto em casa é sempre uma preocupação. Mas existem alguns mitos sobre segurança doméstica e a forma como os assaltantes agem que não correspondem à realidade, gerando um medo sem fundamento e criando preocupações desnecessárias.

Embora os especialistas recomendem sempre um bom sistema de segurança em casa, também há que esclarecer os mitos em torno dos assaltos. A Prosegur Alarms concentrou-se em alguns deles, para que se saiba distinguir entre o que é verdade e o que não é.

A maioria dos assaltos realiza-se aos fins-de-semana. – Como é mais comum passar mais tempo fora de casa aos fins-de-semana, há uma tendência para pensar que estes são também os dias em que os assaltantes têm mais probabilidades de realizar os seus assaltos. No entanto, de acordo com dados da Prosegur Alarms relativos a 2022, os dias da semana em que foram registados mais alertas de assalto nas casas portuguesas foram segunda e quarta-feira.

Os assaltantes só assaltam casas de luxo. – É comum pensar que os criminosos preferem roubar casas mais luxuosas, uma vez que se acredita que é aqui que poderão obter mais lucro. Mas a verdade é que não importa o tipo de habitação ou a área em que se encontra. Segundo dados da Prosegur Alarms, durante 2022, foram registados mais alertas de assaltos em moradias.

O verão é a estação de eleição dos assaltantes. – Embora muitos dos assaltos ocorram quando não há vizinhança ou durante o verão, quando as casas estão mais desprotegidas, os dados da Prosegur Alarms mostram que a estação em que ocorreu a maioria dos assaltos no ano passado foi no inverno, representando uma taxa de 36%.

Os alarmes são fáceis de desativar com inibidores de sinal e são deixados incomunicáveis. – Uma das chaves para garantir a segurança doméstica é ter um alarme que esteja ligado 24 horas por dia, 7 dias por semana, a uma Central Recetora de Alarmes. Mas é verdade que com um inibidor de sinal o sistema de segurança deixa de funcionar e deixa de comunicar com a Central Recetora de Alarmes? Para evitar estes casos, a Prosegur Alarms fornece aos seus clientes um sistema de segurança que possui dois canais de comunicação: a linha GPRS (sistema de comunicação móvel entre um alarme e a Central Recetora de Alarmes) e a linha IP (através do ADSL do cliente). Caso a linha GPRS seja inibida, o alarme continuará a funcionar corretamente, uma vez que o sinal de alarme será enviado através da linha IP, podendo enviar imagens para verificar o incidente e notificar a polícia se necessário.

Os assaltos são cometidos por pessoas desconhecidas. – Muitas vezes pensa-se que apenas estranhos são capazes de invadir as nossas casas. No entanto a Prosegur Alarms adverte que o uso crescente das redes sociais e o conteúdo publicado nas mesmas pode dar pistas às pessoas à nossa volta que não estamos em casa na altura e aproveitar para invadir a nossa privacidade.

Os assaltantes entram na casa pela porta da frente. – Esta afirmação é apenas parcialmente verdadeira. Apesar de muitos assaltantes utilizarem este método, outros entram nas casas através das janelas para que os vizinhos não os possam detetar. Assim, a Prosegur Alarms destaca a importância da integração de detetores magnéticos e de câmaras no sistema de segurança. Os detetores magnéticos são ativados quando uma janela ou porta é aberta e as câmaras são colocadas à entrada da casa para que detetem movimento.

Publicidade...