Início » Tag Archives: 23. magazine serrano

Tag Archives: 23. magazine serrano

Fornos de Algodres – Candidatura Educa + aprovada

Teve lugar recentemente a aprovação da candidatura do Município de Fornos de Algodres, submetida no dia 24/08/2022, ao aviso n.º 14199/2022, de 18 de julho, publicado no Diário da República n.º 137, 2ª série, intitulado “Educação Ambiental + Transversal + Aberta + Participada 2022”.

Das 256 (duzentas e cinquenta e seis) candidaturas consideráveis elegíveis, apenas 37 (trinta e sete) obtiveram aprovação – pontuação de mérito superior a 3 – e foram alvo de financiamento, grupo onde se enquadra o Município de Fornos de Algodres, que obteve uma pontuação de 4.64 na avaliação de mérito da candidatura.

Assim, no âmbito do Programa Educação Ambiental + Transversal + Aberta + Participada 2022, o Município de Fornos de Algodres viu o seu projeto “Fornos de Algodres Educa+” aprovado pelo Fundo Ambiental. Este projeto visa contribuir para a capacitação e sensibilização em matéria ambiental, apoiando uma nova cultura ambiental enquadrada com a Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA 2020).

Este projeto, que será desenvolvido no ano de 2023, tem um claro enquadramento e compromisso na Estratégia Municipal do Ambiente 2022-2025 (EMA), documento estratégico elaborado pelo executivo do Município de Fornos de Algodres e aprovado em Assembleia Municipal no dia 30/12/2021, que apresenta de forma integrada, as linhas orientadoras da estratégia do Município para a área do Ambiente no concelho de Fornos de Algodres, de 2022 a 2025.

Assim, as iniciativas a implementar são enquadradas nos objetivos de desenvolvimento local (ODS), assim como nos Programas e Projetos Ambientais previstos na EMA, nomeadamente no Programa de Gestão de Resíduos e Economia Circular (PM3) e no Programa Municipal de Educação Ambiental (PM6).

Com esta operação pretende-se a implementação de 4 atividades de Educação Ambiental, particularmente direcionadas para as temáticas da promoção da qualidade da água, da valorização do território e da economia circular.

A implementação das atividades pretende-se o envolvimento de toda a comunidade local, bem como o setor HORECA e o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.

Parlamento dos Jovens do ensino básico e do ensino secundário em Fornos de Algodres

  Recentemente, teve lugar a sessão escolar do Parlamento dos Jovens do ensino básico e do ensino secundário, no auditório do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres. A manhã foi destinada aos trabalhos do ensino secundário e a tarde, ao ensino básico.
Em cada sessão, houve uma forte participação dos 31 jovens deputados, previamente eleitos nas 4 listas concorrentes. Apresentaram e defenderam as medidas propostas, no máximo de 3 por cada lista, sufragadas anteriormente.
Nestas sessões, foram eleitos os seguintes deputados à sessão distrital, a saber, ensino secundário, efetivos: Duarte Nunes (12ºB), Adriana Costa (12ºA), Anaís Cabo (11ºA) e suplente, Rodrigo Lopes (11ºA). O candidato à presidência da mesa da sessão distrital é o deputado Henrique Quelhas (12ºA). Pelo ensino básico, foram eleitos os seguintes deputados efetivos: Emanuel Fonseca (9ºA), Salvador Sousa (7ºB), António Coelho (5ºA) e como suplente, Constança Silva (5ºA). O candidato a presidente da mesa da sessão distrital do ensino básico foi eleito Gabriel Santos (9ºA).
Os  deputados estarão presentes nas sessões distritais que decorrerão nos dias 12 e 13 de março, respetivamente para o ensino secundário e para o ensino básico.
O AEFA deseja que os nossos deputados às sessões distritais consigam representar com dignidade o nosso Agrupamento e que possam ser eleitos à sessão nacional que decorrerá na Assembleia da República, em Lisboa.

Foto:AEFA

Novos Pró-Presidentes do Instituto Politécnico de Viseu tomaram posse

Tomaram posse , nesta quarta-feira, os novos Pró-Presidentes do Instituto Politécnico de Viseu (IPV). A professora Elisabete Ferreira Silva foi empossada para o pelouro para a Saúde, Desporto, Bem-estar e Sustentabilidade, a professora Fátima Susana Mota
Roboredo Amante para o das Relações Internacionais, a professora Luísa Paula Fernandes Augusta para a Comunicação Estratégica e o professor Joaquim Gonçalves Antunes transita para o da Coordenação Institucional.
O professor Carlos Albuquerque mantém o pelouro da Saúde.
O presidente do IPV, José Santos Costa, aproveitou o ensejo para formular votos de felicitações aos novos Pró-Presidentes, manifestando convicção no reforço da cooperação institucional.

Penalva do Castelo recebeu 1ªfase do programa “Conferências Teen”

Teve lugar uma iniciativa, direcionada aos alunos do ensino secundário e promovida pela Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, Gesentrepreneur e o Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo.

Os objetivos do programa passam por criar uma geração de jovens capazes de enfrentar os desafios da atualidade; estimular a criatividade e o espírito de iniciativa; identificar potencialidades e recursos dos seus territórios; detetar algum problema/ necessidade do mercado e gerar uma ideia de negócio inovadora.

No dia 25 de janeiro realizou-se, no Auditório da Sede do Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo, a primeira fase do programa “Conferências Teen”. O Senhor Presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho, realizou a abertura do evento onde destacou as potencialidades do território e salientou a importância da proatividade, tendo a Diretora do Agrupamento de Escolas, Rosa Figueiredo reforçado a relevância da motivação e curiosidade para a concretização deste projeto. O evento contou com um momento de partilha, a nível municipal, da Empreendedora/ Empresária Joana Saavedra, que através da sua intervenção motivadora e descrição do seu percurso profissional e pessoal inspirou os jovens presentes.

O projeto “WANTED” teve o seu início a 4 de janeiro com reuniões operacionais, estando previsto o concurso final no mês de junho. A próxima fase do programa é o “Roadshow” que consiste num conjunto de sessões de criatividade e modelo de negócio realizadas por todas as escolas do ensino secundário e profissional envolvidas no projeto.

Fotos:MP

Curso de Operacional de Queima em território da CIM Viseu Dão Lafões

Em território da CIM Viseu Dão Lafões de 25 a 27 de janeiro, no âmbito do projeto Life Landscape Fire, decorreram sessões práticas de capacitação dos formandos do curso de Operacional de Queima.
Estas ações contaram com a presença de todos os formandos do curso Operacional de Queima, pertencentes ás corporações de Bombeiros do território que integra a CIM Viseu Dão Lafões, à Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR, às Brigadas de Sapadores Florestais da CIM e à Equipa de Sapadores Florestais de Vila Nova de Paiva.
As referidas sessões realizaram-se na localidade de Caselho, Freguesia de Guardão (Município), bem como, na aldeia de Coelheira, UF de Carvalhais e Candal (Município São Pedro do Sul), e têm como objetivo dotar os agentes de proteção civil do território de ferramentas que lhes permitam realizar planos de fogo controlado e executar técnicas de ignição para queima prescrita, bem como a posterior avaliação dos impactes da queima
O fogo controlado permite, em comparação com as outras técnicas de gestão da vegetação, alcançar diversos objetivos: silvícolas, silvopastoris, cinegéticos e ecológicos. Surge com relevante importância para a prevenção de incêndios, diminuindo a área percorrida anualmente por estes com a manutenção de cargas de combustíveis florestais abaixo de níveis críticos

7º aniversário da Biblioteca Municipal de Celorico da Beira

A Biblioteca Municipal de Celorico da Beira vai celebrar, no próximo dia 5 de fevereiro, o seu 7º aniversário com uma programação direcionada para as famílias.
Ao longo dos seus sete anos de existência, a Biblioteca Municipal tem vindo a afirmar-se, cada vez mais, como um espaço de cultura, de incentivo à leitura e ao estudo e, promotora de atividades lúdico pedagógicas e animação sociocultural, junto da comunidade, em especial, das crianças e jovens.
A participação nas atividades é gratuita mas, sujeita a inscrição: biblioteca@cm-celoricodabeira.pt ou 271712270

CIM Viseu Dão Lafões promove separação de biorresíduos

Programa “RecolhaBio” foi assinado com o objetivo de impedir que resíduos biodegradáveis cheguem aos aterros

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões promoveu a assinatura de contratos no âmbito do Programa “RecolhaBio – Apoio à Implementação de Projetos de Recolha Seletiva de Biorresíduos”. As assinaturas aconteceram à margem do Conselho Intermunicipal da CIM, que se realizou no Auditório Carlos Paredes, em Vila Nova da Paiva, sendo que o somatório dos contratos assinados perfaz um investimento superior a 540 mil euros.

O “RecolhaBio” é um programa apoiado pelo Fundo Ambiental, que visa aumentar a quantidade e a qualidade da recolha e reciclagem dos biorresíduos, como sejam os resíduos alimentares e os resíduos biodegradáveis de jardins e parques.

Pretende-se que estes biorresíduos sejam reciclados na origem, reduzindo a deposição em aterros, de modo a obter benefícios ambientais da sua valorização e evitando, por outro lado, os custos e impactos decorrentes da necessidade da sua eliminação.

“Os biorresíduos estão presentes no dia a dia de todos os cidadãos e representam mais de um terço do nosso caixote do lixo. No entanto, quando são recolhidos de forma seletiva, e devidamente encaminhados para tratamento e valorização, têm um potencial positivo, tanto a nível ambiental como económico, que deve ser aproveitado. O programa assinado por autarcas da região Viseu Dão Lafões é um passo importante para continuarmos a promover a transição verde, num território que queremos cada vez mais sustentável, inteligente e economicamente competitivo”, explica Fernando Ruas, Presidente da CIM Viseu Dão Lafões.

São objetivos específicos do Programa “RecolhaBio” promover projetos ou iniciativas que incidam no aumento da capacidade dos municípios, para assegurar o desvio na origem e a recolha seletiva de resíduos urbanos, com particular ênfase nos biorresíduos.

Este programa contempla, nomeadamente, apoios para projetos de recolha seletiva de biorresíduos; projetos de compostagem comunitária ou doméstica; projetos que assegurem o desenvolvimento de mecanismos de monitorização e obtenção de informação neste processo; e iniciativas e atividades de sensibilização e de capacitação que contribuam para a separação dos biorresíduos.

Os investimentos aprovados incluem a infraestruturação e aquisição de equipamentos associados a esse serviço, assim como a sensibilização dos utilizadores para melhorar as suas práticas.

No território de Viseu Dão Lafões, o financiamento do Programa “RecolhaBio” ascende aos 540.976,49 euros, com uma taxa de cofinanciamento de 100%.

Foto: CIMVDL

AD Fornos de Algodres atravessa crise de resultados

AD Fornos de Algodres- Guarda FC-1-2

Uma tarde soalheira no Municipal da Serra da Esgalhada, com a turma fornense a receber a Guarda FC na segunda ronda da 2ªvolta do campeonato, com um atarde infeliz onde a finalização continua a ser a lacuna maior desta equipa.

Uma primeira parte bem jogada, os fornenses dominaram com jogadas bem elaboradas, denotou-se uma ligeira melhoria em relação ao jogo diante do GD Trancoso, denote-se que até conseguiu adiantar-se no placard por Baldé.

Mas algumas jogadas bem elaboradas aconteceram e vai daí, o Guarda FC aproveitou e empatou por volta dos 25´, por intermédio de Vicente.

O futebol praticado era com qualidade por ambas equipas, mas a segunda parte trouxe mais equilíbrio e por espaços até mais morno. As substituições ajudaram a mexer nos diversos onzes , no sentido de dar mais acutilância atacante.

Os keepers João e Filipe iam tendo algum trabalho de parte a parte e à beira do fim , surge uma grande penalidade para  a Guarda FC, onde Ricardo atirou e marcou o segundo para os guardenses e amealharam os três pontos que lhe valem o segundo lugar , agora mais perto do líder Gouveia.

Já a AD Fornos de Algodres está mergulhada numa senda de resultados negativos, pois está neste momento na zona de despromoção, isto na verdade faz soar as “sirenes de alerta”, é preciso alterar algo. Esta equipa liderada por Hugo Pereira troca bem a bola mas falta pontaria no último reduto e ainda assim deve tentar mais vezes o remate à baliza. Mas vamos aguardar os próximos encontros para a Taça e campeonato com deslocações difíceis em Almeida.

Ciclo de Festivais de Cultura Popular da Guarda apresentado

Em 2023 e entre janeiro e novembro são 15 as iniciativas, que terão lugar em diversas localidades do concelho, no âmbito do Ciclo de Festivais de Cultura Popular da Guarda. Um ciclo que promove os saberes autênticos e genuínos da região e que aposta na divulgação e na promoção desse mesmo património cultural que importa preservar e levar a cada vez mais pessoas. A vaca autóctone jarmelista, a lã, o pão, a cestaria, os enchidos, a castanha, o azeite e tantas outras tradições e produtos da Guarda vão dar o mote a este ciclo que acontecerá entre 28 de janeiro e 19 de novembro de 2023. E porque o Município pretende que este seja um ciclo verdadeiramente participado, a autarquia criou para esta edição um “Passaporte”, que terá a configuração de um pequeno livro de bolso, com a informação relativa aos Festivais de Cultura Popular e onde cada Entidade Organizadora validará, na área especificada para o efeito, com o respetivo carimbo alusivo à iniciativa, a participação do “Festivaleiro”. Em dezembro serão sorteados três Passaportes que ganharão três super- cabazes de produtos e experiências no Mundo Rural do Concelho. Para participar basta consultar as normas no site do município: https://www.mun-guarda.pt/conteudos/PublishingImages/outros/Normas%20do%20Sorteio%20Passaporte%20Festivais%20de%20Cultura%20Popular%202023.pdf

Esta iniciativa promovida pelo Município da Guarda em parceria com as entidades locais, tem como objetivos primordiais divulgar o património cultural material e imaterial, efetivo e afetivo, das comunidades envolvidas; alertar para a necessidade de preservação deste mesmo património, ajudando a perpetuar o saber pelas gerações mais novas; valorizar produtos e tradições singulares e a sua autenticidade; melhorar a qualidade de vida dos habitantes destes núcleos rurais do concelho da Guarda; aumentar o potencial de dinamização da base económica e produtiva local; criar envolvimento da população na organização destas iniciativas, através de parcerias com coletividades e freguesias locais; atrair visitantes da região e do país e dinamizar a região.

A Festa do Chichorro marca o arranque do Ciclo de Festivais de Cultura Popular, já no próximo sábado, dia 28 de janeiro, em Vila Mendo, o onde o Chichorro vai ser protagonista.

O Festival dos Enchidos acontece a 25 e 26 de março, na Castanheira, onde as tradições ligadas à matança do porco são, ainda hoje, para algumas famílias uma tradição de suma importância.

A 39ª edição da Feira Concurso do Jarmelo acontece a 4 de junho tendo como objetivos promover a raça bovina autóctone – a Vaca Jarmelista, o diálogo e a aproximação entre os vários setores de atividade locais, com o intuito de desenvolver o Jarmelo e toda a região envolvente.

No fim-de-semana que se segue, dias 10 e 11 de junho, a união de Freguesias de Corujeira – Trinta recebe as Jornadas da Lã. Esta atividade pretende relembrar antigas práticas que antecediam a partida das ovelhas do flanco serrano.

Para que a memória perdure no tempo, com a iniciativa Viagem às Raízes, em Arrifana, nos dias 1 e 2 de julho, serão revividas duas das tradições existentes na aldeia de: a malha do centeio e o teatro na aldeia.

Em Gonçalo, nos dias 8 e 9 de julho, a promoção e valorização da cestaria tradicional de vime é a razão para a realização do Festival da Cestaria.

O Festival do Peixe do Rio surge, a 29 e 30 de julho em Valhelhas, com o propósito de promover o desenvolvimento económico, social e cultural local.

Já em agosto, nos dias 5 e 6, Videmonte acolhe mais uma edição do Festival Pão Nosso no qual o pão e todo o processo que está relacionado com o seu fabrico, até chegar às mesas, são o mote do Festival “Pão Nosso”.

Tendo o rio Mondego como cenário, o Festival das Mondegueiras acontece a 12 e 13 de agosto, em Aldeia Viçosa, com o objetivo de promover as culturas agrícolas e patrimoniais do farto Vale do Mondego. Ler Mais »

EIP´S apresentadas ao Município de Fornos de Algodres

  Os Paços do Concelho do Município de Fornos de Algodres, acolheram a apresentação ao executivo municipal das duas EIP (Equipas de Intervenção Permanente), dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres.
Deste modo, a cerimónia teve lugar no exterior com a parada e depois no Salão Nobre , com a presença do Presidente do Município, Manuel Fonseca, Vice -presidente, Alexandre Lote e vereadora, Luísa Gomes , ainda o Presidente dos Bombeiros, Fernando Rodrigues e o Comandante Armando Costa. Recorde-se que recentemente teve lugar a posse dos novos  órgãos sociais, novo Comandante e da 2ªEIP.

Desta forma , a constituição destas Equipas, resulta de um protocolo entre a Câmara Municipal, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres e prevê a constituição grupos de cinco elementos em regime de permanência.
Segundo , o corpo de Bombeiros, “com estas Equipas pretende-se ver reforçada a prontidão na resposta às ocorrências que impliquem intervenções de socorro às populações e de defesa dos seus bens”.

Fotos :BVFA