Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: 25 abril

Tag Archives: 25 abril

Mangualde celebra online o 25 de abril

Em Mangualde , o 25 de abril vai ser vivido online em direto,  através do Facebook da Câmara e da Biblioteca Municipal, à Conferência “Para Celebrar o Futuro da Democracia” pelo Professor Doutor Joaquim Pires Valentim, da Universidade de Coimbra.

A abertura da sessão será realizada pela Orquestra POEMa, contando ainda com a participação, em vídeo, da Orquestra Juvenil do Agrupamento de Escolas de Mangualde, no encerramento.

 Esta iniciativa visa assinalar este dia de liberdade e de 47 anos de Democracia, num formato que permite assegurar a segurança de todos os envolvidos.

Para assistir ao concerto em live streaming basta aceder à página oficial do Facebook do Município de Mangualde – https://www.facebook.com/municipiomangualde e/ou à página da Biblioteca Municipal de Mangualde Dr. Alexandre Alves – https://www.facebook.com/bibliotecamunicipalmangualde

“PARA CELEBRAR O FUTURO DA DEMOCRACIA”

O Professor Doutor Joaquim Pires Valentim da Universidade de Coimbra falará sobre o tema “Para Celebrar o Futuro da Democracia”. Joaquim Pires Valentim é Professor na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e coordenador do Doutoramento em Psicologia nessa Faculdade. Doutorado em Psicologia Social pela Universidade de Coimbra, fez também o Doutoramento Europeu em Representações Sociais e Comunicação (Universidade de Roma ‘La Sapienza, Universidade de Helsínquia e ISCTE). As suas principais áreas de investigação são: representações sociais, psicologia política, relações entre grupos, diversidade cultural e memória coletiva. Nesses domínios tem coordenado e integrado equipas de projetos de investigação nacionais e europeus e publicado regularmente em revistas internacionais com arbitragem científica. Para além das atividades de docência e investigação, tem desempenhado funções de gestão universitária e tem sido avaliador de projetos científicos.

25 de abril assinalado em Gouveia

O Município de Gouveia vai assinalar o 25 de abril de 1974 com uma reunião de instalação do Conselho Municipal de Juventude e o Webinar: “Cultura Pós – Pandemia: Um desafio autárquico”.

No âmbito das Comemorações do 25 de abril, ou a “Revolução dos Cravos” como também é conhecida, o Município de Gouveia irá assinalar a data que marca o início da implantação do regime democrático em Portugal com duas sessões online.

Em virtude das contingências provocadas pela pandemia de Covid-19, e dada a necessidade de manter o cumprimento das recomendações da Direção Geral da Saúde, o palco das iniciativas comemorativas será centralizado online, através da plataforma digital do Município, permitindo que todos participem neste programa comemorativo.

Assim, pelas 15h00 irá decorrer a Reunião de Instalação do Conselho Municipal de Juventude que contempla na ordem de trabalhos com a eleição de dois secretários para constituição da mesa do plenário do CMJG, a aprovação do Regimento Interno e a proposta de alteração do regulamento do CMJG, bem como a eleição do representante para o Conselho Municipal de Educação.

Segue-se, às 17h00, o Webinar “Cultura Pós – Pandemia: Um desafio autárquico”, que irá contar com Francisco José Viegas e Isabel Pires de Lima como convidados, Amadeu Araújo será o moderador que irá conduzir as interações dos intervenientes, irão ainda marcar presença os representantes de cinco entidades locais, o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Nespereira, a Sociedade Musical Gouveense “Pedro Amaral Botto Machado”, a Escola Velha – Teatro de Gouveia, o Grupo Aprender em Festa e a Go Romaria – Associação Cultural Gouveense.

O Município de Gouveia convida a assistir em direto à programação no âmbito das comemorações do 25 de Abril, que irá ser transmitida através do Facebook do Município em: www.facebook.com/MunicipiodeGouveia/

Portugal celebra o 25 de abril, dia da liberdade

A Revolução de 25 de Abril, também conhecida como Revolução dos Cravos ou Revolução de Abril, refere-se a um evento da história de Portugal resultante do movimento político e social, ocorrido a 25 de abril de 1974, que depôs o regime ditatorial do Estado Novo,vigente desde 1933,e que iniciou um processo que viria a terminar com a implantação de um regime democrático e com a entrada em vigor da nova Constituição a 25 de abril de 1976, marcada por forte orientação socialista.
Esta ação foi liderada por um movimento militar, o Movimento das Forças Armadas (MFA), composto na sua maior parte por capitães que tinham participado na Guerra Colonial e que tiveram o apoio de oficiais milicianos. Este movimento surgiu por volta de 1973, baseando-se inicialmente em reivindicações corporativistas como a luta pelo prestígio das forças armadas, acabando por atingir o regime político em vigor. Com reduzido poderio militar e com uma adesão em massa da população ao movimento, a reação do regime foi praticamente inexistente e infrutífera, registando-se apenas quatro civis mortos e quarenta e cinco feridos em Lisboa, atingidos pelas balas da DGS.

Por:Wiki

Trancoso realiza sessão solene evocativa ao 25 de abril

Em comunicado, o Município de Trancoso informa que a sessão solene evocativa das comemorações do 25 de abril , vai ter lugar no salão nobre  da Câmara, esta foi uma decisão do executivo e força politicas do concelho.

Cumprindo todas as normas de segurança face ao Estado de Emergência, a cerimónia contará com a presença do Presidente da Câmara, um vereadores eleito de cada partido, Presidente da Assembleia Municipal, representante da cada força política da Assembleia Municipal, representante das freguesias na ANMP.

Segundo o Município, faz todo sentido comemorar abril uma vez que foi instituída a liberdade e face à situação atual é uma forma de homenagear o SNS que foi criado após o 25 de abril.

A sessão tem início ás 10h30 e terá transmissão online.

25 de abril comemorado em Fornos de Algodres

O dia que permanece na memória de todos da revolução dos cravos, é celebrado um pouco por toda a parte.

Assim  em Fornos de Algodres, o grupo de sócios da Associação do 25 de abril e a JS Fornos de Algodres, levam a efeito, um almoço convívio, seguido da concentração nos Paços do Município, para a romagem ao cemitério e serem homenageados todos aqueles que foram defensores dos ideais de abril.

Mais à tarde, o lanche convivio no parque de merendas da Mata Municipal, pelo meio haverá, torneio de sueca e jogos tradicionais.

Assim se comemoram 44 anos depois de abril de 74.

Fornos de Algodres comemora o 25 de abril

O Município de Fornos de Algodres comemora o 25 de abril com um espetáculo musical de MIGUEL CALHAZ, intitulado VOZ CONTRA BAIXO.

O concerto decorrerá a 24 de abril de 2018, pelas 21h00, no Centro Cultural Dr. António Menano, em Fornos de Algodres.

Neste projecto musical há entre Miguel Calhaz e o seu contrabaixo uma cumplicidade e uma ligação que transcende em muito, em tudo, a normal relação entre um músico e o instrumento que executa.
Aqui, o contrabaixo sai da sua esfera usual de instrumento de acompanhamento e passa a assumir funções harmónicas, melódicas e rítmicas. A própria abordagem quanto à forma de tocar este instrumento difere daquilo que é mais comum.
Utilizam-se recursos como o corpo de madeira do instrumento (que é usado como instrumento de percussão), harmónicos e harpejos em 2 ou 3 cordas em simultâneo, assumindo espaços normalmente preenchidos por outros instrumentos.
A par do uso destes recursos junta-se a voz do músico que, ora a solo ora com músicos convidados, vai ilustrando os seus e outros poemas: trauteando improvisos e embalando redondos vocábulos…

“…sei da sua música e da forma delicada como a aborda e traz até nós,que ela envolve e convida, tanto à reflexão como à esperança. Sei ainda que as canções que imagina são
pontes que lança ao encontro da nossa sensibilidade…”
Armando Carvalheda in “Viva a Música” Antena1

“Ao longo da vida vamos aprendendo que as certezas vão sempre escasseando, mas podemos sempre dar por garantido que a beleza e a honestidade, vão fazer sempre parte
das canções do Miguel Calhaz!”

Por:MFA

Exposição/conferência “Pontos de Contacto e Divergência entre a 1ª República de 1910 e a 2ª República de 25 de Abril de 1974”em Mangualde

abrilA Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, vai acolher a exposição/conferência “Pontos de Contacto e Divergência entre a 1ª República de 1910 e a 2ª República de 25 de Abril de 1974”. A conferência realizar-se-á no dia 28 de abril, sexta-feira, pelas 21h00, e terá como conferencista o Professor Doutor Luís Reis Torgal da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Estará ainda patente uma mostra com o espólio das duas Repúblicas, bem como uma homenagem ao 1º Presidente da República, Manuel de Arriaga, e ao capitão de Abril, o Major-General Augusto José Monteiro Valente.

O evento é iniciativa da Câmara Municipal de Mangualde, em parceria com o Agrupamento de Escolas Prof. João Carlos Alves, a Casa Arriaga Tavares do Museu da Presidência, o fundo Arquiteto Keil do Amaral do Museu Militar e o Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra.

Por:Mun.Mangualde

25 de abril em Gouveia

O Municípi25 ABRILo de Gouveia comemora o 43º Aniversário da Revolução de Abril, no dia 25 de abril, com uma Sessão Solene Evocativa do Dia da Liberdade.

No dia 25 de Abril, as Comemorações iniciam-se pelas 10h00, com a Saudação à Cidade pela Sociedade Recreativa e Musical de Moimenta da Serra, seguindo-se às 10h15, o “Hastear da Bandeira”, frente aos Paços do Concelho.
Segue-se, às 10h30, a Sessão Solene Evocativa do 43º aniversário do 25 de abril, na Sala de Sessões da Assembleia Municipal.

O programa das Comemorações termina pelas 11h30 com uma romagem ao Monumento dos Combatentes, com a finalidade de prestar homenagem aos combatentes da Grande Guerra.

No dia 22 de abril, pelas 15h00, frente aos Paços do Concelho decorre a 6ª Milha Urbana Cidade de Gouveia, organizada pelo Núcleo de Desporto e Cultura de Gouveia.

E no dia 24 de abril, às 21h00, o Teatro Cine de Gouveia recebe o Sarau Cultural “Zeca Afonso/Nós os Teus Cantores”, uma iniciativa organizada pelo IG-Escola Profissional de Gouveia, no âmbito dos 30 anos da morte de Zeca Afonso e tem como objetivo revisitar a vida e obra deste símbolo maior da luta contra a ditadura imposta pelo Estado Novo.

Por:Mun.Gouveia

25 de abril em Trancoso com atletismo

IMG_9076  O dia da revolução dos cravos na cidade de Trancoso iniciou logo pela manhã com o sol a dar um ar da sua graça.

Estava reservada a terceira edição da Corrida da Liberdade que contou com centenas de atletas dos diversos escalões etários, desde os Benjamins aos Veteranos.

Pelo meio ainda decorreu, uma Assembleia Municipal evocativa ao 25 de abril, com a participação de todos os setores políticos.

Como é normal nestas ocasiões acontecem os discursos das forças partidárias representadas na mesma assembleia, finda esta cerimónia era horaIMG_9359 de voltar à praça para ver estes atletas dar o seu melhor.

Quanto ao vencedores, na corrida da família destacaram-se Tiago Lopes e Débora Jerónimo, nos Benjamins venceram Inês Antunes e Kevin Santos, no Infantis venceram João Capelas e Joana Frade.

Nos Iniciados, Ana Antunes e David Fernandes saíram vencedores, seguiram-se os juvenis, o escalão com menos adesão, ao que Laura Marques e Leandro Almeida saíram vencedores.

Nos absolutos, aqui a luta foi mais acesa, com Vanda Ribeiro e Nuno Lopes a sair com o triunfo, já Paulo Gomes a revelar-se em forma venceu em veteranos.

Após a corrida e prémios entregues decorreu um almIMG_9379oço convívio entre todos que foram ver, correr e organizar este evento que teve na organização para além o Município de Trancoso, o Grupo Desportivo de Trancoso e a Associação de Atletismo da Guarda.

O Prof.Amilcar Salvador, presidente da autarquia de bandarra, mostrava-se satisfeito, por tudo ter decorrido com normalidade e além do mais conseguir estreitar laços entre as pessoas.

Uma forma diferente de viver a revolução dos cravos.

Por:António Pacheco