Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: 7 maravilhas

Tag Archives: 7 maravilhas

Vencedores das 7 Maravilhas da Nova Gastronomia®encontrados

Teve lugar a Gala da Declaração Oficial das 7 Maravilhas da Nova Gastronomia®, que terminou com a revelação das iguarias vencedores através de votação popular num programa transmitido em direto pela RTP 1 e RTP Internacional.

Depois do concurso ter iniciado com 1.147 restaurantes concorrentes de todo o território nacional, chegámos às 7 Maravilhas Vencedoras:

 Categoria Petiscos

TÁBUA DE POLVO, Baptista (Caminha)

 Categoria Vegetariana

ALGARVE, DO CAMPO À SALINA, À TERRA – Praia Verde Boutique Hotel (Castro Marim)

Categoria Vegana

MIL-FOLHAS DE BATATA, CANTARELOS E BOLOTA, Cor de Tangerina (Guimarães)

Categoria Peixe e Marisco

RABOS DE POLVO DAS BRUXAS, Bem Bô (Mirandela)

Categoria Cozinha Molecular

VEADO NO BOSQUE, Dom Júlio (Vila Nova de Cerveira)

Categoria Carne

ESTRELA DO MOSTEIRO, Mosteiro do Leitão (Batalha)

 Categoria Doçaria

COININHAS, Confeitaria Santa Coina (Barreiro)

Em suma, “A edição de 2021 das 7 Maravilhas foi a primeira que não premiou o que já é conhecido de todos. Esta edição procurou contribuir para o renascimento do setor da restauração, num ano marcado pela crise da Covid-19, mas também procurou o melhor que os nossos cozinheiros e cozinheiras criativas sabem fazer, na busca incessante dos sabores únicos e autênticos que definem Portugal. Procurámos ainda alertar para o papel da alimentação nas mudanças climáticas e o papel que tem na saúde, através das melhores escolhas que todos deveremos fazer no nosso dia a dia.”salientou, Luis Segadães, Presidente das 7 Maravilhas®.

Pinhel vai receber a pré final do Concurso 7 Maravilhas

A cidade falcão foi a escolhida para a Pré final do Concurso 7 Maravilhas, mais um bom momento para esta localidade que tem a competir o Restaurante Entre Portas entre os finalistas, no próximo dia 18 de agosto.
Dos Petiscos e Doçaria à Carne, Peixe e Mariscos, dos Vegetarianos e Veganos à Cozinha Molecular, estão eleitos os candidatos que vão representar cada região em mais uma edição do concurso 7 Maravilhas, desta vez “com os olhos na cozinha portuguesa do futuro”.
De referir que a acompanhar as 140 propostas de Nova Gastronomia estão outros tantos vinhos que foram selecionados por especialistas reunidos em Pinhel, Cidade do Vinho 2020-2022, no passado dia 10 de junho.
No distrito da Guarda, onde encontramos a “Bochecha Confitada” do restaurante Entre Portas e também os Vinhos da Beira Interior, com destaque para os Vinhos de Pinhel. “Casas Altas Tinto Touriga Nacional 2017” é a sugestão na categoria Carne. Para a categoria Peixe e Marisco (Truta com Vinagrete | TrutalCôa) a escolha recai sobre o “Aforista Branco 2018” e, finalmente, a acompanhar a categoria Doçaria (Mil-Folhas | Colmeia), temos o “Aforista Colheita Tardia Branco 2017”.

140 Finalistas Regionais 7 Maravilhas da Nova Gastronomia”

A Organização das 7 Maravilhas de Portugal reforça junto dos portugueses a importância de se experimentar Portugal como o “Melhor País do Mundo para Comer”, quer pelos restaurantes, quer pelas cozinheiras e cozinheiros criativos, quer pela qualidade da nossa produção.

Depois da Organização das 7 Maravilhas de Portugal® ter recebido a sugestão de 1147 candidaturas dedicadas à Nova gastronomia, o Painel de Especialistas composto por 140 elementos de todos os 18 distritos e 2 regiões autónomas, teve a função de efetuar a primeira seleção dos estabelecimentos, reduzindo a lista para 7 restaurantes e chefes candidatos por distrito e regiões autónomas em cada uma das 7 categorias.

Os candidatos estão organizados a partir de 7 Categorias, que expressam as várias opções de iguarias da Nova Gastronomia, tendo em conta não só a tradição que temos em Portugal, mas colocando igualmente nos pratos da balança, novas opções gastronómicas, que traduzem as escolhas de segmentos da população cada vez mais alargados e onde se afirma uma preocupação cada vez mais notória com a saúde pública e com a sustentabilidade alimentar. Entendendo-se por iguarias a comida requintada e saborosa, por extensão, qualquer comida bem confecionada.

As categorias a concurso são: Petiscos, Vegetariana, Vegana, Peixe e Marisco, Carne, Cozinha Molecular e Doçaria.

“10 Anos depois da emblemática eleição das 7 Maravilhas da Gastronomia onde honrámos a tradição do nosso receituário, Portugal mudou, e fez evoluir a sua Gastronomia baseada na nossa tradição culinária e na riqueza e frescura dos produtos dos nossos territórios.” explicou Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas®. “Em 2021 vamos eleger uma gastronomia nova, inspirada na tradição, mas baseada nos produtos endógenos de cada região, onde observamos novos conceitos ao nível da apresentação, da utilização dos ingredientes mais saudáveis e promovendo maior sustentabilidade alimentar. Desde sempre que os Portugueses valorizaram o “estar à mesa”. Comer é um ato social único, uma alegria imensa, uma felicidade simples e fácil de obter que, mesmo nos tempos difíceis de hoje, não queremos abdicar. As nossas cozinheiras e cozinheiros de “mão cheia” alimentaram essa tradição de comer bem em casa, e fizeram-se depois, estrelas dos restaurantes únicos que encontramos por todos os cantos de Portugal, como em mais nenhum outro lugar do mundo.” acrescentou a organização.

Altice Portugal apoia a cultura e tradição portuguesa

Altice Portugal reforça o apoio à cultura e à tradição enquanto patrocinadora oficial e parceira tecnológica das 7 Maravilhas®.

Reforçando o seu compromisso para com a Portugalidade, a Altice Portugal volta a apoiar o melhor do nosso País, apresentando-se como patrocinadora oficial e parceira tecnológica das 7 Maravilhas®, um projeto que conta com 9 edições e com uma longa história de apoio à cultura e à tradição portuguesas.

É através da aliança dos conceitos de Portugalidade, Proximidade e Tecnologia que a Altice Portugal se associa a este projeto, que tanto tem contribuído para a dinamização do património cultural do País, e que tem mostrado que Portugal é hoje uma nação única pela dimensão da sua multiculturalidade, bem como pela diversidade gastronómica, social e cultural que a caracterizam.

Para Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, «É com grande satisfação que nos juntamos às 7 Maravilhas®, um projeto que, à semelhança da Altice Portugal, tem como missão promover a cultura e a Portugalidade a uma só voz, de forma a valorizar os segredos mais guardados do nosso País e o que de melhor este tem para oferecer. Este é apenas mais um passo da nossa aproximação ao território e aos portugueses e está em linha com a nossa estratégia de apostar no orgulho em ser português, no orgulho na nossa cultura e nas nossas tradições. É com grande satisfação que, este ano, ajudaremos a promover o valor de cada uma das categorias a concurso, parte integrante do património cultural português.»

O tema da edição deste ano é a Cultura Popular e as categorias a concurso são: Artesanato, Lendas e Mitos, Festas e Feiras, Músicas e Danças, Rituais e Costumes, Procissões e Romarias e Artefactos, onde o que se procura promover é o Património Cultural Imaterial de Portugal, elevando a Cultura Popular a um patamar de causa pública.

«Em 2020 as 7 Maravilhas® têm uma missão acrescida: a de puxar o país para cima. E isso vai ser feito através da promoção fortíssima do orgulho nacional, dos vários eixos da identidade nacional. Vamos fazer da cultura popular, que toca todos os portugueses, de norte a sul, do interior ao litoral e nas ilhas, uma grande causa nacional, à qual a Altice se associa, pela sua força em todo o território e pela sua relação histórica com todos os portugueses», afirma Luís Segadães, Presidente das 7 Maravilhas®.

Consciente da importância do apoio à cultura, nas suas variadas expressões, desde a música, ao cinema, passando pela arte, património ou desporto, a Altice Portugal tem vindo a apoiar projetos e iniciativas que evidenciam a sua forte ligação ao País, à língua portuguesa e aos símbolos patrióticos nacionais.

420 doces candidatos às 7 Maravilhas já são conhecidos

Das 907 candidaturas às 7 Maravilhas Doces de Portugal® já foram apurados 420 candidatos. Da segunda fase de votação do Painel de Especialistas vão resultar 140 doces, que os portugueses vão votar nas eliminatórias distritais. Estes 140 doces são revelados a 7 de maio, num programa de televisão a emitir em direto pela RTP1.
O Painel de Especialistas votou e ficaram identificados os 420 doces que avançam na eleição das 7 Maravilhas Doces de Portugal®. Agora esta lista será reduzida a 7 doces por distrito ou região autónoma, chegando à lista final de 140 doces que avançam para votação do público. Este Painel de Especialistas é constituído por 140 personalidades, 7 de cada distrito e regiões autónomas. Recorde-se que a organização recebeu 907 candidaturas, num envolvimento sem precedentes de todo o país.
“Os portugueses estão gulosos por este projeto e vemos isso enquanto o processo de votação avança. Para nós, organização, que acompanhamos o processo desde o primeiro momento é fascinante ver como a eleição vai crescendo, vai ganhando forma e se torna numa oportunidade de projeção e divulgação dos doces e das suas regiões. São centenas os doces que já se comunicaram como candidatos às 7 Maravilhas e que vêm só na candidatura uma oportunidade de serem colocados no mapa”, explica Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas.“ A nossa doçaria é riquíssima e esta eleição comprova-o, com os dois pilares do projeto bem representados, tanto na tradição como na inovação. O papel dos especialistas é garantir a idoneidade do processo, fazendo uma pré-seleção daquilo que os portugueses vão votar. A lista de 140 doces que revelamos a 7 de maio vai ser a cereja no topo do bolo desde processo”, acrescenta Luis Segadães.
https://7maravilhas.pt/doces-nomeados-1a-fase-eliminatoria/

7 Maravilhas Doces de Portugal, prazo até 17 de março

Devido ao elevado número de candidaturas de todo o país, que estão neste momento a ser submetidas na plataforma online, para a eleição das 7 Maravilhas Doces de Portugal®, o prazo acaba de ser prolongado até 17 de março, à meia noite. Pela primeira vez é possível incluir 7 candidatos numa só proposta de candidatura.

As categorias a concurso são: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação. A grande aposta deste ano é na Inovação à base de produtos endógenos, incentivando ao empreendedorismo local. A tradição, a importância económica, social e cultural dos doces são também critérios preponderantes.

A oitava edição das 7 Maravilhas em Portugal® volta a reinventar-se e este ano os candidatos são votados por cada um dos 18 distrito e duas regiões autónomas, com 20 programas de daytime em direto a realizar nos meses de julho e agosto. Haverá nesta fase 7 candidatos por distrito e regiões autónomas, num total de 140 doces candidatos, sendo que de cada programa na RTP sai um pré-finalista que passa às semifinais.

Uma novidade desta edição é a existência de um Grande Júri, órgão de deliberação constituído por 7 figuras do espaço mediático, que será responsável pela da repescagem de 8 candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas.

Os 28 pré-finalistas são divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, dois programas em direto na RTP1, transmitidos em horário nobre. Em cada semifinal são apurados os 7 doces, aqueles que tenham mais votos contabilizados. Nesta fase os 7 elementos do Grande Júri assumem grande preponderância, comentando e provando os Doces.

A Gala Finalíssima decorre a 7 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal®.

Sobre as 7 Maravilhas®

A eleição das 7 Maravilhas Doces de Portugal® é a oitava edição realizada desde 2007, com concursos que têm por tema os grandes valores da Identidade Nacional:

7 Maravilhas de Portugal (Património Histórico), em 2007

7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo (Património Histórico), em 2009

7 Maravilhas Naturais de Portugal, em 2010

7 Maravilhas da Gastronomia, em 2011

7 Maravilhas – Praias de Portugal, em 2012

7 Maravilhas de Portugal – Aldeias, em 2017

7 Maravilhas à Mesa, em 2018

O Conselho Científico é um órgão constituído para apoiar a Organização do Concurso na elaboração do regulamento, na verificação das candidaturas e nas tomadas de decisão, tendo o objetivo de libertar a Organização de quaisquer tomadas de posição face aos candidatos a concurso, assegurando por isso, a máxima idoneidade, independência e equidistância do processo. As 7 Maravilhas Doces de Portugal® contam com os seguintes membros no Conselho Científico:

ACPP – Associação Cozinheiros Profissionais de Portugal;

AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal;

APN – Associação Portuguesa de Nutrição;

FPCG – Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas;

Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural;

RIPTUR – Rede de Instituições Públicas do Ensino Superior com Cursos na área do Turismo;

Turismo de Portugal – Escolas.

Doces são tema das 7 Maravilhas® em 2019

Candidaturas decorrem até 7 de março. Uma candidatura pode incluir 7 doces.
Catarina Furtado e José Carlos Malato voltam a ser os embaixadores do projeto, enquanto anfitriões das três Galas a emitir no prime time da RTP1 e na RTP Internacional.
Este ano o formato reinventa-se, com Grande Júri, eliminatórias distritais, duas semifinais e uma Grande Final a 7 de setembro.
Depois de eleitas as 7 Maravilhas à Mesa® em 2018, que privilegiou gastronomia, vinhos, azeites e roteiros, chegou a vez de adoçar a boca aos portugueses e colocar em votação das 7 Maravilhas Doces de Portugal®. O tema de 2019 já tem candidaturas abertas, em que pela primeira vez é possível incluir 7 candidatos numa só proposta.
 
As 7 Maravilhas Doces de Portugal foram lançadas hoje, pelas 16h, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. O projeto foi apresentado por Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas, e o formato televisivo por José Fragoso, Diretor da RTP1 e RTP Internacional. Catarina Furtado e José Carlos Malato, apresentadores da RTP, estiveram presentes enquanto embaixadores das eleições 7 Maravilhas. Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da RTP, esteve também presente neste evento. Contou-se ainda com a presença de representantes dos Apoios Institucionais do projeto, nomeadamente Antero Jacinto, Presidente do Grupo de Setor da Restauração Tradicional, Ana Paula Pais, Diretora Coordenadora de Formação do Turismo de Portugal e de Miguel Freitas, Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural.
As categorias a concurso são: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação. As candidaturas terminam a 7 de março e são realizadas online, no site oficial das 7 Maravilhas. A grande aposta deste ano é na Inovação à base de produtos endógenos, incentivando ao empreendedorismo local. A tradição, a importância económica, social e cultural dos doces são também critérios preponderantes.
 
A oitava edição das 7 Maravilhas em Portugal® volta a reinventar-se e este ano os candidatos são votados por cada um dos 18 distrito e duas regiões autónomas, com 20 programas de daytime em direto a realizar nos meses de julho e agosto. Haverá nesta fase 7 candidatos por distrito e regiões autónomas, num total de 140 doces candidatos, sendo que de cada programa na RTP sai um pré-finalista que passa às semifinais.
Uma novidade desta edição é a existência de um Grande Júri, órgão de deliberação constituído por 7 figuras do espaço mediático, que será responsável pela da repescagem de 8 candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas.
Os 28 pré-finalistas são divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, dois programas em direto na RTP1, transmitidos em horário nobre. Catarina Furtado e José Carlos Malato voltam a ser os anfitriões e embaixadores das 7 Maravilhas, apresentando as três Galas (duas semifinais e uma Grande Final). Em cada semifinal são apurados os 7 doces, aqueles que tenham mais votos contabilizados. Nesta fase os 7 elementos do Grande Júri assumem grande preponderância, comentando e provando os Doces.
 
A Gala Finalíssima decorre a 7 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal®

Queijo da Serra na votação das 7 Maravilhas

Ao todo são 21 pratos seleccionados e apresentados por sete categorias: entradas, sopas, marisco, peixe, carne, caça e doces. Cada uma das categorias conta com três pratos típicos da gastronomia portuguesa e os portugueses poderão agora escolher, até 7 de Setembro, os melhores sete pratos, independentemente da categoria.
Nas entradas estão a alheira de Mirandela (Trás-os-Montes e Alto Douro), o pastel de bacalhau (Lisboa e Setúbal) e o queijo da Serra da Estrela (Beira Interior/Beira Litoral).
Já para a categoria das sopas foram escolhidas a açorda à alentejana, o caldo verde (Entre Douro e Minho) e a sopa da pedra (Ribatejo/Estremadura).
As amêijoas à Bulhão Pato (Lisboa e Setúbal), o arroz de marisco (Estremadura e Ribatejo) e o xarém com conquilhas (Algarve) fazem parte dos mariscos.
No peixe estão o bacalhau à Gomes de Sá (Entre Douro e Minho), o polvo assado no forno (Açores) e a sardinha assada (Lisboa e Setúbal).
Pelas carnes concorrem a chanfana (Beira litoral), o leitão da Bairrada (Beira Litoral) e as tripas à moda do Porto.
Na caça há o coelho à caçador (Beira Litoral), o coelho à Porto Santo à caçador (Madeira) e a perdiz de escabeche de Alpedrinha (Beira Interior).
Por fim, da lista de doces constam o pastel de Belém (Lisboa e Setúbal), o pastel de Tentúgal (Beira Litoral) e o pudim Abade Priscos (Entre Douro e Minho).
As votações podem ser feitas por telefone, SMS ou pela internet, através do site do evento (7maravilhas.sapo.pt) ou do Facebook.
fonte: nova guarda