Início » Tag Archives: AEFA

Tag Archives: AEFA

Clube de Karaté homenageado no Dia Internacional da Educação

Foi um dia diferente na Escola sede do Agrupamento de Fornos de Algodres , onde o auditório acolheu a cerimónia do Dia Internacional da Educação, onde a Freguesia de Fornos de Algodres levou a cabo a 2ªedição, onde recorde-se que no ano 2022, os homenageados foram os Escuteiros de Fornos de Algodres.

Neste dia , com uma sala cheia de alunos e professores, deste modo a sessão, foi aberta com intervenções de Marco Fernandes, Diretor do Agrupamento de Escolas, Alexandre Lote, Vice-Presidente do Município de Fornos de Algodres e Bruno Costa, Presidente da Junta de Freguesia local e Rafael Bento , por parte do Clube de Karaté.

Ainda estiveram presentes, Luísa Gomes, Vereadora da Câmara Municipal com o pelouro da Educação, Henrique Quelhas, Presidente da Associação de Estudantes, Telma Trindade, por parte da Associação de Pais, Raquel Batista da CPCJ e Presidente da Assembleia Municipal, Carlos Baptista como Diretor Geral do AEFA, Teresa Pinto do CLDS4G e Maria Monteiro do Agrupamento de Escuteiros de Fornos de Algodres.

Todos realçaram que a educação é muito importante , já Bruno Costa (Freg.Fornos), salientou que o objetivo desta sessão é no intuito de sensibilizar a sociedade civil no sentido de cumprir o direito à educação. Enalteceu como aposta ganha o trabalho do Município no setor da educação, que dá fruto no futuro.

Educação é aposta forte do Municipio

Por sua vez, Alexandre Lote (MFA) louvou a Freguesia pela iniciativa e o clube de Karaté pelo excelente trabalho na comunidade jovem, ainda deixou um desafio `para a Associação de Estudantes passar a ser efetiva.

Referiu que a Educação é um pilar muito importante para o Município e por isso é uma aposta deste orçamento para 2023 e depois existe uma boa articulação com o Agrupamento  e ressalvou que Fornos em boa hora aderiu ao programa da Unicef e foi considerada Cidade Amiga das Crianças, onde nesta região só existe Seia.

O Município tem feito muitas remodelações em sintonia com o Agrupamento no sentido de melhorar a qualidade de ensino, uma vez que a escola constitui numa atração para trazer gente para o concelho, enalteceu o autarca.

Por fim, Rafael Bento do Clube de Karaté, agradeceu a homenagem e explicou que em Fornos este clube tem 12 anos, mas já se pratica cá a modalidade desde 1999. O Karaté trabalha a ética, o respeito, coordenação entre outras qualidades e ainda fez o convite a todos que queiram experimentar ou regressar , as portas estão abertas ao sábado de manhã.

Para finalizar a manhã com chave de ouro, uma preleção do atleta paralímpico Mário Trindade que fez o seu trajeto de vida e as dificuldades que passou para chegar ao alto nível, a campeão do mundo e mostrou a todos que apesar das dificuldades físicas conseguiu vários feitos de solidariedade. Em suma, uma manhã deveras interessante com a educação a revelar-se muito importante na vida das pessoas.

 

Ações sobre a saúde mental no AEFA

Os alunos do Ensino Secundário tiveram a oportunidade de participar em duas palestras sobre saúde mental – uma temática de extrema importância atualmente, tendo sido escolhida como tema do Parlamento dos Jovens. Neste mês , graças ao trabalho desenvolvido pelo SPO, vai ser a oportunidade dos alunos dos 2.º e 3.º Ciclos debaterem este assunto que diz respeito a todos, independentemente da idade!

Greve dos professores em Fornos de Algodres

Ao inicio da manhã desta terça feira , decorre na entrada da Escola Básica e Secundária de Formos de Algodres, uma manifestação de greve dos Professores afetos a este estabelecimento de ensino .

Os docentes reivindicam melhores condições a nível geral, como salários, progressão na carreira , um novo estatuto do professor em Portugal.

Nesta manifestação reivindicam uma revisão do regime de recrutamento e mobilidade do pessoal docente, progressão na carreira. Revisão do escalão 5º ao 7º, entre outras coisas.

 

Clube de Ciência Viva dinamiza atividades no AEFA

Durante o mês de dezembro de 2022/2023 o Clube de Ciência Viva dinamizou três atividades para os alunos.
A primeira resultou da participação do projeto Green Cork, dinamizado pela LIPOR em parceria com a Quercus e a Maiambiente – Desafio III – Enfeites de Natal com cortiça. Nesta atividade foi montada a “Árvore de Natal Química” recorrendo apenas a material de laboratório, onde usaram rolhas de cortiça para tapar alguns dos recipientes usados em química, como suporte das “Estrelas de Cristais” elaboradas no clube, para desejar as “Boas Festas” químicas com letras de cortiça e numa “Estrela de Natal”, para aproveitar as rodelas dos fundos das rolhas usadas na árvore.
No dia 14 de dezembro decorreu a atividade “Ver o Invisível” para os alunos do 3º ano da Escola Básica de Fornos de Algodres, onde os alunos do clube colaboraram com os mais novos nas observações microscópicas, para compreenderem as características da imagem ao microscópio. Visualizaram letras, cabelos e amostras de sangue. Foi uma experiência bastante positiva, promovendo o espírito de observação e de interpretação dos “mais pequenos”. Esta atividade foi complementada com simulações de erupções vulcânicas, com cones vulcânicos construídos pelos alunos, do tipo efusivo e explosivo. Os alunos do clube ajudaram os mais pequenos a simularem a erupção efusiva com vinagre, detergente, corante e bicarbonato de sódio e a erupção explosiva com dicromato de amónio, fita de magnésio e fósforos. Todos adoraram esta atividade.
No dia 16 de dezembro, a atividade consistiu na abertura do laboratório a todos os alunos da Escola Básica e Secundária que participaram no Scape Room da escola, para o qual todos os Departamentos curriculares/ Clubes deram o seu contributo.

Fotos:AEFA

Freguesia Fornos Algodres e o Pai Natal presentearam as crianças do 1º ciclo e pré escolar

  Com a quadra natalícia em marcha. nesta quarta-feira, o Pai Natal e o seu fiel ajudante Elfo, fizeram uma visita à Escola Básica  Pré-Escolar, na localidade de Fornos de Algodres, levando alegria e boa disposição.
Esta foi uma iniciativa da  Junta de Freguesia de Fornos de Algodres, no âmbito das ações previstas nas GOP/2022 dedicadas à infância, aconteceram um conjunto de atividades especiais enquadradas nesta época natalícia.
Desta forma, ofereceram às  crianças o livro “O Lobo que Não Gostava do Natal” seguido de um momento de diversão com o Pai Natal e o Seu fiel ajudante Elfo e, claro, o tradicional Pai Natal de Chocolate.
Uma atividade que chegou a cerca de 170 crianças e estiveram presentes elementos da Direção do Agrupamento de Escolas e do Executivo da Junta de Freguesia. Um dia diferente que conjugou surpresas, incentivo à leitura e muita diversão.
Fotos:FFA

Atividade “EUSOUDIGITAL” no AEFA

O auditório do AEFA acolheu a atividade “EUSOUDIGITAL” integrada no Programa de Capacitação Digital. Uma iniciativa com o objetivo de promover a iliteracia digital e a partilha de experiências entre gerações. Com a ajuda de alunos Mentores/Voluntários do ensino secundário, alguns adultos experienciaram, com agrado, dar os primeiros passos no mundo digital, tão útil nos nossos tempos.Foi um bom momento para todos.

 

Lista A venceu eleições na Associação de Pais do AEFA

Decorreram nesta sexta-feira, as eleições na Associação de Pais no Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres, assim estavam duas listas na corrida, assim sendo na lista A, liderada por Andreia Ventura e na B , liderada por Sara Gonçalves.

A adesão foi positiva, com os pais a aparecerem e no final da contagem dos votos, a Lista A foi a grande vencedora com 43 votos, já a lista B conseguiu 28 votos e ainda houve 2 brancos.

Face a isso, Andreia Ventura vai ser a nova presidente da Associação de Pais no Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres, Susana Gonçalves vai presidir na Assembleia Geral e Luís Duarte no Conselho Fiscal.

 

Fornos de Algodres-Encontro dos CAO/CACI da A25 com grande adesão

Foi um dia produtivo para os CAO/CACI, com debate de ideias e um conhecimento do trabalho desenvolvido por todas  as instituições presentes.

Fornos de Algodres acolheu nesta quarta-feira, o Encontro dos CAO/CACI da A25, no auditório do AEFA, mais de duas dezenas de instituições vieram a este encontro informal, no sentido de partilhar ideias e “a transição de CAO para CACI, que é “um tema que nos diz muito”, assim referia a Diretora Técnica do CAO/CACI da APS , Susana Carrola, na abertura , depois seguiu-se Mário Pereira (ASSOL), salientava que este encontro serve para um maior conhecimento das instituições e decerto unidas que poderão fazer muito mais coisas.

Depois, Pedro Galveias (CERCIAG) enalteceu os objetivos gerais e os temas a serem trabalhados pelos diversos grupos, neste encontro. Este encontro teve como objetivo questionar este sistema e fazer propostas para o futuro. No resto da manhã as instituições reuniram-se em grupos para depois apresentar as conclusões de tarde.

Após a pausa do almoço, os trabalhos foram retomados, aqui os diversos grupos apresentaram as conclusões dos diversos temas que estavam em discussão.

Assim no grupo sobre a sustentabilidade, quadros de pessoal e acordos de cooperação, edificado, a conclusão foi que é necessário rever os acórdãos, dado que, existe um desfasamento do teórico para a aplicação prática, no fundo o positivo desta Portaria será este encontro formal.

Uma legislação mais flexível que vá ao encontro de cada realidade

No segundo grupo, o tema era a flexibilidade dos apoios e os apoios na comunidade, aqui existiu um conhecimento do que cada uma das instituições faz, um conhecimento sobre a realidade de cada um, mas a legislação nesta parte terá de ser mais flexível.

No terceiro grupo de trabalho com o tema “A Evolução metodológica do planeamento centrado na pessoa”, aqui uma das ideias passa por saber o que o cliente quer, depois a rentabilização dos transportes, ainda o constrangimento por parte das famílias e são pouco aceites nas atividades das comunidades, logo deveriam ser mais abertas.

Em relação ao quarto grupo, “o Contínuo de Serviços entre o CACI/formação e emprego; Asus; os objetivos e a prática”, aqui existem formas diferentes de trabalho, ficou a ideia das 20 horas semanais. Integração dos clientes na legislação que também não está e onde ficam os clientes com dependência, numa legislação virada para a inclusão.

O contínuo de serviço deve ser valorizado, logo existe também aqui, um desfasamento da teórica e a prática. Assim com uma lei igual, este encontro serviu para fazer coisas muito diferentes.

Por sua vez, o grupo 5, com o tema” Destinatários: a diversidade de idades e problemáticas”, aqui salientaram que não existe limite de idade máximo, mas foi sugerido que o limite de idade seja colocado através do regulamento interno de cada instituição.

O CAO tem respostas sensoriais, por sua vez, o CACI tem de ser enquadrado no território e deverá existir uma diversidade de resposta, uma vez que são serviços de primeira linha.

Por fim o grupo 6, refletiu sobre “Mecanismos de compensação das assimetrias regionais”, onde nestas pequenas localidades as distâncias são grandes, deveria haver apoios do Estado para minimizar despesas, como amortização do IVA, combustíveis mais baratos e depois também a integração nas empresas, onde as mesmas deveriam ter apoios por integrar utentes. Em suma, um encontro muito proveitoso, que serviu sobretudo para haver um conhecimento mais profundo da realidade de cada uma das instituições presentes e agora com todos estes temas debatidos, vai ser elaborado o documento com algumas ideias para ser entregue no Ministério, onde será decerto analisado, para que possa ser alterada a legislação em diversos pontos que possam encaixar mais na realidade de cada região e venha melhorar a vida das instituições que prestam um excelente serviço à comunidade.

Neste encontro com a organização da APS Fornos de Algodres , ASSOL e CERCIAG, com apoio do AEFA, participaram as instituições de Fornos de Algodres, Seia, Manteigas, Penalva do Castelo, Guarda, Albergaria-a-Velha, São Paio, Sabugal, Ílhavo, Dornelas, Águeda, Mortágua, Oliveira de Frades, Anadia, São João da Madeira, Viseu e Castro Daire.

Fornense Pedro de Freitas lançou livro” Manual para Professores: como iniciar as aulas em tranquilidade”

Recentemente, o fornense e professor do AE FA editou um livro com o titulo” Manual para Professores: como iniciar as aulas em tranquilidade”, um excelente instrumento para os professores terem ao seu lado neste novo ano letivo que se avizinha.

O Manual para a Mudança pedagógico, o primeiro a nível profissional, começando a aula com tranquilidade e concentração. Depois a nível pessoal tornando-se um(a) professor(a) mindful. Não necessita de acreditar em nada; é só ler e aplicar.

Foi editado pela Cordel D´Prata.

Foto:DR

Selo “Boas Práticas de Saúde Psicológica, Bem-Estar, Sucesso Educativo e Inclusão” para AE FA

Recentemente, a Ordem dos Psicólogos Portugueses atribuiu o Selo “Boas Práticas de Saúde Psicológica, Bem-Estar, Sucesso Educativo e Inclusão” 2022-2024 ao AE de Fornos de Algodres.

A promoção da Saúde Psicológica e do Sucesso Educativo é absolutamente crucial para o desenvolvimento das crianças e jovens.