Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: artesanato

Tag Archives: artesanato

Alfazema um novo espaço para o conforto do seu lar

Teve lugar a abertura da Loja Alfazema , na vila de Fornos de Algodres, mais concretamente na Urbanização Zona Sul, um espaço comercial com peças de artesanato , artigos de decoração e utilitários para a casa.

Tem como proprietária Tânia Ribeiro, estando aberto este espaço de segunda -feira a sexta-feira das 9h30 – 12h30 e das 14h – 19h, sábado das 9h00 às 13h.

Um novo espaço onde pode encontrar um pouco de tudo para o seu lar.

 

 

Três temáticas escolhidas para concurso “7 Maravilhas de Portugal”

Bordado de Tibaldinho, Feira dos Santos e Romaria à Senhora do Castelo são as temáticas agora aceites e nomeadas a concurso.

O tema do concurso “7 Maravilhas de Portugal” deste ano é a “Cultura Popular” e Mangualde quer ser uma dessas Maravilhas, concorrendo nas categorias de Artesanato com o Bordado Tibaldinho, em Festas e Feiras com a Feira dos Santos e em Procissões e Romarias com a Romaria à Senhora do Castelo. As três candidaturas foram agora aceites e estão por isso nomeadas para as “7 Maravilhas de Portugal”.

O Concurso “7 Maravilhas de Portugal” visa promover o património cultural e imaterial de Portugal. As votações serão realizadas em direto durante os 20 programas emitidos pela RTP 1, nos meses de julho e agosto.

O Bordado de Tibaldinho caracteriza-se por ser um harmonioso bordado a branco, sobre tecido igualmente branco, algodão, linho ou meio linho, executado artesanalmente com grande predominância de ilhós, o que lhe confere uma gramática decorativa e simbolismo único e singular, tornando-o inconfundível. Pelo seu valor patrimonial e simbólico considera-se um bordado genuíno e com identidade própria constituindo parte importante do património Cultural Imaterial do País. Este bordado é elaborado por mulheres predominantemente de Tibaldinho, freguesia de Alcafache, que foram preservando e transmitindo as técnicas e todo o saber-fazer de geração em geração, oralmente e mediante a prática, sempre fiéis à tradição.

Em termos da sua representatividade histórica, o Bordado de Tibaldinho constitui uma tradição de origem indeterminada, sendo que os exemplares mais antigos de que temos conhecimento têm entre 150 a 200 anos.

Hoje em dia existem cerca de meia centena de bordadeiras que mantêm viva a tradição, sendo que, para as mais novas o bordar é uma atividade supletiva e irregular.

A Feira dos Santos, também conhecida como Feira das Febras, de elevada importância económica para o concelho, conta já com mais de 300 anos de existência. São aos milhares as pessoas que anualmente visitam a Feira dos Santos. Vêm em busca dos sabores gastronómicos do território, da prova dos magníficos vinhos cultivados nas soalheiras encostas do Dão. Procuram o peculiar artesanato, como os Bordados de Tibaldinho, as cerâmicas, visitam as novidades tecnológicas patentes na maquinaria e alfaias agrícolas, compram os temporões frutos secos, deliciam-se com os torresmos de porco fritos na sertã.

Cosmopolita, a tradição é hoje revitalizada com eventos satélite com temáticas orientadas para os interesses, variados, de quem demanda a Feira: animação musical de rua, mostras de pintura, exposições e provas de vinho do Dão, palestras, workshops ou oficinas. Parte integrante do evento na “Feira dos Santos à Mesa”, os restaurantes aderentes proporcionam uma ementa regional dedicada à Feira. São dois dias em que cada uma das freguesias do concelho aproveita para mostrar as suas características identitárias, tornando-a num evento promotor da coesão territorial numa mostra do quotidiano, aliando a tradição à modernidade.

A Romaria de Nossa Senhora do Castelo, considerada uma das maiores celebrações marianas da região, começa na noite do dia 7 de setembro com a procissão das velas. O cortejo inicia no escadório setecentista, que conta com trezentos e sessenta e cinco degraus, junto à capelinha da Nossa Senhora da Conceição, terminando na Ermida de Nossa Senhora do Castelo, depois das paragens junto das restantes capelinhas existentes no seu percurso, dedicadas a Nossa Senhora da Encarnação, Nossa Senhora da Visitação e Nossa Senhora da Assunção. No dia 8, a par das procissões, os festejos são complementados por um programa artístico-cultural rico e variado dirigido às centenas de famílias que, espalhadas pelo monte, saboreiam as partilhadas merendas trazidas de casa, cumprindo uma tradição secular.  A Romaria à Ermida de Nossa Senhora do Castelo, caracterizada pela afluência de milhares de fiéis, tem origens nos tempos brumosos da Idade Média. No monte, outrora castro habitado por povos da Idade do Ferro, posteriormente romanizados, ergueu-se castelo caído em mãos islâmicas pelo alcaide de nome Zurara.

Mangualde concorre em 3 categorias no concurso “7 Maravilhas de Portugal”

O tema do concurso “7 Maravilhas de Portugal” deste ano é a “Cultura Popular” e Mangualde quer ser uma dessas Maravilhas concorrendo nas categorias de Artesanato com o Bordado Tibaldinho, em Festas e Feiras com a Feira dos Santos e em Procissões e Romarias com a Romaria à Senhora do Castelo. A iniciativa visa promover o património cultural e imaterial de Portugal.

Bordado Tibaldinho é uma arte secular elaborada por mulheres maioritariamente oriundas de Tibaldinho/Alcafache, a aldeia do concelho de Mangualde que dá o nome a esta arte com cerca de dois séculos de história, que foram transmitindo os seus conhecimentos e técnicas de geração em geração, mantendo-se fiéis à tradição. Um bordado tradicional português bastante específico que se caracteriza pela sua gramática decorativa e simbolismo único e singular, tornando-o inconfundível.

Feira dos Santos, conhecida também como Feira das Febras, é um evento com mais de 300 anos de existência e de grande importância para o concelho. A tradição dos torresmos e das febras surge com o facto da feira durar alguns dias e os feirantes terem de pernoitar e alimentar-se. Anima as ruas do centro de Mangualde no primeiro fim de semana de novembro, e promove aquilo que de melhor se faz e produz no município. Sabores gastronómicos sem igual, os magníficos vinhos do Dão, o peculiar artesanato, as cerâmicas e até a maquinaria e alfaias agrícolas. Uma Feira que promove a coesão territorial, aliando a tradição à modernidade.

Romaria à Nossa Senhora do Castelo é uma das maiores celebrações marianas da região, tem início a 7 de setembro, marcado pela procissão das velas. O cortejo começa no escadório setecentista que conta com 365 degraus e termina na Ermida de Nossa Senhora do Castelo após paragens junto das restantes capelinhas. No decorrer dos dias, os visitantes mantêm a tradição de partilhar as merendas trazidas de casa. Uma Romaria que atrai milhares de fiéis e tem origem na Idade Média.

As votações serão realizadas em direto durante os 20 programas emitidos pela RTP 1, nos meses de julho e agosto.

Mangualde em festa com a Feira dos Santos

Mangualde volta acolher mais uma edição da Feira dos Santos, um certame, tem mais de 300 anos existência, acontece entre 2 e 3 de novembro, nas ruas do centro da cidade, destacando o melhor que aqui existe neste concelho ao nível da gastronomia, vinhos, artesanato, agropecuária, máquinas e alfaias agrícolas, indústria, entre outros.

Um evento para toda a família, com animação, exposições, workshops para crianças e adultos, artesanato, concursos, gastronomia e vinhos. Além da “Feira dos Santos à Mesa”, em que os restaurantes aderentes, que proporcionarão uma ementa regional dedicada a esta Feira (com enchidos da região, rojões à moda de Mangualde, febras à Feira dos Santos, requeijão com doce de abóbora, queijo da serra e vinho do Dão), estarão ainda em destaque cada uma das freguesias do concelho, bem como o tecido empresarial, industrial, os produtos regionais e as instituições parceiras (Turismo do Centro de Portugal, Associação de Desenvolvimento do Dão, Associação Empresarial de Mangualde e Conselho Empresarial da Região de Viseu).

Devido à intervenção que poderá estar em curso no Largo das Carvalhas, a Feira das Febras, localizar-se-á na Agromangualde/Quinta do Alpoim, e a Mostra de Freguesias passará para o Mercado Municipal, Dr. Diamantino Furtado, onde se prevê grande animação.

Desta forma, sábado, dia 2 de novembro, no Mercado Municipal Dr. Diamantino Furtado, terá lugar a cerimónia de abertura da Feira dos Santos 2019, com uma Sessão Protocolar, pelas 10h30. O momento contará com a atuação da Orquestra Juvenil das Escolas de Mangualde. Ainda no sábado terá lugar o “Arraial dos Santos”, entre as 21h00 e as 01h00, no mesmo local, que contará com a atuação de Tiago Maroto, do Dj Fernando Oliveira e do Dj David João.

No domingo, dia 3, o programa televisivo “Somos Portugal” será transmitido em direto, na TVI, a partir do Largo Dr. Couto. A emissão decorrerá entre as 14h e as 20h, contando com as atuações de vários artistas, bem como a divulgação e promoção do que de melhor Mangualde tem para oferecer e visitar.

Os concursos de fotografia são nos dias 2 e 3 de novembro, intitulado “Um Olhar sobre a Feira dos Santos”, em parceria com Filipe Coelho Produções Fotográficas. As normas de participação estão em www.cmmangualde.pt. Decorrerá ainda o Sorteio “Pedir a todos os Santos” dirigidos a todos os que tenham o sobrenome Santos. Poderão ganhar um fim de semana para duas pessoas numa unidade hoteleira do concelho. O concurso inicia-se no sábado de manhã e termina no domingo às 16h00, tendo como parceiro o Hotel N. Sr.ª do Castelo.

Ainda no domingo, dia 3, haverá outro momento alto, no Estádio Municipal de Mangualde, com “Um Salto para a Feira dos Santos” com o Grupo de Paraquedistas Fly – Skydive, pelas 11h00, se as condições atmosféricas o permitirem.

XII Festival da Castanha em Prados

Nos próximos dias 2 e 3 de novembro, o XII Festival da Castanha vai ter lugar na freguesia de Prados, no concelho de Celorico da Beira, com a organização conjunta da Junta de Freguesia de Prados e a Câmara Municipal de Celorico da Beira, o evento propõe-se promover a castanha,bem como, outras iguarias outonais de sabores inigualáveis, provenientes desta aldeia de montanha, a mais alta do concelho e a maior produtora de castanha.
O certame arranca dia 2 de novembro com o Encontro Micológico que conta com a colaboração dos Amicos Silvestris. Neste dia terão lugar uma palestra, um passeio micológico, um almoço à base de cogumelos e, no final do dia, um magusto tradicional (castanhas assadas com caruma).
No domingo (3 de novembro), haverá  um programa aliciante, bem popular, onde não vai faltar certamente animação, música tradicional portuguesa, artesanato, jogos tradicionais, venda de produtos locais e degustação de castanhas.

Carrapichana recebe XIII Festival do Borrego a 27 de outubro

Carrapichana acolhe no dia 27 de outubro, o XIII Festival do Borrego.
O Festival do Borrego visa promover e divulgar o borrego Serra da Estrela, um dos produtos endógenos mais emblemáticos do concelho.

À semelhança dos anos anteriores, os apreciadores deste tesouro da gastronomia celoricense, terão a oportunidade de o degustar, confecionado de diversas maneiras, no próprio dia do festival nas diversas tasquinhas espalhadas pelo recinto do evento, ou nos restaurantes que aderiram ao roteiro gastronómico promovido pela Câmara Municipal, de 27 de outubro a 10 de novembro.

A animação musical está garantida pelo grupo “Cláudia Martins e Minhotos Marotos”, música tradicional portuguesa, mostra e venda de gado, caminhada “Trilhos do Borrego”, artesanato, showcooking e deliciar-se com o produto rei da festa (borrego), ou com outras iguarias gastronómicas.

Um certame organizado pela Câmara Municipal de Celorico da Beira, em parceria com a Junta de Freguesia de Carrapichana e, com a colaboração da Comissão de Melhoramentos local.

Origens é a nova exposição de Pintura no CIHAFA

10380202_306809509517162_139762469578203025_oO CIHAFA (Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres), inicia um novo ciclo de exposições intituladas “Pinturas Fornenses”, de 01 a 31 de julho de 2016 estará patente uma Exposição/Venda da artista Maria da Graça Almeida que poderá ser visitada todos os dias entre as 10h00 – 13h00 e as 14h00 – 17h00.

  “A execução na pintura deve sempre ter improvisação.”

                                                                                                                                   Eugene Delacroix                                           

“ Origens”

É o nome que a artista Maria da Graça deu a esta exposição realizada pelo CIHAFA – Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres, que pretende mostrar uma imagem da nossa terra, das nossas gentes e das nossas origens.

A cor é o elemento essencial da pintura. A estrutura fundamental de uma obra é composta pela relação entre as massas coloridas. A pintura faz parte da vida do ser humano desde o Renascimento, foi umas das principais formas de representação dessa época, está presente nos dias atuais. A pintura se expressa através da superfície onde será produzida e dos materiais, como pincéis e tintas, que lidam com os pigmentos.

Maria da Graça Almeida, nasceu em 1967 em Fornos de Algodres, desde muito cedo que se mostrou interessada pelas artes, concluiu o ensino obrigatório e com apenas 11 anos começou a aprender costura com a conceituada modista Rosa Neto. Aos 18 anos iniciou-se na pintura em tecido com Luísa Ramos onde aprendeu várias técnicas de pintura e artesanato. Hoje tem o seu próprio estilo, a sua própria mania de pintar como ela gosta de dizer “ pinto tudo o que me apetece”, “ gosto e transformar coisas inúteis em coisas desejadas”, “isso acontece com a pintura, com a costura, com o artesanato e com coisas velhas”. Concluiu o 12º ano e várias formações, mas é na pintura e no tratamento de idosos que se sente realizada.

Por: CIHAFA

 

 

EM MANGUALDE aprende-se como MODELAR E CORTAR CAMISAS

Vai decorrer de  26 de maio a 09 de junho, das 09h00 às 17h00, numa
sala contígua à sede da Junta da União de Freguesias de Mangualde, Cunha Alta e
Mesquitela , um curso de costura sobre modelação e corte de camisas.

A
iniciativa resulta da parceria entre a Câmara Municipal de Mangualde e o CEARTE
– Centro de Formação Profissional do Artesanato, com o apoio da União de
Freguesias de Mangualde, Cunha Alta e Mesquitela.

 Destinada a desempregados, artesãos ativos e
outros profissionais com interesse de competências específicas nesta área, esta
formação enquadra-se em Unidades de Formação de Curta Duração (UFCD). As
inscrições são gratuitas mas limitadas e decorrem de 15 a 30 de abril, no
Gabinete de Inserção Profissional da Câmara Municipal de Mangualde ou pelo
email gip@cmmangualde.pt .
Fonte:CMM

Queijo da Serra trouxe imensos visitantes a Fornos de Algodres

Certame trouxe muita vida ao Mercado

 Este  fim de semana foi de festa no Município de Fornos de Algodres , dado que, se realizou a Feira do Queijo Serra da Estrela, onde se assistiu a uma verdadeira “romaria” ao Mercado Municipal desta vila beirã, onde se realizaram atividades de diversos índoles.

  Tudo começou na noite de sexta-feira, com as brilhantes atuações de grupos de Cantares , do Fado de Coimbra por  “In illo Tempore” , e seguido do Cante Alentejano pelo Coral Feminino Etnográfico Paz e Unidade, onde a plateia que  encheu por completo o Centro Cultural ,aplaudiu, vibrou, cantou com estas magníficas mostras de qualidade portuguesa.
 O dia  de sábado, iniciou muito cedo com a abertura do Mercado de Queijo e os muitos expositores locais e outros oriundos de diversos pontos do País que se inscreveram previamente para expor os seus produtos e iguarias regionais.
A animar a visita do Presidente da Câmara ao Mercado, logo cedo,esteve a “Batuta D’Alegria” a abrir as hostes culturais.
  Seguiu-se no Centro Cultural, as Jornadas Técnicas , cujo tema para além do Queijo da Serra esteve em destaque a Política Agrícola 2014-2020, onde a figura de destaque da preleção foi o Dr. Capoulas Santos que nos trouxe a Perspectiva da Nova PAC e deixou novos conselhos de futuro a todos os presentes, seguiram-se mais preletores que aprofundaram e debateram  o futuro próximo da Agricultura em Portugal, no Mercado Municipal para animar os presentes o Grupo “Os Capelenses”iam mostrando o seu trabalho musical.
 Pelo meio, houve a Prova do Queijo para todos os que quiseram degustar uma das sétimas maravilhas mundiais , seguido de um almoço convívio com produtores locais.
  Durante a tarde, seguiu-se a grande festa do Programa da RTP1 “Aqui Portugal” conduzido por Jorge Gabriel e Hélder Reis, onde subiram ao palco grandes nomes da Música Portuguesa e também por conseguinte , atuaram revelações no panorama musical local.

 Folclore em foco
  Por fim, no domingo, bem cedo também abriu o Mercado do Queijo da Serra , onde todos puderam continuar a degustar este famoso produto da Serra da Estrela, com mais uma prova aberta à Comunidade,para terminar em beleza o dia nada melhor que uma tarde de Folclore, onde decorreu o I Festival de Folclore de Fornos de Algodres , onde estiveram presentes: o Rancho Folclórico de Gouveia, Rancho Folclórico de Figueiró da Granja, Rancho Folclórico da Casa do Povo de Alpiarça, Rancho Folclórico de Penaverde e os anfitriões Rancho Folclórico Sénior do Concelho Fornos de Algodres.
  Todos estes grupos atuaram de forma brilhante , onde acabaram por ser bastante ovacionados pela grande multidão que se fez deslocar ao Mercado Municipal nesta tarde.
  Pelo meio , nesta feira ainda foram visitadas Queijarias Artesanais , e no próprio Mercado, esteve patente a mostra de ovinos e do cão Serra da Estrela e durante a tarde de sábado ,uma queijeira  confeccionou este produto para que todos os visitantes pudessem observar como decorre todo o processo.
  Este Município de Fornos de Algodres foi um dos pioneiros na certificação deste produto onde atualmente figuram já  alguns jovens a dedicar-se à produção do Queijo da Serra .
  Em suma, foram dias de grande “romaria” a esta vila do Interior do País, onde visitantes de diversas partes do País atraídos por este evento, acabaram por dar mais vida a esta localidade a todos os níveis.

Reportagem de : António Pacheco e Sofia Pacheco

Feira de artesanato em Nelas

  A vila de Nelas vai levar a efeito, uma Feira de Artesanato, entre 14 a 17 de fevereiro 2015, no Mercado Municipal, onde todos podem expor todas as suas obras, e assim poderem também vender e proporcionar a todos os visitantes bons momentos.
 Para mais informações, contacte:
232 941 300 / empreende@cm-nelas.pt

Fonte:Município de Nelas