Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: ASTA – Teatro e Outras Artes

Tag Archives: ASTA – Teatro e Outras Artes

Uma dezena de espetáculos da Rede de Artes Performativas

Rede de Artes Performativas desafia pessoas a saírem à rua e celebrarem cultura
10 espetáculos gratuitos a não perder na Beira Interior este verão

O desafio é simples: este verão, sair à rua e celebrar a vida e a arte com 10 espetáculos gratuitos. Trata-se da segunda edição da Rede de Artes Performativas, promovida pela ASTA nos concelhos de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia. Com a participação de companhias nacionais e internacionais esta iniciativa quer contribuir para criar uma forte dinâmica cultural no Interior do país, aproximando a cultura das pessoas e dando a conhecer o património histórico destes territórios a que os visita.

O festival arrancou em junho, mas há ainda muito para ver e sentir: 5 propostas culturais, num total de 10 espetáculos. Sempre ao ar livre, sempre gratuitos.

A próxima paragem será no Fundão que recebe no dia 5 agosto, no Largo do Calvário, às 22h30, o espetáculo “Por um Fio”, pelo grupo Erva Daninha. A 6 de agosto, o palco transfere-se para o Largo da Igreja que recebe, às 23h00, o espetáculo Raíz.

Manteigas recebe os espetáculos Por um Fio e Raíz, nos dias 12 e 13 de agosto, respetivamente. Ambos acontecem no Parque da Várzea, às 21h30.

Máquina de Encarnar, no dia 3 de setembro e Raíz no dia 4 de setembro, são as propostas culturais para Belmonte. As duas apresentações vão ocorrer no Castelo, a primeira às 21h30, e a segunda às 17h00.

Fornos de Algodres recebe o espetáculo Raíz no dia 16 de setembro, às 21h30, na Câmara Municipal e no dia seguinte, 17 de setembro, é apresentado Máquina de Encarnar, no Largo da Misericórdia, também, às 21h30.

O festival encerra em Seia, a 26 de setembro, com dois espetáculos: Erva Daninha apresenta E-NXada, às 14h30, na Escola Abranches Ferrão e La Gata Japonesa apresenta Los Viajes de Bowa, no Centro Escolar de São Romão.

Recorde-se que na segunda edição da Rede de Artes Performativas já passou pelos municípios da Covilhã e de Gouveia com os espetáculos Raíz e Fuera de Stock e Marilelas.

Recorde-se que, no total, o cartaz desta segunda edição contempla 14 espetáculos.

O Projeto Rede Interior tem como entidade líder executora a ASTA – Teatro e Outras Artes, e como entidades parceiras não executoras, os Municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia. Projeto cofinanciado pelo Centro2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Fornos de Algodres- Apresentação da peça de teatro “SOS Terra”

Vai decorrer, no próximo dia 7 de abril, no auditório da escola sede do AEFA, a apresentação da peça de teatro “SOS Terra”. Esta apresentação tem como público-alvo os alunos do segundo e terceiro ciclos e foi preparada ao longo do segundo período pelos alunos da turma B do oitavo ano, no âmbito do projeto ReciclARTE – Teatro, dinamizado pela ASTA – teatro e outras artes, entidade de criação e programação artística. Este projeto incide num misto de formação e criação, com vista a uma apresentação de artes performativas, usando e sensibilizando os alunos para a importância da reciclagem, da sustentabilidade ambiental, promovendo uma consciência de cidadania ativa.

ASTA – Teatro e Outras Artes com projetos em Itália

A companhia covilhanense ASTA – Teatro e Outras Artes está em Itália durante os próximos 15 dias, nas cidades de Turim e Urbania, onde estão a decorrer várias ações dos projetos internacionais que a ASTA está a desenvolver.

Em Turim são dois os projetos de investigação europeus que estão a decorrer, o primeiro é o DEEP ACTS – Developing Emotional Education Pathways and Art Centered Therapy Services Against Gender Violence, e na ordem de trabalhos está o debate sobre a implementação de uma nova metodologia, referente ao uso da arte terapia, no tratamento de vítimas de violência de género.

Em Turim, será ainda realizado o evento disseminador do projeto TIM – Theatre in Mathematics, cujas ações já decorrem na Covilhã, onde está a ser apresentado o espetáculo “Os Medos da Matemática”, em todas as escolas do concelho.

Em Urbania, Sérgio Novo, que lidera a comitiva da ASTA em Itália, participa na Conferência Internacional “Teatri delle Doversità” e ainda no evento disseminador do projeto europeu ESCAPE – Encouraging the use of SCenic Arts in Prisoner´s Education, que utiliza o teatro, a dança e a música no ensino dentro dos estabelecimentos prisionais.

Gouveia acolhe exposição das Obras do ReciclArte

Recentemente foi inaugurada, a exposição resultante da primeira ação da iniciativa ReciclArte que estará patente no átrio da Câmara Municipal de Gouveia até ao dia 11 de julho, das 09h00 às 20h00.
Trata-se de uma iniciativa promovida pela ASTA – Teatro e Outras Artes e aprovada no âmbito do Programa Parcerias para o Impacto, desenvolvido pela Estrutura de Missão Portugal Inovação Social teve início em 01 de julho de 2020 e terá o seu término em 31 de dezembro de 2022 e conta com os Municípios de Gouveia, Covilhã e Fornos de Algodres enquanto investidores sociais.
Consiste num projeto de inovação e empreendedorismo social direcionado para a resolução de problemas como a ausência de motivação e valorização da escola por parte dos adolescentes e a ausência de uma cidadania ativa para a consciência social, sobretudo no que ao meio ambiente diz respeito.
Deste modo, as ações previstas na iniciativa têm como principais destinatários os alunos do 9.º ano do Agrupamento de Escolas de Gouveia e os alunos do 10.º ano do Instituto de Gouveia – Escola Profissional do Município de Gouveia.
Para além das criações artísticas apresentadas que consistem na replicação de obras de arte feitas a partir de lixo, o IIES ReciclArte concretiza-se na conceção e desenvolvimento de outros projetos artísticos, teatro e música, espetáculos que passarão por todos os municípios envolvidos, promovendo assim a sua itinerância.
Desta forma, a partir de Setembro, os jovens abrangidos serão convidados a integrarem um coletivo artístico em coprodução, para a apresentação de espetáculos de teatro originais e garbage orchestras, com enfoque temático na proteção ambiental e na reutilização do lixo para a produção de instrumentos musicais.

Nova Rede Itinerante Cultural do Interior une 7 municípios 

Uma nova Rede Cultural do Interior leva dezenas de espetáculos, a partir de junho, a 7 municípios, com a coordenação da  Companhia de Teatro ASTA, rede itinerante de intervenção cultural para levar dezenas de espetáculos a territórios de baixa densidade.

Será entre castelos, anfiteatros ao ar livre, jardins, escadarias, teatros, praças e largos em Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia que a companhia profissional da Covilhã – ASTA, juntamente com estes 7 municípios, leva à cena dezenas de espetáculos de dança, teatro e artes circenses. Paralelamente será ainda criada uma Rede Interior Virtual de visitação itinerante aos espaços patrimoniais dos 7 Municípios através de visitas com recurso à realidade aumentada.

Esta “Rede Interior” tem como objetivo desenvolver uma programação artística e cultural integrada no território constituído pelos Municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia, com o intuito de promover e valorizar o património histórico-cultural e sensibilizar a comunidade a participar ativamente na afirmação destes territórios.

Com a coordenação da ASTA – Teatro e Outras Artes, as comunidades locais são convidadas a participar nesta Rede Cultural do Interior. As apresentações de teatro, dança e circo contemporâneo terão lugar em dois dias consecutivos por forma a contribuir para a oferta, animação cultural da região, o aumento dos fluxos turísticos e, consequente, tempo de permanência de quem visita os territórios.

Os projetos artísticos vão ao encontro da identidade, a cultura e a história do território “Rede Interior”, demonstrando o que une e o que diferencia os 7 Municípios desta rede cultural. Ao longo de 18 meses, serão apresentados 14 espetáculos, itinerantes e propagadores da identidade, do património natural e cultural do território, catalisadores da participação da comunidade local.

Esta é uma Rede Cultural diferenciadora não só pelo cariz itinerante dos espetáculos na criação de iniciativas culturais fortemente ligadas ao território, mas também pelo seu cariz social de apoio e capacitação dos agentes de cultura locais, que há muito se debatem com os constrangimentos da crise pandémica.

A dinamização destas iniciativas culturais está intimamente relacionada com os ativos patrimoniais distintivos do território, contribuindo para a formulação e implementação de iniciativas vocacionadas para a conservação e proteção do património, mas também constituem um veículo para a promoção da região e para a diferenciação desta, num contexto de competitividade territorial.

No período de 5 dias que antecede os espetáculos em cada Município, serão dinamizadas sessões teatrais abertas a todos; pessoas com problemas de inclusão social, desempregados, idosos e minorias étnicas. Será incentivada a participação direta da comunidade de forma a alavancar os laços sociais e comunitários que foram afetados com o isolamento social.

Em todos os locais serão aplicados os princípios legais e as diretrizes da Direção-Geral de Saúde (DGS) referentes aos espetáculos de natureza artística nomeadamente, distanciamento físico, higienização das mãos com postos móveis, utilização de máscara e controlo de lotação.

Rede Interior Virtual com realidade aumentada

Além desta Rede de Artes Performativas será ainda criada uma Rede Interior Virtual de visitação itinerante aos espaços patrimoniais dos 7 Municípios através de visitas com recurso à realidade aumentada. O objetivo será acrescentar uma valorização turística dos territórios da rede, oferecendo uma atividade alternativa às tradicionais formas de apresentação das visitas guiadas e encenadas, realizadas de forma presencial,
permitindo ao turista a visita ao território de uma forma autónoma e “fora de horas”, o que torna a ação mais aliciante tendo em conta o atual contexto de pandemia e os aspetos de saúde pública.

O Projeto Rede Interior tem como entidade líder executora a ASTA – Teatro e Outras Artes, e como entidades parceiras não executoras, os Municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Manteigas e Seia. Projeto cofinanciado pelo Centro2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.