Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Autoridade Nacional de Proteção Civil·

Tag Archives: Autoridade Nacional de Proteção Civil·

Fornos de Algodres – Detenção de homem por suspeita de incêndio

O Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária da Guarda, no desenvolvimento de diligências de investigação no âmbito das quais contou com o apoio de elementos do EPNA – GNR, procedeu, na pretérita segunda-feira, à detenção de um homem, com 71 anos de idade, suspeito da autoria de dois crimes de incêndio florestal, ocorridos nessa mesma data, entre as 09h50 e as 10h30, na área da freguesia de Figueiró da Granja, concelho de Fornos de Algodres, distanciados entre si por, aproximadamente, de 500 metros.

O suspeito, agindo por mero incendiarismo, terá ateado os incêndios por meio de chama direta, com recurso a um isqueiro pessoal, colocando fogo sob a vegetação existente, que rapidamente se alastrou, auxiliado por forte vento que então se fazia sentir, acabando por consumir aproximadamente oito hectares de pinhal, arvoredo disperso, matos e pastos, tendo também colocado em grande perigo várias outras densas áreas florestais, bem como as respetivas áreas residenciais mais próximas, salvas apenas pela rápida e eficaz intervenção dos bombeiros.

O detido, reformado e com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, foi entretanto presente às competentes autoridades judiciárias, para efeitos de primeiro interrogatório de arguido detido, tendo, entretanto, sido submetido à medida de coação de apresentações semanais junto das competentes autoridades policiais locais.

fonte:PJ Guarda

MAI designou novo Comandante operacional ANPC Nacional

O Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, designou o Coronel de Infantaria da Guarda Nacional Republicana António Francisco Carvalho da Paixão para exercer as funções de Comandante Operacional Nacional do Comando Nacional de Operações de Socorro da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Para o cargo de 2.º Comandante Operacional Nacional foi designada a licenciada Patrícia Alexandra Costa Gaspar.

Os despachos de nomeação produzem efeitos a partir de dia 4 de dezembro de 2017.

António Paixão é licenciado em Estudos de Segurança e foi voluntário no Exército português a partir de 1981. Em 1987 ingressou no Curso de Formação de Oficiais da Guarda Nacional Republicana e em 1993 assumiu o Comando do Batalhão de Operações Especiais. Integrou os contingentes da GNR destacados para Timor-Leste e, na qualidade de Oficial de Ligação da GNR, fez parte da Comissão de Segurança do Euro 2004. Entre 2004 e 2007 assumiu as funções de Comandante do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR (GIPS). Entre 2011 e 2015 foi Oficial de Segurança da Assembleia da República. Desde 2015 que António Paixão é Comandante do Comando Territorial de Lisboa da GNR.

Patrícia Gaspar é licenciada em Relações Internacionais e serviu na Marinha portuguesa entre 1996 e 2000, ano em que ingressou nos quadros do ex-Serviço Nacional de Proteção Civil, atual Autoridade Nacional de Proteção Civil. Desempenhou funções no Gabinete de Relações Internacionais entre 2000 e 2007 e foi Adjunta de Operações Nacional entre 2007 e 2013, ano em que foi nomeada Comandante Operacional Distrital de Setúbal, cargo desempenhado até janeiro de 2017, data em que regressa às funções de Adjunta de Operações Nacional. É perita certificada no âmbito do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia e das Nações Unidas, tendo já participado em duas missões internacionais ao abrigo destes mecanismos e em outras missões de âmbito bilateral.

DECIF 2017 apresentado na Guarda

16730102_1901271926565678_5913134944382638409_n Teve lugar , no período da manhã desta quinta feira, dia 11 de maio, a Apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF), pelo Comandante Operacional Distrital, António Fonseca, numa cerimónia presidida pelo Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes,  nos Paços do Concelho da Guarda.

Estiveram presentes muitos autarcas e elemen18425040_1901273403232197_1332896233479811346_ntos das diversas corporações de Bombeiros do Distrito da Guarda, assim como, restantes elementos que participam nestas atividades durante este período critico do ano, onde os incêndios acontecem.

Este Decif 2017 vai ser composto por  597 operacionais, 151 veículos e três helicópteros.

Jorge Gomes, Secretário de Estado da Administração Interna, referiu que, as 18423839_1901272053232332_1882155236851457255_nvárias alterações introduzidas este ano no dispositivo de combate aos incêndios florestais e salientou que o Governo volta a pretender que existam “mortes zero”, a começar nos operacionais.

Por:AP Fotos:MG

Autoridade Nacional de Proteção Civil lança alerta ás populações

Aviso à População: Condições meteorológicas adversas (tempo quente e seco) agravadas pela intensificação do vento

 17103_10153062148718183_7082118569019644813_nDe acordo com a informação atualizada e disponibilizada pelo IPMA, salienta-se para as próximas 48 horas a persistência das condições associadas a tempo quente e seco, agravadas pela intensificação do vento:
  • Nas regiões do litoral, fluxo de noroeste até 35 Km/h com rajadas da ordem dos 60 Km/h durante a tarde e temporariamente de sudoeste na costa Sul do Algarve. Vento à superfície marcadamente de Leste amanhã no interior, de intensidade moderada (<30 Km/h);
  • Nas terras altas do Norte e Centro, fluxo de nordeste moderado a forte (<45Km/h) a partir do início da tarde, em particular acima dos 800 m;
  • Inversões térmicas acima dos 500 m mais localizadas na região do Minho e Douro Litoral;
  • Humidade relativa do ar abaixo de 15% no interior.
Estas condições meteorológicas, dificultam a supressão dos incêndios e facilitam a sua propagação. De salientar, ainda, que as condições meteorológicas e de qualidade do ar associadas à ocorrência de incêndios florestais podem ter efeitos significativos na saúde pública, particularmente nos grupos mais vulneráveis da população.
A ANPC apela por isso a toda a população para que tenham cuidados redobrados e adotem comportamentos de precaução para evitarem os incêndios florestais.
Reiteram-se, por isso, todas as recomendações efetuadas em comunicados emitidos anteriormente:
Risco de incêndio – medidas de prevenção
1. PREVISÃO
No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizado hoje, 6 de agosto, no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), salientam-se:
O prolongamento das condições meteorológicas constantes no Aviso à População de ontem § Índices de risco de incêndio em níveis muito elevado e extremo.
1. EFEITOS EXPECTÁVEIS
  • Em função da previsão da evolução das condições meteorológicas é expectável:
  • Tempo quente e seco e vento moderado com permanência de condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios florestais.
2. MEDIDAS DE PREVENÇÃO – A PROTEÇÃO CIVIL recomenda:
2.1.1. Risco de Incêndio Nesta altura do ano, e de acordo com as disposições legais em vigor, não é permitido nos espaços rurais:
  • Realizar queimadas, fogueiras para recreio ou lazer, ou confecção de alimentos;
  • Utilizar equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confecção de alimentos;
  • Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes;
  • Lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
  • Fumar ou fazer lume nos espaços florestais e vias que os circundem;
  • A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.
2.1.2. Na realização de trabalhos agrícolas e florestais:
  • Mantenha as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras;
  • Abasteça as máquinas a frio e em local com pouca vegetação;
  • Tenha cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.
2.1.3. Se mora junto a uma área florestal:
  • Limpe o mato à volta da sua habitação e guarde, em lugar seguro e isolado, a lenha, gasóleo e outros produtos inflamáveis;
  • Para informações sobre prevenção estrutural de incêndios florestais contacte o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas;
Informe as autoridades se presenciar atos negligentes ou comportamentos dolosos. Acompanhe a previsão de Risco de Incêndio na página da internet do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em www.ipma.pt, e aconselhe-se junto do Serviço Municipal de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros da sua localidade.
CALOR – Efeitos na Saúde
  • Mantenha-se hidratado (beba água, mesmo se não tiver sede);
  • Mantenha a casa arejada;
  • Evite a exposição ao sol nas horas de maior calor (entre as 11h00 e as 17h00);
  • Se viajar de carro, escolha as horas de menor calor. Não permita que pessoas e/ou animais fiquem dentro da viatura ao sol;
  • Os recém-nascidos, as crianças, as pessoas idosas e as pessoas doentes, podem não sentir, ou não manifestar sede. Ofereça-lhes água e esteja atento;
  • Atenção redobrada ao grupos mais vulneráveis, idosos, crianças, doentes crónicos, sem-abrigo, pessoas que desenvolvem a sua atividade no exterior;
Mantenha-se informado.
Para mais informações ligue para a Saúde 24: 808 24 24 24. Em caso de emergência ligue 112. Para informação adicional consulte o site da Direção-Geral da Saude (DGS), em www.dgs.pt.
Redobre os cuidados com a poupança de água. Siga as recomendações específicas na página da internet Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), em www.prociv.pt.
A ANPC, através do seu Comando Nacional de Operações de Socorro acompanha em permanência o evoluir da situação, em articulação com todas as entidades que concorrem para a proteção e socorro das populações, emitindo “Avisos à População” sempre que se julguem necessários.
Atuar preventivamente, é promover a sua segurança, a segurança de TODOS.
Por:Autoridade Nacional de Proteção Civil·