Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: beira alta

Tag Archives: beira alta

Feira Medieval da Cidade Falcão de 31 a 2 de junho

Pelo quinto ano consecutivo, a cidade de Pinhel prepara-se para recuar no tempo e viver três dias de grande animação ao estilo medieval…
Vão ser assim os dias 31 de maio, 1 e 2 de junho, com mais uma edição da Feira Medieval da Cidade Falcão – Guarda-Mor do Reino e Senhorios de Portugal.
Em destaque nesta edição, a Muralha de Pinhel mandada reconstruir e ampliar por el Rei D. Dinis.
O centro histórico da cidade de Pinhel é o cenário ideal para um evento que pretende transportar os visitantes até à época medieval, época marcada por vivências rurais mas também por constantes disputas pela posse dos territórios, principalmente nesta zona de fronteira.
Para lá das muralhas, que por esses dias vão definir o espaço desta recriação, começam a surgir os mercadores (pois não há feira sem mercadores), mas também os taberneiros e os servidores de manjares.
Ruas coloridas, cortejos e torneios, música, dança, artes circenses, espetáculos de fogo, encenações e muita animação de rua completam este cenário que convida os visitantes a entrar na festa e aproveitar as múltiplas experiências que esta Feira Medieval pretende proporcionar.
Do vasto programa destes três dias, destaque ainda para a realização de uma Ceia Medieval que contará com cerca de 350 comensais (sábado, dia 1 de junho) e que, este ano, volta a ter lugar junto ao Castelo, ponto mais alto da Cidade, onde têm lugar algumas das principais encenações e representações baseadas em factos históricos.
Novidade vai ser a realização de uma Missa Campal, domingo, dia 2 de junho, às 12.00h, no Largo de Santa Maria.
Por último, importa lembrar que o Falcão é também presença obrigatória nesta Feira Medieval, não fosse este o testemunho mais representativo de Pinhel, Cidade Falcão – Guarda-Mor do Reino e Senhorios de Portugal.
Desta forma aqui fica o programa completo:
Sexta-feira, dia 31 de maio
14h00 – Abertura do Mercado
14h30 – Cortejo com toda a animação, entidades locais e comunidade escolar local
(início na sede do Agrupamento de Escolas)
15h00 – O Foral de D. Dinis – A Muralha de Pinhel – “A Ronda da Muralha”
Fala ao Povo o Exmo. Alcaide de Pinhel, D. Rui Ventura.
Continuação do Cortejo até à liça
15h30 – A entrega do Foral e a ordem de reconstrução da muralha – teatro interativo
(espetáculo educativo direcionado para a comunidade escolar)
Cortesias e abertura dos festejos na Cidade do Falcão por motivo da sua Feira
Espetáculo de Circo e Malabarismos (Liça, Castelo)
O Voo do Falcão (Liça, Castelo)
16h00 – A Arte da Cetraria (Praça do Município)
Demonstração de ofícios aos pequenos guerreiros das Terras do Falcão (Rua dos Ofícios)
16h30 – Música – Concerto com “Strella do Dia” (Auditório Exterior)
Teatro Itinerante “As Fadas” (início no Castelo até à Praça do Município)
17h00 – Teatro Itinerante “O Lavadeiro Real”
17h30 – Música e Danças Orientais (início na Praça do Município, atuação no Auditório Exterior)
18h00 – Exposição de Serpentes (Auditório Exterior)
18h30 – Torneio Apeado (Praça do Castelo)
19h00 – Os Guardiões do Falcão (deambulante)
19h30 – Músicos e Malabaristas (início na Praça de Município com passagem nas Tabernas)
20h00 – Gaitas e Gaiteiros (Tabernas e Praças de Alimentação)
21h30 – Música e Danças Orientais (Tabernas)
22h00 – A Lenda do Falcão (Praça do Castelo)
22h30 – Músicos, Líricos e Trovadores (Praças de Alimentação e Castelo)
23h00 – Espetáculo de Artes Circenses com Fogo (Auditório Exterior)
00h00 – Encerramento do Mercado (continuação de farra e folia nas tabernas)

Sábado, dia 1 de junho
11h00 – Abertura do Mercado com música ao vivo nas entradas e ruas da cidadela
11h30 – Os Duendes (deambulante)
Demonstração de Ofícios e Armas (acampamento)
12h00 – Música e Danças Orientais (início na entrada principal até ao acampamento)
12h30 – Petiscos e Gulodices nas Tabernas
O Larápio
13h00 – A Latrina (deambulante)
14h00 – Escaramuças nas Tabernas (Praças de Alimentação)
14h30 – As Freiras (deambulante)
15h00 – D. Dinis e seus filhos (Castelo)
Porque um Rei também é pai e como tem de ser, há que pôr ordem na família. Ora, D. Dinis tem de lidar com ciúmes, competências e desavenças, mas a astúcia da sua Rainha há de ajudá-lo nestes momentos mais periclitantes…
15h30 – Músicos, Líricos e Trovadores (da Praça do Município até ao Auditório Exterior)
16h00 – Música – Concerto com Moussiço X (Auditório Exterior)
16h30 – Os Faunos (deambulante)
O Voo do Falcão (Praça do Município)
17h00 – Músicas e Danças Medievais (Praça do Município)
17h30 – Um dia na Corte de D. Dinis (Castelo)
Entre muitos outros afazeres, D. Dinis tomou a decisão de reconstruir a muralha do Castelo de Pinhel e, ainda mais, a muralha deveria ser aumentada de forma a cercar e proteger todo o povoado.
18h00 – Música – Concerto com Malcolm Mc. Milan (Auditório Exterior)
18h30 – As Freiras (deambulante)
19h00 – Artes Circenses e Malabarismos em tons e sons medievais (Tabernas)
19h30 – Ceia Medieval (sujeita a inscrição prévia)
20h00 – Petiscos e Gulodices nas Tabernas com música e folia
21h00 – Danças Orientais (Praça das Tabernas)
22h00 – Música deambulante pelas ruas e recantos da cidadela
22h30 – Desfile de Cavaleiros e suas comitivas (da entrada até ao Castelo)
23h00 – Torneio a Cavalo (Liça, Castelo)
Competem as casas dos dois filhos de D. Dinis, em honra a seu pai.
23h30 – Espetáculo de Fogo (Liça ou Auditório Exterior)
00h00 – Encerramento do Mercado (continuação de farra e folia nas tabernas)

Domingo, 2 de junho
11h00 – Abertura do Mercado com cortejo oriental (entrada até Castelo)
11h30 – O Voo do Falcão (Praça do Município)
Malabarismos e Acrobacias com tons e sons medievais (deambulante)
Os Peregrinos
Um grupo de peregrinos, escoltado por cruzados, chega a Pinhel e é acolhido com comida, bebida e são-lhes prestados curativos, nas feridas e mazelas tidas na sua devoção. Depois de revigorados são abençoados com uma Missa, juntamente com o povo e demais habitantes da cidadela.
12h00 – Missa Campal – Celebração da Eucaristia Dominical (Largo da Igreja de Santa Maria)
12h10 – Diz que disse… (Tabernas)
12h30 – Petiscos e Gulodices nas Tabernas
13h30 – Música nas Tabernas
14h00 – Danças orientais (início nas Tabernas até ao Auditório Exterior)
14h30 – O Voo do Falcão (Praça do Município)
15h00 – Música na Praça do Município
15h30 – O Leproso (deambulante)
16h00 – Cortejo da comitiva até à Liça (entrada principal até ao Castelo)
O Voo do Falcão (Liça, Castelo)
17h00 – Torneio a Cavalo – A Desforra (Liça, Castelo)
Honras aos vencidos e Glória aos Vencedores pelo Alcaide de Pinhel.
18h00 – Espetáculo de encerramento (Liça, Castelo)
19h00 – Encerramento do Mercado

Infraestruturas de Portugal visitou Mangualde

0,1ma O vice-presidente das Infraestruturas de Portugal, Carlos Alberto Fernandes, efetuou uma visita ao concelho de Mangualde para acompanhar de perto a evolução de algumas obras e para avaliar a intervenção na Estação Internacional de Caminhos de Ferro de Mangualde. Para o efeito, foi acompanhado pelo Presidente da Câmara de Mangualde, João Azevedo.

Visitou a Estação Internacional de Caminhos de Ferro de Mangualde com vista à melhoria de infraestruturas de apoio ao terminal ferroviário e abordando a reabilitação da l0,1manginha da Beira Alta, tendo no horizonte 2018. Foram ainda ver de perto algumas obras que estão a decorrer no concelho, nomeadamente a repavimentação da EN 234, que liga Mangualde a Nelas e EN 232 que liga Mangualde a Gouveia.

Por:Mun.Mangualde

Casa da Beira Alta celebrou 60 anos

A casa da beira1  Casa da Beira Alta ,na cidade invicta, organizou um mega almoço para celebrar o seu 60º aniversário e assim recebeu, além dos sócios, dos amigos e dos familiares, as representações de cinco autarquias.

Do Município da  Guarda esteve Ana Baptista, Vereadora do Pelouro da Acção Social; de Trancoso , o Presidente, Amílcar Salvador; de Gouveia esteve o vice-presidente, Joaquim Lourenço de Sousa; de Penalva do Castelo, esteve o Presidente Francisco Lopes de Carvalho; e de São Pedro Sul, a Vereadora do Pelouro da Cultura, Teresa Sobrinho.

Outra importante presença, neste encontro que reuniu cerca de 150 pessoas, foram os seis antigos presidentes de Direção da Casa da Beira Alta: Adriano Vasco Rodriguecasa da beiras, António Moniz, Vasco Lencastre, Carlos Dias Rebelo, Fernanda Braga da Cruz e Ilda Marques (atual presidente da Assembleia Geral).

Para que tudo pudesse decorrer com maior pompa e circunstância a bela atuação de Isabel Silvestre e do Grupo de Cantares de Manhouce que cantaram e encantaram os presentes com a sua atuação.

Para patrocinar digamos que o almoço muito contribuíram a Casa da Prisca (Trancoso), a Cooperativcasa .beiraa Beira Serra (Vila Franca das Naves) e a Cooperativa Agrícola do Távora (Moimenta da Beira).

Por:Casa da Beira Alta–Fotos de Ângela Velhote

Workshop de fotografia em Penalva do Castelo

 Casa da Ínsua acolhe de manhã e a tarde no Rio Dão

  O workshop de fotografia, organizado pelo projeto Memoriam, a empresa
“sala criativa” e a junta de freguesia de Castelo de Penalva, vai ter lugar, a 25 de julho. O workshop será realizado na parte da manhã na casa da Ínsua e na parte da tarde no rio Dão.

  
A casa da Ínsua um dos mais belos solares da Beira Alta e é uma
residência senhorial no coração da Beira. Terá sido mandada construir
por João Albuquerque e Castro, Alcaide-mor do Sabugal no século XVI. Mas
foi no século XVIII que a Casa da Ínsua adquiriu os atuais contornos,
era então seu senhor Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres,
governador e capitão-general do Mato Grosso no Brasil.
  O rio Dão
nasce “na quinta da Barranha, freguesia do Eirado, deste bispado de
Viseu, distante três legoas”, possui um ecossistema riquíssimo e um
valioso património cultural.
  No final do workshop de fotografia
será apresentado do décimo retrato penalva sob o tema:”As alminhas:
arte ou devoção”, às 18h.

Por:Memoriam

Autarquias já mexem no distrito da Guarda

Assim ainda estamos a cerca de sete meses das eleições autarquicas, mas os candidatos um pouco por toda a parte vão se perfilando, á corrida de um lugar nos cadeirões presidenciais.
Assim na cidade de Gouveia, mais uma vez o partido socialista vai tentar contrariar a tendencia social democrata, pois desde a saída do dinossauro Santinho Pacheco, o poder não mais foi socialista, pois assim Alvaro Amaro tem sido o homem que vai assim liderando, mas agora reina alguma expetativa em redor do novo nome a sufragio, já que Alvaro Amaro não se pode recandidatar e parece que está de olho numa candidadura á cidade dos cinco F´s, mas poderá aparecer assim um dos dois vereadores atuais, Luis Tadeu ou Joaquim Lourenço,
concorrerem pelo cadeirão, mas por banda dos socialistas, muito de falou em João Amaro, um figura carismática do desporto e da radio da cidade jardim , mas ao que parece a concelhia decidiu-se por voltar a apoiar o candidato derrotado nas eleições anteriores, Armando Almeida, agora vamos ver o que assim os gouveenses decidem.
Em Fornos de Algodres, a luta por um lugar no cadeirão, tambem vai ser dificil, dado que o atual presidente José Miranda, não poderá também, recandidatar-se, face a isso, os socialistas adiantaram-se e já lançaram o seu candidato, Manuel Fonseca.
Assim ainda em suspense, o candidato  do PSD em Fornos de algodres, poderá saír assim de um leque variado, pois Isabel Santos, atual vice-presidente , parte assim em vantagem perante os outro nomes que vamos referenciar, também o vereador Artur Oliveira, é um homem que á muito se fala para ser o sucessor na corrida a Presidente, mas surge assim do nada um terceiro nome, João Carlos que vai ganhando enfase e poderá vir a ser também levado em linha de conta….
Isto a confirmar-se iriam a sufragio dois candidatos jovens, o que significa uma aposta de futuro de ambos partidos .
Mas falta também apurar o candidato da terceira força politica , o CDS/PP, ainda estará para ser apresentado.
Em Celorico da Beira, a recandidatura do socialista  José Monteiro é um fato, vai lutar novamente por se manter por mais um mandato, já o PSD lançou já o seu candidato de seu nome Manuel Portugal, para tentar contrariar a tendencia dos ultimos anos.
(Em atualização)

Comboio descarrilou perto de Mangualde

Um comboio que seguia na direção
da Guarda descarrilou, esta quinta-feira ao início da noite, na Linha da
Beira Alta, perto de Mangualde.
O acidente ocorreu a dois quilómetros de Abrunhosa-a-velha e foi provocado pela queda de pedras na linha.

O
alerta foi dado aos bombeiros às 21 horas, mas o acidente ocorreu às 20
horas. O comandante dos Bombeiros de Mangualde revelou a existências de
dois feridos ligeiros.
Os feridos são o maquinista, que se queixava das costas, e um passageiro que tinha uma dor na anca. Ambos recusaram assistência.
O transbordo dos 10 passageiros da composição foi feito para um outro comboio, que seguiu em direção à Guarda.
fonte:jn

Intercidades todos a parar na beira alta

Fonte: Shutterstock Images - Licença Standard

 CP baixa preços de segunda classe nos comboios Intercidades da Beira Alta 

Os
preços de algumas viagens de 2ª classe nos comboios Intercidades da
linha da Beira Alta vão baixar a partir de dia 16 de setembro.
Os
preços de algumas viagens de segunda classe nos comboios Intercidades
da linha da Beira Alta vão baixar a partir de dia 16 de setembro e os
comboios vão ter mais paragens, anunciou hoje a empresa. Há seis
comboios Intercidades diários na Linha da Beira Alta entre Lisboa e a
Guarda, três em cada sentido. Entre Coimbra B e a Guarda, a CP vai
aproximar os preços de segunda classe do Intercidades dos valores dos
comboios regionais em várias ligações. De acordo com os números da CP,
as reduções de preços vão dos 50 cêntimos aos 5,5 euros, no percurso
entre Coimbra B e Pampilhosa. Os detalhes dos preços estão no portal da
empresa em www.cp.pt. Também a partir de dia 16, os comboios
Intercidades passam a parar sempre em estações que só eram servidas por
algumas composições, casos de Mortágua, Carregal do Sal, Fornos de
Algodres e Vila Franca das Naves. Será também introduzido um novo passe
mensal que permite viajar ao longo do percurso Coimbra B – Guarda ao
mesmo preço nos comboios regionais e Intercidades.

fonte:Lusa