Início » Tag Archives: Biblioteca Municipal de Mangualde Dr.Alexandre Alves

Tag Archives: Biblioteca Municipal de Mangualde Dr.Alexandre Alves

Livro “Uma vida entre marés” vais ser apresentado em Mangualde

Na próxima sexta, dia 30, às 18.30h,  a Biblioteca Municipal de Mangualde, apresenta a apresentação do livro de José Rodrigues, com uma conversa animada à volta do meu último romance “Uma vida entre marés”.

O autor, José Rodrigues, nasceu em Viseu, cidade onde ainda vive. Com formação superior na área da Gestão, é cofundador e administrador do Grupo Visar e da Escola de Negócios das Beiras. Ocupa os seus dias no mundo da consultoria empresarial, dos seguros e da formação, acreditando que o capital humano é o mais valioso dentro das organizações. As noites e os tempos livres trazem-lhe a família, os amigos, o desporto e os livros que lê e escreve. Na sua escrita procura criar personagens simples e imperfeitos, de carne e osso, que vivem, atuam, sentem e sofrem como cada um de nós, fazendo com que cada leitor sinta que também faz parte da história.

 

Sara Augusto nasceu em Viseu e vive em Macau. Doutorada pela Universidade Católica Portuguesa, é professora de literatura no Instituto Politécnico de Macau. É fotógrafa formada no Instituto Português de Fotografia do Porto. Gosta de ler e escrever sobre ficção e poesia e gosta que o seu ato de fotografar conte histórias e desperte afetos.

O encontro contará com a presença do autor e apresentação protagonizada por Maria João Fonseca e por Letícia Rocha.

Sinopse-Num quotidiano sem sobressaltos, Sofia divide o seu tempo entre a vida profissional e a dedicação a Leonor, a filha adolescente.
Quando Edgar, ex-marido de Sofia e pai de Leonor, reaparece determinado a reconquistar o coração da filha, regressam também os fantasmas do passado, marcados pelo vício do jogo e pela consequente perda de tudo o que Sofia herdara dos pais.
Entre o passado feliz vivido à beira-mar e o presente que ameaça a paz entretanto reencontrada, Sofia depara-se com uma nova e dolorosa luta pela felicidade. No momento em que as forças ameaçam faltar, o mar parece querer devolver-lhe o mundo perfeito da sua juventude, quando a amizade e o amor se uniam de forma intensa, muito antes da chegada de Edgar à sua vida…
Um romance comovente, ilustrado pela inspiração fotográfica de Sara Augusto

 

Apresentação da Revista Beira Alta e homenagem a Alexandre Alves

A Igreja da Misericórdia acolheu uma sessão de homenagem ao Dr. Alexandre Alves., com a apresentação da Revista Beira Alta, número especial dedicado ao investigador e historiador de Mangualde.
Estiveram presentes o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, Manuel Fernando Cabral, Maria José Coelho, Vereadora da Câmara Municipal de Mangualde, em substituição do Sr. Presidente, e Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM.
A revista foi apresentada pelo Dr. João Soalheiro, Membro do conselho editorial da Revista Beira Alta, ex-presidente do Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja, tendo sido também Diretor Regional de Cultura de Lisboa e Vale do Tejo. O público assistiu ainda a uma visita guiada à Igreja da Misericórdia através dos textos de Alexandre Alves, pela Doutora Fátima Eusébio, atual diretora da Revista Beira Alta e Coordenadora do Departamento dos Bens Culturais da Igreja da Diocese de Viseu. A sessão finalizou com um momento musical por Margarida Ferreira Santos.
A iniciativa desenvolvida na Igreja da Misericórdia enquadrou-se num conjunto de ações que pretendem revisitar a obra escrita de Alexandre Alves através das visitas ao património por ele estudado e dar a conhecer o fundo bibliográfico doado à Biblioteca Municipal, no âmbito do centenário do seu nascimento, dos 25 anos da Biblioteca Municipal e do 80º aniversário da Revista Beira Alta. Estas ações reúnem três entidades: Município de Mangualde, a CIM Viseu Dão Lafões e o Departamento dos Bens Culturais da Igreja da Diocese de Viseu.

“Em Quarto Crescente” regressou com muito sucesso

De 9 a 16 de julho, o Município de Mangualde promoveu a 7ª edição do “Em Quarto Crescente”A iniciativa, que decorreu no Largo Dr. Couto, contou com uma programação eclética que procurou ir ao encontro de todos os públicos, trazendo ao palco artistas locais e nacionais.

O evento teve início no dia 9 de julho, com a inauguração da exposição “CONTRASTES” de autoria de Sérgio Amaral. Esta obra, que pretende levar o espetador a tomar consciência perante a diferença, estará patente ao público até 18 de novembro, e pode ser visitada em vários pontos da cidade de Mangualde, Relógio Velho e Biblioteca Municipal. O itinerário da exposição está desenhado através de uma série de instalações construídas com diferentes materiais, sendo que alguns são reciclados. O percurso, através da narrativa de formas, cor e luz, poderá levar o espetador a exercer sob o seu subconsciente, a dúvida e, consequentemente, a transformação necessária a uma sociedade mais justa, generosa e amiga do ambiente.

A primeira noite no Largo Dr. Couto, 13 de julho, foi dedicada aos heróis da animação e da BD, onde se destacaram os artistas locais, quer na área do teatro musical, quer na música. Rafael Pina, através da Associação CultuDão, em parceria com a Biblioteca Municipal e com a participação da Orquestra POEMa, construíram um espetáculo multidisciplinar que proporcionou ao público uma noite de memórias felizes e muito boa disposição. Seguiu-se Gongori, o mais recente projeto musical de Gonçalo Alegre. As leituras desta noite foram protagonizadas por Tomás Albuquerque e Leonor Rodrigues.

No dia 14 de julho, a noite foi dedicada aos heróis de sempre. Nos textos, foram relembrados os feitos heroicos de figuras mitológicas, históricas e da literatura, onde as leituras estiveram a cargo das jovens Mariana Pereira e Daniela Gomes. O espetáculo “VINIL” com David Valente em palco levou o público ao universo dos célebres Long Play, e foram eles o mote para um espetáculo sonoro, visual, virtuosístico, onde a técnica circense se aliou à música, a uma narrativa específica e a uma prosaica dramaturgia. O segundo espetáculo da noite deu a conhecer “O GAJO”, um projeto de grande qualidade de João Morais, com Carlos Barreto e José Salgueiro. A viola campaniça, instrumento de raiz tradicional portuguesa é a figura central deste projeto instrumental, com referências arábicas e mediterrânicas, numa nova linguagem para uma viola antiga, que na sua melhor tradição renasce pelas mãos D`O Gajo.

A noite de sexta-feira, 15 de julho, teve início com o teatro amador TEIA (Teatro Experimental de Intervenção Alvarim) da Associação Recreativa Cultural e Alvarim de Tondela, que trouxe uma peça que satirizou as conversas das tradicionais comadres. Um momento de boa disposição, ao qual se seguiu o concerto de Mazgani, que constituiu um grande momento musical nesta sétima edição do “Em Quarto Crescente”, trazendo ao publico de Mangualde o seu registo musical com uma forte inquietação lírica. Mazgani é considerado um dos mais talentosos escritores de canções da música portuguesa da última década.

Os textos desta noite, dedicados aos heróis de Mangualde – todos aqueles que lutaram e lutam pela prosperidade desta terra, foram lidos por Mariana Campos.

O último dia, 16 julho, foi dedicado ao 25º aniversário da Biblioteca Municipal. Depois das leituras com as jovens Inês Lomba, Juliana Santos e Juliana Rebelo, seguiu-se o primeiro espetáculo da noite, que trouxe o Palhaço Escultor, de Pedro Tochas. Uma iniciativa fantástica que encheu o Largo Dr. Couto de sorrisos e gargalhadas, agradando a todas as gerações presentes. O segundo momento da noite foi protagonizado por SENZA, um projeto musical de Catarina Duarte e Nuno Caldeira, músicos e viajantes que compõem canções inspiradas nas viagens que fazem pelo mundo. O seu espetáculo transportou o público de Mangualde para os locais remotos onde já estiveram.

O encerramento do “Em Quarto Crescente” de 2022, foi protagonizado pela Biblioteca Municipal que presenteou o público com um vídeo-mapping na fachada do edifício da Câmara Municipal, deixando o convite para as próximas iniciativas no âmbito do 25º aniversário da Biblioteca Municipal, que decorrerão ainda este ano.

O Município de Mangualde e a Biblioteca Municipal agradecem a todos o que tornaram possível a realização desta sétima edição do “Em Quarto Crescente”, particularmente aos colaboradores do Município diretamente envolvidos, às Professoras e Professor Bibliotecários das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas, aos jovens participantes nas leituras, à Papelaria Adrião que esteve todos os dias presente com a sua mostra de livros, deliciando os mais novos, ao Igor Figueiredo, pelo cuidado com o serviço de bar, e a todos os profissionais das diversas áreas necessárias ao evento.

“Noites COMBI” em Mangualde

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves recebe As “Noites COMBI”, espetáculo no âmbito da Rede Cultural Dão Lafões, está em  Mangualde esta quarta-feira, dia 15 de junho, pelas 21h30. A noite conta com uma Palestra-Concerto “VÁLVULA” e “Leituras com Gi da Conceição”. A entrada é livre.

VÁLVULA – UMA PALESTRA-CONCERTO A PARTIR DA HISTÓRIA DO GRAFFITI

Trata-se de um espetáculo para adolescentes, jovens e adultos que parte da história do Graffitti para nos levar numa viagem com diversas perguntas. Nesta performance inclassificável – meio palestra, meio concerto de hip hop – António Jorge Gonçalves, desenhador, guia-nos com palavras e desenhos pelos riscos que caçadores-recoletores fizeram nas rochas há 30.000 anos, pelas anotações desenhadas dos romanos nas paredes das casas em Pompéia, e pelos murais mexicanos de há 100 anos atrás, enquanto Flávio Almada aka LBC Soldjah, MC e activista, nos leva com palavras e música até às contradições sociais das nossas cidades.

Tudo para podermos compreender as pinturas a lata de spray que enchem em sobressalto os nossos muros. Palavras e Desenho: António Jorge Gonçalves Palavras e Música: LBC Soldjah.

LEITURAS COM GI DA CONCEIÇÃO

Todos os povos se definem, preservam e evoluem assentes numa cultura. A cultura é, portanto, um bem que a todos nós pertence, um património que todos temos o dever de preservar, acrescentando o nosso contributo. A literatura tem o potencial de renovar, alimentar, potenciar a cultura de um povo, assim como é uma das disciplinas artísticas responsáveis por fomentar a aprendizagem, a criatividade, a interdisciplinaridade, desenvolvendo aspetos sociais, afetivos, éticos e cognitivos.

Com a proposta de leituras de textos de escritores da região, como João Pedro Grabato Dias, Luís Miguel Nava ou Judith Teixeira, Gi da Conceição tem como objetivo aumentar a proximidade do público com a cultura local e estimular o interesse da população pela arte da leitura.

Exposição “Marcas de Romanização no Concelho de Mangualde”

MANGUALDE ACOLHERÁ CERIMÓNIA DE HOMENAGEM A JORGE NOGUEIRA LOBO DE ALARCÃO E SILVA

O Município de Mangualde vai acolher, no dia 27 de maio, a cerimónia de homenagem a Jorge Nogueira Lobo de Alarcão e Silva, historiador, professor e arqueólogo português. A iniciativa, que decorrerá na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, terá início pelas 21horas e contará com a inauguração da exposição “Marcas de Romanização no Concelho de Mangualde”, que ficará disponível até 3 de junho, com entrada livre. O evento terá continuidade com a apresentação de um filme/documentário, uma conferência com o mote “De Mérida a Viseu, passando por Mangualde, na época romana” tendo como orador Jorge de Alarcão, o momento de homenagem e, ainda, uma iniciativa de cariz musical.

Esta cerimónia, promovida pelo Município de Mangualde e pela Universidade Sénior de Mangualde, visa homenagear o Professor Doutor Jorge Nogueira Lobo de Alarcão e Silva, enaltecendo o seu trabalho como professor, historiador e arqueólogo português.

O programa deste dia 27 de maio inicia com a inauguração da exposição “Marcas de Romanização no Concelho de Mangualde”, pelas 21h. A mostra, que poderá ser visitada até 3 de junho, contemplará peças de vestígios da romanização no concelho de Mangualde, e realiza-se com colaboração/cedência de espólio do Museu de Arqueologia de Viseu, Museu Grão Vasco, Sociedade Martins Sarmento de Guimarães, da Arqueohoje, da Associação Cultural Azurara da Beira e Arqueóloga Clara Portas. Estarão ainda patentes ao público peças da coleção de miniaturas da família José Barros de Viseu e de António Andrade de Nelas, alusivas à temática, bem como uma maquete da Citânia da Raposeira da autoria do Arquiteto Francisco Albuquerque.

Após a visita à exposição, já no auditório da Biblioteca Municipal, será apresentado um filme/documentário intitulado “Romanização em terra dos Araocelenses” da autoria de João Carlos Alves, Presidente da Universidade Sénior, e Grupo Peixoto, ao qual se seguirá a conferência “De Mérida a Viseu, passando por Mangualde, na época romana”, pelo ilustre Professor Doutor Jorge de Alarcão.

O momento de homenagem a Jorge de Alarcão decorrerá após a Conferência referida e será protagonizado por Marco Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, por João Carlos Pinto Ramos, Diretor da Universidade Sénior de Mangualde e contará com a presença de Delfim Ferreira Leão, Vice-Reitor da Universidade de Coimbra.

O evento terminará pelas 23h com um momento musical interpretado pelo Coro dos Antigos Orfeonistas de Coimbra, seguindo-se o encerramento e entrega de lembranças.

Paralelamente, os presentes poderão ainda apreciar a pintura de Aires dos Santos, alusiva ao tema, a doçaria conventual de Arouca e a ginja Vitor de Carregal do Sal.

“Espaço Europa” nas Bibliotecas de Viseu Dão Lafões

No âmbito da “EUROPE DIRECT WEEK”, o EUROPE DIRECT Viseu Dão Lafões promoveu a criação de um “Espaço Europa” em cada uma das bibliotecas que constituem a Rede Intermunicipal de Bibliotecas de Viseu Dão Lafões (RIBVDL).

Fruto da iniciativa do EUROPE DIRECT Viseu Dão Lafões, o “Espaço Europa” assume-se enquanto ponto de contacto entre o Europe Direct Viseu Dão Lafões e os cidadãos de cada um dos catorze concelhos abrangidos pela RIBVDL.

Nestes espaços de proximidade, é possível encontrar, publicações, curiosidades, notícias, informação sobre as atividades do Europe Direct, bem como ficar a par de atividades de interesse de âmbito europeu. Assim, cada uma das bibliotecas da RIBVDL passa a disponibilizar aos cidadãos o acesso a conteúdos e material relativo a um conjunto alargado de temáticas europeias.

Segundo o Europe Direct Viseu Dão Lafões, “Com a criação de um “Espaço Europa”, em cada uma das bibliotecas que constituem a RIBVDL, o EUROPE DIRECT Viseu Dão Lafões procura reforçar a proximidade entre o Projeto Europeu e as comunidades locais. Estes espaços, vão permitir que qualquer cidadão, independentemente do seu concelho de residência, tenha um acesso facilitado a informação sobre questões relacionadas com a União Europeia.”

Recorde-se que a RIBDL, um projeto que integra as bibliotecas dos catorze municípios da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, tem como missão promover o trabalho em rede com vista à melhoria do serviço prestado pelas bibliotecas desta região aos cidadãos, contribuindo assim, para uma maior aproximação à comunidade em geral e a promoção da coesão e do desenvolvimento do conhecimento da região.

Mangualde – Inscrições abertas para sessões de capacitação de arte

A comunidade mangualdense está a ser desafiada a colorir o Município, entre os dias 23 a 25 de agosto. Nos meses de agosto e setembro estão a ser promovidas sessões de capacitação em arte urbana nos Municípios do Alto Mondego Rede Cultural (Mangualde, Nelas, Fornos de Algodres e Gouveia). As inscrições para as sessões de capacitação de arte são gratuitas e já se encontram abertas. Os interessados deverão contactar a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves: 232 619 889.

“As pessoas vão ficar a perceber como funciona a arte urbana, quais as técnicas, qual a história e o porquê desta ser uma das artes deste século”, adianta o artista urbano Desy.

Esta iniciativa faz parte do projeto que desafiou o artista Desy a criar um mural em cada um dos Municípios, e irá culminar na criação de mais 4 murais, onde os participantes das sessões de capacitação poderão testar os seus conhecimentos e dar o seu contributo para embelezar os seus territórios.

As primeiras capacitações decorreram em Fornos de Algodres, de 2 a 4 de agosto, depois serão feitas em Gouveia de 12 a 14 de agosto.  Mangualde é o terceiro Município a acolher a iniciativa. As sessões decorrem entre 23 e 25 de agosto. A ação termina em Nelas com as capacitações de Arte Urbana a decorrerem de 6 a 8 de setembro.

“O envolvimento da comunidade é para mim a grande mais-valia destes projetos. As pessoas vão poder criar algo que é para o Município delas, mas é também delas”. “Os murais vão valorizar o Município, mas também vão valorizar as pessoas, muitas delas podem até perceber que é este o futuro que querem seguir e que é possível seguir este futuro”, sublinha Desy.

Livro “Mangualde, Patrimónios Municipais” apresentado

A apresentação de “Mangualde, Patrimónios Municipais” , reuniu na Biblioteca Municipal um grupo de convidados, interessados e amigos de António Fortes. A obra foi apresentada por Jorge Sobrado, contando também com as palavras do Presidente da Câmara Municipal e do Vereador da Cultura de Mangualde.
A obra é sobre Mangualde, o seu património, usos e costumes, e está disponível na Biblioteca Municipal para consulta e empréstimo domiciliário por parte dos seus leitores.

Livro “Viver com alegria” apresentado em Mangualde

A Biblioteca Municipal Dr.Alexandre Alves, em Mangualde, acolheu a apresentação do livro “Viver com alegria” da autoria da  professora Maria Fernanda Silva .

Nesta sessão a autora partilhou com o público presente, alguns dos seus testemunhos através do seu livro “Viver com alegria”.

Foram seus convidados de painel o Pe. Marcelino Pereira, o Pe. Paulo Domingues e o Vereador da Cultura João Lopes.

Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves celebra 23 anos

No dia 22 de novembro a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, comemora o seu 23º aniversário. A Câmara Municipal de Mangualde, juntamente com a Biblioteca Municipal, assinalará esta data presencialmente e através de Live Streaming na página oficial de Facebook da Biblioteca Municipal. Os dois momentos acontecerão no dia 21 e 25 de novembro.

CONCERTO EM LIVE STREAMING DO CANTOR FRANCISCO SALES

Assim, no dia 21 de novembro, pelas 21h30, decorrerá um concerto em Live Streaming, do cantor Francisco Sales, através do Facebook oficial da Biblioteca Municipal. Licenciado em JAZZ na Escola Superior de Música em Lisboa e após viver alguns anos em Londres em busca da realização dos seus sonhos, sem saber falar inglês e sem muitas possibilidades, a sua insistência levou-o até ao Bluey, líder dos míticos Incognito, onde atuou em várias partes do mundo. Regressa a Portugal em 2017 e desde então permaneceu no seu país onde diz que “É o país onde me sinto mais inspirado para compor, onde gosto de apreciar a vida e onde me sinto mais seguro e feliz.” Continuando a sua carreira de músico a tocar com os Incognitos por várias partes do mundo, hoje alinha a sua carreira a solo tocando guitarra, mostrando ainda mais o seu talento.

No dia 25 de novembro irá decorrer a apresentação de um livro de Lúcia Morgado, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal. A apresentação do livro “Mariana a menina que sonha acordada” de Lúcia Morgado, ilustrado por Sandra Serra, relata uma história, rimada, que conta como a Mariana vê o mundo, dando ênfase aos sentimentos, e como as coisas simples da vida são importantes na infância de uma criança. O momento contará com a apresentação de Irene Mota e Luís Almeida, seguido com um momento musical de Fernando Pereira, terminando a apresentação do livro com uma dramatização das alunas Lara e Mara Campos. Antes da apresentação, pelas 15h00, decorrerá um Workshop de Ilustração com Sara Serra em Live Streaming a partir da Biblioteca.

Nesta apresentação no dia 25, para além de Live Streaming, existe a possibilidade de assistir presencialmente no local, sendo necessário realizar uma inscrição prévia através do email da Biblioteca Municipal, biblioteca@cmmangualde.pt ou por telefone 232 619 889. Durante todo o momento é obrigatório o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento físico, cumprindo assim com todas as regras impostas pela DGS.