Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Biblioteca Municipal Dr.Alexandre Alves

Tag Archives: Biblioteca Municipal Dr.Alexandre Alves

Comemorações: 25 anos da Biblioteca Municipal, Centenário Dr. Alexandre Alves e 80º aniversário da Revista Beira Alta em Mangualde

O Município de Mangualde, nos próximos dias 9 e 19 de julho, irá acolher duas iniciativas realizadas no âmbito da programação de comemoração do centenário do nascimento de Alexandre Alves, do 25º aniversário da Biblioteca Municipal e do 80º aniversário da Revista Beira Alta. No dia 9 de julho, pelas 21h30, será realizada uma visita guiada às capelas e à ermida da Nossa Senhora do Castelo, acompanhada por momentos musicais protagonizados por elementos da Orquestra POEMa. No dia 19 de julho, pelas 17h30, será apresentada a Revista Beira Alta, nomeadamente, o número especial de homenagem a Alexandre Alves, na Igreja da Misericórdia, e, ainda, conduzida uma visita pela Igreja.

Pretende-se com esta programação revisitar a obra escrita de Alexandre Alves sobre o património de Mangualde, e, também, projetar a sua imagem ao nível da região Dão Lafões sobre a qual desenvolveu investigação.

Neste enquadramento, a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves em colaboração com a Direção da Revista Beira Alta e o Departamento dos Bens Culturais da Diocese de Viseu uniram-se para apresentar um conjunto de iniciativas tiveram início em maio e decorrerão até dezembro de 2022.

Durante o mês de julho, serão dois os momentos que dão continuidade ao programa.  No dia 9 de julho, pelas 21h30, o público é convidado a subir o escadório da Nossa Senhora do Castelo para uma visita orientada às capelas e à ermida, pelos textos de Alexandre Alves, conduzida por Fátima Eusébio. O percurso será acompanhado com breves performances de violino, protagonizados por elementos da Orquestra POEMa.

No dia 19 de julho, pelas 17h30, será promovida a apresentação da Revista Beira Alta, nomeadamente o número especial de homenagem a Alexandre Alves, que terá lugar na Igreja da Misericórdia. Neste dia, o público será ainda conduzido a uma breve viagem pela Igreja da Misericórdia, através dos textos de Alexandre Alves. A visita estará a cargo de Fátima Eusébio. O final da sessão contará com um momento musical protagonizado por Margarida Ferreira dos Santos.

Dia Internacional dos Arquivos assinalado em Mangualde

De 7 a 15 de junho, na Biblioteca Municipal, com entrada livre

Vai ser uma semana de atividades, com o Dia Internacional dos Arquivos – 9 de junho, no Município de Mangualde, através da Biblioteca Dr. Alexandre Alves e do Arquivo Municipal, irá promover uma mostra de documentos do fundo do Arquivo Municipal, que ficará patente ao público de 7 a 15 de junho, com entrada livre, e, ainda, oficinas temáticas dirigidas às crianças do 1º Ciclo. Estas ações, que têm lugar na Biblioteca Municipal, pretendem destacar a importância dos arquivos como património cultural e como uma das principais fontes de informação.

A exposição englobará alguns documentos da coleção do Arquivo Municipal de Mangualde, que estarão patentes na sala de leitura da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, para poderem ser vistos pelos utilizadores do espaço.

Os visitantes poderão observar algumas preciosidades do Arquivo Municipal, entre as quais: Forais manuelinos (Terras de Azurara e Tavares), registo das Provisões, Alvarás e Cartas de Privilégio, registo das Posturas e Regulamentos Municipais, termos de denúncia por infrações de posturas da Câmara, registo dos indivíduos que foram presos, registo de despesas com presos, mandados de captura, processos de investigação, entre muitos outros documentos.

Paralelamente, ainda no âmbito das celebrações da efeméride, com o objetivo de cativar os mais novos para a importância da informação contida nos documentos de Arquivo e o seu valor para História, em particular para a história local, serão dinamizadas diversas oficinas dirigidas às crianças do 1º Ciclo:

“Escrita com Pena” convida as crianças a familiarizarem-se com os vários suportes e instrumentos de escrita e a conhecerem a sua evolução ao longo dos tempos. Os alunos poderão manusear e utilizar as canetas de aparo para transcrever um excerto de uma das cartas de foral outorgadas por D. Manuel I.

“Oficina do escrivão”, permitirá aos alunos terem a oportunidade de conhecer a evolução da escrita com recurso a documentos antigos à guarda do Arquivo Histórico. Serão apresentados vários documentos da História de Mangualde, entre eles o Foral Manuelino.  As crianças vão conhecer algumas iluminuras e, no final, tentarão pintar com as mesmas cores a iluminura do frontispício do foral manuelino.

“Historiador por um Dia” irá permitir às crianças redescobrir o Brasão do Concelho de Mangualde e freguesias.

DIA INTERNACIONAL DOS ARQUIVOS

O Dia Internacional dos Arquivos, celebrado a 9 de junho, foi instituído pela Assembleia Geral do CIA – Conselho Internacional de Arquivos, realizada no Québec, em novembro de 2007. Esta data foi escolhida por ter sido neste dia, em 1948, que a UNESCO criou o CIA – Conselho Internacional de Arquivos. O Dia Internacional dos Arquivos pretende destacar a importância dos arquivos como património cultural e como uma das principais fontes de informação. Os arquivos fornecem evidências significativas para o desenvolvimento económico, político, social e cultural da humanidade, fontes importantíssimas para a construção da História.

 

“Sentinelas do Mar”em exposição na Biblioteca Municipal de Mangualde

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, acolhe de 17 de fevereiro a 4 de março a exposição “Sentinelas do Mar”. Fruto de uma parceria celebrada entre a Câmara Municipal de Nelas e a Autoridade Marítima Nacional, a mostra tem como finalidade divulgar e valorizar o património em torno dos faróis nacionais (continentais e insulares).“Sentinelas do Mar” poderá ser visitada entre as 9h30 às 13h00 e as 14h00 às 17h30. A entrada é livre, sendo fundamental o respeito das regras de saúde pública em vigor.

 A exposição foi inaugurada em junho de 2021 na vila de Nelas e, a partir de dezembro passado, tem circulado por várias Bibliotecas da Rede Intermunicipal de Bibliotecas Viseu Dão Lafões (RIBVDL). Depois da Biblioteca de Vouzela, Penalva do Castelo, Santa Comba Dão e Carregal do Sal, chega a Mangualde, seguindo depois para as Bibliotecas de Oliveira de Frades, Aguiar da Beira e Sátão.

O objetivo da exposição é valorizar um património notável e uma história ligada ao mar que tanto honra os portugueses. Os faróis tiveram sempre um papel importante tanto na orientação como também um sinal de regresso a casa durante séculos. Por isso, desempenham um papel importante na cultura, sendo a grande maioria classificados como Monumentos Nacionais.

O pintor Aires dos Santos curador da exposição, convidou para este projeto 10 conceituados pintores ibéricos no período pós- confinamento, com o intuito de poderem retomar as suas atividades artísticas, surgindo um conjunto de 33 notáveis trabalhos artísticos de elevado valor simbólico.

As obras expostas são da autoria de diversos pintores, nomeadamente, Aires dos Santos (Canas de Senhorim), Alice Piloto (Viseu), António Dias (Canas de Senhorim), Grácio Freitas (Amora), José Dell Castillo (Cidade Rodrigo – Espanha), Lena Jorge (Viseu), Luís Duro (Viseu), Mário Costa (Unhais da Serra), Nelson Santos (Canas de Senhorim), Nuno Angélico (Viseu) e Ricardo Rodrigues (Viseu).

Biblioteca de Mangualde dispõe de plataforma interativa “PressReader”

O Município de Mangualde, através da sua Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, acaba de disponibilizar um novo serviço online que permite ao utilizador, a partir de qualquer lugar, ter acesso a fontes de informação de mais de 120 países e em mais de 60 idiomas. Basta estar inscrito como leitor da Biblioteca Municipal para aceder a mais de 7000 títulos de jornais e revistas da atualidade.

Trata-se da plataforma interativa “PressReader”, de acesso global que oferece uma experiência de leitura envolvente com informação atual e de fácil acesso, funcionalidades de pesquisa, coleções, alerta de tópicos, tradução automática e downloads ilimitados disponíveis em todos os dispositivos. O leitor terá acesso a jornais e revistas da atualidade que o permitirão estar a par de diversas perspetivas, sobre variados temas de forma segura, sustentável e sem ter de se preocupar com a limitação presencial da realidade atual.

Para ter acesso ao novo serviço, o utilizador terá de aceder ao link do catálogo da Biblioteca Municipal de Mangualde – https://catalogobmm.cmmangualde.pt/ – e, de seguida, no canto superior direito iniciar a sessão com as suas credenciais ou fazer a sua inscrição de leitor, clicando sobre o logo do PressReader que irá posteriormente abrir o menu onde poderá consultar a coleção de periódicos disponível.

Seminário “Trabalhar com a Diferença”em Mangualde

 O CLDS4G de Mangualde, em parceria com a Associação Pais-em-Rede – núcleo de Mangualde, e em colaboração com o Município de Mangualde e a Associação Empresarial, irá promover, no dia 3 de dezembro, o seminário “Trabalhar com a Diferença”.  A iniciativa, que assinala o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, decorrerá pelas 14 horas, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória. As inscrições deverão ser feitas através do preenchimento do seguinte formulário: https://clds4gmangualde.pt/?page_id=5645.

O objetivo desta iniciativa é informar e sensibilizar o tecido empresarial da região, as IPSS’s e instituições locais, assim como a comunidade em geral para a problemática da baixa taxa de empregabilidade de pessoas com deficiência no concelho, e incentivar à contratação destas.

A sessão será transmitida em live streaming através da página de Facebook da Dão Digital Rádio.

PROGRAMA SEMINÁRIO “TRABALHAR COM A DIFERENÇA”:

14H00 – Receção

Registo dos participantes e entrega de documentação

14h15 – Abertura do seminário

Marco Almeida – Presidente da Câmara Municipal de Mangualde

Márcia Martins – Diretora do Centro Distrital do Instituto da Segurança Social de Viseu

Cristina Azevedo – Coordenadora da Associação Pais em Rede, Núcleo de Mangualde

 

1.º Painel: Estratégias para a integração da pessoa com deficiência no mercado laboral

Moderadora: Maria José Coelho – Vereadora da Ação Social da C.M.M. de Mangualde

14h45 – Programas de Apoio e Incentivos Financeiros à Contratação

Oradora: Rosa Silva – Técnica superior do Centro de Emprego e Formação Profissional de Viseu (I.E.F.P.)

15h15 – Centro de Recursos para a Inclusão

Oradora: Sofia Rodrigues – Responsável pelo Centro de Recrutamento da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Viseu (A.P.P.A.C.D.M.)

Oradora: Cláudia Melo – Psicóloga da A.P.P.A.C.D.M.

15h45 – A empregabilidade das pessoas com deficiência – A importância da mediação

Oradora: Tânia Figueiredo – Psicóloga e Responsável pelo Centro de Recursos da Associação de Solidariedade Social de Lafões (A.S.S.O.L.)

16h15 – Pausa para café – Projeto “Todos na cozinha”

16h30 – Toolkit para empresas

“Como recrutar e integrar pessoas com deficiência”

Orador: Nuno Barros – Diretor da GRACE (Associação de Empresas Responsáveis) e representante da empresa Lipor.

 

2.º Painel: A experiência de estar empregado e de empregar, na 1.ª pessoa

Moderador: Paulo Sousa – Diretor geral da Associação Empresarial da Região de Viseu (A.I.R.V.) e da Associação Empresarial de Mangualde (A.E.M.)

16h50 – Testemunho na primeira pessoa

Orador: Paulo Monteiro

17h00 – Testemunho de um jovem em contexto de trabalho – apresentação em suporte de vídeo (Associação Pais em Rede, Núcleo de Mangualde)

Oradora: Maria João Fonseca – Coordenadora da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves

17h15 -Testemunhos do Empregador

Oradores/as: Sónia Oliveira- Técnica dos Recursos Humanos da PATINTER

                        Fernando Neves – Diretor Financeiro da PATINTER

                        Ana Santos – Diretora dos Recursos Humanos do Grupo CRIAR

17h30 – Debate

17H45 – Encerramento do Seminário

Sara Costa – Presidente da Obra Social Beatriz Pais – Raúl Saraiva

Minnemann Blues Band no aniversário da Biblioteca Municipal em Mangualde

A Biblioteca Municipal de Mangualde vai celebrar, no dia 22 de novembro, 24 anos de existência. A data será assinalada, no dia 27 de novembro, com um concerto da Minnemann Blues Band, no auditório da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, pelas 21h30.

A lotação do evento é limitada e os lugares são marcados, de forma a respeitar as normas emanadas pela DGS. A entrada é gratuita, mas com aquisição obrigatória de bilhetes na Biblioteca Municipal (232 619 889) e/ou na Papelaria Adrião. A organização solicita a todos que respeitem sempre as regras da DGS e de etiqueta respiratória.

A Minnemann Blues Band toca originais escritos pelo seu leader Wolfram Minnemann e arranjados pelo coletivo. O estilo de Minnemann, no piano é fortemente marcado pelo boogie e honky tonk. Na guitarra, António Mão-de-Ferro, um verdadeiro bluesman, que se completa com a pulsação rítmica rigorosa de Leandro Leonet e a segurança discreta do baixo de Manuzé Carvalho.

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE MANGUALDE

A Biblioteca Municipal de Mangualde (Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves), aberta ao público desde 1997, integra o Setor Cultural da Unidade Orgânica Divisão de Educação, Desporto, Cultura, Turismo e Ação Social, da Câmara Municipal de Mangualde e tem como objetivos facilitar o acesso à cultura, à informação, à educação e ao lazer, contribuindo assim para elevar o nível cultural e a qualidade de vida dos cidadãos, através da eficiente gestão da área documental e informação, da promoção da leitura e da literacia e da gestão de atividades diversas e eventos com qualidade e inovação, com  espaços divididos e organizados de acordo com as linhas orientadoras do Programa de Leitura Pública.

MINNEMANN BLUES BAND

Wolfram Minnemann nasceu em Hamburgo, na Alemanha em 1945 numa família de grande tradição musical.

Ainda rapaz, Minnemann entrou na música através do canto coral no Knabenchor (coro de rapazes) da Michealiskirche, um coro de topo na Alemanha, com recitais semanais e grandes concertos (Paixão de Mateus, Oratórios etc.) Foi selecionado para cantar na ópera de Hamburg a Flauta Mágica. No entanto, com a mudança da voz isso já não foi possível.

Muito novo iniciou-se no piano. Mais tarde ingressou no Conservatório de Hochrad, no curso de piano clássico com o pianista Wilhelm Bürger, que muito cedo viu a sua apetência para o improviso e que o levou ao jazz e blues.

Com apenas 15 anos, Minnemann fundou a sua primeira banda chamada Helenic Jazzband. O estilo era Dixieland com a formação clássica de baixo, bateria, piano, banjo, trompete, trombone e clarinete. Participou também em grupos de Skiffle cantando worksongs e blues.

Em 1968 integrou o grupo Thrice Mice, um sexteto de jazzrock progressivo (underground) alemão, do qual faziam parte Wolfgang Buhre, clarinetista do Helenic Jazzband, que, entretanto, tocava saxofone tenor, o vocalista Karl-Heinz Blumenberg, os irmãos von Gosen na guitarra e baixo e o próprio Minnemann nas teclas (órgão), com álbum publicado (1971, Philips), homónimo da banda. Tocaram no Star Club em Hamburgo, onde os Beatles tinham iniciado a sua carreira, e em clubes do Norte da Alemanha. São convidados como única banda não profissional para o Festival “Peace and Love”, o maior festival nesta época, onde atuaram antes do Jimmie Hendrix, que os elogiou pela criatividade dos seus temas. Os Thrice Mice hoje fazem parte da história do “Krautrock” alemão dessa época.

Em 1973, Minnemann mudou-se para Portugal, onde trabalhou no marketing internacional do vinho Mateus Rosé da casa Sogrape, fundando a sua própria empresa, W&R Marketing & Advertising, de que foi sócio e CEO durante 30 anos.

Isolado do mundo musical encontrou dois amigos, que se estavam a iniciar no blues e no rock: Rui Veloso e Manuzé Carvalho. Mais tarde, apareceu Eduardo Encarnação como baterista. Entretanto, Rui Veloso conseguiu um contrato com uma editora e mudou-se para Lisboa e entrou Tino Seabra na banda como baterista.

O grupo:

Em 1980 foi editado o primeiro LP de originais “Bluindo-Minnemann e amigos” com a editora Rádio Triunfo, mas mesmo assim com o Rui Veloso na guitarra.

A promoção do LP levou a banda a inúmeros programas de televisão. Seguiram-se concerto em bares e salas de concerto. A RTP convidou a banda para produzir um programa de blues no “Hoje Convidamos” em 1983. Em 1997 aquando de uma digressão a Lisboa foi gravado o CD “Bluesíadas”.

A Minnemann Blues Band seguiu o seu caminho e encontra no António Mão de Ferro” o seu novo guitarrista, Rui “Cenoura” Ferraz” como baterista e ainda Rui Azul no saxofone tenor, continuando o Manuzé Carvalho no baixo.

Em 2010 esta formação gravou ao vivo Hot Five Jazz & Blues Club, no Porto, o album “Blues 88”. Seguiram-se digressões a Espanha e Alemanha. A Minnemann Blues Band participou em praticamente todos os festivais de blues nacionais, Lisboa, Coimbra, Santa Maria, Funchal, Vila Real, Chaves, Viana, Vila do Conde, Porto, Guarda, Bragança etc. A Minnemann Blues Band toca originais escritos pelo seu leader e arranjados pelo coletivo. O estilo de Minnemann, no piano é fortemente marcado pelo boogie e honky tonk e por uma grande expressividade na voz, sendo marcante a sua personalidade em palco, a facilidade de comunicação bem-humorada com a audiência. Na guitarra de António Mão-de-Ferro, um verdadeiro bluesman, que se completa com a pulsação rítmica rigorosa de Leandro Leonet e a segurança discreta do baixo de Manuzé Carvalho.

Muitos músicos importantes tocaram neste banda ao longo do tempo e alguns formaram as suas próprias bandas como Peter Storm and the Blues Society, Delta Blues Riders, The Smokestakers, Judy Blue Eyes, são o Diogo Mão de Ferro, António Ferro(baixo), Carlos Polónio (bateria e harmónica), José Mesquita (baixo), João Kendall (guitarra), José Rego (guitarra e saxofone alto), Paulo Veloso (Hammond), e os bateristas Tó Torres, João Cunha, Jorge Oliveira, Nuno Oliveira, Pedro Martins, Toni Thorpe, Hugo Danin entre outros.

Wolfram Minnemann, fundador, pianista, vocalista e autor de todas as músicas da banda, reconhece que a “Minnemann Blues Band” evoluiu muito nos 40 anos de existência. A sua filosofia: comungar o espírito transcendental do blues, sentir e transmitir a força da vida e, como dizia Mozart, tocar as pessoas.

Em 2019, foi editado o álbum Minnemann Blues Band 40 years, que foi lançado no Porto Blues Fest.

“Sextas da Lua”regressam a Mangualde

O Município de Mangualde vai receber o concerto “Tangerina” na noite de sexta-feira, dia 29 de outubro. O evento, que ocorre no âmbito do “Sextas da Lua”, terá lugar na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, pelas 21h30. Um concerto, de autoria da associação Gira Sol Azul, proporcionará um serão para adultos e crianças.

No átrio espera-o algumas dinâmicas com um cheirinho a Doçuras e Travessuras.

“Tangerina” é um concerto inspirado no livro “A Invenção do Dia Claro de Almada Negreiros”, onde os artistas recuperam a metáfora da tangerina que rola de um cesto até ao mar e descobre o mundo, e com ela também todos partem à descoberta de novos lugares. O concerto irá trazer um reportório com um lado rock/pop, mas cujas composições são muito influenciadas pela harmonia jazz, música erudita e música étnica. Fusão de estilos que caracteriza os vários trabalhos que Ana Bento e Bruno Pinto, intérpretes musicais e cofundadores da associação Gira Sol Azul, têm desenvolvido enquanto dupla de músicos. Ler Mais »

Exposição sobre “Pilar Europeu dos Direitos Sociais”em Mangualde

Vai estar patente na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde,  a Exposição sobre “Pilar Europeu dos Direitos Sociais” promovida pela Europe Direct Viseu Dão Lafões, de 13 a 18 de setembro .

Fruto de uma iniciativa da Representação da Comissão Europeia em Portugal, esta exibição visa dar a conhecer, de forma imersiva, os 20 princípios do Pilar Europeu dos Direitos Sociais, que constituem o quadro de orientação para a construção de uma Europa social forte, justa, inclusiva e plena de oportunidades. Estes princípios estão estruturados em torno de três grandes prioridades: igualdade de oportunidades e acesso ao mercado de trabalho; condições de trabalho justas; proteção e inclusão social. A entrada é livre, sendo fundamental o respeito das regras de saúde pública em vigor.

 Constituída por 24 painéis, esta exposição vai realizar uma itinerância por algumas das bibliotecas que compõem a Rede Intermunicipal de Bibliotecas Viseu Dão Lafões (RIBVDL), marcando presença nos seguintes concelhos: Nelas (30 de agosto a 3 de setembro); Santa Comba Dão (6 de setembro a 11 de setembro); Mangualde (13 de setembro a 18 de setembro); Penalva do Castelo (20 de Setembro a 25 de setembro); Sátão (27 de setembro a 01 de outubro); Castro Daire (4 de outubro a 9 de outubro); São Pedro do Sul (11 de outubro a 16 de outubro); Vouzela (18 de outubro a 23 de outubro). Visitando, ainda, o Centro Europe Direct Viseu Dão Lafões (25 de outubro a 30 de outubro), na Casa do Adro.

Segundo o Gestor do Europe Direct Viseu Dão Lafões, José Carlos Almeida, Ao promover esta exposição, o Europe Direct Viseu Dão Lafões procura contribuir, a nível local, não só, para estimular o debate público, mas também, para informar e consciencializar os cidadãos relativamente às mais recentes políticas de âmbito europeu em torno dos direitos sociais”.

Visita à Exposição Virtual Pilar Social Europeu em: https://pilarsocialeuropeu.pt

Apresentação do livro “A Vida Num Roteiro” em Mangualde

Pedro Coelho vai apresentar o seu livro “A Vida Num Roteiro” em Mangualde. Esta apresentação tem lugar no dia 28 de maio, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves e está inserida na programação cultural do mês de maio, no âmbito do “Dia do Autor Português”.

Pedro Coelho é Beirão, nasceu em Mangualde, cidade situada na Beira Alta composta por gentes hospitaleiras, com tradições nos seus bordados e no feijão do Patronato tão típicos, onde os serões são acompanhados a contemplar lá no alto a Senhora do Castelo com um bom queijo da Serra da Estrela e o vinho do Dão. O seu entusiasmo pelo social, ou seja, as relações e comportamentos que os indivíduos estabelecem entre si levou-o a tirar o Curso de Sociologia permitindo o estudo de certas situações que ocorrem na vida em sociedade, especializou-se mais tarde em Coordenação de Necessidades Formativas, chegando a dar alguns anos  formação em Cidadania e Igualdade de Género, conseguiu concretizar o sonho de conhecer novas realidades e novas culturas sociais levando-o a mudar-se para o Luxemburgo, país que para si é o “ideal de sociedade que o homem deve realizar em educação”.  As palavras sempre foram um meio para “olhar a sociedade” e desde o núcleo de estudantes de sociologia, às crônicas em jornais regionais e através de blogs até chegar a este Livro foi abordando aspetos da sociedade. Otimista que é, acredita que o indivíduo não se deve resignar, sendo ele o forjador do seu próprio sucesso como Ser Humano.

 O evento decorrerá com as diretrizes da DGS, tendo assim uma lotação limitada de 70 lugares, pelo que os interessados devem reservar lugar através do telefone 232 619 889.

 SINOPSE DO LIVRO:

O objetivo deste livro é proporcionar, através de algumas palavras, uma visão da sociedade e do quotidiano de hoje. Explorar temas, expostos por alguns capítulos, fazendo a ponte entre o sentir e o viver, por todo o livro combinam-se histórias, conceitos e respostas com um olhar sociológico que pretende transparecer o dia-a-dia de cada indivíduo, falar das coisas mais simples e perceber que nos falta Tempo para pensar em tudo aquilo que nos acontece. Os dias voam, coisas ficam por fazer, permanentemente num turbilhão de voltas que é a nossa vida é praticamente impossível parar para pensar, ficando as nossas Vidas eternamente adiadas e sem sentido. o Livro ajuda a fazer este caminho para descobrir o que nos faz bem e nos permite crescer e avançar e por outro lado distingue ou ajuda a refletir sobre aquilo que nos impede de ir mais longe. Foi este entusiasmo em forma de desafio, que me levou a escrever e que pretende levar cada leitor e ser ele mesmo, num exercício de “my self” que o possa transportar e dar mais valor ao seu Ser.

Biblioteca Municipal continua ligada à comunidade em Mangualde

No período do 1º confinamento, a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves de Mangualde esteve ativamente presente na rede social Facebook da biblioteca. Foram elaborados conteúdos sobre temáticas ligadas às tradições, às personalidades e à história local, bem como concertos e desafios à comunidade. Diariamente a biblioteca esteve em contacto com os seus utilizadores, procurando manter o interesse pela leitura.

Atualmente de portas fechadas, devido ao 2º confinamento, a Biblioteca Municipal continua ligada à comunidade, voltando a enriquecer a programação na rede social do Facebook.

São publicadas atividades regulares desde contos, sugestões de leitura, biblioterapia/cineterapia, histórias e tradições locais, tutoriais para o dia-a-dia, entre outras atividades, convidando sempre o público a participar neste trabalho, através de desafios temáticos como: “Mangualde a partir da minha Janela”“Mangualde Confinado: A Grande Recolha” e “Os Livros da Minha Vida”.

EMPRÉSTIMO DE LIVROS EM TAKEAWAY E ENTREGA AO DOMICÍLIO

Os serviços tradicionais de empréstimo domiciliário da Biblioteca continuam a ser prestados, embora no formato de Takeaway e entrega ao Domicílio, podendo ser requeridos e reservados através do Catálogo Online (https://catalogobmm.cmmangualde.pt/), do email: biblioteca@cmmangualde.pt, ou através do telefone: 232619889. Estão ainda disponíveis os serviços de Informação e referência através das mesmas vias.