Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Câmara Municipal de Fornos de Algodres (Pagina 3)

Tag Archives: Câmara Municipal de Fornos de Algodres

Covid-19- Pico da doença será a 14 de abril em Portugal

Ao início da tarde deste sábado, a Ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou aos portugueses que o pico da doença Covid-19, será por volta de 14 de abril, assim citou na habitual conferência diária:”De acordo com a evolução do número de casos de Covid-19 em Portugal e com os cálculos das estimativas epidemiológicas disponíveis, estima-se, com base naquilo que tem sido a evolução da incidência, que a data prevista para a ocorrência do pico da curva epidemiológica se situe à volta do dia 14 de abril“, afirmou Marta Temido.

Adiantou ainda Graça Freitas, Diretora-Geral de Saúde que, cerca de 80% dos infetados podem ser tratados em casa , dado que , a expansão geográfica dos infetados é grande.

COVID-19- Município de Fornos de Algodres lança novas medidas no Plano de Contingência

Em comunicado enviado, o  Município de Fornos de Algodres veio tornar público que decidiu hoje tomar as seguintes medidas adicionais no âmbito do Plano de Contingência do COVID – 19:

– Diminuir o número de colaboradores a prestar atendimento telefónico e por email no edifício sede da Câmara Municipal, definindo serviços mínimos internos;

– Alterar o horário de funcionamento dos serviços externos, distribuindo os colaboradores por 3 horários diferentes, para diminuir a concentração de colaboradores no estaleiro do município;

– Encerrar todas as instalações sanitárias públicas, exceto as do mercado municipal que prestam apoio aos comerciantes que exercem a sua atividade nesse espaço.

– Alterar o horário de atendimento do Município para das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00;

– Convocar a Comissão Municipal de Proteção Civil para uma videoconferência na próxima quarta-feira, com o objetivo de monitorizar a situação a nível do concelho, da região e do país e para decidir sobre eventuais medidas adicionais de contenção da propagação do COVID19.

Estas medidas de carácter extraordinário vigoram até ao dia 9 de abril, podendo a qualquer momento ser suspensas caso a situação o justifique.

 

Campanhas ambientais sensibilizaram a comunidade de Fornos de Algodres

O Município de Fornos de Algodres faz um balanço das Campanhas que tem colocado em prática desde agosto de 2018 até ao corrente ano, onde referem que as Famílias, comércio/indústria e IPSS do Concelho de Fornos de Algodres pagaram menos água em 2019.

Face a isso, apresenta o balanço excelente das campanhas levadas a cabo desde agosto de 2018 a dezembro de 2020.

No dia 15 de agosto de 2018, a Câmara Municipal de Fornos de Algodres iniciou uma campanha de

sensibilização para um uso eficiente de água, denominada “A Água Não Dura Sempre. POUPE-A.” com o objetivo de sensibilizar a população para mudanças de comportamentos e de hábitos, na boa gestão da água.

Com o apoio do Fundo Ambiental e inserido na Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020, a Câmara Municipal de Fornos de Algodres levou a cabo diversas atividades, entre as quais campanhas de sensibilização nos meios de comunicação (televisão, rádio, jornais), em outdoors, em “flyers”, em mensagens exclusivas na rede multibanco e por SMS. Mas também em ações porta-a-porta, pelos estabelecimentos do concelho, ou direcionadas ao Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.

Recolhidos os dados e devidamente trabalhados, julgamos ser hora, agora, de fazer um balanço aos

principais indicadores da poupança de água.

Considerando a água comprada à entidade gestora em Alta – Águas do Vale Tejo, SA – constatou-se uma redução de 22%, face ao ano de 2017 (ano de referência), o que equivale a uma redução de 86.582 m3 (86.582.000 litros) de água. Este volume de água economizado, constitui a quantidade de litros que dariam para abastecer o Concelho de Fornos de Algodres nos meses de maior consumo – julho a setembro.

A sensibilização e as boas práticas que os munícipes de Fornos de Algodres praticaram nos últimos meses (agosto de 2018 a 31 de dezembro de 2019), tiveram irrefutavelmente repercussões diretas na economia doméstica, uma vez que se refletiram nos montantes pagos nas faturas da água. De facto, em 2019, face ,a 2017, as famílias, o comércio/industria e as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) viram a fatura da água reduzir-se, em média, 17,47 €/ano, 69,06 €/ano e 245,41 €/ano, respetivamente.

Apesar dos excelentes resultados alcançados, é intenção do Executivo Municipal continuar na vanguarda, no que a políticas ambientais diz respeito, pois temos plena consciência de que ainda temos muito a fazer, nesta luta – que nos diz respeito a todas e todos, independentemente de onde vivamos – pelas alterações climáticas e por um mundo melhor para os nossos filhos.

5 toneladas de roupa, calçado e brinquedos recolhidos em Fornos de Algodres

O contributo da comunidade Fornense, em 2019 ,cada vez mais em sintonia com o modelo ambiental, económico e socialmente responsável que a Câmara Municipal tem vindo a implementar e afirmar, face a isso, foram recolhidas 5 toneladas de roupa, calçado e brinquedos.

Se o estado da roupa ou calçado recolhido apresentar boas condições, os mesmos são tratados e encaminhados para os que mais carecem. Caso não seja possível esse reaproveitamento, os materiais serão reutilizados para a produção de novos têxteis e produtos de limpeza de origem têxtil.

Esta recolha implementada desde 2014, é fruto do protocolo de Economia Circular entre a Câmara Municipal e a empresa H. Sarah Trading, Lda, permitiu que até 2019 fossem desviados do aterro sanitário 30 toneladas deste tipo de resíduos.

Atualmente estão disponíveis 6 pontos de recolha no concelho;

  • Fornos de Algodres – Estaleiro Municipal
  • Juncais – Rua das Lages
  • Fornos de Algodres – Igreja Matriz
  • Fornos de Algodres – Escola Secundária
  • Figueiró da Granja – Escola Básica
  • Algodres – Salão Junta de Freguesia de Algodres

É assim de salientar a consciência sobre a sustentabilidade e a importância de construir um futuro mais limpo para as próximas gerações por parte dos munícipes.

O objetivo é claro: redesenhar o sistema económico do mundo, para que consumo não implique destruição de recursos cada vez mais escassos.

Fotos:MFA

Município de Fornos de Algodres vai solicitar ajuda ao Governo para reabilitar as áreas danificadas pelo mau tempo

Depois das fortes chuvadas que no final de 2019, assolaram a região , no concelho de Fornos de Algodres , foram diversos os estragos em estradas, muros, caminhos, face a isso, segundo o autarca fornense, Manuel Fonseca, revelou recentemente numa estação de rádio do distrito, as remodelações desses danos do mau tempo, orçam os 150 mil euros, uma verba incomportável nesta fase do ano para o Município, dado que apesar de o orçamento prever algo do género, esta verba é muito elevada.

A obra mais urgente para ser feita é a reconstrução do muro e colocação de betão na Estrada Nacional 16, no sentido Fornos-Vila Cova de Tavares, onde o trânsito pesado está proibido face à debilidade do pavimento.

Assim Manuel Fonseca , adiantou que vai reunir em breve com o Secretário de Estado das Autarquias Locais, no sentido de poder ser lhe dado apoio para a elaboração destas obras.

 

Município de Fornos de Algodres altera modelo de fatura da água e aposta na modernização administrativa dos serviços

Novo modelo de fatura da água já em janeiro 2020

Nesse sentido, a Câmara Municipal de Fornos de Algodres informa que vai adotar um novo modelo de fatura da água. Esta modernização pretende organizar a fatura da água com novos elementos, tornando a informação mais clara, mais completa, mais detalhada, com uma nova imagem, permitindo uma consulta mais fácil e mais transparente por parte do Munícipe.

Modernização de novos serviços

Segundo fonte do Município, pretendem uma fatura transparente para o Munícipe, dando mais conforto, mais rapidez e maior segurança nos pagamentos e no envio da fatura.

Assim , um dos novos serviços é o envio da fatura da água, em formato digital (pdf), para a caixa de correio eletrónico. Para aderir a este serviço, basta o munícipe dirigir-se ao balcão do serviço de Águas da Câmara Municipal ou preencher o formulário online, disponível AQUI.

Um outro novo serviço é a possibilidade de efetuarem o pagamento através de referências multibanco, uma vez que a nova fatura terá dois campos com referências multibanco. Uma para o pagamento da fatura do mês e outra para pagamentos em atraso (divida).

Na página frontal deste novo formato constam os seguintes campos: os dados do Município, os seus dados de consumidor (incluindo a morada de envio da fatura), o local de consumo, o total da fatura atual, a conta corrente, o histórico de consumos, a tipologia de leituras (estimada ou real), informação da comunicação de leituras, mensagens informativas, informação da qualidade da água e o método de pagamento (inclui o pagamento por multibanco).

Na segunda página consta o período de faturação, informações de leituras e consumos, detalhe dos serviços a serem cobrados (em conformidade com o regulamento em vigor), controlo da prestação de serviços em alta, campo com informação da data limite de pagamento, o controlo da qualidade da água para consumo humanos, os resultados obtidos no saneamento de águas residuais urbanas e a informação do destino dos resíduos urbanos recolhidos no nosso Concelho.

Deste modo, o Município salienta que a nova fatura apresenta uma maior simplicidade e clareza na organização, com mensagens mais explícitas e cumprindo as novas exigências da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

 

Novos oleões no concelho de Fornos de Algodres

A rede de oleões do Concelho de Fornos de Algodres foi alargada e remodelada.

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres em parceria com a Associação de Municípios da Cova da Beira e a ENERAREA – Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior procederam à remodelação e instalação de novos oleões no Concelho de Fornos de Algodres.

A eliminação dos óleos alimentares usados (OAU), em locais não apropriados, através dos coletores urbanos, dificulta e onera os sistemas de gestão de águas residuais, com repercussões negativas ao nível das tarifas do saneamento, e comporta um risco associado de contaminação dos solos e das águas subterrâneas e superficiais.

A reciclagem de OAU, concretamente para produção de biocombustível, constitui uma importante mais-valia no atual contexto das políticas energéticas nacional e comunitária.

Algumas recomendações de utilização:

1-Coloque o óleo alimentar usado (OAU), após arrefecer, numa garrafa limpa.

2-Quando a garrafa estiver cheia, enrosque bem a tampa.

3-Deposite a garrafa bem fechada no oleão mais próximo.

Cuidados a ter!

NUNCA deposite: a) Margarina; b) Manteiga; c) Óleo de motos; d) Óleo lubrificante e e) Outros resíduos.

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres e a PRIO TOP LEVEL, com esta parceria, pretendem criar uma rede de pontos de recolha de óleos alimentares usados com o objetivo de satisfazer as necessidades dos Municípios e, dar um novo passo para a sustentabilidade ambiental do Concelho de Fornos de Algodres.

 

Município de Fornos de Algodres efetuou a desinfeção dos reservatórios e sistemas de distribuição de água

A realização de inspeções regulares, bem como a limpeza e desinfeção dos reservatórios e sistemas de distribuição constituem pré-requisitos para a obtenção de uma qualidade adequada da água.

A higienização dos reservatórios de água surge como medida profilática de grande importância, visto que todas as estruturas de tratamento e armazenamento de água potável devem estar limpas e desinfetadas, para que a água, que tem grandes tempos de permanência nestes locais, não sofra alterações nas suas características organoléticas, microbianas e químicas, respeitando, desta forma, todos os Valores Limites de Exposição (VLE) especificados no Decreto-Lei 306/2007, de 27 de agosto, na sua redação mais atualizada.

Nesse sentido a Câmara Municipal de Fornos de Algodres estruturou um plano de trabalhos de limpeza, higienização, desinfeção bacteriológica e inspeção nos sete reservatórios (Matança, Rancozinho, Fonte Fria, Queiriz, Casal do Monte, Aveleiras e Vila Ruiva) de sua responsabilidade entre o dia 07/10/2019 e 31/10/2019.

Estes trabalhos resultaram da obrigatoriedade das entidades responsáveis neste setor, darem cumprimento à Recomendação da ERSAR n.º 01/2018 – Procedimento para a Inspeção, Limpeza e Higienização de Reservatórios Destinados ao Armazenamento de Água para Consumo Humano.

Adicionalmente a estes trabalhos foram feitos trabalhos de desmatação da área envolvente e pinturas exterior dos reservatórios.

 

Exposição de antiguidades no CIHAFA de Fornos de Algodres

Está patente no CIHAFA  – Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres)uma exposição-venda de Velharias, antiguidades de Jorge Gomes Júlio, de 01 outubro a 30 de novembro de 2019, que poderá ser visitada todos os dias entre as 10h00 – 13h00 e as 14h00 – 17h00.
   
As velharias e antiguidades são elementos representativos do passado, cuja preservação e salvaguarda têm vindo a agregar um maior número de interessados.
Através da organização desta Exposição-Venda de Antiguidades, Velharias e Colecionismo pretende-se promover junto da população o interesse pelos testemunhos do passado, incentivar o colecionismo, aumentar a oferta e por sua vez o número de visitantes ao Concelho de Fornos de Algodres e região envolvente.
A iniciativa apresenta uma grande variedade de produtos, faça uma viagem aos tempos de outrora, onde pode descobrir peças de diversos estilos e épocas, ferros de passar, objetos em cobre, livros, discos em vinil, quadros, candeeiros, latoaria utensílios domésticos e até rádios, máquinas fotográficas, ou outros que darão a qualquer espaço um toque vintage extra irresistível.