Início » Tag Archives: caminhada

Tag Archives: caminhada

II Caminhada – Abril – Mês da Prevenção de Maus Tratos na Infância

A APEE juntamente com a CPCJ e com a colaboração do Município de Fornos de Algodres e das Juntas de Freguesia de Algodres e da Muxagata vão realizar a II caminhada:
Dia – 28 abril de 2024/Saída – 9:30 Algodres
Chegada – Muxagata ( Feira da Agricultura)
A inscrição pode ser feita com elementos da APEE e da CPCJ ou nas redes sociais.
Os maus tratos e qualquer forma de abuso, agressões físicas e palavras que fazem sentir mal não são aceitáveis. Causam dor, sofrimento e influenciam a forma como as crianças crescem e se desenvolvem.
As crianças e os jovens, tanto como os adultos, têm direito ao respeito pela sua dignidade humana e integridade física, assim como à proteção pela lei.

Caminhada Interpretativa ao Cabeço das Fráguas

Decorre no sábado, dia 23 de março de 2024 ir uma caminhada interpretativa ao Cabeço das Fráguas (Sítio Arqueológico do Cabeço das Fráguas).

A caminhada será acompanhada pelos arqueólogos Ricardo Fidalgo e Tiago Ramos e ocorrerá uma interpretação “Dos Lusitanos aos Romanos” pela Associação Hereditas.

A caminhada começa às 08:00 na Benespera e tem a distância de 13km (podendo escolher-se outros percursos mais pequenos – Quinta de Besteiros com cerca de 6Km).

No final existirá espaço para o almoço com partilha de farnel.

Promovemos a utilização de meio de transporte sustentável pelo que o percurso da caminhada passará pela Estação Ferroviária de Benespera e terá em conta os horários dos comboios entre a Guarda e Castelo Branco (chegada às 07:22 desde a Guarda e às 08:30 desde Castelo Branco/Covilhã). À tarde existem comboios de regresso.

Trata-se de uma organização da Associação Cultural e Recreativa de Benespera, Associação Move Beiras, Clube de Cicloturismo da Vela, Clube de Montanhismo da Guarda e Guarda Runners.

Apoio: Município da Guarda, Junta de Freguesia de Benespera, Museu da Guarda, Associação Hereditas e Petrimudar.

GNR Guarda-Videmonte – Caminhada pela floresta

O Comando Territorial da Guarda, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA, no dia 21 de março, irá realizar uma caminhada de 8 km na floresta (Grau de dificuldade – Fácil), pelos Passadiços do Mondego, com inicio na localidade de Videmonte.

A concentração está marcada para as 09h30, no Parque de Estacionamento em Videmonte (Coordenadas GPS – 40°30’40.12″N 7°23’00.24″W).

Esta atividade, da responsabilidade do Comando Territorial da Guarda, terá a colaboração do Município da Guarda e dos Agrupamentos de Escolas da Guarda.

A Guarda Nacional Republicana está empenhada em ser um dos pilares dinamizadores da preservação da Floresta e, nesse âmbito, esta a iniciativa para além do cariz ambiental, tem igualmente um cariz de cidadania, cooperação e sensibilização para com a sociedade, sendo importante que este tipo de ações sejam elas participativas e divulgadas pela comunicação social local/distrital.

Preservar e cuidar… A riqueza da floresta é indiscutível. Discutível é por onde começar.

“Caminhar com Ciência” pelos trilhos da Guarda

Vai ter lugar, no próximo dia 24 de fevereiro, a iniciativa “Caminhar com Ciência” no concelho da Guarda. A caminhada passará pelo Castro do Tintinolho, Ribeira de Cavadoude, Calçada Romana e Barrocal, com uma distância de 11km e um grau de dificuldade moderado. A partida será realizada no Alvendre às 9h00. Esta iniciativa surge no âmbito da divulgação científica e patrimonial do Estrela Geopark Mundial da UNESCO.

Inscrições aqui: https://www.geoparkestrela.pt/atividades

Caminhada GUD à Ecovia apoiou Aldeia SOS

Teve lugar, na cidade mais alta, uma caminhada inserida no  Plano de Atividades para 2024 do Guarda Unida Desportiva ,a 1.a Caminhada GUD à Ecovia.
O evento começou pelas 8:30 da manhã com as verificações administrativas e distribuição de materiais aos participantes, seguido de esclarecimentos sobre o desenrolar da caminhada, nomeadamente o percurso, o apoio e reforço durante o mesmo e solução para eventuais situações de emergência que pudessem acontecer.

Às 9:00, conforme programa, saíram os caminhantes em direção à Calçada do Tintinolho que percorreram até à nascente do Rio Diz, subindo, seguidamente, em direção ao início da ecovia, perto da rotunda dos Bombeiros Voluntários. Junto ao Estabelecimento Prisional da Guarda realizou-se a primeira paragem para reforço e reagrupamento, sendo distribuídos fruta, iogurtes e águas, entre outros.
A caminhada prosseguiu pelo agradável percurso que acompanha a VICEG até à paragem seguinte, junto à AcriGuarda, onde foi fornecido mais um reforço, nomeadamente bebidas e bolas de carne. Após o restabelecimento de forças encarou-se a parte final, a mais dura, subindo desde o Parque Urbano do Rio Diz por pontes pedonais e calçadas até à Praça Luís de Camões, Praça Velha, terminando com o almoço no Estádio Municipal para os mais de 60 participantes na atividade.

Apoiar a Aldeia SOS
Embora o GUD seja uma associação sem fins lucrativos e com dificuldades não deixa de pensar nos outros e desta vez a solidariedade foi com a Aldeia SOS. Nesse sentido, foi solicitado aos participantes mais um esforço através de bens diversos: alimentos, vestuário e brinquedos.

As generosas ofertas foram devidamente separadas e entregues, no dia 6 de fevereiro, nas instalações da Aldeia SOS pelo presidente do Clube, António Pissarra, acompanhado pela funcionária Mariana Matias.

No final da atividade, em que também se deu apoio ao antigo atleta Paulo Mendonça (Paulinho), o GUD faz um balanço muito positivo de todos os aspetos que envolveram a iniciativa: desportivo, convívio e solidariedade.

Fonte:GUD

Outubro Rosa- Caminhadas “Pequenos Passos, Grandes Gestos®” (PPGG)

Integradas no “Outubro Rosa” – mês de prevenção do cancro da mama, as caminhadas “Pequenos Passos, Grandes Gestos®” (PPGG) são conhecidas por congregar milhares de pessoas, no mesmo dia e à mesma hora numa ação solidária e de sensibilização para a prevenção do cancro da mama. Este ano, a adesão verificada superou a de anos anteriores, acolhendo, na sua 13.ª edição, as cerca de 15 mil pessoas distribuídas pelas sete cidades da região Centro onde existem extensões de funcionamento do “Movimento Vencer e Viver”, movimento de entreajuda que visa o apoio à mulher desde o momento em que é diagnosticado um cancro da mama. Ascende, assim, aos 135.000 o número total de participantes nesta iniciativa desde a sua primeira edição, em 2010, e mais de 700 mil euros angariados, valor que possibilita a continuidade da missão da LPCC, nomeadamente através da aquisição de equipamentos essenciais para o diagnóstico do cancro da mama.

Assim, no sábado, 14 de outubro, o rosa foi o “tom” de alerta para a importância da prevenção do cancro da mama nos sete locais previamente definidos: Praça da República (Coimbra), Mercado D. Manuel Firmino (Aveiro), Centro Cívico (Castelo Branco), Jardim do Lago (Covilhã), Alameda de Santo André (Guarda), Jardim Luís de Camões (Leiria) e Largo do Rossio (Viseu).

Recorde-se que a Liga Portuguesa Contra o Cancro, em representação da EUROPA DONNA PORTUGAL (Coligação Europeia Contra o Cancro da Mama) e através do “Movimento Vencer e Viver”, promove a iniciativa “Outubro Rosa”, com o objetivo de sensibilizar a sociedade para a problemática do cancro de mama e da sua prevenção e de divulgar os serviços de apoio que disponibiliza à mulher, familiares e cuidadores.

Segundo os dados mais recentes do Observatório Global do Cancro da União Internacional de Controlo do Cancro, o cancro da mama é o tipo de cancro mais comum entre as mulheres (mais incidente e prevalente), além de ser, também, a principal causa de morte por cancro no sexo feminino. Ainda assim, se diagnosticado e tratado precocemente, tem uma probabilidade de cura de até 90%, reforçando a importância da prevenção e diagnóstico precoce para o aumento da sobrevivência e manutenção da qualidade de vida.

Estes números justificam a particular atenção e intervenção social da Liga Portuguesa Contra o Cancro que promove várias iniciativas neste âmbito, nomeadamente, e desde 1990, o rastreio de cancro da mama que é realizado, atualmente, a mulheres dos 50 aos 69 anos – grupo etário definido pelo Ministério da Saúde -, mas que recomendações recentes da União Europeia apontam dever ser alargado para dos 45 aos 74 anos.

Segundo os últimos dados conhecidos (2020), estima-se que, no nosso país, 7000 mulheres tenham sido diagnosticadas com cancro da mama e 1800 tenham morrido com esta doença. Apesar de ser o tipo de cancro mais incidente na mulher, cerca de um em cada 100 cancros da mama desenvolvem-se no homem.

Pinhel – Caminhada onde um gesto nos liga

Teve lugar no passado domingo,  uma caminhada por terras de Pinhel com iniciativa do Grupo de Voluntariado Comunitário de Pinhel cujas receitas reverteram a favor da Liga Portuguesa contra o Cancro.

Logo cedo se aproveitou para caminhar e desfrutar as maravilhas da natureza da cidade falcão, com grande adesão como habitualmente acontece por esta causa nobre.

Pinhel adere à iniciativa “Todos por Todos”

Pinhel junta-se, assim, aos restantes concelhos e localidades aderentes da região Centro que já realizaram a ação para acolher a iniciativa “Todos por Todos”. A caminhada decorre no âmbito do voluntariado comunitário ativo e próximo das comunidades locais deste Núcleo e visa contribuir para a promoção da Educação para a Saúde e de um estilo de vida saudável na luta contra o cancro, assim como para a divulgação das iniciativas e dos serviços de apoio ao doente oncológico e familiares promovidos pela LPCC.NRC.

Assim, o lema “Todos Por Todos” promovido pelo voluntariado comunitário da LPCC, a decorrer em toda a região Centro, chega a Pinhel, realizando-se a caminhada solidária no 10 de setembro, com concentração, pelas 9h00, em frente ao tribunal.

As inscrições para a caminhada comunitária podem ser feitas junto do GVC deste concelho ou no Centro de Saúde (ao cuidado da Enf.ª Lurdes Ferreira Vaz). O kit de inscrição inclui uma t-shirt alusiva à campanha e reforço alimentar.

Caminhada noturna nos Passadiços do Mondego

Vai ter lugar a 2 de setembro, mais uma iniciativa do Estrela Geopark, desta feita, a primeira caminhada noturna nos Passadiços do Mondego. Esta é uma atividade realizada em parceria com o Município da Guarda.
Terá uma distância de 9,5 km, com desnível: 175m D+ | 500m D-, numa duração de 3 horas
, o grau dificuldade é moderado.
Vai ter inicio em Videmonte e finaliza em Vila Soeiro, com arranque pelas 19 horas.
Vai ser uma caminhada com diversos pontos de interesse: Ribeiro dos Moinhos – Meandros do Alto Mondego – Moinhos e Antigas Fábricas de tecelagem – Escombreiras e cascalheiras do Alto Mondego – Central Hidroelétrica do Pateiro.

Fornos de Algodres-Caminhada “Todos Por Todos”

“Todos Por Todos” é o lema da iniciativa do voluntariado comunitário a decorrer em toda a região Centro. Fornos de Algodres, através do Grupo de Voluntariado Comunitário (GVC) da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) deste concelho, associa-se à iniciativa, promovendo uma caminhada solidária que se realiza a 9 de junho, pelas 20h30, com concentração, meia hora antes, junto à Câmara Municipal.

A ação decorre no âmbito do voluntariado comunitário ativo e próximo das comunidades locais do Núcleo Regional do Centro da LPCC e visa contribuir para a promoção da educação para a saúde e de um estilo de vida saudável na luta contra o cancro, assim como para a divulgação das iniciativas e dos serviços de apoio ao doente oncológico e familiares promovidos pela LPCC.

As inscrições para a caminhada “Todos Por Todos” em Fornos de Algodres têm um valor de cinco euros e podem ser feitas junto do GVC, conferindo o direito a uma t-shirt alusiva à iniciativa. A caminhada terminará na Junta de Freguesia de Infias, que oferecerá um reforço alimentar a todos os participantes.