Início » Tag Archives: Camp. Port. Kartcross

Tag Archives: Camp. Port. Kartcross

Duas vitórias consecutivas para Alexandre Borges

Quem se deslocou este fim de semana ao Circuito Internacional de Montalegre, certamente não deu o tempo por perdido, para esta que foi segunda ronda do Campeonato de Portugal de Kartcross.

Se já por si, as mais de duas dezenas de Kartcross impressionam pela sua rapidez em pista, rodando na casa dos 43 segundos, os sensivelmente 1000 metros do Circuito, as lutas ao milésimo de segundo, ao longo das corridas de qualificação, já
permitiam antever uma Final bastante disputada.

Determinado em dar continuidade ao bom resultado da Prova de Mação, Alexandre Borges, teve que suar bastante e puxar dos galões na passagem pela Joker Lap, para conseguir levar novamente de vencida toda a concorrência, a qual não lhe deu tréguas até ao cair da bandeira do xadrez, no rápido e exigente Circuito de Montalegre.
“Foi uma vitória importante nesta nossa caminhada, mas acima de tudo, foi um fim de semana bastante exigente, tanto a nível físico, como psicológico. Estamos
todos a rodar muito rápido, com diferenças irrisórias, na casa dos milésimos de segundo. O Campeonato está num nível competitivo, que o mínimo detalhe pode fazer a diferença, entre um lugar no pódio, ou fora dele. Felizmente, consegui ser consistente ao longo do fim de semana e acima de tudo, das oito voltas da Final, brindando a minha equipa e patrocinadores, com mais um pódio”, refere Alexandre Borges.

Com esta vitória, o piloto da NelaSport, reforça a liderança no Campeonato de Portugal de Kartcross e na Divisão 2.

A próxima ronda do Campeonato, encontra-se agendada para o fim de semana de 15 e 16 de junho, na pista do Alto do Rosário em Sever do Vouga.

Por:NelaSport

Foto:FPAK

Kartcross- Alexandre Borges triunfou na prova inaugural da época

Foram mais de seis dezenas de pilotos e máquinas que ao longo do fim de semana, animaram o público presente na pista da Boavista, em Mação, nesta que foi a
primeira Prova da época 2024.
Com algumas novidades, face à época passada, nomeadamente o aparecimento da divisão 2 no Campeonato de Portugal de Kartcross, com a introdução dos motores Yamaha MT09, a expetativa era muita e todos os olhos estavam postos nas
prestações em pista e nas diferenças de milésimas do cronómetro.

Alexandre Borges, que se apresentou neste início de Campeonato com uma nova armada, entrou determinado em não deixar os créditos por mãos alheias, averbando logo nos treinos cronometrados a volta mais rápida, demonstrando que pretendia sair de Mação, com o lugar mais alto do pódio.
Se bem o prometera na antevisão, melhor o executou ao longo do fim semana, levando de vencida toda a concorrência e arrecadando a primeira vitória da época e cumulativamente a vitória da divisão 2.
Foi com bastante agrado que confirmei novamente, que o Campeonato continua bastante equilibrado e que é uma garantia de corridas bastante disputadas ao longo
da época. Quanto à prova em si, entrámos focados em atacar desde cedo o pódio e teria sido um fim de semana quase perfeito, não tivesse ocorrido um furo logo no
início da qualificação 3, que nos obrigou a um foco de concentração suplementar para a Final A, procurando minimizar a margem de erro a zero, para conseguir levar de
vencida a concorrência. É sempre importante começar a época com o pé direito!”, refere Alexandre Borges.

Fotos:DR

NelaSport – após 3ª ronda do Camp. Port. Kartcross

Muito para dizer, mas pouco se pode contar…

Não está a ser um início de Campeonato fácil para toda a estrutura da NelaSport, que após ter terminado esta ronda em Sever do Vouga, na sexta posição, se viu derrotada
na secretaria, com a imposição de uma penalização de dez segundos e que no nosso entendimento, é completamente injusta, forçando o fecho das contas do fim de
semana, no oitavo lugar final.

Foi uma ronda estranha, com demasiados casos e casinhos, dentro e fora de pista e sobre os quais não vamos tecer comentários, à exceção de um. As imagens/vídeos falam por si.

Antes disso, importante destacar a prestação do Alexandre Borges, o qual começou o dia de sábado, averbando o quarto tempo nos treinos cronometrados e a terceira
posição na Q1, série A. Na manhã de domingo começou por vencer à geral a Q2, assim como a Q3, série A, o que lhe garantiu acesso direto à Final A, na segunda
linha da grelha de partida, entre os 25 pilotos presentes, onde iria terminar na sexta posição a apenas 2,9s do vencedor, antes da aplicação da “marinada” penalização.

A penalização que o CCD decidiu aplicar ao piloto nelense, e mais uma vez na nossa opinião, onde é rotulado de ser o culpado do acidente ocorrido na primeira curva da
Final, com a alegação que teria empurrado/batido/apertado outro concorrente, baseia- se em supostas ilações, visto não existir qualquer imagem que o comprove (pelos
vistos o livre-arbítrio prevalece quando não existem provas). O vídeo da Final é público, pelo que poderá ser visualizado por qualquer pessoa.

Aliás, a suposta culpa foi “tão clara”, que só muito tempo depois de terminada a Prova e permitida a retirada de todas as viaturas do Parque Fechado, já a meio do percurso
de regresso a casa, o piloto é contactado para se apresentar junto do CCD, para tomar conhecimento da aplicação da penalização.

Não é de menor importância realçar, que o piloto nelense não é reconhecido no meio, por recorrer a essa prática para ganhar posições.

Foto:DR