Início » Tag Archives: Campanha do Laço Azul

Tag Archives: Campanha do Laço Azul

Laço azul em Figueira de Castelo Rodrigo

Crianças, jovens e adultos do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo formaram um laço azul humano, junto à Casa da Cultura, como forma de encerramento da campanha para a Prevenção dos Maus Tratos na Infância, que é assinalada durante o mês de abril, sob o mote: “Serei o que me deres…que seja amor”.
A iniciativa foi organizada pelo CLDS Figueira Geração+ em colaboração com o Município, CPCJ, Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo, Casa de Freguesia de Escalhão, Fundação D. Ana Paula, IPSS do Concelho, Academia Figueira Sénior, Associação Humanitária dos Bombeiros Figueirenses, GNR e Centro de Saúde.
Um gesto simbólico para alertar a sociedade para a importância de proteger as crianças e jovens e prevenir situações de maus tratos

 

Abril, mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância – Campanha “Laço Azul”

17991125_720368928143386_2846262425013815217_n No âmbito do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância (MPMT), que decorre durante o mês de abril, a proteção de Crianças e Jovens de Trancoso, decidiu, à semelhança do sucedido nos anos anteriores, associar-se ao desafio lançado pela Comissão Nacional da Promoção dos Direitos e Proteção de Crianças e Jovens (CNPDPCJ). Ler Mais »

Caminhada Solidária e a Construção do Laço Azul Humano em Mangualde

laço 2017.. Teve lugar, a Caminhada Solidária e a Construção do Laço Azul Humano, símbolo da campanha contra os maus-tratos infantis, no âmbito da Comemoração do Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância que decorre este mês de abril.

A ação, que decorreu no Largo Dr. Couto, foi organizada pela CPCJ de Mangualde em parceria com a Câmara Municipal de Mangualde e com o Agrupamento de Escolas de Mangualde

 CAMINHADA CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE DOIS MIL ALUNOS

Esta caminhada, que contou com a participação de dois mil alunos, realizou-se com o intuito de alertar e sensibilizar os participantes e a comunidade em geral para as questões da violência e maus-tratos na infância e para a importância da prevenção destas situações. Para além dos alulaço 2017nos, participaram ainda professores e assistentes operacionais do Agrupamento de Escolas de Mangualde, bem como os alunos da Universidade Sénior, as Equipas da RLIS e do CLDS3G de Mangualde. Associaram-se ainda às comemorações do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, os Senhores Padres do Arciprestado de Mangualde, o Comércio e a Indústria Local e a Comunicação Social Local. A caminhada e o laço azul humano contaram ainda com o apoio da GNR e dos Bombeiros Voluntários de Mangualde.

 ENVOLVIMENTO INTERGERACIONAL

Promovendo um envolvimento intergeracional, também os seniores do Concelho de Mangualde, com a supervisão das IPSS da Associação de Solidariedade Social de Contenças de Baixo, Centro Paroquial de Alcafache, Centro Paroquial de Chãs de Tavares, Centro Paroquial da Cunha-Baixa, Centro Social e Paroquial de Abrunhosa-a-Velha e Centro Social e Paroquial de Fornos Maceira Dão, os alunos da Universidade Sénior, os alunos do 11º K e 11º H e o Projeto “Bons Velhos Tempos”, uniram esforços para em conjunto preparar centenas de laços para a campanha do Laço Azul. Estes laços azuis, feitos com carinho pelos seniores, distribuídos pela comunidade como um lembrete constante da luta na proteção das crianças contra os maus-tratos, numa iniciativa de sensibilização e oportunidade para nos lembrarmos da nossa responsabilidade coletiva e comunitária para a prevenção dos maus tratos.

 CAMPANHA DO LAÇO AZUL

A campanha do Laço Azul começou precisamente como uma homenagem de uma avó ao seu neto vítima de maus-tratos e expandiu-se a muitos países que usam as fitas azuis em memória daqueles que morreram como resultado de abuso infantil e como forma de apoiar as famílias e fortalecer as comunidades nos esforços necessários para prevenir o abuso infantil e a negligência.

ALUNOS CONVIDADOS A REFLETIR

Também os alunos do Agrupamento de Escolas de Mangualde foram convidados a refletir sobre a problemática, e num trabalho conjunto com os seus professores, elaboraram frases, que pretendem despertar as consciências de cada cidadão e da comunidade relativamente aos maus-tratos contra as crianças e sua prevenção. Estas frases foram lidas no final da Caminhada e irão estar afixadas durante todo o mês de abril, no átrio da Câmara Municipal de Mangualde:

 –  “Que as nódoas negras sejam apenas sinal de brincadeira e não de maus-tratos.  Amar e não maltratar.” – 2º F

  • “Não gosto quando as crianças ficam presas nos quartos e amarradas às camas. Mas gosto quando as crianças ficam presas num abraço cheio de amor e carinho.” – 3º E
  • “A alma, a mente e o corpo das crianças não devem ter nódoas negras de maus tratos porque se as tiverem são infelizes e vão ser adultos frágeis, tristes e com medos. As cicatrizes ficam lá dentro.” – 4.ºA       
  • “A violência não deve ser praticada por nenhum cidadão do Mundo.” –  5ºF
  • “Se sofreres de maus tratos, não tenhas vergonha de pedir ajuda.” – 7ºE
  • “Criança não é brinquedo sente frio, fome e medo.” – 8ºG
  • “A violência é a arma dos fracos e cobardes. Sê forte: diz não à violência!” – 8º CEFA
  • “Digo NÃO a qualquer forma de VIOLÊNCIA! Digo SIM à DIGNIDADE física, psicológica e moral!”– 8º PIEF
  • “Uma criança é uma luz que os maus tratos podem apagar!”- 9ºE
  • “Ris-te de uma criança, gozas com ela e ela ri-se contigo, porque a INOCÊNCIA dela é maior do que a tua IGNORÂNCIA.” – 9ºG
  • “As crianças são frágeis e têm coração; elas querem amor e não solidão.” – 10ºA
  • “Dá cor ao mundo de uma criança, não lhe tires a infância!” – 10ºC
  • “Não nasci para ser aliado, cúmplice do silêncio, esse que engana, esconde, ilude, (…). Nasci para brincar, ser feliz e aproveitar a vida” – 11ºA
  • “Educa com carinho, não mostres outro caminho.” – 11ºB
  • “A violência é o último refúgio do incompetente” – Isaac Asimov – 12ºH
  • “A violência infantil deixa marcas irreparáveis: destrói a dignidade e a liberdade do ser humano.” – 12ºI

Por:Mun.Mangualde

Campanha do Laço Azul chegou à Biblioteca em Fornos

A Biblioteca Municipal de Fornos de Algodres associa-se à Campanha do Laço Azul.  13012704_1096122733780748_7868763804891774885_n.
No mês de abril comemora-se o Mês Internacional da Prevenção dos Maus Tratos na Infância.
O porquê desta causa…

   A Campanha do Laço Azul iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A. quando uma avó, Bonnie W. Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro “para fazer com que as pessoas se questionassem”.
A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade que se revelaram “curiosos” foi trágica e referia-se aos maus tratos à sua neta. Pela mesma razão, o seu neto já tinha sido morto de forma brutal.
E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como lembrete constante para a sua luta na proteção das crianças contra os maus tratos.
A história de Bonnie Finney mostra-nos o efeito que a preocupação de um único cidadão pode ter, no despertar das consciências do público em geral relativamente aos maus tratos em crianças, na sua prevenção e na promoção e proteção dos seus direitos.

Por:Mun.Fornos de Algodres