Início » Tag Archives: candidaturas

Tag Archives: candidaturas

Município de Figueira de Castelo Rodrigo abriu candidaturas e aumenta valor das bolsas de estudo

A Câmara Municipal já abriu as candidaturas para a atribuição das bolsas de estudo para os estudantes do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo que ingressaram no Ensino Superior ou em Cursos de Especialização Tecnológica no presente ano letivo. Este valor foi atualizado e o apoio sofreu um aumento de 55,68 euros, (cerca de 8%), fixando-se agora nos 746,11 euros, valor que não era alterado desde 2011.

Para se candidatarem às bolsas de estudo, os alunos interessados têm de cumprir com alguns requisitos, nomeadamente terem sido residentes no concelho e frequentado a Escola Secundária de Figueira de Castelo Rodrigo, realizando lá o ensino secundário e ingressando no Ensino Superior, ou frequentado o 10.º e 11.º anos, no caso de ingressarem num Curso de Especialização Tecnológica. Os alunos que, sendo residentes no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, frequentaram outro estabelecimento de ensino também poderão candidatar-se a este apoio, desde que tenham frequentado uma área de estudos que não se encontrava disponível no Agrupamento de Escolas.

Para o Presidente da Câmara de Figueira de Castelo Rodrigo esta atualização de valores “é importantíssima devido à inflação que estamos a viver e também porque desde a sua criação, há 11 anos, o valor nunca tinha sido alterado, sendo agora mais justo e adequado à realidade”. Carlos Condesso afirma, também, que “este ano as candidaturas às bolsas de estudo foram antecipadas para o início do ano letivo e não a meio ou no fim, como em anos anteriores, permitindo aos alunos e famílias receberem este suporte financeiro mais cedo, pois sabemos o quão difícil é fazer frente às primeiras despesas inerentes à deslocação para outras localidades”.

Os alunos interessados devem preencher os documentos disponíveis no site institucional do Município e entregá-los na câmara Municipal, estando o período de candidaturas aberto até dia 28 de outubro de 2022.

Comunidades de energia renovável em Mangualde

O Município de Mangualde está a dinamizar duas comunidades de energia renovável no concelho, uma no Centro Urbano de Mangualde e outra em Tibaldinho. A iniciativa, que tira partido de uma central fotovoltaica instalada em cada um dos locais, visa proteger o ambiente e gerar poupança para os cidadãos. As entregas das manifestações de interesse em participar nestas Comunidades devem ser efetuadas até dia 30 de setembro.

O projeto das Comunidades de Energia Renovável (CER), do Centro Urbano de Mangualde e de Tibaldinho, é uma iniciativa dinamizada pelo Município, no âmbito da sua estratégia de promoção das energias renováveis no concelho, com o apoio da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, da Associação Empresarial de Mangualde e do Centro Cultural Social e Desportivo de Tibaldinho (CCSDT), que visa beneficiar toda a população local, incluindo os seus moradores, comércio e serviços.

A missão deste projeto é promover a produção local de eletricidade verde, através da criação de uma comunidade de energia renovável que produz a sua própria eletricidade verde, limpa e descarbonizada, e da promoção de boas práticas energéticas junto da comunidade.

MAIS DE UM CENTENA DE CONSUMIDORES JÁ MANIFESTARAM INTERESSE EM ADERIR AOS PROJETOS

Os interessados em aderir a estas Comunidades de Energia Renovável deverão entregar a sua manifestação de interesse, até dia 30 de setembro, presencialmente no CIDEM, ou através dos e-mails cermangualde@cmmangualde.pt para o CER Centro Urbano de Mangualde ou certibaldinho@cmmangualde.pt para o CER Tibaldinho. Deve ser anexando à mesma a fatura de eletricidade do último mês, para que se possa aferir a necessidade energética e fazer uma estimativa de redução de custos.

Para mais informações os interessados devem contactar os números telefónicos 232 619 880 e 925 785 597, ou os e-mails indicados.

O formulário de manifestação de interesse sobre a CER Centro Urbano de Mangualde, assim como a respetiva informação, está disponível para consulta no site da autarquia e na receção da Câmara Municipal.

O formulário de manifestação de interesse sobre a CER Tibaldinho, assim como a respetiva informação, está disponível para consulta no site da autarquia e na receção da Câmara Municipal.

Os projetos já arrancaram, tendo sido apresentados à população em Sessões Públicas, no mês de julho em Tibaldinho, com o apoio do Centro Cultural Social e Desportivo de Tibaldinho (CCSDT) e no mês de agosto, no Centro Urbano de Mangualde, com o apoio da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta e da Associação Empresarial de Mangualde.

DESTINATÁRIOS DAS COMUNIDADES DE ENERGIA RENOVÁVEL DO CENTRO URBANO DE MANGUALDE E DE TIBALDINHO

As Comunidades de Energia Renovável do Centro Urbano de Mangualde e de Tibaldinho destinam-se a cidadãos titulares de um contrato de eletricidade e cujo local de consumo esteja nas proximidades da central fotovoltaica instalada na UPAC de Mangualde ou do Centro Cultural Social e Desportivo de Tibaldinho (CCSDT), e até ser atingido, por ordem de adesão, o limite de produção da central.

Os membros aderentes a estas comunidades de energia são cidadãos com instalações com utilização de eletricidade em Mangualde ou em Tibaldinho (ou a menos de 4 quilómetros), beneficiando da energia produzida pelos painéis solares por um período superior a 20 anos. Para cada habitação ou empresa, em função do seu consumo, é determinada a potência mais indicada para maximizar a sua poupança.

BENEFÍCIOS DAS COMUNIDADES DE ENERGIA RENOVÁVEL

Os principais benefícios da participação neste projeto são: redução dos gastos em energia, que se estima poderem gerar poupanças na ordem dos 20% a 30% na fatura mensal de eletricidade; combater a pobreza energética e contribuir para um aumento dos níveis de conforto térmico da população, através do acesso a eletricidade mais barata; redução de emissões de CO2 e independência energética, através da produção descentralizada de energia elétrica de fonte renovável; aumento da competitividade do comércio e serviços abrangidos pela CER.

Guarda- Candidaturas à atribuição de bolsas de estudo ao Ensino Superior

Um apoio para os jovens estudantes do ensino superior, residentes no concelho ou naturais da Guarda há pelo menos 4 anos e querem estudar na região da Comunidade Intermunicipal Beiras e Serra da Imagem: Período de Candidaturas à atribuição de bolsas de estudo ao Ensino SuperiorEstrela, veja aqui o regulamento e candidata-te, entre 14  a 31 de outubro.

Esta uma ação da Câmara Municipal da Guarda , que vem no seguimento da estratégia de dinamização económico-social que a autarquia tem seguido no sentido de inverter o ciclo crescente de despovoamento, apostando na inclusão social, e na fixação das populações deve incluir incentivos à formação superior e promoção da qualificação e quadros altamente qualificados.

Gouveia- Abertas candidaturas de apoio e incentivo à produção de ovinos Serra da Estrela e de caprinos

Estão abertas as candidaturas de apoio e incentivo à produção de ovinos Serra da Estrela e de caprinos do concelho de Gouveia, até ao próximo dia 30 de abril de 2021 , assim informa o  Município de Gouveia .

Elaborado e aprovado em 2019, o Regulamento Municipal de Incentivo à Produção de ovinos Serra da Estrela e caprinos do Concelho de Gouveia destina-se aos agricultores, pessoas singulares ou coletivas com domicílio fiscal e com assento de lavoura no concelho de Gouveia.

Consulte quais os apoios/incentivos e os respetivos montantes aqui:
https://www.cm-gouveia.pt/…/municipio-de-gouveia-tem…/

Tendo em conta as atuais contingências que atravessamos, devido à pandemia da COVID-19, as candidaturas devem ser formalizadas através de e-mail ou telefone, até ao dia 30 de abril 2021:E-mail.: reginalopes@cm-gouveia.pt

PSD recomenda que o Governo conclua processos relativos às tempestades de 2019

Foi recentemente entregue um projeto de resolução , pelo Grupo Parlamentar do PSD, que recomenda ao Governo que conclua com urgência o processo de abertura e avaliação de candidaturas, celebre os contratos e proceda aos pagamentos em dívida, referente ao apoio à recuperação dos danos causados em infraestruturas municipais nos distritos de, Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu pelas tempestades Elsa e Fabien ocorridas em 2019.

No documento, os social-democratas relembram que os municípios afetados por estas tempestades, dado aos elevados prejuízos, “imediatamente solicitaram apoio ao Governo, apresentando celeremente os valores às Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional. Apesar da urgência da matéria, os Municípios foram obrigados a aguardar de forma inexplicável pela resolução de Conselho de Ministros”.

“Acompanhando as preocupações das diversas entidades bem como dos Municípios envolvidos, o Grupo Parlamentar do PSD questionou o governo na pessoa da Senhora Ministra Alexandra Leitão, por diversas vezes sobre esta matéria. Nestes termos, dirigiu a 4 de novembro de 2020, uma pergunta escrita sobre quando seria publicada a resolução de conselho de ministros, que reconhecia o estado de calamidade nas regiões afetadas Mas só em 11 de dezembro de 2020, com atrasos inexplicáveis, é que o governo, reconhece a verificação de condições excecionais e permite o recurso ao Fundo de Emergência Municipal para a concessão de auxílios financeiros aos municípios afetados pelas depressões Elsa e Fabien, designadamente os dos distritos de Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, através da Resolução de Conselho de Ministros Nº 102/2020”, lê-se.

No entanto, as “contradições e situações inexplicáveis, lamentavelmente não ficariam pelo atraso na Resolução de Conselho de Ministros! Não obstante, o seu conhecimento do valor dos danos provocados por estas tempestades, o governo, apresenta a proposta de lei para o orçamento de estado de 2021, com um valor atribuído ao Fundo de Emergência Municipal de apenas 3 milhões de euros, inferior ao valor comunicado pelos municípios, como sendo o necessário para a recuperação dos danos causados.  Foi pela mão do Grupo Parlamentar do PSD, que foi apresentada uma proposta de alteração, passando a ser de 5,6 milhões de euros”.

Mais recentemente, “em sede de audição regimental, no dia 2 de fevereiro, o GP do PSD questionou a Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, sobre a data de pagamento do financiamento prometido aos municípios, para a recuperação dos danos causados pela tempestade, tendo o Secretário de Estado da Descentralização e Administração Local, respondido que: “Tão breve quanto possível iremos dar orientações às CCDR’s para procederam à abertura das candidaturas”. Para o PSD, é “inaceitável uma resposta desta natureza, em que o governo é incapaz de assumir com clareza um prazo para a concretização do compromisso que assumiu com os Municípios nos dias seguintes aos acontecimentos. A resposta do Sr. Secretário de Estado, reveladora de falta de transparência, de desrespeito pela Assembleia da Républica e pelos Municípios em questão, evidencia acima de tudo a incapacidade do governo, a sua ineficiência, tanto mais que o valor dos danos causados há muito que é por ele conhecido”.

O Grupo Parlamentar do PSD considera assim “injustificável o atraso verificado neste processo, desde a Resolução de Conselho de Ministros, até á abertura das candidaturas, e considera imperioso e urgente a celebração dos contratos com os Municípios e a efetiva comparticipação financeira, de modo a concluir-se o processo o mais breve possível”.

 

Candidaturas abertas à atribuição de lotes na Área de Acolhimento Empresarial de Trancoso

Tornou público, o Municipio de Trancoso,  que, se encontra a decorrer, até dia 31 de janeiro de 2021, o prazo de apresentação de candidaturas à atribuição de 5 lotes na Área de Acolhimento Empresarial de Trancoso.
Mais informa que o respetivo Regulamento e Aviso de Abertura estão disponíveis a todos os interessados na Secretaria da Câmara Municipal, no período normal de funcionamento dos serviços municipais (dias úteis, das 09:00h às 12:30h e das 14:00h às 17:30h) e no sítio da internet do Município de Trancoso em https://www.cm-trancoso.pt/.

Abertas candidaturas para Curso de Formação de Agentes da PSP

Foi publicado  em Diário da República o Despacho do Ministro da Administração Interna que autoriza o recrutamento de 803 candidatos para frequência do Curso de Formação de Agentes da PSP de 2020.

O mesmo despacho determina à Polícia de Segurança Pública (PSP) a imediata abertura de uma nova reserva de recrutamento visando a admissão de até 1.200 candidatos/as para cursos a iniciar em 2021.

As 1.200 novas vagas vão permitir, não só, colmatar o não preenchimento do total das vagas abertas em 2020, mas também cumprir o desígnio de rejuvenescimento, de manutenção de elevados graus de prontidão e de eficácia operacional dos efetivos da PSP. Recorde-se que é intenção do Governo proceder à admissão, na PSP, de 1.000 novos elementos por ano entre 2020 e 2023.

Na nova reserva de recrutamento para 2021, a PSP deverá procurar reforçar as atuais estratégias de comunicação, quer as regulares, mas sobretudo as específicas no contexto da abertura de concursos, no sentido de promover a participação de candidatas. Atualmente, 8% do efetivo na categoria de agente é constituído por mulheres.

No recrutamento de 2020 a taxa de feminização foi de cerca de 14% e deve ser objetivo da PSP atingir, a este nível, os 20% nas admissões a efetuar em 2021.

A PSP deve ainda reforçar as atuais estratégias de comunicação, quer as regulares, mas sobretudo as específicas no contexto da abertura de concursos, no sentido de promover a participação de candidatos/as oriundos/as de áreas da sua jurisdição territorial e que sejam adequadamente representativos/as da diversidade de contextos sociais e culturais em que atua esta Força de Segurança.

Município de Fornos vai atribuir Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior

O Município de Fornos de Algodres decidiu prorrogar o prazo para apresentação de candidaturas ao Programa Municipal de Concessão de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior, para o ano letivo 2020/2021, até ao dia 04 de dezembro de 2020.
Relembramos que este Programa tem como objetivos apoiar os estudantes com possibilidades económicas reduzidas e colaborar na formação de quadros técnicos superiores, residentes na área geográfica de Fornos de Algodres, bem como, contribuir para a redução das desigualdades sociais que impedem o acesso generalizado dos jovens ao Ensino Superior.

Novo record com mais de 100 candidaturas na Altice International Innovation Award 2020

4a Edição do maior Prémio de Inovação tecnológica em Portugal

O maior Prémio de inovação tecnológica em Portugal – Altice International Innovation Award (AIIA) – recebeu 116 candidaturas para as categorias Academia e Startups da edição de 2020.

Num ano em que o Prémio de Inovação da Altice Portugal teve uma abrangência geográfica apenas nacional, em virtude do momento de saúde pública que se vive em Portugal e no Mundo, o Altice International Innovation Award bateu o recorde de números de candidaturas recebidas, todas elas conotadas de grande qualidade e muito diversificadas.

Do universo de projetos candidatos para esta 4a edição, serão muito brevemente conhecidos os 6 projetos finalistas e que vão estar na shortlist para as categorias a concurso: 3 na categoria Academia e 3 na categoria Startups.

O Grande Júri do AIIA 2020 também já é conhecido. Responsável pela avaliação dos projetos

finalistas e seleção dos vencedores, o Grande Júri é composto por reconhecidas personalidades do sistema científico, setores tecnológico, económico e media:

  • Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal
  • Alcino Lavrador, Diretor Geral da Altice Labs
  • André Veríssimo, Diretor do Jornal de Negócios
  • António Bob dos Santos, Administrador da ANI
  • Daniel Traça, Professor e Dean da Nova SBE
  • Elvira Fortunato, Vice-reitora da Universidade Nova de Lisboa
  • Pedro Dominguinhos, Presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores

Politécnicos

  • Pedro Duarte, Presidente do Conselho Estratégico da Economia Digital da CIP
  • Pedro Matias, Presidente do Conselho de Administração do ISQ
  • Sara do Ó, Founder e CEO do Grupo Your.

O anúncio dos vencedores da 4a edição do AIIA realizar-se-á no dia 18 de novembro, numa

cerimónia em formato digital, e que vai contar com a presença dos principais stakeholders do

ecossistema de inovação em Portugal.

Considerado atualmente o maior prémio monetário de inovação tecnológica em Portugal, o AIIA oferece ao 1o lugar da categoria startups um prémio pecuniário no valor de €50.000 e a possibilidade de concretização de um piloto (prova de conceito) com o Grupo Altice, com a duração mínima de 9 meses, bem como distingue o vencedor da categoria Academia com um prémio monetário no valor de €25.000. A iniciativa conta ainda, pelo 4o ano consecutivo, com a parceria da Agência Nacional de Inovação (ANI), que irá atribuir a distinção Born from Knowledge (BfK) ao projeto finalista “nascido do conhecimento” que resulte de atividades de investigação e desenvolvimento (I&D) valorizando, assim, o conhecimento científico e tecnológico nacional.

Desde 2016, o AIIA já recebeu mais de 300 candidaturas, tendo os seis projetos vencedores sido premiados e apoiados num valor total superior a €200.000.

Cinco candidaturas aprovadas no POSEUR para Mangualde

cmmA autarquia de Mangualde obteve, até agora, aprovação de financiamento de fundos comunitários no POSEUR para cinco candidaturas no valor total de 5.154.261€. O programa operacional abrange um conjunto de temáticas na sustentabilidade e na eficiência do uso de recursos. Mangualde já tinha visto a aprovação da futura ETAR de Mangualde, no valor aproximado de 3 milhões de euros, bem como da candidatura à Elaboração de um Cadastro das Infraestruturas Existentes nos Sistemas de Abastecimento de Água e  de Águas Residuais no Município de Mangualde, no valor que ronda os 200 mil euros.

No final do mês de novembro viu aprovada nova candidatura no valor aproximado de 800 mil euros para a Modernização dos Sistemas de Rede Adutora de Abastecimento de Água no Município de Mangualde. A estas duas candidaturas juntam-se mais duas aprovadas para o município de Mangualde no valor de 750 mil euros, submetidas pela Associação do Planalto Beirão e EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro SA que visam o Incremento da Qualidade e da Quantidade da Reciclagem dos 3 Fluxos (3F) Multimateriais e a Recuperação Ambiental das Antigas Áreas Mineiras de Castelejo, Formiga, Vale de Videira, Vales e Póvoa de Cervães, respetivamente.

 INVESTIMENTO E CANDIDATURAS AO POSEUR

PODEM CHEGAR A CURTO PRAZO AOS 8 MILHÕES DE EUROS

«Trata-se do maior investimento de sempre em infraestruturas no concelho de Mangualde» – João Azevedo

 Para o Presidente da Câmara Municipal, João Azevedo, «trata-se do maior investimento de sempre em infraestruturas no concelho de Mangualde. Vamos tratar dos problemas das populações nomeadamente no tratamento das águas residuais no concelho, na melhoria do abastecimento de água, no ambiente e na modernização das redes de Abastecimento de Água e de Águas Residuais para uma melhor eficiência e sustentabilidade».

 João Azevedo afirma ainda que «as candidaturas não ficarão por aqui. Está ainda em análise uma outra candidatura no valor aproximado de um milhão de euros, que esperemos que seja aprovada no tratamento de águas residuais e estamos a trabalhar para a candidatura de um conjunto de microssistemas de tratamento de Águas Residuais no valor global de 1,5 milhões de euros».

 «O investimento no ciclo da água é fundamental para resolver graves problemas ambientais que existem no concelho. Perdeu-se uma oportunidade de ouro no passado e hoje pagamos a fatura dessa inoperância. Queremos agora resolver rapidamente os problemas dos mangualdenses e esta é a oportunidade que esperávamos para o fazer», sublinha o edil mangualdense.

Por:Mun.Mangualde