Início » Tag Archives: Cervas

Tag Archives: Cervas

GNR-SEPNA-Seia – Resgate de Coruja-do-mato

O Comando Territorial da Guarda, através dos militares do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Gouveia, dia 12 de abril, resgatou uma Coruja-do-mato juvenil (Strix aluco), na localidade de Vila Chã, no concelho de Seia.

Na sequência de um alerta por parte de um funcionário de uma empresa de pneus daquela localidade, a dar conta de que o animal se encontrava caído nas imediações daquela empresa. Os militares da Guarda deslocaram-se para o local e efetuaram o seu resgate. Após a recolha, a ave foi transportada para o Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) em Gouveia, para recuperação e posterior libertação no habitat natural.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de eventuais situações de maus-tratos ou abandono.

Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Foto: (CTGSEPNA)

Vila Cortês da Serra acolheu saída de campo em Biodiversidade de Inverno

Decorreu recentemente, na freguesia de Vila Cortês da Serra, a primeira saída de campo no âmbito da Biodiversidade de Inverno, uma iniciativa do Município de Gouveia, em parceria com o CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens.
Com ponto de encontro na Junta de Freguesia de Vila Cortês da Serra, a atividade permitiu a visita e interpretação a diferentes habitats, a altitudes diferentes, tendo sido visitados locais como a Ribeira do Paço, campos agrícolas do Vale da Silva e Chãs e a Lagoa do Castelejo, num trajeto de cerca de 6,5 Km.
No campo foi possível observar desde aves invernantes, que procuram os campos agrícolas, bem como musgos e cogumelos, numa grande variedade de espécies que podem ser observadas nesta estação do ano.
A iniciativa culminou com o piquenique “Sopa e sabores de inverno”, num momento de convívio entre todos os participantes.
Ao longo deste ano e durante os próximos meses, o Município de Gouveia irá promover diversas saídas de campo no âmbito da Biodiversidade. Estas saídas de campo procuram explorar a Biodiversidade e as diferentes espécies de seres vivos que habitam na nossa região, promovendo o conhecimento e proporcionando uma aprendizagem mais significativa de algumas espécies que integram uma biodiversidade rica que caracteriza o nosso território, sensibilizando a comunidade para a importância da sua preservação.

Workshop “A Biodiversidade Ameaçada do Planalto da Santinha”

O Município de Gouveia, em parceria com o CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, irá promover, no próximo dia 5 de agosto (sábado), a primeira edição do workshop “A Biodiversidade Ameaçada do Planalto da Santinha”.

Esta iniciativa irá decorrer desde as 7h00 até às 18h00, com o ponto de encontro no Município de Gouveia.

A participação nesta atividade é de caráter gratuito e aberta à comunidade, mas com inscrição obrigatória no Posto de Turismo de Gouveia, sito no Jardim da Ribeira ou através do email: turismo@cm-gouveia.pt, ou dos contactos de telefone: 238 083 930 e telemóvel: 962 033 099.

Este workshop estará a cargo dos formadores José Conde, Samuel Duarte, Ricardo Brandão e Hugo Figueiredo e procura explorar a biodiversidade ameaçada e as diferentes espécies de seres vivos que habitam no Planalto da Santinha, uma zona inóspita de grande interesse para a fauna selvagem, nomeadamente para aves de rapina e mamíferos diversos.

Dia Mundial da Árvore e Dia Mundial da Água assinalado em Celorico da Beira

O município de Celorico da Beira vai comemorar, no próximo dia 21 de março, o Dia Mundial da Água e o Dia Mundial da Árvore (22 de março), em parceria com o Agrupamento de Escolas de Celorico da Beira (Programa Eco escolas e do Clube de Ciência Viva), Bombeiros Voluntários de Celorico da Beira, Estrela Geopark Mundial, Cervas e a Deslumbrestrela – Animar com Arte.

Com o intuito de enfocar a importância vital da água e da árvore para a Vida Humana e a sobrevivência do planeta Terra, vão ser levadas a efeito no Estádio Municipal, diversas atividades lúdico-pedagógicas subordinadas às temáticas ambientais, direcionadas para as crianças do jardim-de-infância e 1º ciclo.

À semelhança dos anos anteriores, as crianças vão poder desfrutar de um dia inesquecível com muita animação, alegria, brincadeira, jogos e almoço convívio. Assim, de forma prazenteira e divertida, as crianças vão dar as boas vindas à primavera e, sobretudo, aprender a respeitar, a valorizar, a defender, a racionalizar os recursos naturais, essenciais à vida, e a amar a mãe natureza.

O município de Celorico da Beira tem vindo a apostar, ao longo dos anos, em ações de sensibilização instigadoras da consciencialização da importância de uma cidadania ambiental responsável, logo na infância, como forma de se enraizar atitudes e comportamentos pró-ambientalistas nos celoricenses, de hoje e de amanhã, impulsionadores da sustentabilidade do meio ambiente e da sobrevivência da Humanidade.

 

Plantação de 77 árvores em Gouveia nos terrenos atingidos pelos incêndios

Aconteceu uma atividade de plantação de árvores , nesta quarta-feira, num terreno do Município, situado junto ao CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, em Gouveia.
  Nesta ação Município de Gouveia, em parceria com a PreZero Portugal, estiveram em representação da Câmara Municipal de Gouveia, o Vice-Presidente,Jorge Ferreira, acompanhado dos restantes membros do executivo municipal.
A iniciativa contou ainda com o envolvimento do Agrupamento de Escolas de Gouveia, nomeadamente com a participação da turma do 6ª C da Escola Básica de Gouveia que, juntamente com um grupo de colaboradores voluntários da PreZero Portugal, plantaram um total de 77 árvores junto ao CERVAS.
A iniciar a atividade, o Vice-Presidente,  Jorge Ferreira, fez questão de dar “as boas vindas e agradecer a presença e colaboração do Agrupamento de Escolas de Gouveia e da PreZero, nesta ação de reflorestação.
É importante preocuparmo-nos com o futuro e precisamos que vocês deem essa ajuda, esse contributo, na regeneração da natureza aqui junto ao Parque Ecológico de Gouveia e ao CERVAS”, referiu,o autarca, dirigindo-se os alunos presentes.
No âmbito da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável e do compromisso da empresa para com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a PreZero Portugal, de acordo com a área de atividade em que opera, quis contribuir para a reflorestação de uma área ardida pelos incêndios que ocorreram no Verão passado em Portugal, no concelho de Gouveia.
A PreZero Portugal realiza anualmente um questionário de avaliação de satisfação aos seus clientes, com o objetivo de incorporar melhorias e alcançar excelência em todos os seus serviços. Por cada inquérito recebido, de forma a contribuir para a compensação da Pegada de Carbono gerada pelos nossos serviços e dando continuidade à estratégia de sustentabilidade e ODS prioritários, a empresa comprometeu-se com a plantação de árvores num dos municípios onde opera, tendo selecionado para esta atividade o Município de Gouveia”, explica Elisabett Russo, Diretora do Departamento de Qualidade e Ambiente da PreZero Portugal.
A seleção do local ficou a cargo do Município, tendo sido escolhido um terreno junto ao CERVAS, um local emblemático do Concelho pela sua biodiversidade e que foi fortemente afetado pelos incêndios de 2022.

Fornos de Algodres-Alunos de Biologia da UA vieram para Observação de Aves

Fornos de Algodres voltou a receber, durante o fim de semana de 17 e 18 de dezembro de 2022, os alunos de Biologia da Universidade de Aveiro, encontraram em Fornos de Algodres um ponto importante como observatório de aves e recentemente  vieram fazer saídas de campo, para estudo de observação de aves.

Tendo como guia especialista o Ricardo Brandão, do Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), “foram dois dias bastante produtivos passados, desta vez, Além-Mondego – em Vila Ruiva – e na parte alta do concelho – onde visitámos Maceira, a Fraga da Pena, Algodres, Furtado e Matança. Terminou-se, no domingo, com um almoço no parque de merendas da Serra da Esgalhada.

Tal como tentamos sempre fazer, associámos à parte prática, uma visita – com breve introdução história – a alguns dos locais emblemáticos do concelho, como a Fraga, o Dolmen da Matança ou a Aldeia de Algodres, referiu o Guia.

Durante o fim de semana foram observadas 55 espécies diferentes de aves, que serão inseridas na plataforma do Município de observação de aves. E, como sempre, aproveitou-se  a ocasião para devolver à liberdade duas corujas-das-torres, que estavam em recuperação, no CERVAS, reforçando o cumprimento ao indicador da Estratégia Municipal do Ambiente 2022-2025.

Esta parceria com a Universidade de Aveiro e com o CERVAS é algo que queremos preservar e, se possível aprofundar. É bom para a formação dos alunos; dá a conhecer o potencial – na área ornitológica e de património – do concelho; ajuda a economia local – alojamentos, restauração; mostra aos locais que é possível potenciar o nosso património natural, incentivando à sua preservação.

Esta ação inserida no Projeto Ambiental “Educa+” (P12), do Projeto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (P13) da Estratégia Municipal Ambiental 2022-2025 contribui diretamente para os ODS n.º 13 {Adotar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e os seus impactos}; 15 {Proteger, restaurar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as floretas, combater a desertificação, travar e reverter a degradação dos solos e travar a perda de biodiversidade} e 17 {Reforçar os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável}.

No final um agradecimento a todos os envolvidos, em especial ao professor António Luís da Universidade de Aveiro e Ricardo Brandão do CERVAS.

Birdwatching no Estrela Geopark

O Estrela Geopark, em parceria com o CERVAS, organizam mais uma edição de Birdwatching, este ano com a colaboração dos Municípios de Manteigas e Belmonte, nos dias 14 e 21 de maio de 2022, respetivamente:

Manteigas (14 de maio):
Ponto de encontro: 7h30 – Câmara Municipal

Belmonte (21 de maio):
Ponto de encontro: 7h30 – Ecomuseu do Zêzere

Preço: 10 euros
Limite de inscrições: 25 participantes
Inscrições: info@geoparkestrela.pt

Para efetuar a inscrição, deve enviar e-mail, para info@geoparkestrela.pt com a seguinte informação: Nome completo, morada completa, NIF, contacto telefónico e comprovativo de pagamento (IBAN: PT50 0018 000342419028020 82).

Para mais informações, aceda ao seguinte link: https://www.geoparkestrela.pt/atividades

Protocolo de Cooperação entre o Município de Fornos de Algodres e o CERVAS

 Teve lugar recentemente, no Edifício da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, a assinatura do Protocolo de Cooperação entre o Município de Fornos de Algodres e o CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, que permitirá criar sinergias para potenciar a conservação da natureza e divulgação da biodiversidade, promovendo várias ações de Educação Ambiental.

Esta cerimónia contou com a presença do coordenador do CERVAS, Ricardo Brandão, do  Vereador da Câmara Municipal de Fornos de Algodres da área do Ambiente, Bruno Costa, e do Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres,  Manuel  Fonseca.

O protocolo de cooperação, aprovado por unanimidade em reunião de Câmara no passado dia 15 de fevereiro, terá como linhas gerais a colaboração do CERVAS na promoção da sensibilização ambiental do Concelho, bem como apoiar e/ou realizar trabalhos de monitorização na área ambiental, entre outras ações que estão descriminadas no protocolo assinado.

Ainda evidenciar que o CERVAS está incluído na Rede Nacional de Recolha e Recuperação de Animais Selvagens, da qual fazem parte cerca de uma dezena de centros de recuperação, e cuja entidade gestora é o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Museu à Noite vai ser dedicado ao Património Natural em Pinhel

0pinhel 24 outEm outubro, o Museu à Noite volta a sua atenção para o Património Natural e, de modo particular, para o trabalho desempenhado pelo CERVAS no que diz respeito à recuperação e devolução de aves à Natureza.

A existência da Zona de Proteção Especial do Vale do Côa, onde nidificam algumas das aves de rapina que constituem um importante fragmento da nossa Biodiversidade, leva-nos a encarar estas espécies como valiosos recursos do nosso Património Natural.

Pese embora a proteção que está associada a estas áreas geográficas, verificamos que por vezes as aves de rapina acabam por sofrer ferimentos, provocados por causas naturais ou por ação do Homem, ferimentos que exigem um trabalho de recuperação especializado.

É este trabalho que faz o CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, uma estrutura que pertence ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) / Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE), que com o seu esforço e empenho tem contribuído para a recuperação de muitas aves para depois as devolver ao seu habitat natural.

Na última quinta-feira de outubro, dia de Museu à Noite, decorre no  Castelo de Pinhel para ouvir Ricardo Brandão, Coordenador do CERVAS, terminando esta tertúlia com a libertação de uma ave de rapina noturna.

Por:Mun.Pinhel