Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Clube Escape Livre

Tag Archives: Clube Escape Livre

Escape Livre e a Volvo parceiros no modo elétrico

Pure electric Volvo C40 and XC40 Recharge at a charging station

O Escape Livre e a Volvo associaram-se para viver um ano com um automóvel 100% elétrico. O objetivo é mostrar a todos como é a realidade de viver o dia-a-dia ao volante de um automóvel elétrico, agilizando as rotinas profissionais e pessoais, durante 365 dias.

Ao longo de 90 anos, a marca sueca dedicou-se à missão de salvar vidas ao volante dos seus carros. Hoje concentra esforços em salvar a vida do planeta. Da eletrificação dos automóveis à sustentabilidade das fábricas que os fabricam, à obtenção das matérias-primas e a projetos de segunda vida para as baterias elétricas, nenhum detalhe fica de fora.

Este desafio faz parte dos objetivos da marca em tornar as suas operações com impacto neutro no clima até 2025 e de produzir apenas carros elétricos até 2030.

Aira de Mello, Consumer Experience Director da Volvo Car Portugal destaca que “com o lançamento do novo XC40 100% elétrico em Portugal, sentimos necessidade de traduzir para uma utilização real, do dia a dia, como é viver elétrico e fazer mais pelo planeta a nível de sustentabilidade. Esta parceria durante um ano com o Clube Escape Livre, permite-nos materializar esse compromisso da Volvo, tão importante para o futuro de todos nós.”

No âmbito profissional, as atividades do Clube Escape Livre desenrolam-se um pouco por todo o território nacional, na preparação de passeios e eventos, na colaboração estreita com parceiros e patrocinadores e na elaboração de diversas reportagens ligadas aos automóveis. Isto traduz-se em muitos quilómetros na estrada, entre a cidade da Guarda e os principais centros de decisão do país que irão permitir não só testar uma rotina diária com um automóvel 100% elétrico, como perceber o seu real desempenho em viagens longas, sobretudo quando existem horários de trabalho a cumprir.

“Vamos conseguir ter um relato fiel do que é a realidade de ter um carro elétrico neste momento em Portugal, desde a natural análise às capacidades do carro, à evolução da rede de infraestruturas do país, bem como pôr à prova alguns dos grandes mitos sobre a eletrificação automóvel” – diz Luís Coelho, Diretor Criativo do Clube Escape Livre.

Com este objetivo em mente, o Clube Escape Livre irá conduzir durante um ano um veículo 100% elétrico Volvo, parceria que se iniciará com o Volvo XC40 Recharge.

Ao longo de um ano, no site www.escapelivre.com irá ser feito um diário desta experiência onde todos poderão acompanhar o relato na primeira pessoa deste desafio, que também irá contar com algumas reportagens especiais do Clube Escape Livre a empresas portuguesas na área da sustentabilidade, mostrando o empenho e a criatividade dos portugueses rumo a um futuro melhor.

O arranque desta iniciativa está previsto para outubro deste ano, mas para assinalar o início desta parceria sustentável, o Clube Escape Livre e a Volvo Car Portugal vão trazer até à Cidade da Guarda uma exposição sobre sustentabilidade no Centro Comercial La Vie, que terá início a 1 de agosto e ficará patente até ao final do mês, e que culminará com uma conferência sobre mobilidade elétrica no dia 25 de agosto, com a presença de alguns convidados notáveis na cidade mais alta de Portugal Continental.

Figueira de Castelo Rodrigo recebe Campeonato de Portugal de Perícia

O Campeonato de Portugal de Perícias inicia-se em Figueira de Castelo Rodrigo com uma dupla jornada já este sábado dia 24 de julho e com transmissão em direto online para o Facebook do Município de Figueira e do Clube Escape Livre. O campeão nacional em título, Jorge Almeida, encabeça uma lista de, quase, 30 pilotos oriundos de todo o país.

A informação recebida pela Câmara de Figueira de Castelo Rodrigo e pelo Clube Escape Livre por parte da entidade responsável da saúde não era a esperada, mas, respeitando-a, o Slalom de Castelo Rodrigo e a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo não vão ter público.

Para Paulo Langrouva, Presidente do Município, é uma situação que não vem ajudar, mas organizar as provas: “é uma oportunidade, não totalmente aproveitada, mas é uma oportunidade de nestas circunstancias tão limitativas trazer equipas a Figueira e contribuir para a economia local, já de si tão depauperada. Só a nível de hotelaria, o Slalom ocupa, este fim-de-semana, 70% dos alojamentos. Depois há a imagem e o retorno mediático que temos a certeza ajudará a trazer, logo que ultrapassada esta pandemia, muitas pessoas a Figueira de Castelo Rodrigo.”

Já para o presidente do Clube Escape Livre, Luís Celínio: conhecida a decisão havia que tomar medidas permitindo que os milhares de entusiastas que visitam Figueira para o Slalom pudessem assistir ao espetáculo. Daí a transmissão em direto online e daí também a presença de vários meios de comunicação nacional que vão garantir a cobertura total do evento a nível de rádio, imprensa e televisão.”

Este sábado às 14H30 inicia-se o Slalom de Castelo Rodrigo e às 20H30 a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo. Inscritos já 24 pilotos. O facto de as inscrições ainda se encontrarem abertas pode aumentar uma lista que é encabeçada pelo primeiro campeão nacional de perícias, Jorge Almeida, a participar com duas viaturas Volkswagen Polo R e Opel Corsa.

Pedro Silveira em BMW, António Borges em Lotus Seven, António Alexandre em Mini, Dino Almeida em Honda S 800, Gonçalo Micaela em BMW Z3, Miguel Vicente em Ford, Fernando Morgado em Toyota, são alguns dos muitos que vão proporcionar um grande espetáculo que não poderá ser vivido presencialmente pelo público, mas pode ser seguido em direto em qualquer parte no Facebook do Município e do Clube.

 

Rota Turística da Estrada Nacional 18 apresentada pelo Clube Escape Livre

A Biblioteca Eduardo Lourenço, na Guarda acolheu a apresentação da Rota Turística da Estrada Nacional 18, pelo Clube Escape Livre da Guarda, através do projeto Rotas de Portugal em parceria com a SEAT.

A EN18 é a primeira das 4 estradas nacionais com ligação à cidade da Guarda e Beira Interior que fazem parte do projeto Rotas de Portugal, em parceria com a SEAT e com o apoio das Aldeias Históricas de Portugal, dos vários Municípios e das diferentes Comissões Vitivinícolas.

Da Serra à Planície

A EN18 liga a cidade da Guarda, capital da Beira Alta, a Ervidel, no Alentejo. É a segunda estrada nacional mais comprida de Portugal com um total de 388km. Pelo caminho cruza 14 municípios: Guarda, Belmonte, Covilhã, Fundão, Castelo Branco, Vila Velha de Rodão, Nisa, Portalegre, Estremoz, Évora, Portel, Vidigueira, Beja e Aljustrel. Cruza duas Aldeias Históricas de Portugal: Belmonte e Castelo Novo, e passa bem perto de outras 3 que valem bem a pena o desvio: Sortelha, Idanha-a-Velha e Monsanto.

Inauguração do marco do Km0

A apresentação do roteiro, que foi realizado a bordo dos novos SEAT Leon FR e SEAT Leon Sportstourer, continuou com a comitiva a deslocar-se até ao local do Km0 da EN18 onde foi inaugurado o novo marco que assinala o início desta estrada e um totem turístico com um QR Code onde cada um poderá ter acesso ao roteiro e ao mapa GPS via Google Maps que lhe permitirá percorrer toda a N18.

Seguiu-se depois um percurso pela EN18 da Guarda até Belmonte, Aldeia Histórica de Portugal, onde decorreu uma prova de vinhos, cortesia das Comissões Vitivinícolas da Beira Interior e do Alentejo.

Na apresentação estiveram presentes representantes de vários dos Municípios da EN18, incluindo os Presidentes das Câmaras Municipais da Guarda e de Beja, que aproveitaram para enaltecer a iniciativa:

Temos aqui mais um motivo para poder olhar para o Interior com um fator de oferta diversificada ao nível do turismo. Os focos de interesse são imensos e, portanto, a EN18 pode ser também um ponto de ligação e, ao mesmo tempo de promoção e divulgação, daquilo que, da Guarda até Ervidel, ela tem para oferecer a quem a percorrer. – afirmou Carlos Chaves Monteiro, Presidente da Câmara da Guarda.

Já Paulo Arsénio, Presidente da Câmara de Beja, comentou que: São projetos como este, que contribuem muito para valorizar o Interior do país. As nossas potencialidades turísticas ficam claramente ampliadas através de produtos estruturados como este, que percorrem territórios que muitas vezes não tem holofotes turísticos, como, por exemplo, tem o Litoral. Portanto, isto é um produto muito interessante, que começa na serra da Estrela, acaba na planície alentejana e tem uma imensidão de concelhos e distritos para percorrer. Nós também temos uma oferta magnífica na nossa zona e na nossa região e, através deste projeto, queremos dar uma amplitude maior a tudo o que de bom temos para oferecer.

Também Teresa Lameiras, Diretora de Marketing e Comunicação da SEAT Portugal aproveitou para salientar que: “Este projeto, que parte aqui da Guarda e ao qual nós temos muito gosto em associar-nos como SEAT Portugal, é sem dúvida uma comunicação muito interessante para todos aqueles que gostam de conduzir e andar na estrada. Nós temos realmente automóveis que são ideais para este tipo de percursos, porque são extraordinariamente seguros e tecnológicos, e acreditamos que quem quiser fazer esta estrada estará muito bem ao volante de um SEAT.

Por seu lado, Arménio Coelho, das Aldeias Históricas de Portugal destaca que: “Este projeto, à imagem daquilo que tem sido o trabalho extremamente importante do Escape Livre, é uma via de comunicação estruturante e é fantástico termos agora estes roteiros, e as pessoas olharem, não só para a Nacional 18, mas também para as outras estradas que fazem parte deste projeto, como um caminho para chegar às Aldeias Históricas de Portugal.”

Luís Celinio, do Clube Escape Livre e responsável do projeto, aproveitou o momento para lançar o desafio a todos os municípios e entidades da EN18: “As Rotas de Portugal, que irão percorrer não só a EN18, mas também a EN221, a EN16 e a EN17, têm um enorme potencial de atração turística. Mas para isso é preciso que todos os municípios e agentes de promoção do território se juntem à iniciativa e trabalhem, em conjunto e individualmente, em novas formas de as promover e divulgar. Da parte do Escape Livre, cá estaremos para o continuar a fazer através das nossas atividades.”

A Rota Turística da EN18 pode ser vista no site do Clube Escape Livre em https://www.escapelivre.com/roteiros/estrada-nacional-18-da-serra-a-planicie/

Guarda Racing Days com adrenalina e muito sucesso

 Miguel Correia e ARC Sport brilharam na Guarda

Foi um fim de semana com grande adrenalina na cidade mais alta , com os pilotos a circular a todo o gás nestes dois dias de corridas com vários tipos de carros de competição a evoluir no traçado misto de 1,5 km.

Foi permitida a presença de um milhar de espectadores na orla do muito interessante e competitivo traçado de terra e asfalto, as mangas finais foram verdadeiramente competitivas. Fernando Teotónio ganhou nos Ralis, António Matias foi o melhor nos “Off Road”, Manuel Correia superou-se entre os Todo Terreno e Miguel Correia entre os SSV. Miguel Correia que ao volante do Can-Am Maverick X3 seria mesmo o vencedor absoluto desta competição organizada pela Câmara Municipal da Guarda e Clube Escape Livre.

Temperaturas elevadas marcaram o Guarda Racing Days, formatado pela pandemia de Covid-19 num horário compacto, com o dia de sábado a receber as sessões de treinos livres e o domingo a acolher o “warm up”, duas mangas de competição, mais as finais e a Super Final. Esta encontraria o vencedor absoluto, o mais rápido após três voltas ao traçado de 1,5 km. Quatro categorias estiveram em competição: Ralis, Off Road, Todo Terreno e SSV.

Nos Ralis, apesar do esforço de Gil Antunes ao volante do muito interessante Dacia Sandero R4, o poderoso Mitsubishi Lancer Evolution X de Fernando Teotónio acabou por vencer a categoria com um tempo total de 4m24,411s.

O terceiro lugar ficou na posse de Paulo Domingos (Mitsubishi Lancer Evo), seguido de Eduardo Santos (Peugeot 208 R2) e Diogo Mil Homens (Fiat Uno), Flávio Alves (VW Bora) e Fernando Pereira (Citroen DS3), fechando a classificação o Toyota Starlet de Fernando Morgado.

 

A categoria Off Road foi ganha por um filho da Guarda, António Matias, no seu Mitsubishi Lancer Evo perante os muitos aplausos dos seus conterrâneos. Matias registou um tempo final de 4m48,072s.

 

Com carros de potência e características bem diferentes, a categoria de Todo Terreno contou com a ISUZU D Max do antigo campeão de Todo Terreno, Rui Sousa, e do Mitsubishi de Manuel Correia que, sem surpresa, foi sempre não só o mais rápido, mas também o mais espetacular.

 

A categoria SSV é uma das que maior e mais rápido desenvolvimento tem experimentado e no Guarda Racing Days os pequenos modelos todo-o-terreno deram espetáculo. O Guarda Racing Days foi o palco para a estreia, em competição, de Miguel Correia ao volante de um SSV. E se o pai deu espetáculo no Todo Terreno, o filho não ficou atrás e com o prémio final da vitória na categoria, ao rubricar o tempo de 4m23,317s. Seguiram-se Luca Tavares (Can-Am) e Filipe Campos (Rage), outro ex-campeão nacional de TT a render-se à prova do Clube Escape Livre, com Bruno Martins a ficar com o derradeiro lugar.

 

Encontrados os vencedores das diversas categorias, as semifinais e a final encarregaram-se de fazer brotar o vencedor da edição 2021 do Guarda Racing Days.

 

A primeira semifinal, foi discutida entre Fernando Teotónio e o piloto da Guarda António Matias. Com um tempo de 4m27,506s, Teotónio superiorizou-se ao piloto egitaniense o que lhe deu o passaporte para a final.

 

A luta entre pai e filho na segunda semifinal foi um dos momentos altos destes Guarda Racing Days. Vencedores das categorias Todo-o-Terreno e SSV, Manuel e Miguel Correia lançaram-se para a meia-final com desejo de alcançar o troféu. O filho Miguel não deu hipóteses ao pai Manuel, com os dois Correia a oferecerem um grande espetáculo ao público.

Ficava marcado o encontro para a Grande Final entre o poderoso Mitsubishi Lancer Evo X de Fernando Teotónio e o ágil e veloz Can-Am SSV de Miguel Correia.

Levou a melhor o jovem Miguel Correia, por uma margem inferior a cinco segundos, face a Fernando Teotónio, tornando-se no segundo vencedor do Guarda Racing Days, sucedendo a Alexandre Borges, o primeiro vencedor da competição ao volante de um “kartcross”.

 

Já Carlos Monteiro, presidente da Câmara da Guarda, que teve a oportunidade de estar no recinto e andar ao lado de pilotos com a craveira de Rui Sousa em ISUZU ou Manuel Correia em Mitsubishi, salientou: “o Guarda Racing Days é um projeto vencedor e a prova  é a qualidade dos pilotos e das suas máquinas que vêm até à cidade da Guarda competir numa pista única onde o público se sente verdadeiramente parte deste espetáculo.”

 

Já Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre afirmou: “Não posso deixar de respirar fundo e mostrar a minha felicidade no final desta edição 2021 do Guarda Racing Days. Tudo correu segundo o planeado e tivemos uma competição compacta, mas muito bem disputada. Foi magnífico voltar a ter público que, espalhado pelas encostas do recinto, assistiu em segurança às provas com o respeito das normas sanitárias. Parabéns ao Miguel Correia, fez uma prova espetacular e ganhou na sua estreia com o SSV, o que deixará o Guarda Racing Days gravado a letras de ouro no seu palmarés.”

No final, todos os pilotos receberam o troféu SPAL alusivo ao evento e uma lembrança da Câmara Municipal da Guarda.

Slalom de Castelo Rodrigo e a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo regressam

O Slalom de Castelo Rodrigo e a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo, ambas pontuáveis para o Campeonato de Portugal e ainda para o Troféu Raiano de Perícias regressam e terão lugar no sábado, 24 de julho, a primeira às 14H e a segunda às 21H.
Numa organização da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo e do Clube Escape Livre, foi decidido que este ano era aconselhável a realização das duas provas no mesmo dia, ambas no Estádio Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, de forma a poder apresentar um bom espetáculo em grande segurança. Deste modo, a FPAK já divulgou as provas que neste ano de 2021 integram o Campeonato de Portugal de Perícias e o Clube Escape Livre mantém a sua dupla jornada em Figueira de Castelo Rodrigo.
O traçado das provas será diferente e procurará agradar aos pilotos e corresponder às características dos diversos carros de competição.
O regulamento já está disponível também no site da FPAK e é possível já fazer a inscrição a preço reduzido de 45€ para cada prova até 19 de julho, ou através do e- mail escapelivre@escapelivre.com ou no site www.escapelivre.com
Segundo  Luís Celinio, presidente do Clube Escape Livre: “A confiança do Município de Figueira de Castelo Rodrigo é trave-mestre para o nosso empenho na organização das provas do Campeonato de Portugal em segurança e com público. Trabalharemos com a Direção Geral de Saúde e os seus representantes locais para
garantir um grande espetáculo respeitando as medidas em vigor.”

Guarda Racing Days regressa este fim de semana à cidade mais alta

Público, pilotos e máquinas já este fim-de-semana na Guarda

O evento que marca o verão em termos de competição automóvel na cidade mais alta de Portugal está prestes a arrancar com um programa compacto, uma lista de inscritos diversificada e a presença de público com limitações.

É o regresso dos dias de corridas à cidade mais alta, capital do bem receber e dos motores, já nos dias 10 e 11 de julho. O Guarda Racing Days regressa ao traçado misto de 1,5 quilómetros desenhado na encosta lateral do Hotel Vanguarda, na cidade da Guarda.

Após um ano de ausência devido aos constrangimentos provocados pela pandemia de Covid-19, o “Guarda Racing Days” está de regresso e com a excelente novidade, da autorização para a presença de 1000 espetadores com a necessidade de cumprir todas as normas de segurança sanitária exigidas pela Direção Geral de Saúde (DGS).

O “Guarda Racing Days” terá um horário compacto, respondendo às exigências das autoridades devido ao recrudescer da pandemia. Assim, o dia 10 de junho, sábado, arranca com as verificações, seguindo-se um momento de reconhecimento, a pé, do exigente traçado de 1,5 km. Seguem-se, na parte da tarde, as sessões de treinos livres separadas por uma sessão de “co-drives”.

O dia 11 de julho, domingo, abrirá com o “warm up”, depois as duas corridas e a Super Final já no final do dia onde será encontrado o vencedor da edição 2021 do “Guarda Racing Days”.

Vencedor que sairá de uma lista de inscritos que inclui nomes bem conhecidos dos automóveis, inclusive campeões nacionais.

Fernando Peres, que ainda procura restabelecer-se e substituir o Mitsubishi acidentado este fim-de-semana no Rali em que participou, Gil Antunes que traz o seu bonito Dacia, Manuel Correia que o ano passado deu espetáculo com o seu Mitsubishi todo-o-terreno ou Fernando Silva no seu imponente Bentley são nomes incontornáveis para tentar retirar o ceptro a Alexandre Borges, o primeiro vencedor do Guarda Racing Days em 2019 e que espera defender o título.

António Matias em Mitsubishi Off Road, corre em casa e promete espetáculo, enquanto nos SSV há nomes capazes de surpreender os mais rápidos como: David Spranger, Pedro Carvalho, Felipe Campos ou Bruno Martins e Avelino Luís.

Mas não esquecer o piloto de Ralis Manuel Correia ajudado pela estrutura profissional da ARC de Aguiar da Beira, ou Fernando Morgado outro piloto local, ou ainda Romeo Martins.

Pinto dos Santos pode ser uma surpresa na estreia em SSV.

Para Luís Celínio, Presidente do Clube da Guarda: “O Clube Escape Livre preparou o regresso do ‘Guarda Racing Days” com muito cuidado e carinho, acreditando que a edição de 2021, muito limitada em preparação, pilotos e publico, será um belo trampolim para a edição de 2022, que, esperamos, sem a pressão da pandemia de Covid-19 regressará aos números de 2019.”

 

  PROGRAMA – HORÁRIO  
Data
Hora
Programa
Local
Sábado

10-07-2021

10:30 ó 11:45
VERIFICAÇÕES TÉCNICAS INICIAIS Parque de Assistência
11:00 ó 12:00
Possibilidade de reconhecimento da pista
14:30
1ª Sessão de treinos livres
16:30
Co-Drives
17:30
2ª Sessão de treinos livres
LISTA DE INSCRITOS_GRD 2021

O futuro da comunicação foi tema do 8º aniversário da Cápsula do Tempo

“O futuro da comunicação – oportunidades e ameaças” foi o tema da conversa que assinalou o 8º aniversário da Cápsula do Tempo – Guarda 2050. A Dr.ª. Rita Figueiras, docente na Universidade Católica, doutorada em Ciências da Comunicação e investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura, abordou o tema numa altura em que a digitalização do mundo afeta todos os aspetos das relações humanas.

Na cidade da Guarda, as celebrações arrancaram com o cinzelar de um novo ano no monumento da Cápsula do Tempo, ali, no ponto mais alto da cidade mais alta de Portugal Continental. A honra coube a António José Teixeira, Diretor de Informação da RTP, ilustre egitaniense, que aproveitou a passagem pela Encosta do Tempo para recordar os seus tempos de juventude na cidade da Guarda, ali bem perto das escolas onde estudou: Quase quarenta anos ditam o meu afastamento físico da cidade da Guarda, uma terra que guardo ser de homens fortes. Uma terra de gentes moldadas pelas dificuldades, mas que sempre se soube reinventar e procurar outros caminhos e lutar por aquilo que vale a pena. Voltar aqui ajuda-me a reconciliar-me com a vida.”

 

António José Teixeira debruçou-se sobre o projeto da Cápsula do Tempo e sobre o que este significa para a cidade: “A Guarda não precisa de pedir licença para estar no mapa, e são também iniciativas como a Cápsula do Tempo que lhe dão esse estatuto.”, acrescentando que “O tempo é a medida da nossa memória e a preservação da memória é vital, é o que em tempos mais difíceis nos deixa continuar agarrados à vida.”

 

Após o registo deste momento solene, seguiu-se a plantação de mais uma árvore no Jardim do Tempo, este ano um plátano, e a comitiva de ilustres presentes desceu a encosta até ao Solar dos Vinhos da Beira Interior, palco da habitual conferência que assinala este dia de aniversário.

 

No auditório ao ar livre, a Drª. Rita Figueiras discursou para uma plateia ainda limitada pela pandemia, abordando apenas “uma parcela, de uma parcela de uma parcela do tema comunicação e do seu futuro.” Para a investigadora “a principal questão é lidar com o presente, porque se não se lidar com o presente não estamos a preparar o futuro”.

 

Apesar de afirmar que as tecnologias são cada vez mais humanas no seu desempenho, cada vez mais invisíveis, fundem-se com todos os elementos da vida”, contrapõe que “as vantagens sociais percebidas da tecnologia coincidem com sentimentos de ansiedade, por exemplo nas linhas que demarcam a vida pessoal da vida profissional.”

A comentadora residente no programa “A Espantosa Realidade das Coisas” da TSF, disse ainda que “para um algoritmo, mesmo a ausência de informação, é uma fonte de dados. Mesmo aqueles que não estão ligados à rede, contribuem para a criação de dados. A capacidade de rastrear também está a crescer, o que significa que o uso diário de objetos tecnológicos promove mecanismos de vigilância algorítmicas que deram lugar a um modelo de negócios baseado em dados. As informações pessoais tornaram-se um bem para ser comercializado. Isto abre caminho para um conjunto enorme de novas vulnerabilidades.”

 

Em jeito de análise final, Rita Figueiras diz que “a evolução da tecnologia, ao mesmo tempo que nos dá poder, tira-nos direitos. Quais são os critérios dos algoritmos? Quem guarda estes dados? Durante quanto tempo? Quem os pode usar? Estes são alguns exemplos dos múltiplos desafios que a vida digital coloca à vida humana. Desafios que o presente está a lançar ao futuro.”

Após a palestra, tempo para um animado debate entre todos os presentes, com alguns notáveis da audiência a trocar ideias sobre o tema. Na plateia, figuras como Carlos Chaves Monteiro, Presidente da Câmara da Guarda e o cientista Carvalho Rodrigues, fizeram questão de se juntar à conversa, ponderando sobre este problema, que a oradora principal afirma que “não deixa de ser um paradoxo, pois não é um problema para ser resolvido. É um problema para ser gerido.”

Celebrando o seu primeiro aniversário após o regresso a Portugal, os relógios CAUNY fizeram questão de marcar presença nas celebrações, oferecendo um relógio da nova coleção aos dois convidados de honra.

 

Após o debate, o programa continuou com a apresentação da chávena 2021 da coleção Cápsula do Tempo, por António Saraiva, este ano uma peça dedicada à tecnologia que faz girar o mundo. A chávena representa a cabeça humana e, no pires, as ligações tecnológicas que funcionam como um megafone do que se passa no nosso cérebro. A nova chávena pode ser adquirida junto do Clube Escape Livre.

As celebrações terminaram com  uma prova de vinhos da Beira Interior que permitiu a oradores e plateia um momento de convívio e troca de ideias.

Clube Escape Livre e o CPAA assinam protocolo

A partir de agora, a cidade mais alta de Portugal pode ser palco para a certificação de viaturas com interesse histórico. Este protocolo assinado entre o Clube Escape Livre e o Clube Português de Automóveis antigos (CPAA) abriu as portas à Guarda como centro de certificação de veículos com interesse histórico.

No âmbito deste protocolo, assinado por Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre, e João Pedro Reis, Secretário-Geral do CPAA, a cidade mais alta de Portugal passa a receber eventos de homologação de viaturas de interesse histórico.

Para fazer a homologação de um veículo com interesse histórico, basta contactar o Clube Escape Livre e preencher a documentação digital disponibilizada pelo clube.

Para poder ser considerado um veículo antigo ou de interesse histórico, o veículo em questão deverá ter a forma original sem qualquer alteração e cromados sem riscos, todos os números de motor e chassis no livrete deverão coincidir com os do veículo e os interiores estarem imaculados, todos os elementos de segurança deverão funcionar sem hesitações e jantes devem ser originais, o sistema de escape não poderá ter alterações, o mesmo na travagem, direção e transmissão.

Para todas as dúvidas, o Clube Escape Livre está disponível para esclarecimentos.

Luís Celínio, Presidente do Clube Escape Livre salienta: É mais um passo importante para a região e para os muitos amantes dos veículos clássicos e históricos aqui residentes. O Clube Escape Livre orgulha-se deste protocolo assinado com o Clube Português de Automóveis Antigos e de permitir que na Guarda haja oportunidade de certificar estes veículos de interesse histórico”.

Cápsula do Tempo Guarda 2050 celebra 8º aniversário

“O Futuro da Comunicação: oportunidades e ameaças” é o tema do aniversário da iniciativa “Cápsula do Tempo – Guarda 2050” que como habitual se celebra no dia 1 de julho.

Se em 2020 a cerimónia de aniversário da Cápsula do Tempo teve como tema a pandemia no interior de Portugal, 2021 assinala mais um aniversário da iniciativa do Clube Escape Livre com um tema muito diferente, mas igualmente pungente neste período de começo de abertura da
sociedade.

Apresentado pela Professora Dra. Rita Figueiras, docente da Universidade Católica, o tema “O Futuro da Comunicação: oportunidades e ameaças” quer despertar consciências, alertar para o garrote das notícias falsas e estimular a comunidade a envolver-se nesta discussão.

Uma reflexão que se deseja alargada e por isso mesmo o evento organizado pelo Clube Escape Livre decorrerá ao final do dia e com abertura ao público, mas sempre no estrito cumprimento das regras de segurança sanitária impostas pela DGS.

Para lá do lançamento de mais uma chávena da coleção alusiva à Cápsula do Tempo – Guarda 2050, produzida pela SPAL e com assinatura do arquiteto António Saraiva e da plantação de uma árvore, haverá outro momento simbólico.

António José Teixeira, diretor de informação da RTP, filho da cidade da Guarda e membro da lista de personalidades da Cápsula do Tempo – Guarda 2050, vai cinzelar a pedra que serve de marco desta iniciativa.

A organização é do Clube Escape Livre, Instituto Politécnico da Guarda e da Rádio Altitude e com as parcerias da Câmara da Guarda e Junta de Freguesia da Guarda e colaboração da SPAL, Cauny e Transportes Bernardo Marques.

A Viagem do Elefante chega em 2022

O Clube Escape Livre apresentou esta semana a sua grande novidade para o calendário de todo terreno turístico de 2022: O Off Road Caminho de Salomão que se propõe ligar Belém a Castelo Rodrigo percorrendo os trilhos das pegadas do elefante Salomão.
Existiu, no século XVI, um elefante que caminhou de Lisboa a Viena, para ser oferecido pelo Rei de Portugal, D. João III, ao seu primo, Maximiliano II, Arquiduque da Áustria. A estória foi contada por José Saramago no livro “A Viagem do Elefante” e, de 15 a 19 de junho de 2022, o Clube Escape Livre vai recriá-la num passeio de todo terreno icónico.
Este novo passeio do Escape Livre, em parceria com o projeto Viagem do Elefante – Rota Turística Literária da Associação de Desenvolvimento Regional Territórios do Côa, vai proporcionar um percurso por fora de estrada de grandes e diversificadas paisagens passando por Belém, Constância, Castelo Novo, Belmonte, Sortelha, Guarda, Cidadelhe e Castelo Rodrigo, exatamente os locais imaginados na viagem de José Saramago.
A Suzuki será a marca oficial do evento e o seu modelo Vitara, reconhecido pelas suas muitas capacidades, nomeadamente, de conforto em estrada e em todo terreno, foi o escolhido para todo o trabalho de desenvolvimento do percurso entre Belém e Castelo Rodrigo.
O programa provisório revela que a concentração terá lugar em Lisboa ao fim da tarde de quarta-feira 15 de junho, seguindo-se o jantar de boas-vindas. Na quinta-feira a primeira etapa liga Belém a Constância com paragem para almoçar na reputada Casa do Cadaval e dormida no
Hotel dos Templários. A etapa seguinte, na sexta-feira, vai de Constância a Castelo Novo com paragem para almoçar no Hotel Amoras em Proença-a-Nova e dormida no referencial Alambique de Ouro Hotel Resort & SPA no Fundão. No sábado a etapa contempla Belmonte e Sortelha antes de chegar à Guarda e ao Hotel Lusitânia. Finalmente a última etapa, domingo 19 de junho, passa por Cidadelhe e termina com o almoço de encerramento em Castelo Rodrigo.
As inscrições abrem a 1 de novembro e estão limitadas a 40 equipas.
Para Luís Celínio presidente do Clube Escape Livre: “A tradição cultural dos eventos Escape Livre ganha nova dimensão com este Off Road Caminho de Salomão e o que estamos a preparar para este fim-de-semana alargado de junho é muito mais do que um desafio fora de estrada. É folhear, no terreno as páginas cativantes deste livro de José Saramago. Daí a ligação ao projeto da rota turística literária da Associação de Desenvolvimento Regional Territórios do Côa”.