Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: coimbra

Tag Archives: coimbra

Exposição sobre soluções e materiais de construção sustentáveis em Coimbra

O Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico para a Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade (Itecons) e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) promovem, de 9 a 17 de outubro, no átrio central no piso 0 do Alma Shopping, em Coimbra, uma exposição sobre soluções e materiais de construção sustentáveis, destinada ao público em geral.

A inauguração da exposição realiza-se no dia 12 de outubro, pelas 16h, com a participação do Presidente da Direção do Itecons, António Tadeu, e da Presidente da CCDRC, Isabel Damasceno.

Esta exposição, que tem como principal objetivo a sensibilização da população para estratégias de sustentabilidade aplicadas ao setor da construção, terá a participação de cerca de 30 entidades, incluindo empresas, associações e centros de investigação.

A exposição é constituída por expositores com diferentes tipos de soluções construtivas sustentáveis: soluções para a melhoria da eficiência energética de edifícios, materiais de construção com incorporação de resíduos e subprodutos de indústrias nacionais, soluções a partir de materiais naturais, soluções para coberturas e fachadas verdes, entre outras.

Os expositores serão colocados em redor de uma estrutura central, com um conjunto de informações e conteúdos, de forma a promover experiências didáticas relacionadas com a utilização de novos materiais e com os principais conceitos que suportam as principais estratégias de sustentabilidade aplicadas ao setor da construção.

Curso de Formação de Treinador de Basquetebol Grau I- Inscrições abertas

Vai ser realizado um curso organizado pelas cinco Associações de Basquetebol do Centro (Guarda, Castelo Branco, Viseu, Coimbra e Leiria), pela Federação Portuguesa Basquetebol e a Escola Nacional de Basquetebol na cidade de Coimbra. Sabendo da importância da realização deste Curso de Formação de Treinador de Basquetebol Grau I, as inscrições encontram-se abertas entre o dia 29 julho e 13 de agosto.

As condições de acesso ao curso, devem obedecer aos seguintes pré-requisitos, ter idade mínima de 18 anos, experiência de jogador de basquetebol, escolaridade mínima obrigatória, à data da emissão do diploma de qualificação.

A estrutura do curso é composta por três fases de formação:
-Componente Geral: em formato à distância [15/08 a 09/09] -Componente Específica: em regime presencial, dividida em 3 fases (inicial, intermediária, final) [10/09 a 12/9] e [17/9 a 19/09] -Estágio: uma época desportiva.

Nelas recebeu formação de Bombeiros

Recentemente os elementos de comando das corporações de bombeiros participaram em Nelas e que vai repetir-se em 22 e 23 junho com outros Corpos de Bombeiros, numa ação de formação para operador de máquina de rastos com turmas de 24 elementos, sendo a parte teórica no 1.º dia, que decorreu na sala orgânica do Edifício Multiusos e a parte prática no 2.º dia, na Quinta da Cerca, com apoio da “Bulldozer” da Câmara Municipal.
Frequentaram a formação Comandos dos Bombeiros de Seia, Penalva do Castelo, S. Pedro do Sul, Tondela, Cabanas de Viriato, Folgosinho, Famalicão da Serra, S. Martinho do Porto, Benedita, Caldas da Rainha, Batalha, Estarreja, Anadia, Albergaria, Sever do Vouga, Proença a Nova, Belmonte, Vila Velha de Rodão, Covilhã, Cantanhede, Coja, Mira, Pampilhosa da Serra e elementos da Força Especial de Proteção Civil abrangendo os 6 Distritos da Região que são Coimbra, Leiria, Viseu, Guarda, Castelo Branco e Aveiro.
A ação de treino operacional permitiu desenvolver aprendizagem de procedimentos e técnicas de abordagem no combate a incêndios rurais com Máquina de Rastos.
Foram igualmente abordadas técnicas e procedimentos nas ações de consolidação e rescaldo dos perímetros dos incêndios rurais com Máquina de Rastos.
Fotos: Mun.Nelas

Coimbra-Lancheira ecológica desenvolvida pelos estudantes da Universidade

Um grupo de estudantes da Universidade de Coimbra (UC) desenvolveu uma lancheira ecológica – The Cork Food Box – produzida com cortiça e um biopolímero (bioplástico), em colaboração com a Amorim Cork Composites, empresa do grupo Amorim, líder mundial na indústria da cortiça.
O projeto começou a ganhar forma no início de 2020, após um desafio lançado por João d’ Orey, professor convidado da unidade curricular de Gestão e Empreendedorismo do Mestrado Integrado em Engenharia Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC). A ideia, conta o docente, era que os alunos fossem capazes de criar «um modelo de negócio sustentável centrado na economia circular. Mais concretamente, que desenvolvessem um produto inovador que permitisse reduzir a utilização de plásticos, descartáveis e não descartáveis, e outros materiais de uso único, que fosse durável e que simultaneamente tivesse um impacto positivo ao longo do seu ciclo de vida».
Os estudantes Alexandre Jorge, Ana Silva, Cindi Costa, Francisco Brandão, Margarida Oliveira, Raquel Caracitas e Rodrigo Moreira constituíram equipa e avançaram com o projeto, a que deram o nome R8- the cork food box. A opção pelo uso da cortiça «fazia todo o sentido, já que é um produto 100% natural e endógeno de Portugal, que é o maior produtor mundial de cortiça», afirmam os estudantes. Além disso, sublinham, «os compósitos de polímero de cortiça
podem ser personalizados e moldados de acordo com as necessidades do
cliente, são leves e de extraordinária resistência».
Para criar a The Cork Food Box, a equipa inspirou-se nas práticas sustentáveis utilizadas no passado «por trabalhadores agrícolas na região do Alentejo, que levavam para o campo um recipiente de cortiça para alimentos, chamado Tarro», explicam.

Esta lancheira integra um conjunto de recipientes de diferentes dimensões para transporte e consumo de alimentos, bebidas e café, sendo por isso um «conceito polivalente que torna a lancheira adequada para o uso diário, serviços de take away e eventos», referem os estudantes.
Um aspeto diferenciador do projeto, de acordo com a equipa, é o facto de no final do seu ciclo de vida «os recipientes serem entregues e reutilizados como matéria- prima na produção de flooring (pavimento flutuante), reduzindo assim o impacto ambiental do próprio negócio».
Apesar de o modelo de negócio já se encontrar estruturado e de já existirem alguns protótipos, até chegar ao mercado, o projeto ainda tem algumas fases pela frente, uma vez que, como explica João d’ Orey, «temos de garantir que o produto obedece a determinadas características técnicas, como, por exemplo, estar apto para ser lavado na máquina de lavar loiça, para ir ao micro-ondas para aquecer a comida que transporta, e obter a certificação para o uso alimentar, cujo processo já está em marcha, ou seja, estamos na fase de configuração final do produto». No entanto, o docente acredita que esta lancheira ecológica
poderá estar no circuito comercial dentro de um ano.
Nesse sentido, vai nascer uma Startup na Universidade de Coimbra de modo a estabelecer parcerias, a vários níveis. Num primeiro momento, as parcerias vão centrar-se na produção do produto e na grande distribuição. Em seguida, numa segunda fase, os autores do projeto pretendem firmar consórcios com restaurantes e organizações de grandes eventos, como, por exemplo, festivais e festas estudantis, como a queima das fitas.
Depois de ter sido um dos 12 projetos selecionados na semifinal internacional, o R8- the cork food box vai disputar, em novembro, a final da “Urban Innovation and Entrepreneurship Competition”, que terá lugar na Austrália. Esta competição, dirigida a estudantes universitários, é promovida pela Alliance of Guangzhou International Sister City Universities (GISU), da qual a UC é um dos membros fundadores.
O grupo vai também entrar na “7th China International College Students Internet+ Innovation and Entrepreneurship Competition”, que é atualmente uma das maiores competições internacionais em inovação e empreendedorismo para estudantes universitários.
O vídeo de apresentação do projeto está disponível em:

IPO de Coimbra- Visita do NEG/AAC para debater NEG/RUN

O IPO de Coimbra recebeu recentemente, uma comitiva do Núcleo de Estudantes de Gestão da Associação Académica da Universidade de Coimbra, no âmbito da divulgação do evento NEG/Run.

Este evento desportivo, que já conta com mais de 750 inscritos, é uma corrida/caminhada adaptada à situação pandémica que o país e o Mundo atravessam.

Segundo a Presidente do Núcleo de Estudantes de Gestão: “hoje é um dia muito importante, pois entregamos, de forma simbólica, uma camisola referente à corrida NEG/RUN. O NEG/RUN é um evento solidário adaptado às condições permitidas pelo contexto de pandemia e pelas normas impostas pela Direção Geral da Saúde. Todos os participantes podem inscrever-se de forma gratuita e fazer uma doação, ajudando esta Instituição tão nobre que é o IPO de Coimbra”.

A Presidente de IPO de Coimbra, Dr.ª Margarida Ornelas, agradeceu o gesto referindo que ” são iniciativas destas que provam como são importantes estes valores, como o da solidariedade, presentes nos estudantes da Universidade de Coimbra. Um evento solidário onde os testemunhos de atletas de alta competição, como é o caso do Nélson Évora, Naide Gomes, Marlene Sousa, Reinaldo Ventura ou o Francisco Belo, que, com o seu contributo, estão ajudar na sua divulgação. O valor que resultar da doação dos participantes será investido no cuidar dos doentes, missão principal do IPO de Coimbra. Esta corrida solidária, também, apela, à questão da importância do exercício físico, da condição física, de sermos ativos. Esses também são mensagens que o IPO de Coimbra tem transmitido. Ainda, recentemente, aquando da celebração do Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, a 4 de fevereiro, lembrámos as máximas do código europeu contra o cancro, uma das quais é a de nos mantermos fisicamente ativos.

Entre 1 e 8 de maio, os participantes são incentivados a realizar uma corrida ou caminhada. A inscrição é gratuita, mas quem quiser poderá fazer uma doação, cujo valor reverterá para o IPO de Coimbra.

Geminação entre CAC-Secção de Motociclismo (Coimbra) e o Motoclube Lendários dos Castelos (Celorico da Beira)

Teve lugar junto ao monumento nacional em Celorico da Beira, a geminação entre o CAC-Secção de Motociclismo (Coimbra) com o Motoclube Lendários dos Castelos (Celorico da Beira).
Estes dois clubes estão ligados pela histórica Estrada da Beira EN17, que começa em Coimbra e acaba em Celorico da Beira.
Foram agora reforçados os laços de amizade e ficou a promessa de  brevemente rolar em conjunto pela Estrada da Beira/EN 17.

Taça de Portugal-Coimbra volta a receber a Final em maio

Final da Taça de Portugal Feminina a 12 de junho

A tradição sem duvida passa pelo Jamor, mas devido à pandemia, a final da Taça de Portugal da temporada 2019/20 foi realizada em Coimbra, com o FC Porto a vencer o troféu frente ao SL Benfica.

Nesta temporada 2020/21, a FPF  volta a decidir manter a final da prova rainha em Coimbra.

Assim, no próximo dia 23 de maio, o Estádio Cidade Coimbra vai receber a final entre SC Braga e SL Benfica.

De realçar que a final da Taça de Portugal feminina, que se realiza em 12 de junho, bem como do decisivo encontro do Campeonato de Portugal, em 06 de junho, na cidade dos estudantes.

 

Turismo Centro de Portugal e autarquias assinam protocolo para a certificação dos Caminhos de Santiago

As autarquias de Coimbra, Anadia e Condeixa-a-Nova assinaram recentemente um protocolo de cooperação com o Turismo Centro de Portugal, o qual tem o objetivo de acelerar a certificação e dinamização do Caminho Português de Santiago.

O anfitrião Manuel Machado, presidente da Câmara Municipal de Coimbra, enalteceu o ato simbólico de grande importância” que representou a assinatura, uma vez que tem como objetivo “cuidar dos Caminhos de Santiago”. “Esta operação é muito especial, uma vez que pretende ativar as memórias de grande parte do território. Os Caminhos de Santiago, ao longo do tempo, sempre foram um fator de ligação no nosso país. Com isto, estamos a valorizar as nossas raízes, a espiritualidade e o acolhimento, sublinhou o autarca.

Um total de 12 municípios da região Centro são atravessados pelo Caminho Central de Santiago. De sul para norte: Vila Nova da Barquinha, Tomar, Ferreira do Zêzere, Alvaiázere, Ansião, Penela, Condeixa-a-Nova, Coimbra, Mealhada, Anadia, Águeda e Albergaria-a-Velha. Este Caminho segue depois para norte, até terminar em Santiago de Compostela.

A Via Portugal Nascente, por sua vez, atravessa oito edilidades da região. De sul para norte: Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, Fundão, Covilhã, Belmonte, Guarda, Celorico da Beira e Trancoso. Aqui, esta rota de peregrinação entronca no caminho de Torres, que procede de Salamanca e termina, naturalmente, na Galiza.
Estes dois percursos atravessam o território do Centro de Portugal, ao longo de 210 e 199 quilómetros, respetivamente.Inscrição do Caminho Português como Património da HumanidadeOs Caminhos Portugueses de Peregrinação a Santiago de Compostela foram inscritos na lista Indicativa de Portugal a Património Mundial UNESCO em maio de 2016. Para que tal classificação seja concedida, é necessária a certificação dos caminhos. O Decreto-Lei n.º 51/2019, de 17 de abril, veio regular a valorização e promoção do Caminho de Santiago, através da certificação dos seus itinerários.

A associação de peregrinos Via Lusitana é parceira nesta certificação. Durante o processo de certificação em curso, foram identificadas as várias etapas dos itinerários, com indicação de início, fim e extensão de cada uma, assim como da sua altimetria, grau de dificuldade e tipo de uso. Outros critérios exigíveis para a certificação dos itinerários são a disponibilização de equipamentos de apoio aos peregrinos, incluindo locais para dormir, locais para preparar ou servir refeições e tomar banho, desejavelmente a cada 20 quilómetros, bem como pontos de descanso com sombra, dotados de água potável, desejavelmente a cada 10 quilómetros.

Académica está a recrutar estudantes para reforçar a sua equipa (de marketing)

A Académica é uma das maiores referências do futebol português e tem na sua história vários exemplos de inovação e de responsabilidade social. Essa história e a aposta na reaproximação aos estudantes serviram de mote para o lançamento de um recrutamento inovador, criado em parceria com a Triber Agency (http://www.triber.agency/).

Neste contexto de pandemia há imensos estudantes que não encontram empresas onde fazer o seu estágio curricular, ficando impossibilitados de terminarem os seus planos de estudos ou tendo de optar por fazer uma tese que não desejam. Ao mesmo tempo, a Académica está a seguir uma linha de ação de reaproximação aos estudantes e pode ter um papel importante no desenvolvimento do talento universitário.

Foi tendo isso em conta que a Académica decidiu recrutar três estagiários curriculares para integrarem o departamento de comunicação do clube dos estudantes. Ficou assim encontrada uma solução benéfica para ambos os lados:  os estudantes precisam de estágios curriculares para concluírem os seus percursos académicos; a Académica precisa de pessoas jovens, dinâmicas, com vontade de aprender e de fazer do clube um caso de estudo a nível nacional.

Mas este não é um estágio normal. É que para além da oportunidade e responsabilidade de trabalharem uma marca de referência a nível nacional, os estagiários serão acompanhados regularmente pela Triber Agency, uma agência de Estratégia Digital de Coimbra que acompanha multinacionais como a Allianz, a Carglass ou o Grupo Alves Bandeira.

A Académica é fiel aos seus valores e, por isso, faz questão de proporcionar uma experiência que faça os estudantes crescerem pessoal e profissionalmente. E é aí que entra a Triber, que vai dar o acompanhamento técnico necessário para começarem o estágio como estudantes e terminarem como profissionais de qualidade na área digital.

Os estagiários serão integrados no departamento de Marketing e Comunicação do clube e dividem-se em três funções: Digital Marketer; Business Developer; e Social Media Designer. As candidaturas são feitas em http://bit.ly/EstágiosAACOAF e estão abertas até ao dia 22 de janeiro.

João Carlos Pereira é o novo Treinador da Académica de Coimbra

Após a senda de resultados menos conseguidos, César Peixoto saiu do comando técnico da Briosa e face a isso, João Carlos Pereira vai assumir o cargo de Treinador Principal da equipa profissional da Académica.

O novo técnico de 54 anos, foi durante os últimos 6 anos, Coordenador Geral na Aspire Academy no Qatar, considerada por muitos uma das melhores do Mundo, e que abrange várias áreas do desporto sendo uma academia de excelência para o alto rendimento. Vestiu a camisola da Briosa enquanto atleta e treinou a equipa principal nas épocas de 2003/2004 e 2004/2005.

Como treinador, João Carlos Pereira passou ainda por clubes como Sp. Pombal, Moreirense, Nacional, Estoril, Belenenses e Servette.

foto:AAC