Início » Tag Archives: Comissão Municipal de Proteção Civil

Tag Archives: Comissão Municipal de Proteção Civil

Mangualde-Medidas preventivas para mau tempo até dia 13

Está previsto mau tempo com trovoada e chuva forte a partir da tarde de domingo, 11 até terça-feira, 13, face  a isso, a Proteção Civil alerta:
 EFEITOS EXPETÁVEIS
• Piso rodoviário escorregadio por eventual acumulação de águas pluviais e formação de lençóis de água;
• Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais;
• Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;
• Danos em estruturas montadas ou suspensas;
 MEDIDAS DE AUTOPROTEÇÃO
• Recomenda-se uma tomada de atitude pró-ativa assegurando a desobstrução dos sistemas de escoamento de águas pluviais dos quintais ou varandas, e a limpeza de sarjetas algerozes e caleiras dos telhados das habitações;
• Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias;
• Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
• Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte.
 Esteja atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Alerta Municipal em Fornos de Algodres

Face ao aumento de casos, sobretudo com aparecimento de surtos em duas IPSS do concelho, o Município de Fornos de Algodres, lançou um Alerta Municipal até dia 14 de janeiro.

A Comissão Municipal de Proteção Civil reuniu durante o dia de ontem, 30 de dezembro às 19h por videoconferência, em resultado do aumento significativo de casos COVID 19 no concelho, para analisar a evolução da situação pandémica e decidir sobre o nível de alerta municipal.

Assim há a informar o seguinte:

1 – O aumento do número de casos no concelho, deve-se em grande parte ao aumento do número de casos em duas Estruturas Residenciais Para Idosos, mais concretamente em Maceira (8) e Vila Ruiva (14);

2 – Os utentes e trabalhadores infetados encontram-se maioritariamente assintomáticos e a ser acompanhados permanentemente pelos profissionais de saúde das instituições, Unidade de Saúde Pública e Centro de Saúde de Fornos de Algodres;

3 – Todos os utentes e trabalhadores de ambas as instituições já realizaram testes laboratoriais à COVID 19;

4 – Durante a próxima semana, serão feitos testes rápidos (sempre que solicitados pelas Instituições) pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres com periocidade regular, para avaliar a situação dos utentes e trabalhadores que agora testaram negativo, o que não invalida outras abordagens que vierem a ser determinadas pelas Autoridades de Saúde;

5 – O Município de Fornos de Algodres, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, forneceu todo o equipamento de Proteção Individual solicitado por ambas as instituições para conferir uma maior proteção para os trabalhadores e utentes;

6 – O Município de Fornos de Algodres em articulação com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres já procedeu à desinfeção dos espaços solicitados por ambas as instituições;

7 – A Comissão Municipal de Proteção Civil decidiu contactar a bolsa local de voluntários criada pelo CLDS 4G, no sentido de aferir da disponibilidade dos mesmos para poder apoiar as instituições caso exista dificuldades ao nível dos recursos humanos das instituições;

8 – O Agrupamento de Escuteiros de Fornos de Algodres demonstrou disponibilidade para apoiar as instituições caso venha a existir dificuldades de recursos humanos nas instituições, através de alguns dos seus Chefes de Escuteiros;

9 – A Comissão Municipal de Proteção Civil decidiu solicitar ao Centro Distrital de Segurança Social a ativação da Brigada de Intervenção Rápida para fazer face a um eventual comprometimento dos recursos humanos, tendo o mesmo sido enviado no dia de ontem 30/12/2020;

10 – Foi ainda decidido reforçar os cuidados no sistema de recolha de resíduos sólidos urbanos, mais concretamente o reforço da periocidade de desinfeção dos mesmos;

Assim e perante este contexto, decidiu a Comissão Municipal de Proteção Civil, por unanimidade, propor ao Senhor Presidente da Câmara Municipal a determinação da Situação de Alerta Municipal do dia 30 de dezembro às 2020 até às 23h59m do dia 14 de janeiro de 2021, tendo o mesmo procedido ao despacho que agora se torna público.

Aproveitamos para informar que o Município dará conta do número de total de novos casos e do número total de casos ativos no concelho, logo que seja publicado o Relatório de Situação pela Unidade Local de Saúde da Guarda, uma vez que é esta a entidade competente pela divulgação desta informação.

Informamos ainda que os munícipes que entraram em contacto com o número verde, 800 210 096, estão a ser acompanhados diariamente por parte do Serviço Municipal de Proteção Civil.

Solicita-se assim, a utilização da linha verde 800 210 096 (chamada gratuita) em caso de necessidade relacionada com a pandemia do COVID 19, comprometendo-se o município em dar/procurar uma resposta para as necessidades/questões que vierem a ser colocadas.

O Município de Fornos de Algodres solicita a todos o cumprimento das orientações da Direção Geral de Saúde e das medidas decretadas pelas Autoridades Nacionais, pois esse é o maior contributo que cada um pode dar, para juntos, em comunidade, conseguirmos ultrapassar este desafio.

Queimas e queimadas voltam a ser permitidas, mas só com autorização municipal

Apesar de ter terminado o período crítico de defesa da floresta contra incêndios, as queimas e queimadas voltam a ser permitidas.

As queimas só podem ser realizadas após comunicação prévia, que deve ser feita na Plataforma de Queimas e Queimadas, disponível no site do ICNF, IP (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas) em https://www.icnf.pt/, presencialmente na Câmara Municipal de Fornos de Algodres ou pelo telefone 271 700 060.

As queimadas só são permitidas após autorização do Município, com base no enquadramento meteorológico e operacional, bem como na data e local onde a mesma será realizada.

A realização de queimadas sem autorização e sem o acompanhamento definido no presente artigo, deve ser considerada uso de fogo intencional. (Artigo 27.º do DL n.º 14/2019, de 21 de janeiro)

Pode incorrer em contra-ordenação, cuja coima pode ir de 140€ a 5000€, para pessoas singulares, e 800€ até 60000€ para pessoas coletivas (da Lei n.º 76/2017, de 17 de agosto). Em caso de originar um incêndio, pode incorrer em crime de incêndio florestal (Lei n.º 56/2011, 15 de novembro).

 

Plano de Emergência e Proteção Civil prolongado até dia 31 de maio em Fornos de Algodres

Teve lugar , na sexta -feira, dia 15, a reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil onde saíram as seguintes medidas nesta fase de desconfinamento:

– Manter o Plano de Emergência e Proteção Civil ativado até às 23h59m do dia 31/05/2020;

– Cancelar a realização de todas as festas e eventos no concelho até ao dia 30/09/2020;

– Reabrir o Mercadinho no dia 23 de maio e o Mercado Quinzenal no dia 1 de junho com as devidas precauções relativas ao COVID 19;

– Reabrir todos os cemitérios do concelho, sendo o horário do cemitério municipal de Fornos de Algodres das 9h às 13h todos os dias, fins-de-semana incluído.

Covid-19-Nelas encerrou diversos equipamentos municipais e cancelados eventos

Em Nelas a Comissão Municipal de Proteção Civil reuniu para discutir a problemática que muito preocupa todos os munícipes e instituições relacionada com o vírus  Coronavírus ou doença Covid-19.
Na reunião, além do Presidente da Câmara Municipal e dos Serviços Municipais de Proteção Civil e de vários outros serviços da autarquia (em especial da educação, área social, área cultural, área desportiva e obras, serviços que vêm já acompanhando as instituições municipais como IPSS’s e empresas), estiveram ainda presentes representantes dos postos da GNR de Nelas e Canas de Senhorim, dos Comandos de Bombeiros também de Nelas e Canas de Senhorim, os Presidentes e Representantes de todas as Juntas de Freguesia do Concelho, representante e Diretora Clínica das Termas das Caldas da Felgueira, Representantes dos Agrupamentos dos Escuteiros, Representantes das direções dos Agrupamentos de Escolas de Nelas e de Canas de Senhorim, e ainda, no que diz respeito especialmente à área da saúde e da proteção civil, o Delegado de Saúde concelhio, Dr. Bernardino Campos, o Comandante Operacional Distrital da Autoridade Nacional de Proteção Civil (CODIS) Miguel Ângelo, a Coordenadora da Unidade de Saúde Familiar de Nelas, Dr.ª Irene Ligeiro, e também a Diretora Clínica do Centro Hospitalar Tondela- Viseu, Dr.ª Helena Pinho, tendo todos participado nos esclarecimentos, debate e discussão de medidas a adotar, com vista a minimizar os riscos e a propagação do vírus, para proteção de todos.

Assim foi decretado o encerramento de diversos equipamentos municipais e cancelado diversos eventos agendados para esta fase do ano.

 

Compressor de alta pressão para Agentes da Proteção Civil de Fornos de Algodres

Foi adquirido um compressor de alta pressão da marca pacific para melhorar a capacidade de resposta operacional da Equipa de Intervenção Permanente, do Serviço Municipal de Proteção Civil e do corpo ativo dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres, uma oferta do Município de Fornos de Algodres.

Este equipamento vem facilitar a resposta operacional em atmosferas contaminadas com gases e outros  agentes de poluição, na medida em que facilita a capacidade dos intervenientes em proteger as vias respiratórias.

Para o efeito os operacionais utilizam aparelhos de respiração de circuito fechado, ARICAS, que isolam o fumo e os gases contaminados da sua respiração.

A verdade é que, tão ou mais importante que estes aparelhos, é a existência de uma máquina que possibilite a reutilização dos mesmos, procedendo à absorção, filtragem e compressão, colocando o ar atmosférico dentro do cilindro, de modo a que possa voltar a ser utilizado.

O Município decidiu adquirir este equipamento – Compressor de Alta Pressão marca Pacific – ficando o mesmo localizado no quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres, para que possa ser utilizado sempre que se julgue necessário.

 

Proteção Civil de Mangualde alerta nesta fase de tempo quente

A Proteção Civil de Mangualde alerta para as condições climatéricas que se farão sentir nos próximos dias. Tempo seco, baixos índices de humidade relativa e vento forte são propícios à ocorrência de incêndios rurais. O alerta veio do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e contempla todo o distrito de Viseu.

Segundo o comunicado emitido pelo IPMA, ‘a situação é muito favorável à ocorrência de incêndios rurais que, caso venham a verificar-se, podem evoluir com grande rapidez de propagação e enorme dimensão, uma vez que ainda há grande quantidade de material lenhoso acumulado nos espaços florestais’.

O risco de incêndio exige que todos adoptem medidas preventivas, nomeadamente ‘através da adequação dos comportamentos ao uso e fruição do espaço rural, de modo a que se evitem ignições suscetíveis de originar incêndios rurais grandes e facilmente propagáveis’, diz ainda o mesmo comunicado.

O IPMA alerta para as seguintes proibições:

  • Realizar queimadas ou fogueiras;
  • Utilizar equipamentos de queima e de combustão;
  • Queimar matos cortados e amontoados ou qualquer tipo de sobrantes de exploração;
  • Lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
  • Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais ou vias circundantes;
  • Proceder à fumigação ou desinfestação de apiários com equipamentos sem dispositivos de retenção de faúlhas.

AINDA NO SEGUIMENTO DOS INCÊNDIOS DO PASSADO DIA 15 DE OUTUBRO,

A DIREÇÃO-GERAL DE SAÚDE E A ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE COMUNICAM AS SEGUINTES RECOMENDAÇÕES:

O QUE FAZER APÓS UM INCÊNDIO?

As recomendações, feitas pela Administração Regional de Saúde em conjunto com a Direção-Geral de Saúde, dizem respeito à água, aos resíduos urbanos (lixo doméstico) e aos cuidados a ter a nível individual, familiar e comunitário.

Na sequência dos incêndios que assolaram o território mangualdense e tendo em conta o clima que permanece quente e seco, a Câmara Municipal reitera algumas atitudes e comportamentos que devem continuar a ser tomados após os incêndios. Além da interajuda, recomenda-se especial atenção a crianças, idosos, doentes crónicos, acamados e/ou imobilizados, habitantes isolados, trabalhadores expostos ao sol e animais.

As recomendações, feitas pela Administração Regional de Saúde em conjunto com a Direção-Geral de Saúde e que o Município de Mangualde pretende reforçar junto dos habitantes do concelho, dividem-se em vários aspetos: água, resíduos urbanos (lixo doméstico) e cuidados a ter a nível individual, familiar e comunitário.

Ao nível da água, recomenda-se o uso de água engarrafada para a ingestão ou água da rede pública. Os alimentos consumidos crus devem ser preparados com água desinfetada com cloro (duas gotas de lixívia por litro de água). A água proveniente de poços, tanques e ribeiras apenas deve ser utilizada para rega e lavagens. A água oriunda de poços e furos só deve ser consumida após aconselhamento do delegado de saúde e/ou de análises à qualidade da água.

O lixo doméstico deve ser devidamente acondicionado em sacos e contentores bem fechados.

É também sugerido aos munícipes que aumentem o consumo de água e de alimentos ricos em água, se permanecerem as temperaturas elevadas. Devem evitar-se as atividades de maior esforço físico nestas alturas,

A medicação tomada diariamente deve ser mantida em locais frescos, e nunca deve ser consumido qualquer medicamente sem indicação médica. Os vizinhos são um importante pilar de apoio em caso de solidão e/ou de necessidade de auxílio. Em caso de emergência deve contactar-se o 112 ou a Linha Saúde 24 (808 24 24 24), disponíveis 24 horas por dia.

 Também o Centro de Saúde de Mangualde se encontra em condições de prestar apoio continuado à população atingidas pelos incêndios. É aqui que se deve dirigir quem necessitar, nomeadamente, de apoio psicológico. Esta é uma época em que é importante cuidar de cada um. É importante respeitar o tempo e o espaço do outro, uma vez que nem todos vivem estes momentos da mesma forma.

Por:Mun.Mangualde

Mau tempo fez estragos em Gouveia

foto:ALG

O mau tempo acabou por esta terça-feira fazer estragos.
  Na cidade jardim de Gouveia, não foi exceção, dado que uma estrutura de andaimes, numa das artérias da cidade, desabou para o meio da estrada , ficando esta artéria cortada durante algum tempo, devido ao vento forte e a muita chuva que se fez sentir durante este dia.

Desativado o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil em Mangualde

Autarquia AGRADECE À POPULAÇÃO O PRONTO AUXÍLIO AOS BOMBEIROS

O Plano Municipal de Emergência foi desativado pelas
18h00 desta terça-feira, depois de uma avaliação feita pela Comissão Municipal
de Proteção Civil.
A Câmara Municipal de Mangualde e os Bombeiros
Voluntários de Mangualde agradecem à população, e a toda a comunidade, que
respondeu de imediato com a entrega de centenas de bens essenciais (sumos,
água, sandes, fruta) para ajudar os bombeiros.

 A autarquia mangualdense agradece
ainda a pronta resposta dos seus colaboradores, da população, dos bombeiros e
homens no terreno, aos agentes civis de cariz social, humanitário e privado, às
forças de segurança, aos autarcas locais (Presidentes de Junta), bem como aos
autarcas dos concelhos vizinhos e da região centro que se prontificaram a
disponibilizar meios nesta luta.

A colaboração de todos foi essencial
para a disponibilizar os meios necessários para combater com eficácia o grande
incêndio que afetou o concelho, em que a prioridade foi sempre a defesa das
pessoas e dos seus bens.
A todos o nosso bem-haja.
Por:Mun.Mangualde