Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: concerto

Tag Archives: concerto

Concerto “Sete e Sete” com largas centenas a assistir

Mais de 650 pessoas assistem ao concerto “Sete e Sete” e protagonizam momento inédito de celebração da música, da história e cultura da região, ao lado de uma orquestra com 100 músicos dos 14 municípios.

Um momento único de celebração da Região de Viseu Dão Lafões, da sua música, história e cultura. Um espetáculo verdadeiramente colaborativo, não apenas pela constituição da orquestra (mais de 100 elementos, amadores e profissionais, dos 10 aos 80 anos) mas pela forma como o público presente também se envolveu. A noite do último domingo, junto à Sé de Viseu, foi memorável. Após meses de preparação, o concerto Sete e Sete realizou-se com enorme sucesso.

“Tim Steiner, o maestro responsável, tinha já explicado que o objetivo era desafiar o público a celebrar o orgulho da região, a sua tradição e cultura, participando até em vários dos temas inéditos apresentados. E assim foi, um projeto focado na alegria de participar. Assistimos a algo de inesquecível, que ficará na memória de todos”, afirmou Fernando Ruas, Presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões (a entidade promotora da iniciativa) e também ele em palco na música final, assim como representantes dos municípios da região.

A escadaria da Igreja da Misericórdia tornou-se um palco perfeito, e lotado, para acolher a orquestra coordenada por Tim Steiner. Baterias, cavaquinhos, guitarras, tambores ou acordeões, entre outros instrumentos. E um impressionante coro de 70 pessoas. A audiência, sempre efusiva – mais de 650 pessoas, que tiveram acesso livre ao espetáculo – reuniu interessados e famílias, locais e turistas, numa constante interação. “Celebrámos a nossa identidade, reforçámos o nosso sentimento de pertença e abrimos as nossas portas ao mundo”, afirmou Fernando Ruas.

Sobre o concerto “Sete e Sete”

Este foi um projeto lançado, no âmbito da Programação Cultural em Rede promovida pela CIM Viseu Dão Lafões, foi protagonizado por uma orquestra comunitária, com mais de 100 pessoas de várias localidades dos territórios de Viseu Dão Lafões, entre os 10 e os 80 anos, amadores e profissionais. Em comum partilham o gosto pela música e pelas tradições locais.

O organismo de promoção deste território começou por auscultar os 14 municípios que compõem o território. Desse contacto surgiu uma lista heterogénea de pessoas e coletivos interessados em participar, desde bandas filarmónicas, a ranchos folclóricos, coros e escolas de música, entre outros. Em paralelo, abriu-se a oportunidade, através de uma “open call”, para que qualquer pessoa interessada pudesse integrar o coro. No total, mais de 100 pessoas responderam positivamente ao apelo. Com todas as condições reunidas, avançou-se para as primeiras reuniões e workshops com os participantes, em várias localidades da região. O passo seguinte foram os ensaios iniciais, por grupos, que culimaram nos grandes ensaios dos dias 14, 15 e 16 de julho, já com todos os integrantes, no Teatro Viriato, em Viseu. O resultado foi levado ao palco este domingo, dia 17, pelas 21h30, no Adro da Sé de Viseu.

A entrada para este espetáculo final foi gratuita e representou o acesso a um momento de celebração cultural único para Viseu. O material artístico abordou temáticas diversas, que surgiram nos workshops realizados com as comunidades participantes. As histórias, os anseios, o humor e o património imaterial da região resultaram num todo unido e coerente.

A orquestra foi dirigida pelo maestro inglês Tim Steiner, compositor vocacionado para as performances colaborativas, com larga experiência no desenvolvimento de projetos criativos pela Europa.

Mangualde celebra o 25 de Abril

Para celebrar 48 anos de democracia, o Município de Mangualde, como é habitual, irá assinalar o dia 25 de Abril com um conjunto de iniciativas institucionais, culturais e recreativas promovidas por entidades da comunidade em parceria com o Município.As diversas atividades permitirão aos munícipes assinalarem a festa da liberdade, manifestando gratidão por todos aqueles que combateram a ditadura e permitiram o sonho da liberdade e da democracia, do pensamento crítico, da tolerância e da diversidade plural.

CAMINHADA DA LIBERDADE

O programa de celebração do 25 de abril conta com diversas atividades. A manhã contará com uma Caminhada da Liberdade, que terá como ponto de encontro o Largo Dr. Couto, pelas 9h30, sendo uma iniciativa promovida pela Assembleia Municipal, pela Câmara Municipal de Mangualde e pela União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta.

VIA LUCIS E CONCERTO COM A “BANDA DA PARÓQUIA”

Durante a tarde, serão assinaladas as atividades relativas à Jornada Mundial da Juventude. A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, é um encontro de jovens de todo o mundo com o Papa. Será realizado de 1 a 6 de agosto de 2023. Até lá serão muitas as iniciativas de preparação desse grande momento. Em cada uma das 21 dioceses de Portugal existem já Comités Organizadores Diocesanos, encarregados de dinamizar no seu território o caminho de preparação até à JMJ. No dia 25 de abril a organização de Mangualde realiza a Via Lucis e um Concerto com a “Banda da Paróquia” vencedores do Hino JML, prevendo a participação de jovens de toda a diocese. Esta iniciativa, promovida pela Diocese de Viseu, pela Paróquia de Mangualde, pela Pastoral Juvenil e pela Câmara Municipal de Mangualde, terá lugar na Sra. Do Castelo, pelas 14h30.

APRESENTAÇÃO DE LIVRO DE JOSÉ MILHAZES, COM PRESENÇA DO AUTOR

O final da tarde contará com a apresentação do livro “A mais breve História da Rússia: Dos Eslavos a Putin”, da autoria de José Milhazes, pelas 18horas, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves. Atividade esta promovida pelos Jovens do Castelo em parceria com a Câmara Municipal de Mangualde. Para encerrar sobem ao palco as “Canções de Abril” pelo Grupo de Fados e Guitarradas da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra.

 José Milhazes nasceu e cresceu na Póvoa de Varzim. Em 1977, foi estudar para a União Soviética. Licenciou-se em História da Rússia na Universidade Estatal de Moscovo (Lomonossov) e estabeleceu-se naquele país enquanto tradutor de obras literárias e políticas. Em 1989 começou a fazer trabalho jornalístico na TSF e depois noutros media portugueses. Em 2008, doutorou-se. Regressou a Portugal em 2015 com um conhecimento incomparável no panorama português sobre a sociedade, a política e a história russa. É autor de vasta obra publicada, da qual destacamos “As Minhas Aventuras no País dos Sovietes” (2017) e “Os Blumthal” (2019). Em 2013 foi distinguido com a Ordem do Mérito da República Portuguesa.

A MAIS BREVE HISTÓRIA DA RÚSSIA: DOS ESLAVOS A PUTIN – SINOPSE

Nação de proporções colossais ou continente? Luz do mundo ou terra condenada? Aliado da Europa e do Ocidente ou seu adversário mortal? Território de santos, czares, poetas, pintores, revolucionários e músicos, a Rússia é um enorme mistério que importa desvendar. Esconde uma história tão rica, antiga e diversa quanto desconhecida.

José Milhazes, o grande especialista português da Rússia, propõe neste livro uma viagem fascinante que atravessa séculos e séculos da história, cultura e civilização russas, que começa nos povos eslavos vários séculos antes de Cristo e acaba na atualidade, com Putin.

Concertos no TMG podem ser reagendados

Devido ao luto nacional decretado pela morte de Jorge Sampaio, os concertos agendados para este fim-de-semana no âmbito do Eixo Cultural A25: César Prata + Le Bruit (sábado) e Orquestra Filarmonia das Beiras + António Zambujo (domingo), não se irão realizar. O Município da Guarda irá ver da possibilidade destas iniciativas virem a ser reagendadas. Informaremos assim que possível, das novas datas.

Cimfonia- Concerto “The Art of Song em Fornos de Algodres

Fornos de Algodres recebe nesta sexta-feira, pelas 21h30, em frente à Câmara Municipal de Fornos de Algodres, um concerto “The Art of Song vol.1: When Baroque Meets Jazz”, por Rita Maria & Filipe Raposo, da programação do CIMfonia – Festival Cultural da Serra da Estrela, projeto da CIM Beiras e Serra da Estrela, associado à candidatura da Guarda2027 a Capital Europeia da Cultura.
Neste concerto o duo explora o universo musical formal do extenso período barroco associando-o à liberdade estilística da improvisação e do Jazz.
As influências musicais que moldam artisticamente Rita Maria & Filipe Raposo coabitam num território próprio – a música erudita, o jazz e o cancioneiro tradicional.
As ressonâncias entre Barroco e Jazz são inúmeras. No entanto, algo se destaca: as suas melodias tecidas por um ADN intemporal que Rita Maria & Filipe Raposo guardam e transportam secretamente nas suas memórias afetivas.

Gouveia-“Anfiteatro da Cerca” voltou a ter música

O concerto “Expressões de uma Polifonia Popular Beirã – O instrumento e a partitura, com João Barradas & Quinteto de Cordas da Orquestra Sinfónica de Gouveia” deu vida ao “Anfiteatro da Cerca”, em Gouveia.
Na primeira parte, foram interpretados os temas “Hymn of Remembrance”, de Keith Jarrett (1945), “EN[I]GMA”, de Yann Robin (1974) – uma composição dedicada a João Barradas e encomendada pela Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa, Philharmonie Luxembourg e Casa da Música Porto -, “Las Quatro Estaciones Porteñas”, de Astor Piazzolla (1921-1992) e ainda Otoño Porteño, Invierno Porteño, Verano Porteño, Primavera Porteña, pelo músico João Barradas (acordeão).
Já a segunda parte do concerto contou com “Expressões de uma Polifonia Popular Beirã, de Hélder Abreu e Túlio Augusto, também com João Barradas no acordeão, o Quinteto de Cordas da Orquestra Sinfónica de Gouveia, os violinos de Cláudio Gama, Alexandra Silva, Inês Nunes; Sónia Torres no violoncelo e Dércio Fernandes no contrabaixo.

Concerto de Ano Novo em Mangualde adiado para 30 de janeiro

Agendado inicialmente para dia 9 de janeiro de 2021, o Concerto de Ano Novo em Mangualde foi agora adiado para dia 30 de janeiro, devido à pandemia. Pelas 21h30, as portas da Igreja do Complexo Paroquial de Mangualde abrem-se para um momento protagonizado pela Orquestra Poema e pelo Coro Misto do Conservatório Regional de Música de Viseu. A iniciativa é de entrada livre, mas sujeita a inscrição prévia, através do endereço eletrónico biblioteca@cmmangualde.pt até dia 28 de janeiro ou através do nº de telefone 232 619 889.

Todas as regras de saúde pública serão respeitadas, nomeadamente o uso de máscara, a higienização das mãos, a distância social entre pessoas, a etiqueta respiratória, o respeito das regras de circulação e permanência na sala, etc.

A Orquestra POEMa, uma iniciativa da Câmara Municipal de Mangualde em parceria com o Conservatório Regional de Música de Viseu – Dr. José de Azeredo Perdigão, nasceu em 2013 e tem como intervenientes elementos das Bandas Filarmónicas do concelho de Mangualde, alunos e ex-alunos do Conservatório Regional de Viseu. Dirigida pelo Maestro Tiago Correia e com idades compreendidas entre os 12 e os 30 anos de idade, é composta por duas formações: Orquestra de Sopros e Orquestra de Câmara.

Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves celebra 23 anos em Mangualde

No dia 22 de novembro a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, comemora o seu 23º aniversário. A Câmara Municipal de Mangualde, juntamente com a Biblioteca Municipal, assinalará esta data presencialmente e através de Live Streaming na página oficial de Facebook da Biblioteca Municipal. Os dois momentos acontecerão no dia 21, este sábado, e 25 de novembro.

CONCERTO EM LIVE STREAMING DO MÚSICO FRANCISCO SALES

Assim, este sábado, dia 21 de novembro, pelas 21h30, decorrerá um concerto em Live Streaming, do músico Francisco Sales, através do Facebook oficial da Biblioteca Municipal. Licenciado em JAZZ na Escola Superior de Música em Lisboa e após viver alguns anos em Londres em busca da realização dos seus sonhos, sem saber falar inglês e sem muitas possibilidades, a sua insistência levou-o até ao Bluey, líder dos míticos Incognito, onde atuou em várias partes do mundo. Regressa a Portugal em 2017 e desde então permaneceu no seu país onde diz que “É o país onde me sinto mais inspirado para compor, onde gosto de apreciar a vida e onde me sinto mais seguro e feliz.” Continuando a sua carreira de músico a tocar com os Incognitos por várias partes do mundo, hoje alinha a sua carreira a solo tocando guitarra, mostrando ainda mais o seu talento.

No dia 25 de novembro, quarta-feira, irá decorrer a apresentação de um livro de Lúcia Morgado, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal. A apresentação do livro “Mariana a menina que sonha acordada” de Lúcia Morgado, ilustrado por Sandra Serra, relata uma história, rimada, que conta como a Mariana vê o mundo, dando ênfase aos sentimentos, e como as coisas simples da vida são importantes na infância de uma criança. O momento contará com a apresentação de Irene Mota e Luís Almeida, seguido com um momento musical de Fernando Pereira, terminando a apresentação do livro com uma dramatização das alunas Iara e Mara Campos. Antes da apresentação, pelas 15h00, decorrerá um Workshop de Ilustração com Sandra Serra em Live Streaming a partir da Biblioteca.

Nesta apresentação no dia 25, para além de Live Streaming, existe a possibilidade de assistir presencialmente no local, sendo necessário realizar uma inscrição prévia através do email da Biblioteca Municipal, biblioteca@cmmangualde.pt ou por telefone 232 619 889. Durante todo o momento é obrigatório o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento físico, cumprindo assim com todas as regras impostas pela DGS.

Pinhel recebe Concerto Sinfónico – 9ª Sinfonia de Beethoven

Início das comemorações dos 250 anos da elevação de Pinhel a Cidade.
O ano 2020 vai ser especial para as gentes de Pinhel e restante comunidade, dado que a Cidade Falcão celebra os 250 anos  da elevação de Pinhel à categoria de Cidade  e para isso , vai acolher a 17 de janeiro, um Concerto Sinfónico dedicado à 9ª Sinfonia de Beethoven pelas 21h00 no Centro Logístico de Pinhel, cuja interpretação vai estar a cargo da Orquestra Filarmónica Portuguesa e do Coro de Câmara Filarmónico de Berlim, coincidência de se comemorar  os 250 anos do nascimento de Beethoven, um dos maiores compositores da História da Música. Assim será dado o início das celebrações em grande .
Esta é uma iniciativa que surge também como manifestação de apoio do Município de Pinhel à candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027.

Assim do Programa consta Ludwig Van Beethoven (1770-1827)
Sinfonia no 9 em Ré menor, Op. 125, “Coral”
I. Allegro ma non troppo, un poco maestoso
II. Scherzo. Molto vivace – Presto
III. Adagio molto e cantabile
IV. Presto – Allegro assai
Allegro molto assai (Alla marcia)
Andante maestoso – Adagio ma non troppo, ma devoto
Allegro energico, sempre ben marcato – Allegro ma non tanto – Prestissimo
Osvaldo Ferreira | direção
Sarah Behrendt | soprano
Lisa Wedekind | mezzo-soprano
Raphael Wittmer | tenor
Christian Oldenburg | barítono

A Orquestra Filarmónica Portuguesa foi fundada em maio de 2016 por Osvaldo Ferreira e Augusto Trindade, a Orquestra Filarmónica Portuguesa (OFP) rapidamente captou a atenção do meio musical e artístico português, sendo já amplamente reconhecida, pelo público e pela crítica, como uma
das melhores orquestras sinfónicas nacionais.
O elevado padrão de exigência impresso desde a sua génese, levam-na a integrar um conjunto de músicos de elevado nível técnico e artístico, como sejam instrumentistas premiados em concursos nacionais e internacionais, ex-integrantes da Orquestra  Jovem da União Europeia e músicos estrangeiros residentes em Portugal. Ao juntarem- se a este projeto diferenciador e inovador, estes músicos contribuíram para a criação de uma orquestra que é já, hoje, uma referência e um símbolo de qualidade.
Por sua vez , o Coro de Câmara Filarmónico de Berlim tem-se posicionado, desde a sua fundação, como um dos mais extraordinários coros desta cidade alemã.
Os seus membros são ambiciosos e jovens estudantes de canto, oriundos de todas as regiões da Alemanha, e que combinam o seu amor pela música coral ao mais alto nível numa interpretação inspiradora e significativa.
A experiência dos profissionais, em paralelo com o entusiasmo frenético dos leigos, resulta numa mistura empolgante, na qual todos são estimulados a darem o seu melhor contributo – todos são importantes, ativos e dão forma à música. E assim, as obras dos séculos XVII, XVIII, XIX ou XX soam sempre atuais e vivas. Os programas variados são complementados por obras-primas populares e peças charmosas, quase desconhecidas, apresentando-as numa visão nova e fresca.

TMG palco de concertos da Liga Portuguesa contra o Cancro

Vai acontecer no sábado, 28 de setembro, uma tertúlia e um concerto solidário, no TMG.
Assim durante a tarde, no café concerto, vai decorrer uma tertúlia subordinada ao tema, conhecer a sua saúde, e depois à noite, no Grande Auditório, sobe ao palco o Grupo Musical sessenta e cinco estrelas. Uma tarde com entrada livre, já à noite com um preço simbólico, onde conhecer a saúde e a música são muito importantes.