Início » Tag Archives: Concurso de Empreendedorismo Turístico

Tag Archives: Concurso de Empreendedorismo Turístico

Projeto de Eco Hostel na Lousã vence Prémio de Empreendedorismo do Turismo Centro de Portugal

O projeto “O Nosso Fado”, que vai implementar um Eco Hostel na Serra da Lousã, é o grande vencedor da oitava edição do Prémio José Manuel Alves / Concurso de Empreendedorismo Turístico do Turismo Centro de Portugal. O Concurso de Teses Académicas premiou uma dissertação de Doutoramento sobre experiências enogastronómicas e uma de Mestrado sobre turismo criativo.

Os concursos de Empreendedorismo Turístico e de Teses Académicas, promovidos anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, procuram detetar e apoiar as melhores ideias de negócios turísticos que são geradas todos os anos na região, assim como valorizar o conhecimento científico que é produzido sobre a atividade turística.

Prémio José Manuel Alves / Concurso de Empreendedorismo Turístico distingue projetos inovadores no setor do Turismo, com implementação na região Centro de Portugal. O nome homenageia um ex-presidente da Região de Turismo do Centro, que esteve na génese da criação do gabinete de apoio ao investimento turístico na região. Com oito edições já realizadas, este é o prémio de empreendedorismo turístico mais antigo do país, tendo recebido um total de 378 candidaturas, distinguido 64 projetos e premiado 23.

Entre as candidaturas a esta oitava edição, foram selecionadas oito para a fase final. O júri, composto por Miguel Mendes (Turismo de Portugal) e Guilherme Fonseca (Portugal Ventures), premiou os seguintes projetos:

1.º classificado – “O Nosso Fado”, dos empreendedores Ricardo Cunha e Romane Forgue. O “O Nosso Fado” é um Eco Hostel que vai ser implementado na Serra da Lousã. O empreendimento, ainda em fase de construção, promete oferecer uma acomodação única no vale da Lousã, focado em práticas sustentáveis, cultura local e tradições. “Se procura uma estadia num local remoto, com um funcionamento altamente sustentável e económico, enquanto explora a beleza e cultura do Centro de Portugal, não procure mais e venha descobrir-nos”, afirma Ricardo Cunha, um dos promotores do projeto.

2.º classificado – “Coimbra Experiences Hub”, promovido pela Portugal Green Travel. Esta proposta é uma solução que visa facilitar a experiência do turista na região de Coimbra, concentrando, num local único e central, as várias ofertas de produtos e serviços turísticos de que podem disfrutar na região. “Num mercado como o da animação turística, onde o mercado é atomizado e cheio de microempresas, oferecemos um serviço de venda proativa dos produtos e serviços turísticos, capacitamos os agentes locais e oferecemos um conjunto de serviços de economia partilhada, libertando os RH para atividades operacionais, conferindo ganhos de escala e eficiência de custos e contribuindo para a geração de riqueza e viabilidade económica dos negócios”, afirma João Ramos, cofundador & CFO da Portugal Green Travel.

3.º classificado – “Vista da Torre”, dos empreendedores Daniela Batista, Mark McClure e Adriana Mesquita. Este é um projeto em Águeda, que tem no seu cerne o desenvolvimento de um espaço de 20 mil metros quadrados perto da vila do Ventoso, com o intuito de proporcionar serviços de alojamento, restauração, atividades outdoor e educacionais associadas ao BTT. Erguida a 360 metros acima do nível do mar, esta propriedade montanhosa tem “vistas impressionantes e ininterruptas” pelo Centro de Portugal, em direção às colinas de Figueira da Foz e Coimbra, sem falar de Aveiro e do Atlântico que podem ser vislumbrados a oeste.

Além dos três projetos distinguidos, foram finalistas as seguintes propostas: “Game UP” (Frederico Santos da Costa, Sidnei Pfau e André Conde); “Trilha do Sabor” (Diana Forte Ventura, Fabiane Meneses e Marco Proença); “City Travel” (Hélder Duarte, Mónica Serôdio); “Aguieira Boats” (Rui Guilherme Vidal Seabra de Lopes Craveiro); e “Supernature” (Mariana Teixeira; Beatriz Alves; Constança Seco; Davide Gonçalves, Maria Beatriz Reis).

Todos estes empreendimentos podem ser conhecidos, individualmente e em maior detalhe, em https://bit.ly/3MVBMFO.

Experiências enogastronómicas e turismo criativo valem prémios no Concurso de Teses Académicas

Concurso de Teses Académicas, na sétima edição, tem o objetivo de valorizar o conhecimento gerado no seio da comunidade científica sobre a atividade turística e de o aproximar das empresas do setor do Turismo e de todos os interessados em desenvolver projetos de empreendedorismo turístico.

Das 27 teses submetidas a concurso, foram selecionadas cinco finalistas em cada uma das categorias: Mestrado e Doutoramento. O júri, composto por Alexandra Rodrigues (CCDRC) e Adriano Costa (Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda) distinguiu as seguintes Teses:

Doutoramento: “A co-criação enquanto impulsionadora de experiências enogastronómicas”, Mariana Sousa e Silva Cabral de Carvalho.

Mestrado: “A regeneração do património olivícola em Portugal com suporte no Turismo Criativo“, Inês Costa Soares.