Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: desporto motorizado

Tag Archives: desporto motorizado

Cartaz do Constálica Rallye Vouzela desenhado por Bob Targino

Foram cerca de 30 horas para delinear o cartaz a lápis que o pintor e ilustrador brasileiro a residir em Vouzela há três anos , sendo o autor do desenho do cartaz da oitava edição do Constálica Rallye Vouzela 2021. Bob Targino , o resultado é brilhante.

O cartaz do Constálica Rallye Vouzela 2021 desenhado por Bob Targino teve duas fases e no final traduz os elementos que a organização traçou para a edição da prova deste ano, na estrada nos próximos dias 11 e 12 de Setembro. O artista brasileiro, natural de S. Paulo, empregou a paixão pela ilustração para dar corpo a um inovador quadro que enobrece a competição do Gondomar Automóvel Sport promovida pela Promolafões.

Bob Targino vive em Vouzela há três anos e dedica-se, em exclusivo, à ilustração, graffiti, pintura artística e tatuagem. Uma arte que aprendeu a gostar muito antes de dar os primeiros passos na escola para aprender a ler e a escrever. Foi já nos primeiros anos de escolaridade que apurou o dom de pintor e ilustrar, tornando-se artista de renome internacional.

Conhecedor dos atributos do artista brasileiro, José Correia, responsável pela Promolafões, incumbiu-o de destacar o Constálica Rallye Vouzela através do papel e do lápis, como forma de vincar os valores ambientais, assim como promover o património da região da Beira Alta, na fértil zona de Lafões. Por outro lado, a iniciativa visou também de enaltecer as gentes do território, como forma de conceber mais-valias e aproximar cada vez mais as pessoas.

Bob Targino agarrou a oportunidade com as duas mãos e desenhou uma obra de arte, além de estar no centro de uma conjunção de esforços «para ostentar as emoções dos ralis, uma disciplina automóvel que nunca vivi de perto, mas que terei agora a ocasião de imiscuir-me entre os aficionados».

O artista paulista confessou ser «um apaixonado por Vouzela», encontrando na vila o refúgio predileto, «pelos mais diversos motivos, entre os quais o ambiente, a gastronomia, as pessoas, a qualidade de vida, a beleza dos locais», enfim, propriedades que resumem o que de excelente tem Portugal».

Em Vouzela há cerca de três anos, Bob Targino descobriu «o território através de uma amiga, com que mantinha contacto pelas redes sociais, acabando por ser o principal motor que deu azo a deixar o Brasil, soltando-me do caos urbano paulista e radicar-me no paraíso onde pretendo permanecer até ao fim dos meus dias, embora pretenda conhecer ostros lugares», confidenciou.

O Constálica Rallye Vouzela, que sempre outorgou o valor aos artistas locais, é um veículo por excelência para projetar o turismo local, regional e nacional, ampliando a reputação do destino turístico numa região em articulação com uma estratégia de competitividade e, naturalmente, de desenvolvimento da economia. O pintor e ilustrador brasileiro Bob Targino já começou por destacar a competição como um cartaz singular e que vai, com toda a certeza, correr mundo.

Rampa do Caldeirão-Passadiços do Mondego regressa com mais adrenalina

A Rampa Regional da Guarda, Caldeirão, Passadiços do Mondego regressa no dia 29 de agosto ao idílico cenário da Barragem do Caldeirão, às portas da Guarda. Regressa também a Regularidade Sport a contar para o Racing Trophy Beiras.
Depois de uma primeira experiência bem sucedida, e do agrado, tanto do público como dos pilotos, a estrada que sobe da Barragem do Caldeirão até ao cruzamento Meios-Trinta volta a animar-se com o espetáculo automóvel.
As corridas acontecem durante todo o dia de domingo, 29 de agosto, e envolvem duas modalidades do desporto automóvel; rampa e regularidade sport.
Na corrida de rampa o vencedor da geral e de cada uma das classes será encontrado pelo melhor tempo obtido.
Na prova de regularidade haverá lugar a subidas para tirada de tempos de referência e outras para verificação de regularidade, sendo só permitida a participação às equipas que apresentem, efetivamente, piloto e
navegador, conformes as prescrições específicas.
Está prevista a presença de mais de duas dezenas de equipas, correndo nas diversas classes, em função das
características das respetivas viaturas.
A Rampa da Guarda – Caldeirão, Passadiços do Mondego acontece segundo as normas emanadas pela DGS,
resultantes da pandemia COVID19.
O evento é uma parceria entre a Câmara Municipal da Guarda, e o GUD, envolvendo diversas entidades e
colaborações.

Alexandre Borges em contagem decrescente para Sever do Vouga

No próximo fim de semana de 15/16 de junho, que a equipa da Nelasport regressa à competição, para mais uma ronda do Campeonato de Portugal de Kartcross, no Circuito do Alto do Roçário, em Sever do Vouga.
Nesta que será a 3ª Prova do Campeonato, já habitual em edições anteriores, não será uma novidade para a grande maioria dos pilotos, pelo que se advinha um fim de semana de intensa luta ao cronómetro, face ao que se tem verificado nas duas provas anteriores, de Lousada e Castelo Branco, com vários pilotos a rodar dentro do mesmo segundo.
Para esta Prova, o piloto da Nelasport, Alexandre Borges, encontra-se com a motivação em alta, face aos bons cronos que tem vindo a registar, no entanto e como habitualmente, mostra-se cauteloso em termos de prognósticos. “Nos treinos cronometrados, tenho conseguido realizar cronos bastante interessantes, normalmente dentro do top five, contudo por fatores de ordem diversa, não tem sido possível materializar esse andamento, em termos de resultados finais. Estou bastante motivado para esta Prova e apenas posso garantir, que mais uma vez, vou dar o meu melhor dentro de pista e dentro das possibilidades, procurar um bom resultado na Final”.

foto:JCF

Alexandre Borges não foi feliz no Kartcross

Faltou a “estrelinha da sorte” em Sever do Vouga

Alexandre Borges, da equipa NelaSport, marcou presença na 3ª ronda do Campeonato de Portugal de Kartcross, que teve como cenário, a pista do Alto do Rosário, na Capital do Mirtilo. Temperatura e máquinas em alta, foram os condimentos, de mais um fim de semana carregado de adrenalina, em Sever do Vouga.

Depois de Mação, a equipa encontrava-se motivada, para conseguir colher novamente um bom resultado. O dia de sábado, terminou com um 8º lugar da geral, após os treinos cronometrados e a 1ª corrida de qualificação, com alguns cronos bastante interessantes e a escassos 6,7 segundos da liderança, o que perspetivava uma luta interessante para o dia seguinte.

No domingo, as tão desejadas temperaturas de verão, marcaram presença e a 2ª corrida de qualificação estava a decorrer de feição, até ao furo na última volta, contratempo este, que ainda permitiu registar o 8º tempo da geral. Para a 3ª e última corrida de qualificação da série B, a determinação estava em alta e um bom arranque, permitiu alcançar ainda a meio da primeira volta, o 2º lugar, logo atrás do atual campeão nacional. O ritmo imposto e uma condução sem erros, manteve a perseguição ao líder, até à penúltima curva da 6ª e última volta, momento em que ocorre o inexplicável. Uma tentativa forçada de ultrapassagem, levada a cabo pelo concorrente que seguia em 3º lugar, o qual subiu e voou literalmente, por cima do Alexandre Borges, empurrou o kartcross para fora de pista e que teve como consequência, a queda para os últimos lugares da Q3. Foi um ato irrefletido, ou talvez não, que deitou por terra todo o esforço da equipa. Fica desta Q3, o bom ritmo imposto e o 3º melhor tempo por volta, com a entrada no segundo 35, apenas alcançado por 4 dos 16 pilotos em prova.

Assim e sem possibilidade de recuperação, a queda para 11º na grelha da final, não era em nada, uma posição abonatória, mas mesmo assim, no arranque, foi possível subir para 6º, mas mais uma vez, a cada vez mais “normal” confusão da 1ª curva, com vários toques e uma saída violenta, levou a que fosse apresentada a bandeira vermelha, pelo que a corrida foi interrompida e uma nova partida iria ocorrer. Na 2ª partida, as coisas já não correram da melhor forma e um furo à mistura a 3 voltas do fim, arrastaram definitivamente a equipa para o 11º lugar, longe das ambições iniciais. Ficam como pontos positivos, os bons cronos alcançados e ritmo imposto, os quais, isentos de “interferências” externas, certamente poderiam ter permitido alcançar um resultado bem diferente.

Enfim… “incidentes” que deveriam ser pouco habituais, mas que começam a ser a rotina do Campeonato.

A próxima ronda do Campeonato, está agendada para os dias 21 e 22 de julho, para o Circuito Internacional de Montalegre.

Por:NelaSport foto:PP

Vítor Pascoal vence Rali Sernancelhe / Aguiar da Beira

0raliDepois de uma noite e um dia de grande adrenalina, foram várias dezenas de quilómetros percorridos pelos pilotos, neste Rali , que envolve dois concelhos, Sernancelhe e Aguiar da Beira.

Na noite de sexta-feira, uma super especial que animou o muito público presente, em Sernancelhe.

Já durante este sábado, foram três troços com passagens em Sernancelhe, Távora e Aguiar da Beira.

Assim Vítor Pascoal, ao volante do seu Porsche 997 GT3 completou os 69.30km cronometrados da prova em 40:09.3 minutos.

Esta prova foi pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro

Por:António Pacheco//Foto:RSAB

Rallye Aguiar da Beira/Sernancelhe acontece a 22 e 23 de julho

22jab O rallye está de regresso a Aguiar da Beira e Sernancelhe, para o próximo mês de julho, mais concretamente nos dias 22 e 23.

Esta vai ser mais uma iniciativa que vai fazer movimentar muito adeptos do desporto motorizado, depois do sucesso da edição anterior, de certo que a responsabilidade aumenta para este ano ter algo de novo.

Também uma boa oportunidade par22jab1a rever os carros que a ARC Sports vai assim administrando.

Será uma prova com a junção de duas localidades que vai ter de novo uma grande moldura humana a assistir .

fotos :MAB

Por:António Pacheco

 

Rally Vinho do Dão 2016 apresentado em Viseu

27 e 28 de maio está na estrada

O Solar do Vinho do Dão em Viseu foi esta quarta-feira, palco da apresentação oficial do Rally Vinho do Dão 2016, prova que decorre nos próximos dias 27 e 28 de maio e que promete reafirmar o sucesso do ano passado, elevando o nível de espetacularidade para todos os amantes do automobiliralliesmo e, simultaneamente, promovendo o a região do Vinho do Dão.

José Borges da Silva, Presidente da Câmara Municipal de Nelas, António Mendes, representante da CVR Dão, Jorge Conde, Presidente do Clube Automóvel do Centro e Jorge Amorim, Diretor da prova do Rally Vinho do Dão, deram a conhecer os objetivos, troços, horários e características da prova, revelando algumas das novidades desta edição.

Organizado pelo Clube Automóvel do Centro (CAC) e com o apoio do Município de Nelas, o Rally Vinho do Dão é uma prova disputada em piso de terra e que é pontuável para a 1ª Prova do Campeonato Regional do Centro e para a 3ª Prova do Campeonato de Ralis FPAK, esperando-se uma grande adesão de participantes.

Durante a apresentação, José Borges da Silva, Presidente da Câmara Municipal de Nelas, destacou o impacto económico e social que esta prova trará, não só ao Concelho, mas a toda a Região, destacando a importância da promoção do território e dos produtos regionais, nomeadamente da marca do “Vinho do Dão”. Salientou, ainda, o empenho dos colaboradores e parceiros na organização e divulgação desta prova desportiva, que reúne todas as condições para alcançar o nível de excelência e para duplicar o sucesso da edição anterior, no ano em que também se comemoram os 25 anos da Feira do Vinho do Dão, a realizar-se nos dias 2,3 e 4 de setembro.

Jorge Conde, Presidente do Clube Automóvel do Centro reforçou a forte aposta que tem sido feita no Rally Vinho do Dão e enalteceu todo o trabalho da Câmara Municipal de Nelas para a concretização do mesmo, garantindo que haverá retribuição do investimento feito.

As expetativas também estão elevadas para António Mendes, vogal da CVR Dão, que evidenciou a total disponibilidade no apoio à organização deste evento, que tudo tem para correr da melhor forma.

Jorge Amorim, Diretor do Rally Vinho do Dão, apresentou os troços da prova que na sua generalidade se mantêm semelhantes aos do ano passado, à excepção do primeiro percurso (Algeraz – Quinta da Cerca) onde foi introduzida no início da PEC a pista de Kartcross e ainda a criação de uma zona de espectáculo (um salto) junto à zona industrial. Relativamente à Super Especial e de forma a melhorar as condições de visibilidade/ espectacularidade para o público, serão colocadas bancadas, bem como sonorização que permitirá o acompanhamento constante dos tempos efetuados pelos concorrentes.

O início do Rally está marcado para sexta-feira, dia 27 de maio, com a Super Especial “Vinho do Dão”, pelas 20h55, na Zona Urbana de Nelas, junto às Piscinas Municipais, Escola EB 2,3 Dr. Fortunato de Almeida e Biblioteca Municipal. No sábado, dia 28 de maio, existem sete Provas Especiais de Classificação, tendo início pelas 9h33 no troço de “Algeraz – Quinta da Cerca” (com duas passagens), pelas 10h11 será realizado o troço de “Santar – Vinhas do Dão” (com três passagens) e por último o troço das “Termas das Caldas da Felgueira”, pelas 13h46 (com duas passagens). A entrega de prémios e o pódio terão lugar no sábado pelas 16h50 na Praça do Município.

A Câmara Municipal de Nelas agradece a todos os Parceiros Oficiais do Rally Vinho do Dão, à organização da prova – Clube Automóvel do Centro, bem como aos seus patrocinadores, nomeadamente Comissão Vitivinícola Regional do Dão, Global Wines, Paço dos Cunhas, Quinta de Cabriz, Casa de Santar, Casas do Lupo, JC Automóveis, NelasParq Hotel, Grafinelas, Megabrinde e Restaurante “Os Antónios”, assim como à Equipa AMSports, aos pilotos David Brites, Tiago Gouveia e Luís Borges, pela colocação dos carros em exposição junto ao Solar Vinho do Dão no decorrer desta apresentação.

Por:Mun.Nelas

 

ARC Sports perto do 4ºTítulo absoluto nos ralis nacionais

Equipa dearcs Aguiar da Beira em grande

A decisão do Campeonato Nacional de Ralis de 2015 ficou reservada para a derradeira jornada a disputar a 7 e 8 de novembro no Algarve. Dois dias que se esperam escaldantes, apesar do mau tempo que recentemente assolou a região algarvia. Desta vez a base do Rallye Casinos do Algarve é em Loulé, assinalando o regresso da prova do Clube Automóvel do Algarve aos pisos de terra.

Com mais um título do Agrupamento de Produção já assegurado nesta época, através de Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira, a ARC Sport está agora extremamente empenhada em chegar ao 4º título absoluto nos ralis nacionais, com Ricardo Moura e António Costa. As contas não são fáceis, mas tudo é possível.

“Podemos dizer que é sempre extremamente positivo chegar à última prova do campeonato com a hipótese de alcançar o título. Fomos, novamente, dos conjuntos mais competitivos no Campeonato Nacional de Ralis. Esta prova tem troços muito técnicos, semelhantes a algumas das especiais disputadas no Algarve pelo Rally de Portugal, mas em sentido diferente. Será, na minha opinião, uma prova dura mas extremamente competitiva. O nosso principal adversário é uma equipa oficial e profissional, que irá com certeza ao Algarve, com o objetivo de vencer a prova. Cabe-nos a nós, contrariar esse favoritismo”, afirmou Ricardo Moura.

Depois de terem festejado por três vezes consecutivas o título máximo em 2011, 2012 e 2013, Ricardo Moura e António Costa tentam, agora de Ford Fiesta R5, recuperar esse objetivo pelo qual lutaram ao longo de toda a temporada.

Já com o título de Produção reconquistado, Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira voltam a estar presentes no CNR pelo inegável prazer de competir. Aos comandos do Subaru Impreza R4 da ARC Sport, a equipa vai tentar voltar a triunfar na categoria RC2N.

“Este é o último desafio do campeonato deste ano. Está tudo decidido em relação aos nossos objetivos, que mais uma vez, foram totalmente alcançados. Para este Rallye do Algarve queremos chegar ao fim e lutar pela vitória no grupo, tal como o fizemos quando começou o campeonato: a Ganhar!
Em relação à prova, acho que é o regresso do Rallye do Algarve às origens. Os troços de terra são o verdadeiro carisma do rali algarvio”, disse Adruzilo Lopes.

Para a ARC Sport esta é, sem dúvida alguma, uma prova vital. A equipa de Aguiar da Beira está concentrada em devolver a Ricardo Moura e António Costa o título de Campeões Nacionais de Ralis.

“É sempre bom que a decisão do título absoluto fique reservada para a última prova. Demonstra que foi um campeonato muito competitivo. Vamos fazer tudo para que o Ricardo Moura seja campeão no Algarve, como já aconteceu. Desta vez é uma tarefa difícil, mas não impossível. Acreditamos na justiça dos regulamentos e das decisões dos comissários. Não podemos ir para o Algarve a pensar em deliberações questionáveis, como aconteceu na última prova de Mortágua, onde o Colégio de Comissários não foi muito coerente em termos de decisões. Os critérios devem ser iguais para todos! Acreditamos que poderemos chegar ao título, estando absolutamente confiantes e empenhados em contribuir para o êxito do Ricardo Moura e do António Costa”, concluiu Augusto Ramiro.

O Rallye Casinos do Algarve tem partida agendada para as 12h30 do próximo sábado, terminando no domingo pelas 15h00. São oito provas especiais de classificação em terra, com duplas passagens pelos troços de São Brás, Alportel, Ameixial e Salir.

fonte:ARC Sports