Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: desporto

Tag Archives: desporto

ABC de Nelas -Resultados do fim de semana 22 e 23 de maio

Aqui deixamos todos os resultados da atividade do ABC de Nelas,

sábado, 22 de maio

FUTSAL INICIADOS

Torneio Complementar (2ª jornada)

ABC de Nelas 00 – 04 Viseu 2001

FUTSAL JUVENIS

Torneio Complementar (2ª jornada)

Atitudes Traquinas 07 – 04 ABC de Nelas

FUTSAL JUNIORES

Torneio Complementar (2ª jornada)

ABC de Nelas 08 – 01 Gigantes de Mangualde

domingo, 23 de maio

 

ANDEBOL INICIADAS

Torneio Regional (2ª jornada)

ABC de Nelas 06 – 15 ACOF

 

FUTSAL INICIADOS

Torneio Nacional Sub-15 (3ª jornada)

ADC Nogueiró Tenões 02 – 02 ABC de Nelas

FUTSAL INFANTIS

Torneio Complementar (1ª jornada)

ABC de Nelas 04 – 02 FCLMG Futsal Clube Lamego

 

FUTSAL INICIADOS

Torneio Nacional Sub-15 (1ª jornada)

ABC de Nelas 04 – 04 ADC Nogueiró Tenões

FUTSAL INICIADOS

Torneio Nacional Sub-15 (4ª jornada)

ADC Nogueiró Tenões 09 – 02 ABC de Nelas

                                                        

 

Arranque da construção da Ciclovia na Variante de Nelas

Foi assinado recentemente,  o auto de consignação com o empreiteiro, empresa “A. M. Cacho & Brás, Lda“, de Condeixa-a-Nova, que foi representada neste ato pelo Eng. Pedro Miguel Fernandes, e pelo Presidente da Câmara Municipal de Nelas, José Borges da Silva, no Salão Nobre dos Paços do Concelho,  e marca o arranque da obra de construção da Ciclovia na Variante de Nelas, entre a Rotunda do Milénio – Rotunda da Vinha – Nova Rua António Ferreira Garcia, num investimento de mais de 600.000€, numa extensão de mais de 3Km de ciclovia.
Este investimento foi aprovado no âmbito de uma candidatura efetuada ao Aviso PAMUS (Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável), no Centro2020 da CCDRC, e contará com o apoio financeiro de fundos comunitários de 85%, constituindo uma excelente infraestrutura de mobilidade externa à malha urbana da Vila de Nelas, em particular, como alternativa ao veículo automóvel nas acessibilidades às suas Zonas Industriais Norte e Sul.
O arranque dos trabalhos, cujo prazo de execução é de 10 meses, ocorrerá ainda durante o corrente mês de maio, segundo assegurou o empreiteiro.
Maior mobilidade e melhor acessibilidade à malha urbana e ao tecido empresarial é um compromisso que tem vindo a ser cumprido por parte da Câmara Municipal e continuará a ser realizado noutros locais e noutras localidades.
Foto:MN

Projeto “Mochila às Costas, Sapatilhas no Pé” regressa a Mangualde

O projeto “Mochila às Costas, Sapatilhas no Pé” está de volta ao Município de Mangualde para a 4ª edição. Com início no dia 18 de maio, pelas 20h30, no Largo Dr. Couto, a iniciativa desafia os mangualdenses a praticarem desporto ao ar livre, todas as terças-feiras, durante os meses de maio e junho. Os interessados em participar devem fazer a sua inscrição através do email ssocial@cmmangualde.pt.Cada participante inscrito terá direito a uma T-shirt alusiva ao projeto, que será entregue aquando da sua inscrição. As caminhadas decorrem em cumprimento com as recomendações emanadas pela DGS (higienização das mãos, uso de máscara e o distanciamento social), para que todos os envolvidos possam praticar exercício em segurança. Os percursos estarão sinalizados e terão sempre a presença de técnicas/guias durante a sua realização.

O projeto “Mochila às Costas, Sapatilhas no Pé” está integrado no Plano de Ação de 2021 da Rede Social de Mangualde, no âmbito o Eixo IV – Promover Estilos de Vida Saudáveis. Uma iniciativa que visa incentivar para a prática de exercício físico como forma de combate à obesidade. Pretende ainda consciencializar a comunidade para os seus benefícios tais como: prevenir de doenças cardiovasculares, fortalecer os músculos, melhorar a postura corporal, promover o relaxamento, promover as relações interpessoais e intergeracionais, entre outros.

Conversa com Bino Santos (GD Trancoso)

“A esperança e alegria de podermos festejar todos juntos voltará”

Com a pandemia, o movimento associativo está a passar por tempos complicados, face a isso, os clubes vão à luta e neste caso, fomos conversar com Bino Santos, presidente do Grupo Desportivo de Trancoso, que nos traçou o futuro com novas atividades e o regresso do futebol.

Magazine Serrano – Com o futebol e restantes atividades paradas, eis que o clube vai organizar uma corrida solidária virtual em apoio aos Bombeiros?

Bino Santos – Sim, decidimos organizar esta corrida por forma a angariar bens monetários e alimentares para as Associações dos Bombeiros Voluntários do nosso concelho, antes das mesmas entrarem na época critica de combate a incêndios, e em que toda a ajuda possível é pouca e todos devemos ‘’ajudar a quem nos ajuda’’! Este é já o terceiro evento solidário organizado pela atual direção nos últimos 3 anos.

 

São estes gestos de solidariedade que em tempos de pandemia são precisos nesta altura?

Sim, nos tempos em que vivemos é fundamental ajudar o próximo, criar uma onda de solidariedade e união. No entanto, devemos ter este espírito solidário sempre, e não só nos tempos de pandemia.

 

Com a pandemia agora mais calma, o distrital regressa em princípio no final de abril?

Sim, o regresso está marcado para o final de abril. Neste momento o calendário de jogos já se encontra disponível, todos os clubes foram ouvidos e assim ficou decidido. Não será o campeonato desejável, mas sim o possível.

 

Acaba por ser mais uma temporada atípica, mas será que ainda haverá público até final?

Sim, tudo indica que sim. Porém, vamos aguardar para observar a evolução da pandemia e obter indicações sobre esse tema por parte da DGS.

 

A nível orçamental numa temporada assim é necessária muita ginástica?

Sim, é necessário fazer uma grande gestão e organização. As condicionantes impostas da ausência de público, implicam a anulação das receitas de bilheteira, quotas de sócios, bar e

grande parte dos patrocínios empresariais. Também os apoios da Federação Portuguesa de Futebol são muito escassos, o que dificulta a situação.

 

Trancoso no futuro pode ser uma afirmação no atletismo?

Sim, sem dúvida! Neste momento, Trancoso tem reunidas bastantes condições para a sua afirmação no atletismo, foi feito um grande investimento em infraestruturas e certamente estão em processamento a aquisição de equipamentos básicos para a prática de atletismo.

Guarda-Férias Ativas Páscoa 2021 com edição especial online

Vão decorrer de 29 de março a 1 de abril, numa organização do Município da Guarda mais uma edição das  Férias Ativas (Páscoa 2021)mas, desta vez, devido às circunstâncias pandémicas em que nos encontramos, todas as atividades vão realizar-se online, no Facebook do Município.

As iniciativas propostas destinam-se a jovens entre os 6 aos 16 anos, e serão de âmbito desportivo, recreativo, cultural e ambiental. A iniciativa é gratuita, acompanha a interrupção letiva e vai estar acessível a todos. O desafio do Município da Guarda é que as crianças se divirtam e aprendam em família. Há atividades para todos os gostos: da educação alimentar com dicas de culinária saudáveis ao exercício físico, da música e sons inusitados às artes manuais, da história local com uma viagem por castelos da região à ciência, possível, numa varanda. São muitas e boas as sugestões, todas elas capazes de despertar a criatividade de miúdos e graúdos.
Esta iniciativa é dinamizada pelo setor do Desporto, pela Educação e pela Cultura, esta última através do Teatro Municipal da Guarda (TMG), Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL) e Museu Regional da Guarda. De destacar ainda, nesta edição especial, a colaboração do Geopark Estrela com o filme “A Estrelinha no Geopark”.

Aqui deixamos o programa completo da iniciativa. Agora é só participar!

PROGRAMA FÉRIAS ATIVAS – PÁSCOA 2021

29 de março

12H00

Workshop “Mãos a mexer

Dinamizado pela BMEL

Como compor imagens utilizando fragmentos? Aqui pretende-se abordar a ideia de como a imagem se forma nos nossos ecrãs. Partindo da semelhança entre um pixel e um ponto de uma pintura.

16H30

Viagem Imaginária – À conquista dos Castelos Medievais do Distrito da Guarda

Dinamizada pelo Museu Regional da Guarda

Bem-vindos amigos e aventureiros! O percurso planificado para realizar este peddy paper virtual pelo distrito da Guarda permite-te efetuar uma magnífica viagem por alguns castelos medievais que, há muitos séculos atrás, foram palco de duras batalhas numa época em que os reinos de Portugal e Leão se debatiam pela conquista de determinadas zonas sem um poder senhorial efetivo e que não pertenciam a nenhum dos dois territórios. Dentro deste espírito, e para te ajudar, foi estruturado um discurso de fácil compreensão. Basta para isso leres com muita atenção, teres junto de ti papel, lápis e um livro de História de Portugal, ou consultares alguns sites na Internet sobre o assunto. Aprende ao mesmo tempo que te divertes…

30 de março

12H00

Oficina “Ouvir, Criar, Gravar”

Dinamizada pelo TMG

Uma proposta de audição plena, a música como ponto de partida para criação – desenho e gravação. Prestar mais atenção aos sons que nos rodeiam e descobrir as pequenas melodias que vivem dentro da nossa casa. Se ouvirmos com toda a atenção esta música (fechar os olhos pode ajudar) iremos criar um desenho mais inspirado? Abstrato? Como os movimentos dos sons? E que sons habitam a nossa casa? Vamos gravar os ruídos da cozinha ou os barulhos na sala?

18H30

“Uma Páscoa Diferente mas Inteligente”

Dinamizada pelo Setor da Educação, Nutrição

Páscoa sem ovos de chocolate e amêndoas não é Páscoa!

Temos uma boa notícia, de uma maneira divertida, saudável e equilibrada vamos introduzir saborosas iguarias neste dia de festa: Ovos da Páscoa e Amêndoas Saudáveis. Aqui, vamos ensinar-vos que é possível conseguir gulodices desta época festiva, aproveitando todos os benefícios nutricionais dos diversos alimentos, sem que eles estejam envolvidos por elevadas quantidades de açúcar. Por isso, vamos disponibilizar as receitas e um ebook com toda a informação sobre o valor nutricional de cada um dos ingredientes. Depois é só acompanhares o vídeo com as receitas. A Dânia, o Luís e a Cristiana vão dar uma ajuda!

31 de março

17H00

Atividade Física – Caça aos Ovos

Dinamizada pelo Setor do Desporto

Com a chegada das férias letivas o #GuardaAMexer vai descansar e de Férias Ativas vamos precisar… O trio de professores Filipe, Joana e David: uma empolgante Caça aos Ovos vai realizar. Vamos precisar de arcos, cordas, bolas e, claro, não nos podemos esquecer de nos equipar a rigor. Ovos e coelhos irão aparecer nesta emocionante aventura. Acompanhas-nos?

1 de abril

12H00

Filme “A Estrelinha no Geopark”

Dinamizado pelo Geopark Estrela

A “Estrelinha no Geopark” é a mais recente animação do Estrela Geopark Mundial da UNESCO. Durante 10 minutos, entrarás numa viagem pela origem da Serra da Estrela, recuando mais de 650 milhões de anos, quando esta serra era apenas um fundo oceânico. Esta viagem guia-nos pela paisagem, pelo património e pela História da Montanha mais imponente de Portugal Continental. Aqui aprenderás mais sobre este fantástico território. Não percas esta viagem…

18H30

“Cientista na Varanda”

Dinamizada pelo Setor da Educação – Quinta da Maúnça

Iniciativa que visa exemplificar e sensibilizar os mais novos para a realização de atividades ligadas à produção de alimentos, compostagem, sementeiras, etc, sempre com a vertente “científica” na mira. Disponibilizamos fichas de planificação que poderão ser “descarregadas” pelos interessados por forma a seguir uma metodologia de sucesso para a implementação de uma horta na varanda ou no quintal, assegurando, desta forma, não só a parte lúdica mas também a componente ocupacional, tão necessária na situação de confinamento que vivemos. Preparados? Propomos duas aventuras científicas: a construção de um Minhocário e a construção de uma Horta de Varanda. Venham daí pequenos cientistas!

 

Classic Cars Tour 2021 com desporto e turismo

Criado em 2019, o Classic Cars Tour surgiu na sequência dos Encontros Ibéricos de Clássicos, que ligavam os Museus de Salamanca e Caramulo, com passagem pela Guarda e pelo Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia, e do Festival de Clássicos da Guarda, com o Clube Escape Livre a juntar a vertente desportiva com a turística.

E se a primeira edição da prova decorreu a sul da Guarda, a segunda e as seguintes vão desenrolar-se a norte da mais alta cidade de Portugal, percorrendo estradas dos concelhos: Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda, Mêda, Pinhel, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa, nos dias 18, 19 e 20 de Junho, como consequência do acordo estabelecido entre os seis municípios e o Clube Escape Livre.

Para Pedro Barbosa da Gama, o director da prova, “idealizámos o percurso com o objectivo de proporcionar prazer e diversão aos participantes, que não terão de fazer contas ao longo dos 380 km do traçado, divididos por três secções, escolhido com critério”.

Responsável pela segurança, António Mocho assegurou que “apesar da prova decorrer, como todos sabem, em estradas abertas, vamos ter todas as medidas de segurança para que, a exemplo do sucedido na edição anterior, nada de anormal aconteça”.

 Para a prova de regularidade são admitidos automóveis ligeiros de passageiros, legalmente matriculados e aptos a circular em Portugal Continental, entre 1 de janeiro de 1946 e 31 de dezembro de 1998.

Luís Celínio, presidente do clube organizador, salientou a vertente turística do encontro ao garantir que os concorrentes vão ficar bem instalados no Longroiva Hotel Rural & Termal SPA, terão uma prova de vinhos, na Quinta Vale D´ Aldeia, uma visita noturna ao Museu do Côa, visitas à aldeia histórica de Castelo Rodrigo,  aos centros históricos de Pinhel, Trancoso e Guarda e um percurso pelas estradas do Douro de uma beleza inigualável”. E garantiu que “caso, nessa altura, ainda haja restrições de ordem sanitária, as mesmas serão rigorosamente cumpridas”.

No passeio turístico são admitidas viaturas clássicas e grandes desportivos.

As inscrições abrem a 5 de Abril no portal da FPAK para a prova de regularidade e em www.escapelivre.com para o passeio turístico, e espera-se que a prova repita o êxito da edição anterior.

 

 

AF Guarda-Certificação de clubes e escolas de futebol prossegue a bom ritmo

Continua a decorrer o processo de certificação de clubes e escolas de futebol, deste modo, em fevereiro, seguiu a etapa das visitas técnicas.

Esta é uma ação da responsabilidade da Federação Portuguesa de Futebol, tendo uma Sub-comissão técnica da Associação de Futebol da Guarda, composta pelo vice-presidente Paulo Menano, pelo Diretor técnico Artur Lobão e por Leandro Gonçalves, , já reuniu com alguns dos clubes e deverá concluir as visitas até ao final de março.

Este época, a AF Guarda conta com 30 clubes recenseadas para a certificação, sendo que alguns estão inscritos no processo na modalidade de futebol e futsal e no género feminino e masculino.

Após estas visitas, que estão a decorrer online, a plataforma da certificação irá reabrir, de 24 a 30 de março, para os clubes inscritos poderem fazer algumas alterações no processo.

AD Fornos de Algodres na Taça de Portugal-Época 80/81

Medideira tremeu com os fornenses

Recuamos à temporada de 1980/81, com a AD Fornos de Algodres a mostrar o seu valor na 3ªDivisão Nacional e na Taça de Portugal, onde fez tremer o Amora, uma equipa a militar na época na 1ªDivisão Nacional.

Deste modo, nesta temporada, o Nacional da 3ªDivisão não correu tão bem, mas na Taça de Portugal o brilho foi grande, defrontando grandes equipas nacionais.

Assim, na ronda inaugural da prova rainha, 1/128 finais, a turma fornense defrontou o Sp. Covilhã, com o desaire a surgir e face a isso, numa partida em que os leões da serra foram mais fortes, mas os fornenses pela boa réplica que mostraram na verdade mereciam ter chegado ao prolongamento.

Para os leões da serra, marcaram aos 24´e 29´, digamos que foi repentino e na segunda parte, a turma fornense foi mais forte e Paulo Menano a reduzir aos 80´.

Seguiu-se uma repescagem na prova rainha, com a turma fornense a receber o Niza e Benfica e aqui o Estádio Dr. Moreira da Cruz foi talismã, dado que, aconteceu um triunfo por duas bolas a uma.

Seguiu-se nova ronda e desta vez, em sorteio calhou, o Amora FC, uma equipa da 1ªDivisão Nacional, orientado por Mourinho, pai de José Mourinho, com jogadores que seguiram para carreiras de destaque nos grandes portugueses, ora ia ser “David contra Golias”, mas os fornenses não se intimidaram.

O Nacional da 3ªDivisão não corria da melhor maneira, pois o plantel tinha sofrido algumas saídas em relação à temporada anterior.

Os fornenses rumaram ao sul com vontade de vencer, pois a taça era boa oportunidade de estes jogadores mostrarem o seu valor, muitos foram os fornenses residentes na área de Lisboa se deslocaram à Medideira para ver a sua equipa e se juntarem à claque que foi da Serra da Estrela.

Uma partida jogada no campo da Medideira, com Augusto Bailão da AF Lisboa, auxiliado por Raúl Ferreira e Carlos Jesus.

Por sua vez, o Amora apresentou: Torres, Hélder, Figueiredo, José Mendes, Peixoto, Pinto, Francisco Mário (Cruz, 76´), Arnaldo(c), Pereirinha (Coutinho, 62´), Jorge Silva e Diamantino.

Treinador: Félix Mourinho

AD Fornos de Algodres: Sobral, M.Duarte, Toninho, Cunha, Mourilhe, Verdelhos, José António, Puskas(Pinto,62´), Paulo Menano, Alfredo e Paquete(Matias, 80´).

Treinador: Bento Couceiro

Golos: Puskas, 10´; Jorge Silva,30´; Paulo Menano,57´; Figueiredo, 60´; Jorge Silva, 73´; Coutinho, 75´;

Duas vezes na frente e reta final a decair

Uma entrada forte dos serranos, com o Amora a dar um pouco de espaço, pois pensou ser fácil, mas os fornenses, abriram o ativo aos 10´com Puskas a iniciar o sonho que quase era realidade, na verdade, o Fornos teve bons momentos de futebol.

Jorge Silva a mostrar a qualidade e assim a empatar a partida, mas os visitantes não baixaram os braços e mostraram empenho, levando a igualdade para a segunda parte.

Após o reatamento, os fornenses voltaram à carga, com o segundo golo a surgir por Paulo Menano, aos 57´, voltando a passar para frente do marcador.

O Amora a reagir de imediato, com a igualdade aos 60´por Figueiredo, os fornenses tentaram equilibrar, mas na verdade, foram os locais a ampliar.

Chegaram mais dois golos para os visitantes, com Jorge Silva e Coutinho a fechar a conta, onde o Fornos deu a sua réplica mostrando mais valor.

Em suma, um bom árbitro, numa partida onde a turma fornense mostrou trabalho e empenho, com a meia surpresa a acontecer, dado que, a turma fornense conseguiu enervar o Amora.

Recordar é viver-1988/89 – Taça de Portugal-S. Romão-E. Amadora-0-3

Como recordar é viver, aproveitamos a paragem de confinamento, para trazermos aos mais velhos, uma recordação e aos mais novos que possam saber como era o futebol distrital nesta região quando havia aldeias e vilas com muita gente.

Assim neste distrito da Guarda, muitas são as equipas que têm feito história na prova rainha, claro que, diante dos grandes, a tarefa é sempre complicada devido ao desnível de orçamentos, qualidade dos plantéis, mas é sempre uma boa experiência e a nível de receita nesses tempos atrás dava uma boa fatia para complementar o orçamento.

Assim foi uma grande tarde de futebol que todos os presentes no Estádio Nossa Senhora da Conceição viveram, foi uma casa cheia, com cerca de 5 mil pessoas, era altura que ao domingo à tarde toda a gente ia ao futebol. Estávamos em 11 de janeiro de 1989, a contar para a 4ºeliminatória, isto é, uma temporada antes de os homens da Reboleira terem conquistado a Taça.

Golo antes do intervalo estragou tática

Uma primeira parte com os serranos a utilizar um esquema tático interessante, com Martins, “o patrão”, mas a fazer valer a sua experiência, juntamente com os jovens do setor iam anulando os dianteiros tricolores.

No setor atacante, Nelito, Hélder e seus pares lá iam criando oportunidades e surgiram sempre em ataque rápido, mas eis que ao cair do pano da 1ªparte, surge o golo tricolor com Nélson Borges a emendar combinação com N´Kama, após canto.

A segunda parte, trouxe uma equipa serrana mais balançada para o ataque e vai daí, Jaime muito ativo e já com Basaúla em campo, chega o segundo golo, em jogada rápida do ataque tricolor.

A partir daqui tudo, se complicou, com uma grande penalidade, fruto de corte com a mão de Laranjo, quando a bola ia para as redes serranas.
Para transformar o castigo máximo, Duílio, central experiente, atira certeiro e sem possibilidade de defesa do Keeper Vítor Esteves.

Participação digna dos serranos

Digamos que com três a zero, foi o golpe para os serranos que tudo fizeram para segurar o empate, mas, a grande experiência da turma de João Alves, conduziu ao triunfo.

Uma partida arbitrada por Francisco Caroço, onde o S. Romão era orientado pelo Liberalino Almeida e o Est.Amadora pelo técnico João Alves.
Deste modo, a turma do S. Romão alinhou com: Vítor Esteves, Martins, Laranjo, Inácio, Paulo Fontes, Filipe, Carlos Santos, Américo, Nelito, Hélder e Israel.

Jogaram ainda: Félix e Borrego
E. Amadora: Hugo, Rui Neves, Duílio, Rebelo, Caetano, Nito, Jaime Cerqueira, Nélson Borges, N´Kama e Coelho.
Jogaram ainda: Basaúla e Pedro Xavier.
Golos: Nélson Borges, 45, Basaúla,58´, Duílio,79´
Em suma, uma grande participação do S.Romão, um feito que poucas equipas podem dizer o mesmo, porque foram três triunfos e sucumbiram contra uma equipa que acabou na 9ºposição da Liga principal. Os serranos detinham um bom leque de atletas que naquela altura tinham imensa qualidade.

Fazemos uma homenagem sentida a Paulo Fontes que recentemente faleceu, mas depois, Nelito que foi e ainda é uma figura de grande destaque no historial da equipa.
Borrego que nesta altura estava a dar os primeiros passos de sénior e que veio a ter bons desempenhos, onde hoje é um treinador conceituado, na zona da grande Lisboa.
Carlos Santos, um símbolo da serra da Estrela onde defendeu muitos emblemas, Inácio que se destacou no Lusitano e mais tarde no Fornos de Algodres, entre outros.
Liberalino que passou de jogador a treinador e aqui iniciou uma carreira de técnico de sucesso por muitos clubes, sobretudo na cidade mais alta.
Uma tarde de sonho para recordar sempre, este leque de bons atletas que despontam na região.

GD Mangualde deseja Boas Festas

Em comunicado, o GD Mangualde deseja a todos Boas Festas.

“A poucos dias de terminar o ano 2020, é chegada a hora de em poucas palavras, avaliar o presente e projetar o futuro.

Vivemos hoje um contexto inédito, inesperado e imprevisível, que impôs ao desporto uma realidade muito diferente daquela que conhecíamos. A saúde e o bem-estar, são hoje a preocupação dominante, relegando para segundo plano as questões desportivas. Em poucos meses tudo se alterou. Deixámos de conseguir planear “com os olhos postos no futuro” como sempre fizemos e passámos a gerir a incerteza do “dia a dia”.

Hoje, o movimento associativo, sobretudo no desporto amador, atravessa uma crise sem precedentes. Por imperativo legal, estamos fisicamente afastados dos nossos Sócios, Adeptos e Simpatizantes, o que se traduz numa quebra abrupta de receitas de quotização, donativos e bilhética. Simultaneamente e por força da atual crise económica, deparamo-nos com uma diminuição drástica do apoio publicitário dos nossos patrocinadores. Estes indicadores são ainda mais preocupantes, quando acompanhados pela total ausência de medidas de apoio das instituições que tutelam o desporto e que, ao decidirem manter os elevados custos de competição, sufocam o normal funcionamento dos clubes.

É por isso fundamental que o nosso compromisso presente e futuro, com os Sócios, Atletas e Treinadores, seja a obrigação de tudo fazermos para que o Grupo Desportivo de Mangualde consiga sobreviver ao maior desafio da sua história. Tal como sucedeu num passado não muito longínquo, não hesitaremos em colocar a sustentabilidade financeira acima de meros resultados desportivos. Será um risco que assumiremos, como aliás sempre fizemos, conscientes de que este é o melhor caminho para o G.D.M continuar a enfrentar os desafios que os novos tempos nos colocam.

Ao desânimo e resignação, responderemos ainda com mais trabalho e dedicação, na certeza de que JUNTOS conseguiremos VENCER mais esta batalha.

Os Órgãos Sociais do Grupo Desportivo de Mangualde desejam a TODOS um Bom Natal e um Bem-aventurado Ano Novo”