Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: diocese viseu

Tag Archives: diocese viseu

Diocese de Viseu sugere que fiéis vão ao cemitério de forma gradual

Nota Pastoral – Viver a Esperança na Vida Eterna

Foi emitida uma Nota Pastoral na Diocese de Viseu que refere: A Liturgia da Comemoração de Fiéis Defuntos, que tem grande manifestação cristã na vida dos fiéis e da Igreja, este ano em contexto de Pandemia de Covid-19 e vivendo em situação de contingência, tendo presente as Orientações sanitárias e das autoridades de saúde pública local, que não permitem ajuntamentos públicos com número elevado de pessoas, convidam-nos a cumprir a lei tendo presente as Orientações da Direção Geral de Saúde e as Orientações Pastorais para a nossa Diocese de Viseu.

Aproximando-se os dias 1 e 2 de novembro em que muitas pessoas se deslocam aos cemitérios, especialmente durante as romagens e as celebrações de sufrágio dos fiéis defuntos, havemos por bem olhar para a comunidade com o bom senso pastoral, a virtude da prudência e da caridade. Convido os pastores e todas as pessoas a rezar em sufrágio dos defuntos participando na celebração da Eucaristia, na visita ao cemitério de forma privada, respeitando sempre as medidas profiláticas de Saúde Pública com o gesto de desinfetar as mãos, usar a máscara, fazer o distanciamento físico e evitar sempre o ajuntamento de grupos.

Todos somos livres e responsáveis, “todos estamos no mesmo barco” e queremos o bem de todos. Não queremos ser responsabilizados por infetar ninguém, nem sermos infetados pelo vírus.

A promoção da Saúde é um bem precioso para a humanidade, algo que devemos promover e incentivar, educando para os valores da vida e da saúde, num diálogo de abertura e compreensão para vivermos todos a vida “em fraternidade e amizade social” (Papa Francisco).

Conscientes de que o momento presente continua a ser crítico com o aumento de número de contágios e aumento de números de mortes, sabendo que são muitas as pessoas que nestes dias vêm de outros lugares e do estrangeiro às suas comunidades para participar na visita e na romagem aos cemitérios e rezar pelos seus entes queridos.

Perante a atual situação de pandemia pedimos a todos os pastores e fiéis que acolham as seguintes orientações da Diocese e em comunhão de verdadeira fraternidade, todos sejam cumpridores das seguintes normas pastorais:

  1. Estamos autorizados a celebrar a Eucaristia ou a promover a Celebração da Palavra dentro da Igreja ou capela, ao ar livre se o tempo o permitir, no dia 1 de novembro, celebração de Todos os Santos, e no dia 2, na Comemoração de Fiéis Defuntos, cumprindo sempre as orientações que já assumimos como de ver cívico e boa prática reconhecida à Igreja. No final da Eucaristia podemos fazer uma oração de sufrágio por todos os defuntos. Exortemos os fiéis a visitarem os cemitérios durante o mês de novembro e rezarem pelos fiéis defuntos, evitando sempre os ajuntamentos proibidos por lei.
  2. Não estamos autorizados a realizar procissões ou romagens aos cemitérios. De acordo com a lei, os cemitérios estão sob a tutela da autoridade civil. A celebração da Eucaristia na Capela do Cemitério ou qualquer outra celebração comunitária de fé está proibida.
  3. Aproveitemos as nossas homilias para apresentar o verdadeiro valor e sentido da vida, o chamamento de todos à santidade, a beleza da vida eterna, a importância da oração de sufrágio pelos fiéis defuntos, o sentido pleno da morte, procurando educar e formar as pessoas e os cristãos para o verdadeiro sentido das exéquias, ajudando também os fiéis a fazerem de modo sadio e cristão o luto.

 

Espero que a comunhão, na unidade de critérios pastorais e na corresponsabilidade, seja assumida por todos.

Confio a Nossa Senhora do Rosário, a Mãe de Jesus e nossa Mãe, o caminho da Missão renovada da Igreja, para que com a oração do terço em família, imploremos o eterno descanso de todos os fiéis defuntos.

Unido aos vossos sentimentos e preocupações pastorais, desejo-vos o maior bem com gratidão e estima pessoal.

 

Viseu, 7 de outubro de 2020

† António Luciano dos Santos Costa,

Bispo de Viseu

Confirmação da Fé para jovens em Fornos de Algodres

crisma em Fornos Ao final da tarde deste domingo, 10 de abril, o Senhor Bispo deslocou-se a Fornos de Algodres para presidir à Eucaristia e confirmar na fé 42 jovens oriundos das paróquias que compõem esta Unidade Pastoral. A igreja matriz de Fornos de Algodres foi pequena para acolher todos os que ali acorreram para testemunhar o compromisso que estes jovens quiseram assumir com Jesus Cristo. O Senhor Bispo convidou todos os presentes a, individualmente ou em grupo, estudarem a nova Exortação Apostólica “A Alegria do Amor”, a defenderem a vida humana das políticas de morte e a rezarem pelas vocações, não só nesta semana a elas dedicada, mas sempre. O D. Ilídio agradeceu à comunidade de Fornos de Algodres o carinho que deram ao Seminário Menor enquanto esteve sediado na vila e desafiou os jovens presentes a colocarem a possibilidade de virem a consagrarem-se a Cristo, quer pelo sacerdócio quer pela vida religiosa. Além do pároccrisma em Fornos1o, Pe. Jorge Luís, e do Diácono Carlos Rodrigues, concelebraram o Cónego Miguel de Abreu (colaborador assíduo nestas comunidades) e o arcipreste, Pe. Nuno Azevedo.

Por:B.V.P.P-facebook

Padre Manuel Clemente homenageado pelas Bodas de Prata na Eucaristia Crismal

p clememte A manhã desta Sexta-feira Santa foi vivida na Sé de Viseu, onde decorreu a Eucaristia Crismal presidida pelo  Bispo de Viseu,D. Ilídio Leandro.

Para além do significado deste dia, esta celebração ficou marcada pelo homenagem ao Padre Manuel Clemente que celebra neste ano as suas Bodas de Prata Sacerdotais.

Não podia de deixar presentes as gentes ligadas ao CSP Castelo de Penalva,  CSP Vila Cova do Covelo e CSP Antas, no sentido de agradecer tambép clememte1m toda a obra que o sacerdote tem realizado nestas localidades e instituições.

Deste modo é sempre bom realçar a dedicação de uma pessoa a uma causa nobre e sobretudo à sua comunidade.

Por:António Pacheco

fotos:CSCP

Fase da Quaresma se inicia esta quarta-feira de cinzas

igrejaA Páscoa é celebrada no domingo após a primeira lua cheia que se siga ao equinócio da primavera, no hemisfério norte, pelo que o carnaval acontece entre 3 de fevereiro e 9 de março, sempre 47 dias antes.
A Igreja viria a alterar e adaptar práticas pré-cristãs, relacionando o período carnavalesco com a Quaresma: uma prática penitencial preparatória à Páscoa, com jejum começou a definir-se a partir de meados do século II; por volta do século IV, o período quaresmal caracterizava-se como tempo de penitência e renovação interior para toda a Igreja, por meio do jejum e da abstinência.
Tertuliano, São Cipriano, São Clemente de Alexandria e o Papa Inocêncio II contestaram fortemente o carnaval, mas no ano 590 a Igreja Católica aprova que se realizem festejos que consistiam em desfiles e espetáculos de caráter cómico.
No séc. XV, o Papa Paulo II contribuiu para a evolução do Carnaval, imprimindo uma mudança estética ao introduzir o baile de máscaras, quando permitiu que, em frente ao seu palácio, se realizasse o carnaval romano, com corridas de cavalos, carros alegóricos, corridas de corcundas, lançamento de ovos, água e farinha e outras manifestações populares.
Sobre a origem da palavra Carnaval não há unanimidade entre os estudiosos, mas as hipóteses “carne vale” (adeus carne) ou de “carne levamen” (supressão da carne) remetem para o início do período da Quaresma.
A própria designação de entrudo, ainda muito utilizada, vem do latim ‘introitus’ e apresenta o significado de dar entrada, começo, em relação a esse tempo litúrgico.
A Quaresma, que este ano se inicia a 10 de fevereiro, com a celebração de Quarta-feira de Cinzas, é um período de 40 dias, excetuando os domingos, marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, que serve de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão.
Nos primeiros séculos, apenas cumpriam o rito da imposição da cinza os grupos de penitentes ou pecadores que queriam receber a reconciliação no final da Quaresma, na Quinta-feira Santa.
A partir do século XI, o Papa Urbano II estendeu este rito a todos os cristãos no princípio da Quaresma.
Na Liturgia, este tempo é marcado por paramentos e vestes roxas, pela omissão do ‘Glória’ e do ‘Aleluia’ na celebração da Missa.

Por Diocese de Viseu

D.Nuno Almeida ordenado Bispo e segue para Braga

A tarde deste domingoIMG_6893 foi de grande alegria na Diocese de Viseu, dado que D.Nuno Almeida, foi ordenado Bispo.
Um orgulho que todos os seus paroquianos e familiares e amigos sentiam ao ver alguém especial se tornar um dos que contribuem em grande para levar a palavra de Deus.
Uma grande multidão aplaudiu e sentiu grande alegria na Sé de Viseu, onde a cerimónia foi presidida pelo Bispo D.Ilídio, ladeado de D.Jorge Ortiga e D.António Marto entre outros.

D.Nuno Almeida no final era um homem feliz e pronto para iniciar esta tarefa que lhe foi confiada. IMG_6910

Por:António Pacheco

Fotos:SP/FP

Mensagem de Natal do Bispo de Viseu -D.Ilidio Leandro

1d_ilidio_2D. Ilídio envia a toda a Diocese a sua já tradicional Mensagem de Natal, desejando que esta época seja menos “de calendário” e mais “de vida pessoal, familiar, social, cultural”. Aqui fica a sua Mensagem:

Tantos sinais novos: nas montras, nas casas, nas ruas e nas praças! Sinais que anunciam o Natal. Esta quadra festiva marca todas as realidades, todas as pessoas, seja quem for e pense como pensar. O Natal não deixa, mesmo, ninguém indiferente. Ainda que os seus efeitos sejam mais de calendário do que de vida pessoal, familiar, social, cultural e tudo o mais, nada é indiferente, neste tempo.
Sabemos todos, por experiência, que passada a Quadra e desfeitos os enfeites, tudo parece voltar à mesma e fica tudo igual… E é uma pena porque o Natal é, mesmo, um sonho real de ontem que seria muito bom se fosse tornado realidade do hoje e de todos os amanhãs!
É verdade! O Natal quer, mesmo, ser um suplemento de alma e de vida para todos. Diz-nos que a paz e o amor são possíveis. Diz-nos que os piores efeitos “estufa” podem evitar-se e que a natureza pode ser espaço de todos e para todos, oferecendo vida com qualidade e com paz para todos. Diz-nos, mesmo, que o Papa Francisco tem razão e que, guiados por ele, damos vida nova a este mundo que Deus muito ama.
Como era bom acreditar no Natal! Ao menos neste tempo, tudo diz alegria, solidariedade, amor e paz.
Façamos tudo para que os dons do Presépio e do Natal de Jesus sejam aceites, vividos, partilhados e todos gozem e transmitam a paz universal.
Com amizade – Bispo de Viseu

Por:Diocese Viseu

Quinta do Seminário S.José em Fornos de Algodres remodelada

Aos poucos, o antigo Seminário S.José na localidade de Fornos de Algodres vai ganhando forma.
Depois de algumas obras de restauração nos interiores, e uma campanha de limpeza que foi realizada nos jardins da frente do edifício, agora é vez de a quinta sofrer uma remodelação.

Deste modo, o antigo pomar esta a ser transformado, isto é, a substituição por espécies novas de maçã para que num futuro próximo esta quinta possa ser conhecida pela maçã de qualidade.
Tudo isto é possível através de  um projeto agrícola da iniciativa e da responsabilidade da Diocese de Viseu e que conta com o apoio de Fundos Comunitários.
Esta uma forma brilhante de dar uma nova vida a este espaço, para que no futuro possa ter uma imagem nova.

Por :António Pacheco
Fotos de :Padre Nuno Almeida

Carlos Rodrigues ordenado novo diácono

Este domingo, foi de festa na localidade da Cortiçada, a
freguesia se galanteou para as cerimónias de Ordenação de Diácono do
jovem Carlos Rodrigues, onde as gentes desta região compareceu em massa,
onde a Igreja foi pequena para acolher tanta gente.

Depois da
procissão inicial, a celebração presidida por D.Ilidio Leandro, Bispo de
Viseu, onde muitos párocos das zonas limítrofes se associaram à festa.
Um
dia diferente mas com muito significado para este jovem que depois do
estágio, continua na Unidade Pastoral de Fornos de Algodres, apoiando o
Padre Nuno Almeida.
A terminar, um banquete no Salão Multiusos na Cortiçada, onde a animação também existiu.

Por:António Pacheco

Diocese de Viseu participa na Clericus Cup 15

foto:Clero Viseu

  Mais uma vez a equipa de futsal do Clero de Viseu, está a preparar -se para participar uma vez mais na edição deste ano da Clericus Cup, face a isso os Padres visienses vão treinando para poder entrar em ação na fase nacional a decorrer em Arcos de Valdevez, região de Viana do Castelo.

  Desta forma, a equipa da Diocese de Viseu procura obter um bom resultado, no intuito de futuro.

Por:António Pacheco

Um mar de gente para receber a Imagem Peregrina de NS Fátima em Viseu

 Um mar de gente para receber a Imagem Peregrina de N.S Fátima em Viseu

Imagem Peregrina em Viseu Maio 2015
foto:Diocese Viseu
foto:P.Tó Jó

 Depois da bênção de envio ao fim da manhã em Fátima, a Imagem Peregrina de N.S Fátima rumou à cidade de Viriato, onde tinha um mar de gente a aguardar a sua chegada, assim como o Bispo D.Ilidio Leandro, onde o largo da Sé acolheu toda esta gente.

 Assim durante o resto do mês, a Imagem Peregrina vai visitar as diversas localidades da Diocese de Viseu,nesta região entre os dias 22 a 27 deste mês corrente, Nelas, Mangualde, Penalva do Castelo, Fornos de Algodres,Aguiar da Beira e Satão.