Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: empresas da CIMBSE

Tag Archives: empresas da CIMBSE

Diversas empresas do território CIMBSE rubricam contratos de apoio

O grande palco do TMG na cidade da Guarda acolheu a assinatura de diversas empresas da Comunidade Beiras e Serra da Estrela  de contratos de financiamento da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE), que a Guarda integra, no âmbito do Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN).
Uma  sessão  presidida pela ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, que contou com a presença da Secretária de Estado da Valorização do Interior Isabel Ferreira, a Presidente da CCDRC/Centro, Isabel Damasceno, o Presidente da Comunidade Intermunicipal Luís Tadeu, o Presidente da Câmara Municipal da Guarda Sérgio Costa e representantes de candidaturas aprovadas no PAPN, que assinaram contratos de financiamento com a Autoridade de Gestão do Programa Operacional Centro 2020.

Das 122 candidaturas ao aviso de concurso n.º CENTRO-D7-2021-12 publicado em fevereiro de 2021 pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela no âmbito do Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN), foram aprovadas 61 candidaturas, que totalizam um investimento elegível total de 9.074.310,00€ ao qual está associado um financiamento (fundo europeu FEDER) no montante de 5.133.835,00€, distribuído pelas empresas ligadas ao setor do Turismo no montante de 816.796,00€ e o restante pelas empresas ligadas ao setor da Indústria de transformação/extração no montante de 4.317.039,00€.

Estas empresas vão investir, na expansão das suas instalações, aquisição de novos equipamentos, diversificação da produção, redução de custos com energia e modernização de processos e serviços prestados.

Estas empresas operam sobretudo nos setores na CAE REV 3: Indústrias extrativas; Indústrias transformadoras; Turismo: Estabelecimentos hoteleiros, turismo no espaço rural, parques de campismo e de caravanismo, restauração e organização de atividades de animação turística.

Sérgio Costa, Presidente da Câmara da Guarda, abriu a sessão e referiu que o PAPN é um estímulo à Produção Nacional e um poderoso investimento público, reforçando que são medidas como esta que diferenciam os territórios do interior, contribuindo para uma economia mais sustentável. Salientou a importância do PAPN como instrumento de apoio direto ao investimento empresarial produtivo. Referindo, como autarca, a importância das micro e pequenas empresas para a economia local, uma vez que «dão sangue e vida económica ao nosso território». Reforçou ainda a ideia «de voltar à discussão da regionalização como fator de diferenciação e desenvolvimento territorial», como já referiu noutras ocasiões. E concluiu que «o Porto Seco da Guarda será uma realidade que trará desenvolvimento a todo o Distrito da Guarda e ao Interior». O PAPN é uma iniciativa do ministério da Coesão Territorial.

Luís Tadeu, Presidente do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela assumiu que as micro e pequenas empresas candidatas são prova da sua existência e integração na sociedade e contribuem para uma melhor e maior dinâmica da Comunidade Intermunicipal.

Salientou ainda a importância dos próximos avisos serem alargados a outras áreas, e mostra-se disponível para colaborar na operacionalização de avisos que vão de encontro às necessidades das empresas do território.

Nas palavras de Isabel Damasceno, Presidente da CCDRC/CENTRO 2020, este projeto tratou-se de uma força conjunta e concertada, usando diversos instrumentos virados para o território com características diferenciadoras, nomeadamente SI2E, + COESO emprego e agora o PAPN.

A cerimónia encerrou com o discurso da Ministra da Coesão Territorial Ana Abrunhosa que ressalvou que esta medida é “um exemplo de coesão territorial, tratar diferente o que é diferente”.