Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Figueira de Castelo Rodrigo

Tag Archives: Figueira de Castelo Rodrigo

Figueira de Castelo Rodrigo quer aproximar estudantes do interior à ciência e inovação

O programa “Conversas para o futuro e mais além”, promovido pela Plataforma de Ciência Aberta – Município de Figueira de Castelo Rodrigo, em colaboração com a Universidade da Beira Interior, em particular com as Unidades de Investigação LabCom – Comunicação e Artes e o Centro de Investigação em Ciências da Saúde (CICS-UBI).

Tem como objetivo aproximar jovens estudantes da ciência, tecnologia, inovação,

A iniciativa arranca na próxima sexta-feira, dia 24 de setembro de 2021, dia em que se comemora a Noite Europeia dos Investigadores. A primeira edição do programa, envolve mais de 250 alunos, e conta com a presença da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, e de 15 investigadores de todo o país.

O programa pretende aproximar estudantes, de regiões mais isoladas, a profissionais ligados às áreas da investigação, inovação, tecnologia e empreendedorismo, com o objetivo de potenciar o conhecimento, motivação e ambição nos seus objetivos académicos e de carreira futura.

Durante as conversas, os participantes têm a oportunidade de trocar ideias, de conhecer o quotidiano de trabalho destes profissionais, mas também os seus percursos de vida e desafios.

Esta iniciativa faz parte do projeto REGGAE (Researchers for European Green Growth and Education), coordenado pela Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, o Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto (i3S) e o Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier (ITQB).

*Programa em anexo

PROGRAMA_PCA

” Reservas da Biosfera – Territórios Sustentáveis, comunidades resilientes” em Figueira de Castelo Rodrigo

Figueira de Castelo Rodrigo acolheu a apresentação do projeto “Reservas da Biosfera – Territórios Sustentáveis, comunidades resilientes”, na Junta de Freguesia de Castelo Rodrigo.

A sessão contou com a presença da Professora Doutora Helena Freitas, da Universidade de Coimbra e Coordenadora da Cátedra UNESCO e Conservação para o Desenvolvimento Sustentável, e da Professora Doutora Fernanda Rollo, da Universidade Nova de Lisboa FCSH. Depois da apresentação, aconteceu a visita ao território e conhecer o espaço envolvente da reserva.

O projeto tem como objetivos principais reforçar o conhecimento, a visibilidade e a valorização das 12 Reservas da Biosfera da Unesco Portuguesas, em articulação com as suas comunidades e com base nos ativos patrimoniais e serviços de ecossistema.

As Reservas da Biosfera são territórios que se distinguem pela singularidade do património natural e cultural que integram, visando a sua salvaguarda em harmonia com o bem-estar das comunidades residentes. Esta distinção representa um compromisso com o desenvolvimento sustentável, refletindo a contribuição da ciência e a promoção da educação e da cultura.

Figueira de Castelo Rodrigo recebe Campeonato de Portugal de Perícia

O Campeonato de Portugal de Perícias inicia-se em Figueira de Castelo Rodrigo com uma dupla jornada já este sábado dia 24 de julho e com transmissão em direto online para o Facebook do Município de Figueira e do Clube Escape Livre. O campeão nacional em título, Jorge Almeida, encabeça uma lista de, quase, 30 pilotos oriundos de todo o país.

A informação recebida pela Câmara de Figueira de Castelo Rodrigo e pelo Clube Escape Livre por parte da entidade responsável da saúde não era a esperada, mas, respeitando-a, o Slalom de Castelo Rodrigo e a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo não vão ter público.

Para Paulo Langrouva, Presidente do Município, é uma situação que não vem ajudar, mas organizar as provas: “é uma oportunidade, não totalmente aproveitada, mas é uma oportunidade de nestas circunstancias tão limitativas trazer equipas a Figueira e contribuir para a economia local, já de si tão depauperada. Só a nível de hotelaria, o Slalom ocupa, este fim-de-semana, 70% dos alojamentos. Depois há a imagem e o retorno mediático que temos a certeza ajudará a trazer, logo que ultrapassada esta pandemia, muitas pessoas a Figueira de Castelo Rodrigo.”

Já para o presidente do Clube Escape Livre, Luís Celínio: conhecida a decisão havia que tomar medidas permitindo que os milhares de entusiastas que visitam Figueira para o Slalom pudessem assistir ao espetáculo. Daí a transmissão em direto online e daí também a presença de vários meios de comunicação nacional que vão garantir a cobertura total do evento a nível de rádio, imprensa e televisão.”

Este sábado às 14H30 inicia-se o Slalom de Castelo Rodrigo e às 20H30 a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo. Inscritos já 24 pilotos. O facto de as inscrições ainda se encontrarem abertas pode aumentar uma lista que é encabeçada pelo primeiro campeão nacional de perícias, Jorge Almeida, a participar com duas viaturas Volkswagen Polo R e Opel Corsa.

Pedro Silveira em BMW, António Borges em Lotus Seven, António Alexandre em Mini, Dino Almeida em Honda S 800, Gonçalo Micaela em BMW Z3, Miguel Vicente em Ford, Fernando Morgado em Toyota, são alguns dos muitos que vão proporcionar um grande espetáculo que não poderá ser vivido presencialmente pelo público, mas pode ser seguido em direto em qualquer parte no Facebook do Município e do Clube.

 

Slalom de Castelo Rodrigo e a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo regressam

O Slalom de Castelo Rodrigo e a Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo, ambas pontuáveis para o Campeonato de Portugal e ainda para o Troféu Raiano de Perícias regressam e terão lugar no sábado, 24 de julho, a primeira às 14H e a segunda às 21H.
Numa organização da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo e do Clube Escape Livre, foi decidido que este ano era aconselhável a realização das duas provas no mesmo dia, ambas no Estádio Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, de forma a poder apresentar um bom espetáculo em grande segurança. Deste modo, a FPAK já divulgou as provas que neste ano de 2021 integram o Campeonato de Portugal de Perícias e o Clube Escape Livre mantém a sua dupla jornada em Figueira de Castelo Rodrigo.
O traçado das provas será diferente e procurará agradar aos pilotos e corresponder às características dos diversos carros de competição.
O regulamento já está disponível também no site da FPAK e é possível já fazer a inscrição a preço reduzido de 45€ para cada prova até 19 de julho, ou através do e- mail escapelivre@escapelivre.com ou no site www.escapelivre.com
Segundo  Luís Celinio, presidente do Clube Escape Livre: “A confiança do Município de Figueira de Castelo Rodrigo é trave-mestre para o nosso empenho na organização das provas do Campeonato de Portugal em segurança e com público. Trabalharemos com a Direção Geral de Saúde e os seus representantes locais para
garantir um grande espetáculo respeitando as medidas em vigor.”

IPG realiza estudos para criar sistemas de recolha de biorresíduos nos municípios da Cova da Beira

O Instituto Politécnico da Guarda – IPG foi escolhido pela Associação de Municípios da Cova da Beira para realizar estudos municipais que irão permitir o desenvolvimento de sistemas de recolha seletiva de biorresíduos: sobras de refeições, cascas de frutas e legumes, folhas e ervas do jardim. As versões preliminares dos estudos encontram-se disponíveis para consulta pública e para submissão de contributos que visem a melhoria dos documentos até julho. A iniciativa é financiada pelo Fundo Ambiental.

“O projeto visa identificar estratégias e soluções eficazes para que cada município possa assegurar a separação e a reciclagem dos biorresíduos”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG. “Estamos empenhados em desenvolver projetos de investigação ambiental em parceria com empresas e municípios. Iniciativas como esta permitem melhorar a educação ambiental, sensibilizar para a economia circular e pôr o nosso conhecimento ao serviço da comunidade”.

Os biorresíduos representam 37% dos resíduos urbanos produzidos em Portugal. A diretiva do Parlamento Europeu e do Conselho sobre os resíduos obriga os Estados Membros a fazerem a recolha seletiva de biorresíduos ou a sua separação e reciclagem na origem, a partir de 1 de janeiro de 2024.

“Escolhemos o Politécnico da Guarda para desenvolver este projeto pela reconhecida qualidade científica, pelo mais baixo custo e pela longa relação de confiança que existe entre as duas instituições”, afirma José Manuel Biscaia, secretário-geral da Associação de Municípios da Cova da Beira. “Os estudos elaborados pelo IPG irão trazer grandes vantagens para o planeamento intermunicipal, permitindo uma visão integrada sobre os biorresíduos, bem como a definição de estratégias de atuação – ao nível de equipamentos e transportes – que beneficiem a região”.

A presidência do IPG nomeou Pedro Rodrigues, docente responsável pelo Laboratório de Monitorização e Investigação Ambiental do IPG, para coordenar este projeto. Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Fornos de Algodres, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Guarda, Manteigas, Mêda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso foram os municípios analisados para a elaboração dos estudos que irão permitir implementar eficazes sistemas de recolha de resíduos orgânicos.

“Este projeto faz parte da estratégia europeia para diminuir a deposição de resíduos sólidos em aterros sanitários”, afirma Pedro Rodrigues, docente do IPG. “Em termos ambientais iremos dar um salto qualitativo muito importante: os biorresíduos separados do lixo indiferenciado serão transformados em energia e/ou em composto orgânico para os solos. Para além destas vantagens ambientais, a reciclagem dos resíduos orgânicos irá permitir maior longevidade dos aterros sanitários”.

CIMBSE divulga o melhor do Verão das Beiras e Serra da Estrela

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e da Serra da Estrela (CIM-BSE) foi ‘a banhos’ na praia fluvial de Vale do Rossim, em Gouveia, com a vasta equipa do Aqui Portugal, da RTP. Tratou-se de uma produção de peso da estação pública no território, com dezenas de profissionais, corpo logístico e repórteres que percorreram os 15 municípios de lés-a-lés, com o único intuito de levar até ao público nacional e audiência internacional, a campanha de Verão da CIM-BSE. Esta iniciativa faz parte de uma campanha mais ampla que visa promover as praias fluviais e os espaços de natureza em todo o território e assim chamar de novo os portugueses e restantes turistas a visitarem e descobrirem a região, pós-confinamento. Esta é a primeira de muitas iniciativas que estão a ser desenvolvidas. Press Trips, visita de bloggers e influencers… o verão promete aquecer na Serra da Estrela.

Foto: ©RTP, Aqui Portugal

Hélder Reis e Vanessa Oliveira foram os apresentadores ‘de serviço’ de um programa memorável em plena praia fluvial de Vale do Rossim, paredes-meias com os municípios de Gouveia, Manteigas e Seia. O Aqui Portugal da RTP contou com uma megaprodução levada a cabo pela estação pública com o contributo da CIM-BSE. Dados os constrangimentos provocados pela crise pandémica, todos os participantes e staff foram devidamente testados e acauteladas todas as regras de segurança e distanciamento emanadas da Direção-Geral de Saúde.

Além do enfoque nas praias fluviais e zonas balneares, o programa abordou o melhor do seu território e dos seus 15 municípios. De Mêda ao Fundão, passando por Trancoso, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas, Seia, Covilhã, Belmonte, Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Pinhel, Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo falou-se do melhor da região – projetos inovadores como as iniciativas Cultura em Rede, a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela, a candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027, o Estrela Geopark Mundial da UNESCO, entre outras iniciativas.  Os ex-libris da gastronomia também estiveram em destaque como o Queijo Serra da Estrela, os azeites de montanha, os vinhos da beira Interior, Douro e Dão e todos os produtos característicos de cada município, mas também os ícones da cultura identitária como os têxteis em burel e o artesanato. Reveja aqui o programa na íntegra.

Ponto mais alto das férias de Verão vai ser nas Beiras e Serra da Estrela

 Este programa é só uma das muitas iniciativas previstas nesta campanha há de comunicação turística. Até setembro, a CIM-BSE leva a cabo uma série de propostas com vista a dar a conhecer a serra no verão. A campanha de verão da CIM-BSE tem como intuito dar a conhecer o destino, assim como as rotas alternativas de curta a média duração para o verão no pós-confinamento, que vão ao encontro de programas de férias saudáveis, essencialmente em espaço natureza para famílias e pessoas de várias faixas etárias. O objetivo passa por promover todo o potencial e recursos naturais e paisagísticos, ao mesmo tempo que se divulgam a identidade e oferta turística, a cultural, a histórica, a gastronómica, o património das suas gentes, dos seus saberes e sabores tão identitários deste território. Para tal irá organizar uma press trip com jornalistas nacionais e internacionais e várias road trip com bloggers e influencers de aventura e família para viverem e experienciarem o que é ter um verão na serra.

Esta ação enquadra-se no Projeto Produtos Turísticos Integrados de Base intermunicipal, desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, em parceria com o Turismo Centro de Portugal, cofinanciado pelo Portugal 2020, Centro 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Classic Cars Tour 2021 com desporto e turismo

Criado em 2019, o Classic Cars Tour surgiu na sequência dos Encontros Ibéricos de Clássicos, que ligavam os Museus de Salamanca e Caramulo, com passagem pela Guarda e pelo Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia, e do Festival de Clássicos da Guarda, com o Clube Escape Livre a juntar a vertente desportiva com a turística.

E se a primeira edição da prova decorreu a sul da Guarda, a segunda e as seguintes vão desenrolar-se a norte da mais alta cidade de Portugal, percorrendo estradas dos concelhos: Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda, Mêda, Pinhel, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa, nos dias 18, 19 e 20 de Junho, como consequência do acordo estabelecido entre os seis municípios e o Clube Escape Livre.

Para Pedro Barbosa da Gama, o director da prova, “idealizámos o percurso com o objectivo de proporcionar prazer e diversão aos participantes, que não terão de fazer contas ao longo dos 380 km do traçado, divididos por três secções, escolhido com critério”.

Responsável pela segurança, António Mocho assegurou que “apesar da prova decorrer, como todos sabem, em estradas abertas, vamos ter todas as medidas de segurança para que, a exemplo do sucedido na edição anterior, nada de anormal aconteça”.

 Para a prova de regularidade são admitidos automóveis ligeiros de passageiros, legalmente matriculados e aptos a circular em Portugal Continental, entre 1 de janeiro de 1946 e 31 de dezembro de 1998.

Luís Celínio, presidente do clube organizador, salientou a vertente turística do encontro ao garantir que os concorrentes vão ficar bem instalados no Longroiva Hotel Rural & Termal SPA, terão uma prova de vinhos, na Quinta Vale D´ Aldeia, uma visita noturna ao Museu do Côa, visitas à aldeia histórica de Castelo Rodrigo,  aos centros históricos de Pinhel, Trancoso e Guarda e um percurso pelas estradas do Douro de uma beleza inigualável”. E garantiu que “caso, nessa altura, ainda haja restrições de ordem sanitária, as mesmas serão rigorosamente cumpridas”.

No passeio turístico são admitidas viaturas clássicas e grandes desportivos.

As inscrições abrem a 5 de Abril no portal da FPAK para a prova de regularidade e em www.escapelivre.com para o passeio turístico, e espera-se que a prova repita o êxito da edição anterior.

 

 

Municípios receberam Unidades Móveis de Saúde (UMS) por parte da CIMBSE

Teve lugar no Grande Auditório do Teatro Municipal da Guarda,  a entrega das chaves das Renault Kangoo Maxi Z.E. (elétricas) aos 15 presidentes dos municípios Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE), municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Guarda, Manteigas, Mêda, Pinhel, Sabugal, Seia e Trancoso.

Já  a respetiva cerimónia, decorreu em cumprimento  das recomendações previstas no âmbito da Covid-19, contou com a presença de Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial, de António Lacerda Sales, Secretário de Estado Adjunto da Saúde e de João Paulo Rebelo, Secretário de Estado da Juventude e Desporto, enquanto coordenador regional de combate ao novo coronavírus na zona Centro.

Esta ação resultou de uma candidatura financiada pelo Programa Operacional CENTRO 2020, designada “Unidades Móveis de Saúde para o território CIMBSE”, com um investimento total 612.079 € comparticipados em 85% pelo FEDER.

Tem o objetivo de contribuir para o reforço da rede de infraestruturas de saúde, nomeadamente na prestação de cuidados de saúde domiciliários primários, cuidados paliativos e doença mental.
Numa ótica de prevenção, as UMS poderão ainda ser utilizadas em ações educativas nas áreas da toxicodependência, comportamentos de risco, saúde alimentar, diabetes, doenças cardiovasculares, entre outras, de acordo com as necessidades identificadas.

É pretendido implementar e reforçar o acompanhamento de proximidade, permitindo o acesso a serviços de saúde e de apoio social com qualidade a utentes com acesso mais limitado, e contribuindo para minimizar as diferentes fragilidades e assimetrias existentes.

As viaturas estão devidamente identificadas e encontram-se equipadas com nebulizador ultrassónico portátil, aspirador de secreções, monitor ambulatório de pressão arterial e oxímetro, aparelho de electroestimulação portátil, andarilho, pedaleira e mala térmica. Conta ainda com instalação elétrica na bagageira e quatro portas USB, espaços de arrumos, recipiente fechado para colocação dos resíduos hospitalares de grupo de risco III e Grupo IV, recipiente para colocação dos dispositivos médicos reutilizáveis e suporte para antissético líquido das mãos e papel de limpeza.

De referir ainda que, se tratam de viaturas elétricas, refletindo a preocupação desta

Comunidade Intermunicipal em contribuir para a descarbonização do meio ambiente.

A utilização das UMS ficará a cargo de cada município e respetivo centro de saúde, mediante dois protocolos assinados, (um com vista à colaboração para implementação do projeto das UMS e um protocolo operacional de utilização destas unidades), entre a CIM-BSE, a Administração Regional de Saúde do Centro I.P. (ARS Centro), a Unidade Local de Saúde da Guarda E.P.E (ULS Guarda) e os 15 municípios.

 

Refira-se que a CIM-BSE é composta pelos municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Guarda, Manteigas, Mêda, Pinhel, Sabugal, Seia e Trancoso.

Figueira de Castelo Rodrigo recebeu terceiro debate do ciclo “Conversas: Guarda2027”.

 

A relação entre a produção/consumo cultural e uma territorialidade alargada foi o mote do terceiro debate do ciclo “Conversas: Guarda2027”.

A sessão, programada para Figueira de Castelo Rodrigo mas realizada em formato webinar por causa dos constrangimentos da COVID19, juntou na tarde de 26 de novembro programadores da Guarda2027, agentes culturais e público em geral a debater “A importância da mobilidade, coesão social e territorial na cultura”.

A mobilidade dificulta a criação e fruição cultural? Em que medida as pontes construídas entre residentes constroem um sentimento de pertença e dão coesão e força a uma proposta de candidatura com escala regional?, foram algumas das questões que mereceram reflexão e discussão, numa região em que a mobilidade física depende em muito da mobilidade automóvel privada.

O envolvimento da população (e da Escola) foi assumido como um dos fatores fundamentais para o sucesso da Guarda2027.  Elisabete Bárbara, professora e diretora do Agrupamento de Escolas de Aguiar da Beira, defendeu-o, testemunhando com a participação dos seus alunos no Concurso BI2047, cujo resultado designou os mandatários da juventude da Guarda2027, “peças-chave importantes numa estratégia de implicar os cidadãos no caminho a percorrer, numa abertura ao exterior do projeto e, por isso, nas estratégias de visibilidade que é preciso adotar”, referiu. Na mesma linha, Victor Afonso, programador da Guarda2027, salientou a importância de “sensibilizar, mobilizar e envolver os cidadãos no trabalho de longa duração que é a formação de públicos”.

Caminhar para uma verdadeira coesão social e territorial implica uma “mudança de paradigma onde a cultura é um bem essencial que gera riqueza e tem de chegar a todos”, defendeu Lara Seixo Rodrigues, programadora da Guarda2027. Para conseguir essa coesão, é crucial fixar pessoas (defendeu Tiago Sami Pereira, programador da Guarda2027) e “trazer pessoas qualificadas, tal como tem conseguido por exemplo o Fundão”, rematou Pedro Almeida responsável na região de uma multinacional pelo acolhimento de talento.

No ar, ficaram dois desafios. José Luis González Prada, da Fundación Rey Afonso Henriques, propôs reforçar o carácter trans-fronteiriço da candidatura e José Luís Martins (programador da guarda2027) defendeu a utilização dos sentimentos e afetos para a criação artística.

A quarta e última sessão das “Conversas:Guarda2027” acontece no dia 10 de novembro de 2020 e fará a conclusão deste ciclo com um debate presencial no Teatro Municipal da Guarda. Serão apresentados os resultados preliminares do inquérito sociológico à população dos 17 municípios da Guarda2027 e os contributos recolhidos durante o processo de reflexão promovido por esta iniciativa.

GNR-Figueira de Castelo Rodrigo – Detidos por posse de armas proibidas 

 

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda, deteve ontem, dia 23 de novembro, um homem e uma mulher de 46 e 49 anos respetivamente, por posse de armas proibidas, no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.

No âmbito de uma investigação por ameaças com recurso a arma de fogo, os militares da Guarda deram cumprimento a três mandados de busca domiciliária que culminaram na apreensão do seguinte material:

·         Duas armas proibidas (taser dissimulado e catana);

·         Duas caçadeiras;

·         119 cartuchos de calibre 12;

·         102 munições de calibre .22;

·         43 cartuchos bala;

·         Dez zagalotes;

·         Cinco munições de calibre .32;

·         Um carregador de calibre .22.

Os detidos foram constituídos arguidos, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial da Guarda.