Início » Tag Archives: Freguesia de Fornos de Algodres

Tag Archives: Freguesia de Fornos de Algodres

Clube de Karaté homenageado no Dia Internacional da Educação

Foi um dia diferente na Escola sede do Agrupamento de Fornos de Algodres , onde o auditório acolheu a cerimónia do Dia Internacional da Educação, onde a Freguesia de Fornos de Algodres levou a cabo a 2ªedição, onde recorde-se que no ano 2022, os homenageados foram os Escuteiros de Fornos de Algodres.

Neste dia , com uma sala cheia de alunos e professores, deste modo a sessão, foi aberta com intervenções de Marco Fernandes, Diretor do Agrupamento de Escolas, Alexandre Lote, Vice-Presidente do Município de Fornos de Algodres e Bruno Costa, Presidente da Junta de Freguesia local e Rafael Bento , por parte do Clube de Karaté.

Ainda estiveram presentes, Luísa Gomes, Vereadora da Câmara Municipal com o pelouro da Educação, Henrique Quelhas, Presidente da Associação de Estudantes, Telma Trindade, por parte da Associação de Pais, Raquel Batista da CPCJ e Presidente da Assembleia Municipal, Carlos Baptista como Diretor Geral do AEFA, Teresa Pinto do CLDS4G e Maria Monteiro do Agrupamento de Escuteiros de Fornos de Algodres.

Todos realçaram que a educação é muito importante , já Bruno Costa (Freg.Fornos), salientou que o objetivo desta sessão é no intuito de sensibilizar a sociedade civil no sentido de cumprir o direito à educação. Enalteceu como aposta ganha o trabalho do Município no setor da educação, que dá fruto no futuro.

Educação é aposta forte do Municipio

Por sua vez, Alexandre Lote (MFA) louvou a Freguesia pela iniciativa e o clube de Karaté pelo excelente trabalho na comunidade jovem, ainda deixou um desafio `para a Associação de Estudantes passar a ser efetiva.

Referiu que a Educação é um pilar muito importante para o Município e por isso é uma aposta deste orçamento para 2023 e depois existe uma boa articulação com o Agrupamento  e ressalvou que Fornos em boa hora aderiu ao programa da Unicef e foi considerada Cidade Amiga das Crianças, onde nesta região só existe Seia.

O Município tem feito muitas remodelações em sintonia com o Agrupamento no sentido de melhorar a qualidade de ensino, uma vez que a escola constitui numa atração para trazer gente para o concelho, enalteceu o autarca.

Por fim, Rafael Bento do Clube de Karaté, agradeceu a homenagem e explicou que em Fornos este clube tem 12 anos, mas já se pratica cá a modalidade desde 1999. O Karaté trabalha a ética, o respeito, coordenação entre outras qualidades e ainda fez o convite a todos que queiram experimentar ou regressar , as portas estão abertas ao sábado de manhã.

Para finalizar a manhã com chave de ouro, uma preleção do atleta paralímpico Mário Trindade que fez o seu trajeto de vida e as dificuldades que passou para chegar ao alto nível, a campeão do mundo e mostrou a todos que apesar das dificuldades físicas conseguiu vários feitos de solidariedade. Em suma, uma manhã deveras interessante com a educação a revelar-se muito importante na vida das pessoas.

 

Freguesia Fornos Algodres e o Pai Natal presentearam as crianças do 1º ciclo e pré escolar

  Com a quadra natalícia em marcha. nesta quarta-feira, o Pai Natal e o seu fiel ajudante Elfo, fizeram uma visita à Escola Básica  Pré-Escolar, na localidade de Fornos de Algodres, levando alegria e boa disposição.
Esta foi uma iniciativa da  Junta de Freguesia de Fornos de Algodres, no âmbito das ações previstas nas GOP/2022 dedicadas à infância, aconteceram um conjunto de atividades especiais enquadradas nesta época natalícia.
Desta forma, ofereceram às  crianças o livro “O Lobo que Não Gostava do Natal” seguido de um momento de diversão com o Pai Natal e o Seu fiel ajudante Elfo e, claro, o tradicional Pai Natal de Chocolate.
Uma atividade que chegou a cerca de 170 crianças e estiveram presentes elementos da Direção do Agrupamento de Escolas e do Executivo da Junta de Freguesia. Um dia diferente que conjugou surpresas, incentivo à leitura e muita diversão.
Fotos:FFA

Freguesia de Fornos de Algodres celebrou conjunto de protocolos de apoio e colaboração com Associações

Recentemente a Freguesia de Fornos de Algodres celebrou um conjunto de protocolos de apoio e colaboração com Associações desta Freguesia, no montante global de cerca de 4 mil euros.

A formalização dos apoios teve lugar nas respetivas sedes dos projetos, com o Presidente da Junta de Freguesia, Bruno Costa, a lembrar que é importante Reconhecer, Valorizar e Apoiar, os projetos e o trabalho de excelência levado a cabo pelas Associações da nossa freguesia.

Deste modo foram celebrados Protocolos com os Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres, Projeto NEUROCEEDE APS, Associação Cultural, Desportiva e Recreativa “Os Capelenses” e a Associação Cultural, Recreativa e Desportiva do Santo António da Ribeira.

Deste modo, de realçar que o apoio aos Bombeiros de Fornos de Algodres foi de dois mil euros, para ajudar na aquisição de uma nova viatura, em virtude de ter ardido uma viatura num incêndio de verão.

 

 

 

 

Conversa com o Executivo da Junta de Freguesia de Fornos de Algodres

“Existem câmaras municipais com bem menos andamento e atividades que a nossa junta”

Depois de um ano após ser eleito o executivo da Freguesia de Fornos de Algodres, fomos desta forma, fazer um balanço desta fase inicial de mandato, que revela ser positivo.

Magazine Serrano (MS) Qual o balanço deste primeiro ano na frente da Freguesia Fornense?

Freguesia de Fornos de Algodres (FFA) – Um balanço marcadamente positivo a todos os níveis. As sinergias entre freguesia e comunidade são bem notórias e temos vindo a desenvolver com naturalidade diversas atividades que nos orgulham a todos. Agrupamento de Escolas, Bombeiros, CLDS 4G, Capelenses, Trail, Projeto NEUROCEDE, Município, entre tantas outras instituições, com todas elas, sem exceção, temos feito parcerias, desenvolvido atividades ou apoiado de alguma forma.

Seja na vertente Cultural, Associativa, na resolução dos problemas diários dos nossos cidadãos que estejam obviamente enquadrados nas nossas competências, é legitimo afirmar que estamos a fazer um trabalho que dignifica os fornenses.

MS Neste período o que destaca pela positiva e o menos bom desta Fase?

FFA – Pela negativa e num contexto global, é evidente que a guerra na Ucrânia nos entristece e afeta a todos e marca invariavelmente este período. Esperemos que a diplomacia possa prevalecer e que os egos e interesses que alimentam o conflito sejam ultrapassados.

Pela positiva, parece-nos importante destacar dois acontecimentos locais. Em primeiro lugar evidenciar o reconhecimento obtido pelo Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres, que recebeu uma vez mais a Bandeira Verde Eco-Escolas, fruto do trabalho desenvolvido em prol da sustentabilidade e defesa do meio ambiente.

Em segundo destacar o posicionamento humanista da câmara de Fornos de Algodres, relativamente ao acolhimento de refugiados Ucranianos e de 11 cidadãos Timorenses que apenas pretendem viver a sua vida de forma digna e em paz. É este o caminho, não podemos ficar reféns de extremismos.

 

MS – Recentemente a Casa da Cultura das Capelas foi inaugurada, um projeto que veio dar mais vida ao local?

FFA – Sem dúvida. As Capelas e os seus moradores merecem este investimento. Neste projeto o nosso objetivo com esta requalificação era bem claro, preservar as características de um edifício icónico, aproveitando ao máximo os elementos existentes e dar resposta aos novos requisitos funcionais de um espaço ligado à cultura.

Alguns elementos da oposição criticaram este projeto e este investimento, alegando que não se justificava, que mais valia fazer-se outra coisa noutro lugar, criticando por criticar, nem sequer tinham conhecimento que o mesmo foi feito no âmbito de uma candidatura da ADRUSE comparticipada em 90%. Bom, para nós nunca houve dúvidas absolutamente nenhumas. As Capelas e os Capelenses mereciam este projeto e o projeto foi feito! Hoje os Capelenses dispõem de um edifício cultural digno e de futuro e é isso que verdadeiramente importa.

 

MS Que projetos tem em marcha e a nível de futuro que podemos esperar?

FFA– Sinceramente e modéstia à parte, estamos com um ritmo de execução de projetos e atividades muito bom. Sempre afirmámos que o baixo orçamento de que a junta dispõe não iria diminuir a nossa ambição e vontade de primar pela diferença.

Atualmente está aberto o período de inscrição para atribuição de Bolsas de Estudo aos estudantes da nossa freguesia do ensino superior, é um investimento considerável tendo em conta a nossa realidade financeira, mas que consideramos essencial naquilo que são os mais básicos pressupostos de equidade. Estamos também a ultimar os procedimentos de atribuição de subsídios às nossas associações e coletividades e recentemente foi colocado um Compostor orgânico nas Capelas, fruto de uma parceria com várias entidades.

Ainda no final do mês de setembro, como forma de celebrar o feriado municipal em honra ao Padroeiro, S. Miguel Arcanjo, dinamizamos um Teatro Solidário, juntando o útil ao agradável, ou seja: Trazer até à nossa freguesia a comédia “E Tudo o Morto Levou” da artista Marina Mota, numa parceria com o CLDS 4G, AHBVFA e Município e as receitas decorrentes do espetáculo serão canalizadas para adquirir um veículo de combate a incêndios florestais, que irá substituir a viatura que ardeu no incêndio da Arrifana este ano. Existem câmaras municipais com bem menos andamento e atividades que a nossa junta (Risos).

 

MS A região tem perdido gente e sobretudo jovens. Que apoios terão? O que fazer para os fixar após conclusão dos estudos?

FFA – É um facto. Assistimos há várias décadas a um declínio populacional no interior, que não se afigura infelizmente reversível. Nós enquanto junta de freguesia e dentro daquilo que é a nossa disponibilidade financeira e competências, temos efetivamente ativas algumas medidas que pretendem combater ou minorar este facto:  Apoio à Natalidade de 250 euros, apoio na submissão de candidaturas ao Arrendamento Jovem, atribuição de Bolsas de Estudo aos nossos estudantes, agora, é evidente que estas são medidas com um contexto próprio, que não resolvem, nem pretendem resolver a questão de fundo que impõe que a interioridade deixe de ser uma mera questão de retórica política, não raras vezes vulgarizada e objeto de aproveitamento político inconsequente.

MS Que mensagem deixa a toda a comunidade fornense nesta altura?

FFA- Estamos cá para servir a nossa freguesia. Esta é a nossa filosofia e forma de estar. Contactem-nos para resolver os problemas, critiquem construtivamente quando tiverem que criticar, participem e envolvam-se nas nossas atividades pois a junta é de todos e para todos. Os fornenses conhecem-nos e sabem que encontram na sua junta de freguesia a disponibilidade, transparência e zelo nos serviços que diariamente lhes prestamos.

Fornos de Algodres-Espetáculo de Marina Mota com solidariedade para com os Bombeiros com casa cheia

GRANDE ONDA SOLIDÁRIA PARA COM SOLDADOS DA PAZ

Foi uma noite muito agradável em Fornos de Algodres, mais concretamente no pavilhão dos Bombeiros de Fornos de Algodres, nada mais nada menos, acolheu o belo espetáculo “E tudo o morto levou” com Marina Mota, uma grande atriz que juntamente com o seu elenco apresentou esta bonita peça de 120 minutos e que animou a grande plateia que ultrapassou as quatro centenas de pessoas. Sabemos que outras mais queriam ver o espetáculo mas os lugares foram reservados através de uma plataforma através do CLDS 4 G Servir Fornos de Algodres e da Freguesia de Fornos de Algodres. Nesse aspeto foi uma aposta ganha, dado que a entrada no pavilhão aconteceu de forma ordeira e muito tranquila. Agora verdade que faltaram algumas pessoas que reservaram, mas nada a organização podia fazer nessa hora.

A destacar que este espetáculo foi de muita qualidade que foi aproveitado para ajudar a fomentar a grande onda solidária em torno dos bombeiros, ao qual Fernando Rodrigues , presidente da instituição agradeceu mais este gesto e apoio e frisou que com todo este apoio que têm recebido, o carro vai ser adquirido em 2023.

Manuel Fonseca, Presidente do Município fornense, também agradeceu a todos que mais uma vez vieram apoiar e ajudar nesta causa que são os bombeiros. A onda solidária está cada vez maior e outros eventos hão de surgir para apoiar e que o novo carro seja uma realidade.

Também a atriz Marina Mota, se mostrou sensibilizada no final e estava muito feliz pelo grande calor e alegria que este público transmitiu durante todo o espetáculo e agradeceu o gesto às gentes de Fornos de Algodres.

Espetáculo de Marina Mota vai ajudar os Bombeiros de Fornos de Algodres

Faça já a sua reserva
Na verdade a onda solidária em torno dos Bombeiros de Fornos de Algodres é grande e assim o Quartel Sede dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres vai acolher o espetáculo de teatro “E tudo o Morto Levou”, de Marina Mota, numa iniciativa de cariz solidário, pela Junta de Freguesia de Fornos de Algodres, em parceria com o CLDS 4G, AHBVFA e Município de Fornos de Algodres, celebra o Feriado Municipal em honra ao Padroeiro, S. Miguel Arcanjo,
Para tal , vão ser vendidas rifas (Junta de Freguesia, CLDS 4G) e um Donativo (dia do espetáculo)
A peça de teatro “E tudo o Morto Levou”, de Marina Mota sobe ao palco com um fim solidário: Apoiar os Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres.
As receitas angariadas através da venda de rifas e donativos, revertem integralmente para AHBVFA e deverão ser canalizadas para adquirir um veículo de combate a incêndios florestais, que irá substituir a viatura que ardeu no incêndio da Arrifana este ano.
Contactos: Junta de Freguesia – 271 703 404 CLDS 4G – 926 209 792

Atribuição de bolsas de estudo a alunos residentes na freguesia de Fornos de Algodres

A Freguesia de Fornos de Algodres vai abrir candidaturas, no período de 25 de junho a 30 de agosto de 2022, para a atribuição de bolsas de estudo a alunos residentes na freguesia que pretendam iniciar ou prosseguir o ensino superior.

O valor global a atribuir nesta primeira edição é de 2500 euros.

O objetivo visa promover a igualdade de oportunidades dos jovens da nossa freguesia no acesso ao ensino superior, atribuindo apoios baseados em requisitos de natureza socioeconómica e aproveitamento escolar.

Os interessados poderão formalizar a sua candidatura na sede da Junta de Freguesia, acompanhados da documentação disponível no site da junta de freguesia:

https://freguesiafornosalgodres.pt/regulamentos/

 

Assembleia de Freguesia de Fornos de Algodres aprovou diversos regulamentos de apoio

Recentemente, a  Assembleia de Freguesia de Fornos de Algodres reuniu e aprovou o Regulamento de atribuição de Bolsas de Estudo para os alunos do Ensino Superior, atualização do regulamento de Apoio à Natalidade e Apoio Extraordinário à família fornense que perdeu a sua habitação num incêndio.

A assembleia realizada nesta sexta- feira, 29 de abril, ficou marcada pela aprovação de 14 pontos, que o executivo liderado por Bruno Costa, submeteu à assembleia, entre os quais destacamos:
Regulamento de atribuição de subsídios às coletividades como os Bombeiros e Associações de cariz cultural, social, desportivo, educativo que contribuam efetivamente para a valorização cívica através do movimento associativo.

Regulamento de atribuição de Bolsas de Estudo no valor de 250 euros aos estudantes fornenses do Ensino Superior.

Atualização do regulamento de apoio à natalidade, que prevê a atribuição de 250 euros por cada nascimento na nossa freguesia.

Regulamento de inventário e cadastro de património da freguesia.

Foram assim dados passos importantes para cumprir com critério e responsabilidade todos os compromissos a que este executivo se propôs, sempre, com o objetivo de dignificar e orgulhar a nossa freguesia.

Fotos:FFA

“Educação e Futuro” em debate no Dia Internacional da Educação em Fornos de Algodres

Agrupamento 1393 – Fornos de Algodres homenageado 

Durante a manhã , desta segunda-feira, o auditório do AEFA, acolheu uma sessão de partilha e debate centrada no tema “Educação e Futuro”.

Esta sessão teve a participação do professor Marco Fernandes, Diretor do Agrupamento de Escolas, Bruno Costa, Presidente da Junta de Freguesia, Luísa Gomes, Vereadora da Câmara Municipal com o Pelouro da Educação, Rodrigo Sousa, Presidente da Associação de Estudantes, Ana Roque, Presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação e Manuel Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, onde todos eles deixaram umas breves palavras sobre este dia, numa iniciativa da Freguesia de Fornos de Algodres, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres e o CLDS 4G Servir Fornos de Algodres, assinalou o Dia Internacional da Educação, uma iniciativa que segundo a a Freguesia pretendem manter ao longo dos anos e neste ano dividiu em duas vertentes.

No final das preleções foi entregue uma distinção ao Agrupamento de Escuteiros de Fornos de Algodres, na pessoa do Chefe Paulo Santos, pelos contributos inestimáveis que esta instituição presta efetivamente no desenvolvimento e promoção de habilidades sociais positivas nas crianças e jovens.

O Agrupamento 1393 – Fornos de Algodres, pela voz do chefe Paulo Santos agradeceu a homenagem prestada pela  Freguesia de Fornos de Algodres, salientando que “Esta homenagem é para todos nós, escuteiros, dirigentes, pais e encarregados de educação, motivo de muito orgulho. Continuamos Sempre Alerta para Servir!”

Durante o dia, os alunos do Pré-Escolar e 1º Ciclo, podem assistir a uma experiência teatral centrada na temática educativa. Deste modo, o executivo da Freguesia fornense agradeceu aos professores, alunos, restantes entidades presentes e a todos aqueles que contribuem diariamente para uma educação de futuro, com qualidade e equidade .

Edifício da Freguesia de Fornos de Algodres/CTT foi assaltado à luz do dia

Nesta sexta -feira, dia 14 de agosto, a sede da Freguesia de Fornos de Algodres/posto CTT foi alvo de uma visita dos amigos do alheio, à luz do dia, situada na zona histórica da vila.

Assim sendo, aproveitando a pausa para almoço dos colaboradores desta instituição, alguém forçou a porta de entrada e  furtou alguns valores monetários de valor baixo, apenas e só isso, dado que , segundo informações tudo aponta que nada foi furtado a nível de material de filatelia.

Alguns danos materiais foram causados à instituição, face a isso, as autoridades competentes estiveram no local a procurar todos os vestígios possíveis que levem a identificar os instrusos.

Para tal, a instituição já reforçou a segurança do edifício, assim como as autoridades já tomaram as diligências para haver mais segurança nesta zona.