Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: futebol distrital

Tag Archives: futebol distrital

SC Mêda indignado por ter sido “empurrado” para a 2ªdivisão da AF Guarda

“Campeonato da Vergonha”

Conversa com João Alonso (SCMêda)

No concelho da Mêda, existe bastante indignação, como ficou definida a nova temporada na AF Guarda, a criação de 2 divisões e clubes históricos do distrito foram empurrados para a 2ªdivisão, face a isso, fomos conversar com o Presidente do SC Mêda, João Alonso que nos explicou e está muito indignado com tudo e quer a demissão da direção da AF Guarda.

Magazine Serrano(MS)- O SC Mêda é uma equipa com grandes pergaminhos, na época passada decidiu parar devido ao Covid, em boa hora decidiram não avançar nos campeonatos?

João Alonso(JA)– Foi a melhor coisa que podíamos ter feito, dado que, hoje ainda aparecem casos por todo lado, e não sabemos com vai ficar, foi uma decisão acertada.

MS-Foram várias as equipas que optaram por parar, mas a AF Guarda decidiu castigar as equipas e envia-las para a 2ªdivisão?

JA -Face a isso, apenas dizemos que esta decisão da AF Guarda está cheia de irregularidades, uma vez que, existem estatutos e regras a cumprir. Agora isto foi um ato de vingança, uma vergonha que só enfraquece o nosso futebol e em nada o fortalece.

Esta é uma das maiores vergonhas que a atual direção da AF Guarda fez, logo a melhor coisa que têm a fazer era demitirem-se dos cargos que ocupam.

A Associação tem de estar ao serviço de todos os clubes, mas neste momento, apenas estão ao serviço de alguns.

MS- A Assembleia Geral onde foi proposta uma divisão por um grupo de clubes, gerou algum desagrado, uma vez que a AF Guarda já tinha tudo preparado para 2 divisões?

JA –A ideia era uma divisão, como foi feita em outras associações com mais séries para facilitar a vida aos clubes. Hoje em dia, existe pouco dinheiro nos clubes, logo com várias séries, em divisão única era a melhor opção, as deslocações são mais curtas e as despesas menores e devido à proximidade, as receitas são maiores, com mais público. Deste modo, a AF Guarda, não pensou nos clubes apenas fez um ato de vingança, o que é vergonhoso. Agora os clubes que votaram nas duas divisões como E. Almeida, Sabugal e Foz Côa que anteriormente tinham descido de divisão e ficaram na época passada na divisão única, porque houve o covid, deveriam ter se lembrado e pensar nos outros também.

Mas o covid, ainda não acabou, era de bom tom que todos se unissem e futuramente se decidia como fazer, mas para já continuava a divisão única.

Como a situação está ainda, não faz sentido haver duas divisões, uma vez que, numa divisão única iria a haver a questão de proximidade, as rivalidades atraiam mais público e isso era bom para os clubes.

Direção da AF Guarda devia demitir-se

MS- Assim nesta 2ªdivisão, face ao calendário, o SC Mêda tem de fazer muitos quilómetros para jogar?

 JA-Exatamente, senão veja, o clube mais perto é o Figueira que dista 80 km, e depois todos os outros a muita distância, logo uma despesa enorme à partida, agora a AF Guarda não está lá para pensar, deviam – se demitir, apesar que tem bons funcionários, mas nestas questões dizem que são os clubes que decidem, mas a verdade é esta, o que está lá a fazer se não decidem nada, segundo eles, o melhor é demitirem-se.

Pessoalmente, não tenho nada contra as pessoas que lá estão, mas pessoalmente não tenho nada contra eles, agora não estão a prestar um bom serviço em prol dos clubes.

Senão veja, a nível de arbitragem, vemos um bom trabalho efetuado, temos árbitros em patamares superiores, mas a nível de futebol, ainda na semana passada na 1ªeliminatória da Taça de Portugal, foram todas eliminadas, isso quer dizer alguma coisa.

MS- As equipas terem desempenhos menos bons na Taça de Portugal e no Nacional, dado que, a qualidade aumentou no País?

JA -Sim , os campeonatos de Portugal eram fortíssimos, apesar de agora com a Liga 3, possa ficar melhor, mas ainda assim o distrito da Guarda tem pouco dinheiro, as fontes de receita para os clubes são poucas, e com a AF Guarda a atuar desta forma, só prejudica os clubes.

Nós tínhamos um plantel para competir na divisão principal, isto é, uma única divisão porque o Covid não acabou e assim os jogadores já não querem vir, porque querem jogar na 1ªdivisão com os melhores e face a isso, estamos com dificuldades para ter uma equipa competitiva.

MS-Este ano com uma 2ªdivisão, com grandes nomes do distrito, quando essas equipas todas vão regressar à 1ª, dado que sobem apenas duas?

JA –Não quero desprestigiar ninguém, mas todas a equipas que foram mandadas para a segunda, todas lutavam pelo campeonato na 1ªdivisão.

Mas a AF Guarda preferem ter essas equipas na 2ªdivisão , do que, terem um campeonato forte, mas o que querem é promover a equipa dos brasileiros da Guarda que entrou logo para a 1ªdivisão, onde não existe nada nos estatutos para isso, agora querem colocá-los no Nacional, e as coisas são feitas como dá jeito e não como tem de ser.

MS- A Guarda Desportiva FC queixou-se que na Taça de Portugal, só poderão utilizar 5 jogadores formados localmente, o que na AF Guarda é igual?

JA –Mas ainda bem que alguém abriu os olhos, porque eles na AF Guarda, quando os estatutos não estão bem eles ultrapassam-nos.

Mesmo este ano se queriam fazer uma 2ªdivisão, dado que no ano passado, tinham falado , mas com o covid, ficou tudo parado, agora pergunto, quem desceu afinal?

Não desceu ninguém, agora criaram isto para as equipas que não participaram no ano passado, depois o sr. Amadeu Poço refere que este campeonato correu bem, eu pergunto, onde correu bem? Alterou a data 3 vezes do arranque, em outubro 2 vezes e novembro.

Agora lhe digo se tem começado em outubro, os clubes se calhar não tinham desistido , uma vez que não havia tantos casos de covid e esteve parado até abril, foram 4 meses de paragem e depois em 2 meses e meio tiveram de fazer os jogos todos.

Onde está a verdade desportiva , quando os oitavos de final foram numa mão em casa de uma das equipas, digo -lhe não sei , como os clubes aceitam isto tudo, todos se calam e dois ou três que falam são penalizados, mas neste momento, dizemos a verdade e ninguém nos cala, não temo medo nenhum do que digo, a verdade tem de ser dita.

Agora vem dizer que correu bem, como pode ser se as equipas da casa eram sempre beneficiadas, porque se fosse em duas mãos, o desfecho seria diferente e o campeão até seria outro. Agora quando um campeonato não tem público, à porta fechada, sem bar, nem bilheteira, que são fonte de receita para os clubes e mais falo no caso do SC Mêda, onde não conseguimos cobrar qualquer quota aos sócios, desde março 2020, uma vez que costumam pagar nos jogos em casa, e como não há futebol não pagam e isso acontece connosco e pelos outros clubes deve ser igual.

MS- Qual a reação dos sócios e adeptos nesta altura?

JA –Estão chateados, dizem que é uma vergonha, o que esta associação está a fazer, mas creio que nos vão apoiar igual porque querem ver futebol, e dizem que com as equipas que estão na 2ªdivisão o campeonato vai ser melhor que o da primeira.

Agora estes clubes que vão participar nesta divisão, são muito penalizados e pouco benefícios vão ter no futuro, já perdemos alguns jogadores, porque não querem jogar nesta divisão.

MS- Já pensaram na impugnação do campeonato?

 JA –Sim, mas os clubes parece que têm medo, porque nós se tivéssemos mais 2 ou 3 clubes, a apoiar, digo-lhe que não participávamos, fazíamos as camadas jovens e pronto íamos para a 2ªdivisão, quando nós quiséssemos e não quando eles nos mandassem.

MS- A nível de apoios também faz diferença?

JA –Verdade, neste momento não temos o orçamento aprovado, porque na 2ªdivisão , os valores de apoio são menores, agora com as eleições, o novo executivo vai decidir se aumenta ou não o valor que foi atribuído, agora se estivéssemos na 1ºdivisão, tudo estava resolvido e domingo estávamos a jogar e as coisas iam correr bem, assim não sei como será.

MS- No plano desportivo, a equipa sénior tem estado a treinar?

JA -Sim, tínhamos tudo preparado para arrancar o campeonato neste domingo, e levamos um murro no estômago e estamos a trabalhar desde o início de setembro, como foi prometido aos jogadores. Sei que é cedo, mas vamos fazendo jogos treino para a equipa ganhar forma.

MS- Os campeonatos podiam ter iniciado ao mesmo tempo?

JA –Sim, com a criação da taça da 2ªdivisão, era preferível, acabava-se 1 mês mais cedo, mas agora iniciava a competição oficial para todos, mas é como lhe digo, eles não pensam estão apenas ao serviço de alguns clubes, não tenho nada contra as pessoas, mas o trabalho que fazem é péssimo.

 MS- Terá havido algo com o ato eleitoral passado da AF Guarda, esta penalização aos clubes?

JA –Não creio, uma vez que eles não sabem onde os clubes votaram, agora alguma promessa eleitoral, isso acredito, porque equipas da segunda e futsal, no ano passado era a favor de divisão única, mas este ano, já mudaram de opinião, só por aí veja como anda o futebol no distrito.

MS- As equipas da Guarda têm andado no sobe e desce nos Nacionais, algo deveria ser feito para existirem referencias no Nacional?

JA –Mas um dos problemas é a fraca aposta na formação, nós temos os escalões sempre todos, mas repare um campeonato de juniores com 5 equipas não é benéfico, este ano parece que são 8, mas terá de haver mais formação.

Agora no juniores, existem jovens que vão para fora estudar e depois não querem , ou não podem vir ao fim de semana e tudo se complica nessa fase.

Veja nós temos muita formação, mas hoje fazer uma equipa sénior, só com gente de cá é impossível fazer uma equipa, temos de ir fora buscar alguns para completar o plantel.

Tentamos fazer sempre equipas competitivas, este ano temos 16 jogadores da formação num total de 20 atletas, agora falta alguém sempre que seja uma mais – valia.

Depois temos os técnicos da formação que são ou já foram atletas do clube, logo isso é sempre muito bom.

MS- Para finalizar, todas a equipas que vão participar na 2ªdivisão mereciam outro tratamento?

JA- No nosso caso, nos últimos dez anos, em seniores e formação, tivemos 5 participações nos nacionais, logo a AF Guarda também deveria pensar nisso, e mais não desistimos porque quisemos, o Covid assim obrigou, pensamos na saúde pública e tivemos o bom senso de pensar nas pessoas, uma vez que não sabíamos como seria e tiveram 4 meses parados.

Veja ainda hoje não se sabe como está tudo porque o campeonato arranca domingo e muitos casos existem por aqui à volta, em lares e por aí fora.

Agora tinham feito uma divisão com 3 séries e punham regras para o ano e todos estavam preparados e assim era correto, mas não, acabaram por fazer uma grande trapalhada.

Olhe que tudo corra bem e tenha espetadores já é bom, mas não seja como o ano passado que teve de parar, mas este é o campeonato da vergonha.

Agora a direção da AF Guarda que pare para pensar e ajude mais os clubes todos.

Futebol Distrital- Afinal o Litoral continua a ter mais peso que o Interior

Depois de ontem termos noticiado que o GD Trancoso está indignado com a situação da possível subida de divisão e ninguém quis esperar pela realização da Assembleia Geral desta sexta-feira, onde a decisão iria ser tomada, novos desenvolvimentos surgiram, nesta quinta -feira com o comunicado da  AF Guarda que anunciou que o CD Gouveia vai ser a equipa que representa o distrito na próxima temporada de 2021/22.

Mas eis que surge uma situação que merece discussão, onde o Presidente da AF Guarda, na entrevista desta quarta -feira a uma rádio local, referiu que a FPF não podia esperar mais porque todos os campeonatos distritais já todos tinham terminado, mas ao que apuramos, afinal na AF Setúbal, a decisão vai ter lugar este domingo, com a final da prova, logo apenas domingo se vai saber quem será o clube a representar a AF Setúbal.

Agora depois destes dados, algo de errado se passa nesta situação, porque será que a FPF pode esperar pela AF Setúbal e pela AF Guarda não? Deixamos a resposta para os leitores meditarem….

É certo que, é necessário que a AF Guarda tenha representante no Campeonato de Portugal, seja ele o GD Trancoso ou o CD Gouveia, qualquer uma das equipas tem direito para tal, aliás até deveriam ir as duas equipas porque foram as que mais venceram e chegaram à final, mas isso era pedir muito porque somos do Interior.

O futebol distrital da AF Guarda necessita de equipas nos Nacionais, fortes ,mas com estas decisões e atitudes ,será que a breve prazo alguém quererá subir de divisão?

Mas creio que a verdade tem de ser sempre revelada e qualquer associação deve lutar pelos interesses dos seus clubes, na entidade Nacional que rege o futebol (FPF), até ao último fôlego e não permitir que haja distinções entre o Litoral e o Interior, como mais uma vez está a acontecer.

Vamos aguardar por novos desenvolvimentos, mas até decisão em contrário, o CD Gouveia vai ser o representante, segundo avançou a AF Guarda, em comunicado.

AF Guarda- Haverá clubes que queiram competir?

Em tempo de pandemia, o futebol atravessa uma crise, fruto de não puderem ter público nos estádios, o perigo de surgirem surtos nas equipas, na sua terra, no seu concelho.

Agora a nível nacional, o panorama é igual com o aumento de casos diários, existe grande preocupação, mas os campeonatos nacionais e regionais vão sendo jogados.

Na AF Guarda, reuniões atrás de reuniões e adiamento atrás de adiamento, posto isto foi marcada a data de arranque, 15 de novembro, mas agora o número de casos disparou no distrito e surge a questão, estarão reunidas condições para o campeonato começar?

Os clubes por sua vez queixam-se de tentar respostas da AF Guarda e o que lhes tem sido dito é que o arranque é 15 de novembro.

No entanto sabemos que sem clubes não existe competição, isto porque são já vários clubes com a vontade de desistir da competição, NDS, Manteigas, Mêda, Casal de Cinza e outros se seguirão.

Quem somos nós insinuar algo, mas como acompanhamos esta prova a par e passo e achamos que todas as equipas fazem falta, será que a AF Guarda não poderia reunir os clubes todos de forma urgente e ver a melhor maneira , isto é , ser for melhor voltar a adiar para bem da competição, porque corre-se o risco de a competição ser cancelada por falta de clubes.

Creio que era importante haver diálogo, e não venham dizer que somos críticos, porque apenas damos ideias para que as competições existam e todos possam participar e seja um grande campeonato, porque a nossa missão passa por dar a boa imagem do futebol distrital .

Vamos aguardar por ver o que se irá passar dentro de dias.

SC Mêda em análise com Rogério Afonso (SC Mêda)

“Ficamos só com o mérito desportivo”

Depois de ter sido concluído o campeonato distrital, o SC Mêda ficou na liderança, face a isso, a FPF convidou o clube para representar o distrito no Campeonato de Portugal, fomos conversar com o técnico, Rogério Afonso que nos fez um balanço desta temporada e deixou algo para a nova temporada 2020/21.

 Magazine SerranoUma temporada atípica face à Covid-19, não chegou ao final, mas era líder, que balanço faz deste campeonato que ainda assim deu a subida?

Rogério Afonso– Muito atípica mesmo, balanço muito positivo, mais uma vez com uma equipa alicerçada na formação do clube, éramos líderes com apenas uma derrota e semifinalista da Taça de Honra. Com sabor agridoce, pois o nosso objetivo era fazer a dobradinha. Ficamos apenas com o mérito desportivo.

Uma subida para o Campeonato de Portugal que está a ser remodelado, pode ser agora mais benéfico para a sua equipa e restante futebol do interior?

Este novo modelo do Campeonato de Portugal, pode beneficiar os clubes da Guarda num só ponto, as deslocações serem mais curtas e o campeonato em si também. Até porque a série “à priori” do SC MÊDA, têm sete (7) equipas de Aveiro em doze (12), das quais na época passada, eram 2.º, 3.º ,5º, 6.º Classificados na Série B, Beira Mar e Anadia na Série C, lutavam também pela subida. Isto reflete bem da competitividade desta Série.

A III Liga pode permitir que o distrito da Guarda e Castelo Branco e Viseu tenham mais equipas no CP no futuro?

Se o número de equipas se mantivesse no Campeonato de Portugal, acredito que as possibilidades podiam ser melhores do que até aqui. Apesar da distância que nos separa para equipas dos distritos limítrofes serem gigantescas.

Com esta pandemia tudo se atrasou e o futuro é uma incerteza, na próxima temporada vai continuar no SC Mêda? Se sim como espera ser a nova temporada?

A direção do SC MÊDA já me endereçou o convite, tendo em vista a próxima época, por isso falta só acertar alguns detalhes para continuar. Até porque já estamos a preparar terreno para a época que se avizinha. Muito condicionados e trabalhar em cima de incertezas.

O futebol distrital da Guarda pode sofrer com tudo isto, como vê a reação para o futuro? Todos nós que temos uma palavra a dizer, no que toca ao nosso futebol distrital, era hora de ouvir realmente quem interfere diretamente com este fenómeno e fazer uma restruturação de base, para que no futuro possamos ser os mais competitivos possíveis quer a nível distrital, mas também no futebol Nacional.

Que mensagem deixa a todos membros da comunidade do desporto e geral?

Que desfrutem deste jogo maravilhoso que tanto nos une, seja de forma lúdica ou competitiva. Que vai muito para lá do perder ou do ganhar, onde no final o maior vencedor seja a amizade!!

Foto:RA

 

Associação de Futebol da Guarda celebra 80 anos

São oitenta anos de vida que a Associação de Futebol da Guarda comemora neste dia, um distrito que durante décadas foi assistindo  por estes campos a grandes partidas de futebol, onde muitos campeões se fizeram, desde miúdos a graúdos.

Neste dia, Amadeu Poço, Presidente da AF Guarda, na pagina oficial deixou uma mensagem:

Oitenta anos passaram desde a fundação da Associação de Futebol da Guarda. Como em todos os sectores da vida, houve na sua história altos e baixos, mas acredito que hoje todos temos de nos sentir honrados por estarmos ligados a uma instituição que agrega todos os clubes de futebol do Distrito da Guarda. Os 80 anos da AF Guarda são para nós um grande motivo de orgulho, assim como todas as figuras ilustres que passaram pelo nosso futebol distrital. Hoje, nós e o mundo, vivemos uma fase complicada e invulgar mas continuamos a ter fé de que melhores dias virão.
   Neste dia que marca o aniversário da AFG agradecemos a todos que, de uma maneira ou de outra, fazem parte da nossa Associação. Agradecemos também as diversas mensagens já recebidas de outras instituições, que dão a esta Direção o ânimo suficiente para continuarmos a trabalhar em prol da dignificação desta modalidade, tendo sempre como principal objectivo a defesa real dos interesses dos nossos clubes. Nunca esquecemos que fomos escolhidos para servir os nossos Associados e não para nos servir.”

AF Guarda- Como será a nova temporada 2020/21????

Com a pandemia Covid-19, os campeonatos de futebol nacional e regional foram suspensos e mais tarde concluídos sem terem chegado ao fim.

Como em tudo, uns concordam outros discordam, agora de facto foi dito que não haverá subidas nem descidas, mas a verdade é que será necessário uma remodelação na nova época de 2020/21.

Assim, será que teremos uma distrital da 1ªdivisão com 16 clubes e depois uma segunda divisão com um grupo reduzido de clubes. Ou será que vamos ter uma divisão única com duas séries e uma fase final para apuramento de campeão e uma fase intermédia na disputa de uma taça.

Depois, aqui falta a decisão da FPF, será que o SC Mêda vai subir?Será que o Ginásio Figueirense se vai aguentar nos Nacionais, aqui falta a decisão da nova direção do clube?

Hoje o futuro é incerto do futebol distrital da Guarda, com toda a crise económica que poderá surgir será urgente que os clubes passem a ver com o que contam para o futuro.

Uma coisa é certa, no distrito vizinho de Viseu, tudo já está definido.

AF Guarda- Vila Cortez – AD Fornos de Algodres -2-0

O Campo do Zambito recebeu mais um encontro relativo ao Distrital Maior da AF Guarda, com o Vila Cortez a defrontar o Fornos de Algodres e a vencer por duas bolas a zero.

Face ao mau tempo que assolou o distrito, a cidade da Guarda é sempre propícia a fase de mau tempo , onde o nevoeiro e chuvisco causam sempre transtornos e assim o Vila Cortez a jogar em casa tentou assim dominar o jogo com o Fornos de Algodres a tentar equilibrar e aos 38´, o goleador André Jesus a provar essa veia e abre o ativo para os pupilos de Rui Nascimento.

A segunda parte trouxe mais equilíbrio com a equipa de Pedro Azevedo  tentar a igualdade, mas volta dos 79´, novo golo dos donos da casa com Rui Santos a marcar e a dar os três pontos à sua equipa.

Em suma , um triunfo muito importante para os locais que chegaram ao topo da liderança com igualdade de pontos com Manteigas e Mêda.

foto:DR

AFGuarda- Resultados 1ªDivisão da 12ªjornada

Ginásio mantém liderança

Uma tarde chuvosa por todo lado, o Aguiar da Beira de Nuno Sena a alcançar um empate importante, atrasando o líder Ginásio Figueirense, com uma igualdade a duas bolas.

Jornada 12

Vila Cortez – Guarda Unida D- 5-1

Trancoso- Gouveia- 2-1

SC Mêda- E.Almeida-2-1

Soito- Manteigas-3-3

S.Romão – Sabugal-2-1

G.Figueirense – Aguiar da Beira-2-2

Vilanovenses – Vila F.Naves-2-1

Pos Equipas Pts. .
Jg V E D GM GS Dif
1 Gin. C. Figueirense 25 12 7 4 1 21 7 14
2 Grupo D. Trancoso 24 12 7 3 2 21 12 9
3 SPG. C. da Meda 23 12 7 2 3 19 10 9
4 Cd Gouveia 23 12 6 5 1 21 12 9
5 Ass. D. Manteigas 21 12 6 3 3 25 16 9
6 ADRC Aguiar Beira 20 12 5 5 2 25 17 8
7 C.V.Cortez Mondego 16 12 4 4 4 24 24 0
8 Ass. C. Desp. Soito 15 12 3 6 3 20 22 -2
9 SC Sabugal 14 12 3 5 4 14 16 -2
10 CF Vilanovenses 13 12 4 1 7 15 23 -8
11 Ass.Cd V.F.Naves 13 12 4 1 7 12 12 0
12 A.D. de São Romão 12 12 3 3 6 16 23 -7
13 Ac Estrela Almeida 6 12 1 3 8 22 30 -8
14 Guarda Unida Desportiva 4 12 1 1 10 12 43 -31

Alexandre , um celoricense a mostrar-se no FC Porto

20031946_1392623600817802_1886939867106394853_nDe facto que a zona interior do País, tem sido uma mostra sempre a despertar a atenção dos grandes clubes portugueses.

Assim os jovens futebolistas desta região, regularmente vão prestar provas aos três grandes sobretudo, na vertente futebol, desta vez mais um jovem do Sp.Celoricense, Alexandre foi prestar provas no FC Porto.

Como é sabido, nesta apresentações são imensos os candidatos, mas o sonho comanda a vida.

Por: AP Foto:SC