Início » Tag Archives: gastronomia

Tag Archives: gastronomia

“Fim de Semana do Cabrito” animou Penalva do Castelo

Decorreu, no pretérito fim de semana, mais uma edição do “Fim de Semana do Cabrito”, numa parceria entre a Câmara Municipal de Penalva do Castelo e os estabelecimentos de restauração do concelho aderentes – Familiar, Pizzaria da Lameira, Parador Casa da Ínsua, Telheiro de Castendo, Recordo e Fleur de Sel ”.
Além do cabrito os participantes puderam usufruir de uma degustação de Queijo Serra da Estrela (nos restaurantes aderentes à prova) – uma oferta do Município de Penalva do Castelo.
A feliz contemplada, da presente edição do sorteio, foi Carolina Campos Ferreira que irá usufruir de um almoço ou jantar para duas pessoas na Casa de Petiscos Recordo, um dos espaços aderentes à iniciativa.
A Autarquia Penalvense pretende com esta iniciativa gastronómica, promover os produtos endógenos, dinamizar a economia local e atrair mais turistas e visitantes.

Fotos:MPC

Bairro do Comborço (sopa de coentros com ovo) venceu Festival de Sopas da Arisca

Algodres esteve em festa ao fim da tarde, com a terceira edição do Festival das sopas, no salão da Freguesia local.

Estiveram presentes três centenas de pessoas dos mais diversos locais, com diversas sopas a concurso com organização da Arisca local.

Trata-se de um evento que tem vindo a crescer ano após ano e o número de pessoas a provar as sopas também, logo no final todos ficam satisfeitos.

Aqui ficam os resultados finais:

1º-Bairro do Comborço (sopa de coentros com ovo)

2º-Bairro Alto de S. João (puré de feijão com agrião)

3º-Rancozinho (sopa de legumes)

Mostra de Gastronomia Aromas e Sabores de Montanha em Seia

Os Aromas e Sabores de Montanha vão estar à mesa dos restaurantes do concelho, de 22 a 26 de novembro.

O Município de Seia volta a convidar os restaurantes do concelho a aderirem a uma mostra conjunta da gastronomia de montanha. Seguindo os moldes da primeira edição, a proposta é dar destaque à gastronomia tradicional e aos pratos inspirados nos produtos endógenos.

Nesta base, serão privilegiados o uso do cabrito, borrego, Queijo Serra da Estrela, requeijão, enchidos, mel, pão centeio, broa, Bolo Negro, azeite e o vinho do Dão – sub-região Serra da Estrela, produzido no Concelho de Seia.

Data limite de inscrição: 30 de outubro de 2023

Encontro Gastronómico Amador em Abrunhosa-a-Velha

O Encontro Gastronómico Amador de Abrunhosa-a-Velha está de regresso no próximo sábado, 5 de agosto, para a sua oitava edição. A iniciativa, realizada no centro da aldeia, tem início pelas 16horas. O evento conta com a participação de diferentes cozinheiros amadores que vão dar destaque à gastronomia tradicional do concelho de Mangualde.

Este ano, entre os menus podem ser encontradas as seguintes iguarias: sopa de barbo, a cargo do Chef João Tomé; rojões, pela Chef Ivone; feijoada à estrela mondego, pelo Chef Neca; massada de peixe, pela Chef Renata; pão de centeio e bolos de chouriço, pelo Chef António Morais.

Os visitantes podem comprar o kit no local e assim provar os pratos que, certamente, vão fazer as delícias de todos, bem como, desfrutar de muita animação, com a Banda Filarmónica de Abrunhosa a Velha, os Malamados, os Zés Pereiras de Vildemoinhos, e o Dj R´Beats para o bailarico.

O Encontro é da organização conjunta da Junta de Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e da Câmara Municipal de Mangualde e conta com o apoio das Marchas Populares de Abrunhosa-a-Velha, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Centro Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, do Centro Social e Paroquial de Abrunhosa-a-Velha e do Estrela do Mondego Futebol Clube.

 

 

Guarda Wine Fest na Alameda até domingo

  Arrancou na cidade mais alta, a 2ª edição do Guarda Wine Fest! Assim sendo, a Alameda de Santo André foi o palco de um vasto cardápio abrangente de experiências, que inclui vinhos, gastronomia e música. Na abertura oficial, Sérgio Costa, presidente da Câmara da Guarda, salientou que “faz cada vez mais sentido juntar esforços e estratégias, criando sinergias para conseguir afirmar, cada vez mais, os vinhos da Beira Interior, do Dão e do Douro no contexto nacional e internacional”. Acrescentando que “este evento é a prova de que é possível inovar e estabelecer novas formas de parceria, para que a promoção do território e dos seus produtos endógenos, seja cada vez mais assertiva e alcance objetivos comuns cada vez mais ambiciosos”. Esta cerimónia contou, ainda, com as intervenções do Secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, do presidente da CVR da Beira Interior, Rodolfo Queirós, do vogal da CVR do Dão, António Mendes, do presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, Gilberto Igrejas e do presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado. Após este momento, seguiu-se uma visita a todos os expositores. O Guarda Wine Fest, que nesta edição conta com mais de 50 produtores de vinho da Beira Interior, do Douro e do Dão, apresenta uma panóplia de sugestões gastronómicas e propõe a prova dos mais variados vinhos da região para alavancar este setor, promovendo, igualmente, o território.

Ainda a salientar, animação musical , provas de vinhos entre outras atividades, até domingo.

Santos da Guarda com Feira Artesanato e Gastronomia

No âmbito da iniciativa Santos da Guarda e durante a sua Festa de Encerramento que acontece nos dias 23, 24 e 25 de junho, na Praça do Município, a Câmara da Guarda irá promover, como habitualmente, uma feira de Artesanato e Gastronomia.

Deste modo, as inscrições estão abertas, faça a sua inscrição:
http://conteudos.mun-guarda.pt/…/Ficha%20Inscri%C3%A7ao…
E enviar para o email: turismo@mun-guarda.pt até ao próximo dia 9 de junho. A participação nesta iniciativa é gratuita e está sujeita às seguintes regras de participação.

Região Viseu Dão Lafões promoveu potencialidades na BTL em Lisboa

A região Viseu Dão Lafões apresentou-se na BTL como um todo, integrando as mais-valias de cada um dos seus 14 municípios. O sucesso da estratégia foi uma evidência. “A região de Viseu Dão Lafões mostrou que é mais do que a soma dos seus municípios. É uma verdadeira rede”, afirma o Presidente da CIM, Fernando Ruas.

A participação da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões na Bolsa de Turismo de Lisboa – BTL 2023 confirmou o sucesso da estratégia estreada na edição anterior. A apresentação da região como um todo, integrando as mais-valias de cada um dos 14 municípios, comprovou ser uma decisão acertada e que suscitou uma grande adesão de visitantes. Como comentou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na visita que fez ao espaço, “Viseu Dão Lafões é uma força imparável!”

A posição estratégica do stand da CIM Viseu Dão Lafões, à entrada do Pavilhão 2, funcionava como um ponto de encontro privilegiado, atraindo todos os dias os visitantes a conhecerem as várias propostas da região. Além do Presidente da República, passaram por lá desde Ministros a Secretários de Estado, mas também figuras públicas – como a cantora Carolina Deslandes, a atriz Liliana Santos (que cozinhou com o chef Diogo Rocha) ou a modelo Diana Pereira – e muitos visitantes anónimos. De notar que a TVI fez um direto do stand num noticiário da hora de almoço.

“Com esta participação, a região de Viseu Dão Lafões mostrou que é mais do que a soma dos seus municípios. É uma verdadeira rede em que os concelhos se complementam uns aos outros e assumem uma identidade comum”, sublinha, em jeito de balanço, Fernando Ruas, Presidente da CIM Viseu Dão Lafões. “A programação e as ativações desenvolvidas no stand da CIM reforçaram essa identidade, com um foco estratégico nos eixos da Gastronomia e Vinhos, Natureza e Cultura. Ao apresentarmos os produtos turísticos de forma integrada, valorizámos a região: juntámos o que temos de melhor, numa visão transversal do nosso património material e imaterial, por forma a potenciar as experiências de quem nos visita”, acrescenta.

Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM, considera que “foi com orgulho que, ao longo dos cinco dias de BTL, recebemos visitantes dos mais diversos quadrantes, político e social, além de profissionais do setor do turismo e de visitantes anónimos. Em comum, ouvimos de todos elogios sobre a forma como a região se apresentou na feira, unida e integrada. Temos de dar os parabéns a todos os municípios e parceiros, pelo esforço comum nesta presença. A união fez mesmo a força da presença de Viseu Dão Lafões na BTL”, destaca.

“A BTL constituiu uma oportunidade única para comunicarmos a região em conjunto, assim como para darmos a conhecer eventos com capacidade de atração de públicos para todo o território e para reforçarmos a perceção de que o Coração de Portugal é um destino completo e único, capaz de proporcionar uma experiência versátil e total a quem nos visita”, remata Nuno Martinho.

 

Produtos turísticos âncora estiveram em destaque 

Em mais de 40 horas de programação, a CIM e os 14 municípios que a compõem apresentaram os produtos turísticos que fazem desta região um destino único e, ao mesmo tempo, diversificado.

A Gastronomia, o Vinho, o Enoturismo, a Natureza e o Património Histórico foram os focos principais da estratégia de promoção, tendo a área de restauração, a recriação da Ecopista do Dão (que atravessava todo o espaço), o baloiço (na parte superior) e o quiosque interativo com questões sobre a região a serem as zonas do stand preferidas dos visitantes.

De salientar que perto de 1000 pessoas interagiram com os desafios do quiosque interativo e do baloiço. Os vencedores dos jogos do quiosque recebiam merchandising do território; no baloiço, as pessoas podiam tirar uma foto enquadrada no cenário magnífico das Montanhas Mágicas.

E como a BTL não é apenas um espaço de promoção, a presença de Viseu Dão Lafões foi também marcada por muitas reuniões de trabalho, em especial nos dias exclusivos para visitantes profissionais.

 

Espaço com mais de 200 metros quadrados  

O stand de Viseu Dão Lafões na BTL 2023 teve como base a forma hexagonal que compõe o logótipo da CIM. O núcleo central abria para o exterior as principais áreas da proposta: Cultura – Gastronomia & Vinhos – Showroom, interligadas por um percurso elevado que se destacava e que representava as ecopistas e a área do Turismo de Natureza.

Enquanto os espaços do piso térreo configuravam a proximidade, o percurso elevado explorava o aspeto cenográfico da paisagem, quer natural quer urbana, que caracteriza a região, permitindo uma diferente perspetiva das diferentes áreas do stand e da própria feira.

O elemento natural estendia-se a todas as áreas, conjugando plantas naturais com diferentes materialidades para obter um sentido orgânico, rústico e moderno.

44ª Feira do Queijo de Celorico da Beira de 10 a 12 de fevereiro

 
Aí está ele, o rei da festa, de forma cilíndrica, cor amarelo palha e pasta untuosa: o queijo, verdadeiro manjar dos deuses, uma das Sete Maravilhas da Gastronomia Portuguesa, capaz de conquistar e derreter os palatos mais exigentes. De 10 a 12 de fevereiro, o queijo é mais uma vez, o mote para Celorico da Beira Capital do Queijo Serra da Estrela defender, valorizar, promover e divulgar o território e as enormes potencialidades e, em especial, a excelência deste produto endógeno, embaixador da Serra da Estrela no país e no mundo, verdadeiro cartãodevisita do concelho e pedra basilar da economia local, bem como, para homenagear os artífices destas obras de arte da gastronomia serrana.
Com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e outras individualidades, nomeadamente do Governo, a 44ª Feira do Queijo irá decorrer num espaço, maior e melhorado, no mercado municipal e na sua área envolvente, e contará com a participação de cerca de 150 expositores com uma vasta gama de produtos, que primam pela excelência da qualidade, em especial o queijo, o produto rei da festa. Evento maior do cartaz turístico de Celorico da Beira, a Feira/Festa do Queijo acarreta movimento, animação, dinamismo e visibilidade ao concelho e à região da Serra da Estrela. Com este propósito a Autarquia aposta numa vasta e diversificada programação, que agradará a pequenos e graúdos com Quim Barreiros e The Gift, como cabeças de cartaz, a saber: animação de rua, música de estilos e ritmos variados, mostras de artesanato, produtos artesanais locais, vários apontamentos de showcookings, degustações de queijo e vinho, oficinas de sabores ligadas à temática da laboração do queijo e seus derivados, atividades lúdicodesportivas, o tradicional almoço convívio e encerra no domingo com chave de ouro, com a habitual transmissão em direto do Programa da TVI “Somos Portugal”.
À semelhança do ano anterior, na manhã de domingo terá lugar a II Rota do Queijo Uma aventura Gastronómica”, atividades lúdicas desportivas para realizar a pé ou de bicicleta. Os percursos são entrecortados com pequenas degustações, do que melhor se produz no concelho, que permitirão, simultaneamente, promover território e as suas riquezas patrimoniais e aos desportistas regalaremse com os tesouros da gastronomia celoricense e desfrutarem da beleza das paisagens de montanha.
Sabendose que um queijo Serra da Estrela é muito mais que um simples queijo de leite de ovelha, porque encerra a alma das gentes serranas, história, tradição, cultura, arte e técnicas milenares das queijeiras, transmitidas de geração em geração, saberes, sabores e cheiros da Serra da Estrela, o certame oferece a oportunidade aos celoricenses e visitantes, de se regalarem com o genuíno queijo, made in Celorico da Beira, ou de o levarem para casa a preços competitivos, bem como, outros produtos endógenos da região.
 

Viseu Dão Lafões revela Carta dos Segredos Gastronómicos da região

Chefs Diogo Rocha e Inês Beja dão a conhecer os Segredos Gastronómicos da região em sessões pelo território.

São Pedro do Sul acolheu no dia 6 de dezembro, as duas primeiras ações do projeto Mapa dos Segredos Gastronómicos, iniciativa que tem como objetivo dar a conhecer o importante património gastronómico e vínico do território de Viseu Dão Lafões. Neste dia, foi apresentada a Carta dos Segredos Gastronómicos da região e decorreu a primeira sessão da Academia dos Segredos Gastronómicos.

Promovido pela Associação de Desenvolvimento Dão Lafões e Alto Paiva (ADDLAP), em parceria com a Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, o projeto Mapa dos Segredos Gastronómicos visa desenvolver e estruturar um novo produto turístico de natureza intermunicipal, suportado na excelência do património gastronómico e vínico existente na região, nomeadamente nos municípios de Oliveira de Frades, São Pedro do Sul, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela.

A primeira ação – a Carta dos Segredos Gastronómicos – é o resultado de um dedicado processo de pesquisa, entrevistas e visitas a produtores da região, com testemunhos de pessoas entre os 70 e os 90 anos, e está já disponível para consulta na plataforma do projeto, em https://mapadossegredosgastronomicos.visitviseudaolafoes.pt.

Com base nesta carta, irão ser realizadas três sessões da Academia dos Segredos Gastronómicos, em três escolas profissionais: além da sessão de hoje, irão acontecer a 13 de dezembro, em Viseu, e 17 de janeiro, em Vouzela.

Esta manhã, a apresentação da Carta dos Segredos Gastronómicos foi moderada por Olga Cavaleiro e contou com a presença das gentes do território que estiveram envolvidas no processo de auscultação e entrevistas. Um momento de partilha que teve como objetivo dar a conhecer, contextualizar e sensibilizar os participantes para a gastronomia e a sua relação com este território.

No período da tarde, teve lugar um momento de reinterpretação das receitas mencionadas, a cargo do Chef com Estrela Michelin Diogo Rocha (Mesa de Lemos) e da Chef Inês Beja (DeRaiz). Este foi um momento de diálogo entre os Chefs e os participantes, que contribuiu para promover a proteção dos produtos endógenos e do receituário da Carta.

Entre outras temáticas, as sessões da Academia dos Segredos Gastronómicos incidirão sobre as práticas agrícolas associadas ao ciclo do centeio e do milho, as rotinas dos dias comuns e a abundância dos dias de festa, ou ainda os segredos das tabernas, casas de pasto e romarias.

Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, sublinha que “é com grande satisfação que a CIM Viseu Dão Lafões presta o seu contributo para um projeto tão significativo como é este Mapa dos Segredos Gastronómicos. A gastronomia e os vinhos são, desde há muito, produtos de referência e que distinguem a nossa região no país e no mundo. Esta iniciativa vem consagrá-los de forma superior, colocando-os no patamar de destaque que justificam. A presença da Olga Cavaleiro e dos chefs Diogo Rocha e Inês Beja nas ações constitui um selo de qualidade que muito nos honra”.

Para Carlos Cardoso, Coordenador Geral da ADDLAP, “com o Mapa dos Segredos Gastronómicos, vamos dar a conhecer a genuinidade da origem dos produtos gastronómicos e vínicos de Dão Lafões e do Alto Paiva e a forma exclusiva como são confecionados nestes territórios. A gastronomia e os vinhos são aspetos identitários e distintivos destas gentes e, simultaneamente, apresentam um grande potencial de atratividade e notoriedade turística que merece ser trabalhado. Estou certo de que estas duas primeiras ações, e aquelas que se seguirão, serão um grande sucesso”.

Feira Franca e Sabores da nossa Terra – Lagarada dia 4 de dezembro em Vila Franca da Serra

Vai decorrer este domingo , dia 4 de novembro, a Feira Franca e Sabores da nossa Terra “Lagarada” em Vila Franca da Serra,

9:00h- Abertura da Feira

10:00h- Forno Comunitário: Oficina de Tradição: Venha Aprender a fazer Filhoses e Coscoreis”

11:00h- Feira Concurso das Couves de Natal

12:00h- Mostra Gastronómica- Bacalhau à moda do lagar, enchidos, febras, e entremeadas na brasa, doce de abóbora com requeijão e muito mais…