Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: GD Trancoso

Tag Archives: GD Trancoso

AF Guarda- 1ªDiv.- Vila Cortez vence em terras de Bandarra

GD Trancoso- Vila Cortez-0-3

A última ronda do ano, teve em Trancoso, no Estádio Dr. Fernando Lopes, o prato forte da ronda com a turma da casa a receber a forte equipa do Vila Cortez, com os homens do Mondego a vencer por números expressivos.

Faneca e Rui Nascimento colocaram em campo esquemas de jogo no sentido de alcançar os 3 pontos, onde na primeira parte a luta pela posse de bola era grande e aos 35´, os visitantes através de Setímio, abriu o ativo, numa grande jogada iniciada em Nuno morais e passou pela grande maioria do plantel e a emenda foi feita após um remate e uma boa defesa do keeper local.

Para a segunda parte esperava-se uma reação forte da turma de Bandarra, mas acabou por ser a turma do Mondego a voltar a marcar, por Setímio, que foi assistido da esquerda do seu ataque e assim concluiu a jogada com êxito, aos 61´.

Para a turma de Faneca ficava complicada a missão dado que , ficaram com menos um , com a acumulação de amarelos de David Dias, seguiu-se um período de substituições para tentar alterar algo, mas aos 80´, duas expulsões com uma para cada lado. Já no período de compensação, surge mais um golo para os pupilos de Rui Nascimento, num grande apontamento de Alex, que ao receber a bola  ainda longe da baliza tentou a sua sorte e fez um grande golo, talvez o melhor desta ronda e um dos melhores da prova.

Assim , um bom triunfo do Vila Cortez que chega-se mais perto dos lugares da frente, aproveitando também o empate do líder, Guarda DFC.

AF Guarda- Aguiar da Beira- GD Trancoso-1-1(acerto de calendário)

Uma noite fria , na vila dos cabicancas com a turma local a receber os vizinhos do GD Trancoso, com o empate a ser o desfecho final.

Uma partida bem disputada por ambas as equipas, com Liberata a abrir o ativo para os visitantes aos 29´, a partir daqui a reação do Aguiar para tentar a igualdade, com diversas jogadas importantes, Nuno Sena tentava alterar o seu xadrez, mas o intervalo chega com os visitantes a vencer.

a segunda parte , com grande equilíbrio, mas bem discutida no sentido de ambas querem marcar, mas ao cair do pano, eis que os locais empatam por Serôdio e dava a divisão de pontos.

Foto:GDT (Arquivo)

ABGuarda- GD Trancoso com nova secção de Basquetebol

Mais um novo clube aderiu ao Basquetebol no distrito da Guarda, trata-se do Grupo Desportivo de Trancoso, liderado por Nuno Filipe Joana que passa a fazer parte da Associação de Basquetebol da Guarda com uma nova secção. Este novo clube procura trazer de volta o basquetebol ao concelho de Trancoso aumentando desta forma a oferta de modalidades desportivas para os jovens.

Este novo associado ingressou de forma unânime pelos associados na ABGuarda na Assembleia Geral.

“É de salientar que o basquetebol no concelho de Trancoso, ao longo de vários anos desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da modalidade no distrito da Guarda, não só na formação jogadores, treinadores e dirigentes, mas também na realização de vários jogos internacionais da seleção portuguesa e diversas fases finais nacionais da modalidade”, refere fonte do clube.

AF Guarda-SC Celoricense-GD Trancoso-0-1

                                                 Visitantes mais eficazes

Um momento de clássico de vizinhos e reencontro de velhos amigos de ambas as equipas, já com o público nas bancadas, a festa do futebol foi mais colorida, onde os homens de Bandarra venceram pela margem mínima.

Uma fase inicial equilibrada com ambas formações à procura de chegar ao golo, mas o nulo foi-se mantendo, ao longo da primeira parte.

A segunda parte trouxe alterações nos onzes e a turma de Faneca Alves consegue chegara o golo por intermédio de Ruben, aos 55´.

Houve a natural reação dos locais, mas o resultado iria manter-se até ao final, com os três pontos a irem na bagagem dos campeões distritais.

Conversa com José Carvalho (GD Trancoso)- Um homem campeão

“Melhor equipa nas duas fases”

Depois de ter conduzido o GD Trancoso ao título distrital da AF Guarda, houve uma grande festa ainda no Municipal da Guarda e depois na cidade de Bandarra, que 45 anos depois voltou a festejar um título de Seniores, face a isso, fomos conversar com o técnico campeão José Carvalho que estava muito satisfeito com a prestação de todo o plantel.

 

Magazine Serrano (MS)-Qual a sensação de ter se sagrado campeão e para o Trancoso sabor especial 45 anos depois?

José Carvalho (JC)-Mais importante que o sentimento pessoal, é a dimensão da vitória para o Grupo Desportivo de Trancoso. Felizmente, na minha carreira, já tive a oportunidade de sentir o sabor especial de ser campeão. É sempre o culminar do trabalho das equipas que, em alguns casos, demora algum tempo até acontecer. É uma alegria imensa que agora partilhamos com aqueles que gostam de nós, nos acompanham e nos apoiam.

Para o Grupo Desportivo de Trancoso, esta vitória representa a concretização de um sonho antigo, tornado realidade. O projeto desportivo do clube há muito que justificava este reconhecimento. Recordo que é um clube com todos os escalões de formação, que investe nas suas gentes e proporciona a prática desportiva aos jovens do Concelho. Com o apoio constante do Município de Trancoso foi possível formar jovens atletas que atualmente servem a equipa sénior do clube. A equipa que venceu o Campeonato Distrital de Seniores da Associação de Futebol da Guarda – Liga de Ouro – é constituída maioritariamente por jogadores naturais do Concelho de Trancoso e junta experientes jogadores com mais de 20 anos de clube e jovens que concluíram agora a sua formação desportiva e que representam o clube há mais de 8 anos. São gerações sucessivas de jogadores que garantem a sustentabilidade do clube.

Depois de honrosas participações na Taça de Portugal, clube e Município de Trancoso têm agora a oportunidade de inscrever o seu nome nas provas nacionais de futebol. 45 anos depois, o Grupo Desportivo de Trancoso volta a participar nos Campeonatos Nacionais de Futebol. É uma oportunidade de crescimento e desenvolvimento desportivo para o clube e uma ocasião de excelência para a promoção do Município de Trancoso e da sua economia através do turismo, da história, da cultura e dos produtos endógenos.

 

MS-Houve justiça porque liderou a série e a sua equipa prima-se pelo coletivo?

JC-Considero que foi uma vitória justa. Fomos a melhor equipa nas duas fases em que se disputou este campeonato. Terminamos a primeira fase do campeonato em 1.º lugar garantindo o apuramento para a 2.ª fase a duas jornadas do fim. Nessa altura do campeonato éramos inequivocamente a melhor equipa, com o melhor ataque, a melhor defesa e a única do campeonato (incluindo a série B) sem derrotas. Após o apuramento, o foco mudou, e a concentração da equipa passou para a fase a eliminar e voltamos a ser melhor equipa. Conquistamos 3 vitórias em outros tantos jogos, com 0 golos sofridos e 3 golos marcados durante o tempo regulamentar dos jogos. No jogo da final, soubemos contrariar a capacidade do nosso adversário com os argumentos de que dispúnhamos. Criamos, quando foi possível, algumas ocasiões para marcar sem, no entanto, o conseguir. Na decisão por grandes penalidades, voltamos a ser mais eficazes que o nosso adversário e conquistamos a vitória. Pelo resumo deste campeonato, sou obrigado a enaltecer o comportamento da minha equipa e a repetir que fomos uns justos vencedores.

 

MS- Agora preparar a nova temporada que se antevê difícil, por si continuava ao leme da equipa?

JC– É uma decisão que compete aos novos órgãos sociais do clube. São eles que decidem o futuro do clube. Tenho com a família trancosense uma grande cumplicidade. Farei parte do projeto desportivo de qualquer clube enquanto os seus responsáveis sentirem que sou uma parte da solução.

O Campeonato Nacional é um desafio tremendamente difícil. A prestação das equipas da Guarda que disputam as provas nacionais têm revelado isso mesmo. Terá de ser uma época muito bem planeada, antecipadamente preparada, com objetivos reais bem claros e um compromisso exemplar entre todos os envolvidos.

 

MS – Que mensagem deixa a todos nesta altura?

JC – Uma profunda gratidão. A gratidão é dos sentimentos que mais valorizo na vida. Por isso mesmo, nesta altura, estou grato a todos quantos nos ajudaram nesta caminhada. Não posso deixar de mencionar a Direção do Grupo Desportivo de Trancoso que mesmo em ocasiões adversas manteve a confiança em mim e nas minhas preferências. Estou, igualmente grato, à preferência, outrora, pela minha pessoa para assumir o cargo de treinador principal da equipa sénior do Grupo Desportivo de Trancoso. Para os meus jogadores – os atuais e os outros que deixaram de poder estar connosco – não tenho palavras que expressem o que sinto por eles. São a minha 2.ª família. Ao Município de Trancoso deixo o meu profundo reconhecimento pelo apoio e pela forma apaixonada como acompanham a vida do clube. Aos nossos patrocinadores deixo uma palavra de agradecimento por ajudarem o clube a oferecer as melhores condições. Aos nossos sócios e simpatizantes agradeço todo o apoio. Foi bom ver o vosso regresso aos estádios. E, finalmente, mas não menos importante, às famílias dos nossos jogadores. Tantas vezes privadas do convívio familiar em prol do desporto e do futebol. Para elas, o meu sentido respeito.

GD TRANCOSO CAMPEÃO DISTRITAL DA AF GUARDA

GD Trancoso-CD Gouveia-0-0 GP-4-2

  Uma tarde de muito sol, no Municipal da Guarda, para receber a final do Campeonato Distrital de Seniores, entre o GD Trancoso e o CD Gouveia, com o nulo a permanecer até final e depois a lotaria das grandes penalidades a dar o triunfo aos homens de Bandarra, por 4-2.

Uma oportunidade digna de golo para os gouveenses, aos 12´, com o atacante Frade a emendar e a bola a sair a rasar a baliza.

Gouveia com sinal mais e novamente Luís Nunes, aos 15´ a tentar o centro remate e vai daí, Frade a chegar atrasado e nova oportunidade perdida.

O Trancoso com mais algumas dificuldades para sair em futebol a rolar, a ter sempre o ataque rápido como resposta, mas de certa forma, a igualdade se vai mantendo.

Mais esclarecida a turma gouveense, com Zé Carlos sempre muito ativo pela asa esquerda do seu ataque e sempre que pode remata à baliza de Ferraz.

Os homens de Bandarra reagiram em ataque rápido e uma falha de comunicação entre a defensiva gouveense, a bola passou a rasar a baliza gouveense. A igualdade a zero a permanecer durante toda a 1ªparte.

Mais oportunidades de golo

A segunda parte iniciou com algum equilíbrio entre as duas equipas, foram surgindo alguns lances livres por parte das duas equipas, mas a pontaria não era a mais certeira.

Ambas equipas vão lutando de igual para igual e desta forma, vão criando algumas oportunidades.

Luís Nunes vai tentando a sua sorte sempre que pode para rematar, mas Ferraz revela segurança. Outras oportunidades surgiram, mas o nulo se manteve até final do tempo regulamentar.

Chegou a marca das grandes penalidades, Ruben marcou 1-0 para o Trancoso, Fortuna marca 1-1, Alfredo marca e faz 2-1 para o Trancoso, Tiago empata para o Gouveia. Jarmelo marca e faz 3-2, Luís Nunes remata e defende Ferraz. Zezito remata e defende Gaby, Yannick remata e defende Ferraz. David marca e o Trancoso vence por 4-2.

A festa era do Trancoso, com Bino Santos e sua direção e a equipa técnica liderada por Zé Carvalho a conseguirem vencer o campeonato na final depois de terem sido vencedores da Série A.

Parabéns ao GD Trancoso!!!

AF Guarda- AD Fornos de Algodres- GD Trancoso-0-1

Numa tarde algo cinzenta, teve lugar mais uma ronda do Distrital de Seniores da AF Guarda, com a turma do Fornos de Algodres a sair derrotado perante o GD Trancoso, pela margem mínima, mas se tivesse sido uma igualdade  era aceitável pelo trabalho desenvolvido pela turma fornense.

Não foi uma partida muito bem jogada em todo tempo , mas com bons lances desenhados, note-se que as equipas só agora estão a assimilar os esquemas táticos e a adquirir a forma ideal, uma vez que tiveram um grande tempo de paragem.

O Trancoso teve mais posse de bola na primeira parte, já os lances de perigo iminente não foram muitos de parte a parte.

Agora aos 37´, surge uma grande penalidade para os visitantes, onde Zezito converteu de forma certeira, abrindo o ativo.

Os fornenses tentaram chegar ao empate mas a finalização não saia bem.

Fornenses mais acutilantes

Após o reatamento, algumas mexidas naturais e o Fornos veio um pouco mais pressionante e teve algumas oportunidades para chegar ao golo mas a pontaria não foi a melhor.

Por sua vez , o Trancoso foi modificando o seu esquema e passou a jogar em ataque rápido, mas as defesas foram resolvendo.

Em suma, as equipas foram mostrando qualidade e o Trancoso segurou a vantagem e consolidou a liderança, já o Fornos apresenta um bom leque de jogadores que estão a crescer dia para dia em termos de qualidade, mas faltará afinar algo na finalização.

Arbitragem positiva.

 

 

 

Conversa com Bino Santos (GD Trancoso)

“A esperança e alegria de podermos festejar todos juntos voltará”

Com a pandemia, o movimento associativo está a passar por tempos complicados, face a isso, os clubes vão à luta e neste caso, fomos conversar com Bino Santos, presidente do Grupo Desportivo de Trancoso, que nos traçou o futuro com novas atividades e o regresso do futebol.

Magazine Serrano – Com o futebol e restantes atividades paradas, eis que o clube vai organizar uma corrida solidária virtual em apoio aos Bombeiros?

Bino Santos – Sim, decidimos organizar esta corrida por forma a angariar bens monetários e alimentares para as Associações dos Bombeiros Voluntários do nosso concelho, antes das mesmas entrarem na época critica de combate a incêndios, e em que toda a ajuda possível é pouca e todos devemos ‘’ajudar a quem nos ajuda’’! Este é já o terceiro evento solidário organizado pela atual direção nos últimos 3 anos.

 

São estes gestos de solidariedade que em tempos de pandemia são precisos nesta altura?

Sim, nos tempos em que vivemos é fundamental ajudar o próximo, criar uma onda de solidariedade e união. No entanto, devemos ter este espírito solidário sempre, e não só nos tempos de pandemia.

 

Com a pandemia agora mais calma, o distrital regressa em princípio no final de abril?

Sim, o regresso está marcado para o final de abril. Neste momento o calendário de jogos já se encontra disponível, todos os clubes foram ouvidos e assim ficou decidido. Não será o campeonato desejável, mas sim o possível.

 

Acaba por ser mais uma temporada atípica, mas será que ainda haverá público até final?

Sim, tudo indica que sim. Porém, vamos aguardar para observar a evolução da pandemia e obter indicações sobre esse tema por parte da DGS.

 

A nível orçamental numa temporada assim é necessária muita ginástica?

Sim, é necessário fazer uma grande gestão e organização. As condicionantes impostas da ausência de público, implicam a anulação das receitas de bilheteira, quotas de sócios, bar e

grande parte dos patrocínios empresariais. Também os apoios da Federação Portuguesa de Futebol são muito escassos, o que dificulta a situação.

 

Trancoso no futuro pode ser uma afirmação no atletismo?

Sim, sem dúvida! Neste momento, Trancoso tem reunidas bastantes condições para a sua afirmação no atletismo, foi feito um grande investimento em infraestruturas e certamente estão em processamento a aquisição de equipamentos básicos para a prática de atletismo.

AF Guarda- GD Trancoso-Freixo Numão-3-0

Depois da muita neve que assolou a região do interior e Trancoso não foi exceção, tudo melhorou, mas o frio manteve-se e a temperatura baixou bastante à noite, no Estádio Dr.Fernando Lopes, disputou-se uma partida relativa à 5ªjornada.

Deste modo , o GD Trancoso e o Freixo de Numão procuraram proporcionar um bom espetáculo, mas seria a turma da casa a chegar ao golo inaugural, aos 10´por intermédio de Mig.

Por sua vez, o equilibrio foi depois a nota dominante e ao intervalo a vantagem era dos donos da casa.

A segunda parte trouxe mais alterações, e aos 57´, chega o segundo golo para os homens de Bandarra, com Rúben a emendar certeiro.

Seguiram-se mais mexidas em ambas equipas, mas os locais estavam mais consistentes e ao cair do pano, a turma de Ze Carvalho, fecha a contagem por Dani.

Em suma um triunfo importante para os locais que deixam boas perspectivas par lutar pela liderança nesta série.

 

 

AF Guarda- GD Trancoso – Foz Côa-4-1

Disputou-se a segunda ronda , no Municipal Dr. Fernando Lopes com um momento solene , onde constou a homenagem ao antigo dirigente Mário Lopes, pelo clube e pelo Município local.

Em campo, as equipas fizeram o habitual minuto de silêncio, seguiu-se o apito inicial e ambas procuraram desenvolver bom futebol.

Face a isso, os golos surgiram cedo de parte a parte, com os homens de Bandarra a abrir o ativo , aos 6´, com Ruben a fazer a emenda certeira. A reação do Foz Côa foi imediata e consegue uma grande penalidade que Ivan transformou em golo fazendo a igualdade.

O Trancoso estava imbuído em alcançar o triunfo e no seguimento , novo golo consegue aos 21´, por intermédio de Bruno Fonseca. De realçar ainda bons pormenores de parte a parte.

Após o reatamento, os donos da casa voltam a pressionar e vai daí, Alfredo consegue chegar ao golo e fazer o terceiro para a sua equipa, aos 48´.

Ainda assim, o técnico Zé Carvalho lança no jogo, o dianteiro Liberata para dar mais velocidade, onde o goleador Alfredo volta a marcar aos 58´, bisando e fazendo o quarto golo.

O triunfo já não estava em perigo para os homens de Bandarra, vai daí aconteceram algumas alterações de parte a parte e ao cair do pano, os visitantes ficaram ainda reduzidos a 10, mas os três pontos seriam para o Trancoso e dedicada a vitória a Mário Lopes.

Arbitragem comandada por Cláudio Durães, auxiliado por Rui Fernandes e Bernardo Sousa, numa manhã onde o público ainda está proibido de estar presente.