Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Gouveia Fornos Algodres Celorico Beira

Tag Archives: Gouveia Fornos Algodres Celorico Beira

FIT Guarda 2015 já abriu ao público

 Abriu assim ao público a segunda edição da FIT(Feira Ibérica de Turismo), a decorrer na cidade da Guarda, com a honra de ter o Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho esteve a poder visualizar algumas das maravilhas que o nosso Portugal dispõe.
  Na abertura, Álvaro Amaro era um homem satisfeito, pois a feira está pronta para ser um sucesso a nível nacional e mesmo internacional, pois dada a envolvência de todos os expositores e Municípios que procuram assim deste modo, projetar as suas terras, gentes e culturas para que a curto prazo possam vir a ganhar mais dinamismo.
De registar a criatividade de todos os Municípios em colocar bem evidenciadas as suas marcas e Fornos de algodres surge recriando a famosa Anta, que tem suscitado bastante adesão no campo da fotografia, porque grande parte dos visitantes querem levar para casa um foto num palco histórico.
Mas no fundo todos os municípios e demais expositores e alguns vindos de Espanha, se esforçaram e o o resultado está à vista que, a união faz a força.
São quatro dia de muito movimento na cidade mais alta e com milhares de turistas a fazerem-se deslocar a este evento.

Intercidades pára em Gouveia a partir de 30 de março

A
partir de 30 de Março de 2014, a cidade de Gouveia passará a contar com
a paragem de alguns comboios Intercidades da CP, com o objetivo de
apoiar as deslocações das populações ao fim de semana para esta cidade.
São quatro os comboios Intercidades que passam a efetuam esta paragem, com os seguintes horários:
– À sexta-feira, no sentido Lisboa-Guarda, às 17h01 e às 22h01;

– Ao domingo, no sentido Guarda-Lisboa, às 13h54 e 18h54.
Estes comboios reforçam ainda o acesso dos clientes aos restantes serviços da CP, pela sua ligação à Linha do Norte.
Luís Manuel Tadeu Marques,
presidente da Câmara Municipal de Gouveia, recebeu esta ação com grande
satisfação, dado que, resulta, do trabalho da autarquia em colaboração
com a CP para reativar a estação de Gouveia.
A paragem destes comboios vai
contribuir para incentivar visitas mais frequentes à cidade, com
particular impacto para o segmento jovem universitário.
Luís Manuel Tadeu Marques
relembrou que “A Câmara Municipal de Gouveia, há muito que tem um
programa de apoio aos estudantes universitários do nosso concelho, que
consiste no pagamento de duas viagens mensais entre a cidade onde
estudam e a sua terra. Pretende este programa, incentivar os jovens
estudantes a vir com frequência ao seu “berço”, para matar saudades dos
familiares, mas também manter os laços com as origens.”
A
CP reforça assim a sua aposta no desenvolvimento da mobilidade das
populações desta região, através da criação de soluções adequadas às
suas necessidades específicas.

Informações mais detalhadas sobre esta oferta e outros produtos, disponíveis em cp.pt ou através do Call Center 707 210 220.
fonte:municipio de gouveia

REN leva gás natural a Gouveia, Fornos de Algodres e Celorico da Beira

A REN – Redes Energéticas Nacionais
anunciou hoje que concluiu a primeira fase do terceiro gasoduto de
interligação entre Portugal e Espanha, que permitirá aos concelhos de
Gouveia, Fornos de Algodres e Celorico da Beira o acesso ao gás natural.

Em causa está a primeira fase da terceira interligação a Espanha
(Zamora) do gasoduto que liga Mangualde, Celorico e Guarda, que
representa um investimento de cerca de 40 milhões de euros e que
“permite desde já o acesso ao gás natural por parte dos concelhos de
Gouveia, Fornos de Algodres e Celorico da Beira”, refere a REN em
comunicado.

Ao mesmo tempo, este projeto “reforça a segurança do abastecimento do
país, ao fechar em anel os gasodutos Monforte – Guarda e Cantanhede –
Mangualde”, segundo a mesma fonte.

A segunda fase deste gasoduto, que passa por cinco concelhos e 23
freguesias, ligará a rede portuguesa à espanhola através de Zamora,
reforçando a integração de Portugal na rede transeuropeia de gás.

O presidente executivo da REN, Rui Cartaxo, afirma, citado no
comunicado, que a “terceira interligação a Espanha é uma etapa
importante da criação do mercado ibérico de gás natural”.

Como medida de compensação para a concretização deste projeto, a REN
plantou cerca de 28000 árvores (azinheiras, carvalhos e freixos), numa
área de 25 hectares, na zona do Parque Natural da Serra da Estrela,
entre outras ações.

Atualmente, Portugal tem duas portas de entrada de gás – o terminal de
Sines e o gasoduto que vai até Campo Maior, onde se faz a ligação a
Espanha e ao gasoduto Magrebe Europa.
fonte:Lusa