Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: guarda (Pagina 68)

Tag Archives: guarda

Diocese da Guarda quer definir roteiros de turismo religioso

Fonte: Guarda Digital

 

Está em curso a inventariação de todo o património de arte cristã.
A
Diocese da Guarda tem em curso a inventariação de todo o património de
arte cristã de forma a definir roteiros de turismo religioso. D. Manuel
Felício explicou ao Jornal A GUARDA que «este trabalho
insere-se já nas preocupações gerais de colaborarmos com o turismo
religioso, no exercício do que chamamos pastoral do turismo». Nesse
sentido, o Bispo da Guarda diz que está a decorrer, a bom ritmo, «a
inventariação do património de arte cristã espalhado por toda a
diocese», que pretende «fazer a apresentação com qualidade deste valioso
património», estando em estudo as formas de articulação com o museu de
arte sacra da Diocese. É também objetivo da Diocese da Guarda «definir
roteiros de turismo religioso» de forma a «facilitar ao máximo a
acessibilidade aos mesmos, quer divulgando-os, quer preparando pessoas
que sejam capazes de fazer falar este valioso património». D. Manuel
Felício considera que o património de arte cristã «está a interessar
cada vez mais visitantes». Para o Cónego Eugénio Sério, coordenador do
Departamento Diocesano do Património Cultural, na Diocese da Guarda são
locais de grande afluência de romeiros as seguintes festas: «Senhora da
Póvoa (Vale da Senhora da Póvoa), Senhora da Ajuda (Malhada Sorda),
Senhora do Incenso (Penamacor), Santa Eufémia (Paranhos – Seia), Senhora
das Dores (Paul – Covilhã), Santa Luzia (Castelejo – Fundão), Senhora
da Alagoa (Argomil – Pinhel), Senhor do Calvário (Gouveia); Senhora da
Fresta (Trancoso), Senhora da Graça (Sabugal e Manteigas); Santa Maria
de Aguiar (Figueira de Castelo Rodrigo); Senhora do Monte (Cerdeira),
Senhor da Barca (Almeida), Senhor Bom Jesus (Famalicão da Serra –
Guarda)». Numa altura em que tanto se fala do turismo de ambiente, a
Diocese da Guarda tem locais de culto privilegiados em termos
paisagísticos. O Cónego Eugénio Sério destaca «a Capela de Nossa senhora
em Manteigas, o Cristo da Serra da Marofa em Figueira de Castelo
Rodrigo; a Senhora da Guia em Loriga – Seia; a Senhora do Ar na Torre –
Serra da Estrela, e a Senhora do Desterro em São Romão – Seia». Neste
ponto, Joana Pereira, formada em História da Arte e que colabora com a
Diocese, aponta mais dois lugares que considera fantásticos: «A Senhora
do Campo, em Almendra e a Capela de S. Gabriel, em Castelo Melhor, ambas
no arciprestado de Figueira de Castelo Rodrigo». No tocante à criação
de roteiro de turismo religioso, Joana Pereira adiantou ao jornal A GUARDA
que «a Diocese tem potencialidades para avançar com a Rota do Azulejo, a
Rota dos Frescos, a Rota do Gótico, a Rota do Barroco, entre outras».

fonte:Jornal A Guarda

Vendedores detidos em Celorico da Beira com produtos alimentares fora de prazo

 

A
GNR anunciou hoje a detenção de um casal de vendedores ambulantes, com
68 e 70 anos, por suspeita de venda de produtos alimentares fora de
prazo.

Fonte
do Comando Territorial da GNR da Guarda adiantou à agência Lusa que o
casal, residente em Fornos de Algodres, foi detido, na tarde de
quarta-feira, no âmbito de uma fiscalização rodoviária realizada por
militares do posto local. Na viatura onde os suspeitos seguiam foram
«detetados diversos produtos alimentares fora da validade», destinados à
venda ambulatória, contou. Segundo a GNR, foram apreendidas «dezenas de
embalagens» de pastéis de bacalhau, rissóis de camarão, pescada,
carapaus, petingas, sardinhas, coxas de frango, entre outros bens
alimentares que já se encontravam fora de validade para consumo. «Os
produtos apreendidos foram considerados impróprios para consumo e foram
destruídos, por ordem do Delegado de Saúde de Celorico da Beira»,
adiantou a fonte. Os detidos são hoje presentes ao tribunal de Celorico
da Beira para primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventuais
medidas de coação.

fonte: Lusa

Álvaro Amaro aguarda “tranquilamente” que tribunais se pronunciem

Fonte: Diário As Beiras

 

O
autarca social-democrata anunciou ontem que aguarda «tranquilamente»
pela decisão dos tribunais relativamente à sua candidatura à presidência
da Câmara Municipal da Guarda.

O
Movimento Revolução Branca (MRB) garantiu esta terça-feira que vai
avançar com uma providência cautelar para impedir o atual presidente da
autarquia de Gouveia de se candidatar, pelo PSD, à Câmara da Guarda nas
próximas autárquicas. Em declarações à agência Lusa, o presidente do
MRB, Paulo Romeira, foi perentório: «Temos que ser coerentes connosco
próprios e não nos resta outra alternativa senão, em tempo oportuno,
avançar com uma providência cautelar para impedir esse autarca de se
candidatar». Álvaro Amaro, impedido de se recandidatar a Gouveia devido à
lei de limitação de mandatos, disse esta terça-feira, na conferência de
imprensa de apresentação da candidatura, que aguarda «com absoluta
tranquilidade aquilo que, no tempo certo, os tribunais decidirem». O
autarca lembrou que os três partidos da maioria parlamentar composta
pelo PSD, CDS-PP e PCP «concordam com estas candidaturas» e o PSD «já o
afirmou que está, quanto a isso, seguro em termos jurídicos». Amaro
disse esperar que «esse assunto já estivesse clarificado», aguardando
com «absoluta tranquilidade» qualquer decisão que resulte da providência
cautelar do MRB em relação à sua candidatura, lembrando que nos
concelhos de Loures e de Tavira as providências cautelares não tiveram
provimento. «À justiça o que é da justiça. À política o que é da
política. Eu estou aqui com a legitimidade que me é conferida pelo facto
de entendermos, e o partido entender que, juridicamente, legalmente, é
possível, mas tranquilamente esperemos que no momento certo os tribunais
digam de sua justiça», afirmou Álvaro Amaro. O economista de 59 anos,
que lidera a Câmara Municipal de Gouveia há doze anos, garantiu que
enquanto a decisão dos tribunais não chegar irá «trabalhar» pelo futuro
do município da Guarda onde agora é candidato. A Guarda é a única
capital de distrito que tendo mudado democraticamente de protagonistas
políticos, nunca mudou de orientação política, observou, lembrando que a
autarquia sempre foi governada pelo PS. Apelou aos eleitores que lhe
deem uma «oportunidade» para ajudar «a resolver os problemas» do
concelho. A Câmara Municipal da Guarda sempre foi liderada pelo PS e é
atualmente presidida por Joaquim Valente, que não se recandidata ao
terceiro mandato, apostando aquele partido no advogado José Igreja.

fonte:Lusa

Autarquias 13-Revolução Branca tenta impedir candidatura do PSD à Guarda

 
 
O
Movimento Revolução Branca já garantiu que vai avançar com uma
providência cautelar para impedir o atual presidente da autarquia de
Gouveia de se candidatar, pelo PSD, à Câmara da Guarda nas próximas
autárquicas.

O
PSD/Guarda anunciou segunda-feira à noite que vai apresentar Álvaro
Amaro – atual autarca de Gouveia e que devido à lei limitação de
mandatos não pode se pode recandidatar – à Câmara Municipal da Guarda
nas eleições autárquicas deste ano. Em declarações à agência Lusa, o
presidente do Movimento Revolução Branca (MRB), Paulo Romeira, foi
perentório: «Temos que ser coerentes connosco próprios e não nos resta
outra alternativa senão, em tempo oportuno, avançar com uma providência
cautelar para impedir esse autarca de se candidatar». Segundo Paulo
Romeira não há ainda «timing certo» para esta providência cautelar já
que o movimento não é composto por «profissionais da política» e por
isso demora «sempre um bocadinho mais do que um profissional demora a
apresentar as candidaturas». «Aquilo que garantimos é que, em tempo
útil, nem que se trabalhe de noite e de dia, vamos apresentar a
providência cautelar», sublinhou. Para o presidente do MRB, «o PSD,
neste momento, entrou por um túnel e não sabe como é que há de sair dele
e a única fuga é para a frente». «Nós, como somos teimosos – aliás têm
sido essas as provas que temos dado ao longo destes últimos tempos em
que temos desenvolvido diversas atividades – acompanhamos o PSD até eles
onde eles quiserem ir. Pelos vistos vai ser até ao Tribunal
Constitucional conforme eles já trataram de avisar», referiu. O MRB já
interpôs sete ações populares para impedir candidaturas de autarcas do
PSD, sendo as mais mediáticas a do atual presidente da Câmara de Sintra,
Fernando Seara, à Câmara de Lisboa, e a do autarca de Vila Nova de
Gaia, Luís Filipe Menezes, à vizinha cidade do Porto. O anúncio do
candidato social-democrata à autarquia da capital de distrito foi
segunda-feira à noite feito em conferência de imprensa por Júlio
Sarmento, líder distrital do PSD/Guarda, que considerou que o escolhido,
que não se pode recandidatar à Câmara Municipal de Gouveia devido à lei
de limitação de mandatos, é «um candidato ganhador». Quando questionado
com a possibilidade de os tribunais não aceitarem a candidatura de
Álvaro Amaro, o líder do PSD/Guarda respondeu que esse facto «está
equacionado, mas não se vai colocar». «Risco político era o PSD
apresentar um candidato frágil e sem experiência», declarou, referindo
que não há risco «quando se quer correr para ganhar».

Álvaro Amaro é o candidato do PSD na Guarda

Depois de algum enredo e ser apontado Júlio Sarmento, agora a decisão já é oficial, pois
 
a Comissão Política Distrital do PSD acaba de nomear Álvaro Amaro para candidato à Câmara da Guarda.
«É
sem dúvida um candidato ganhador, experiente, competente e uma voz que é
capaz de se fazer ouvir e dar à Guarda a notoriedade que precisa»,
justificou Júlio Sarmento. O líder da Distrital acrescentou que Álvaro
Amaro é um nome com «dimensão nacional, com experiência de Governo, e
isso é muito importante num concelho que se quer mais desenvolvido».

Além
disso, foi «o único candidato que foi convidado pela Comissão Política
Nacional», que decidiu «de forma salomónica com base na sondagem que
encomendou», em que o atual presidente da Câmara de Gouveia surgia como o
melhor posicionado para concorrer contra o socialista José Igreja.
Júlio
Sarmento referiu também que, «a partir de agora, haverá condições para a
unidade do partido» em torno desta candidatura, sendo que a concelhia
foi hoje informada da decisão numa reunião, realizada esta noite, em que
não participou o seu presidente, Manuel Rodrigues.
«O risco era o
PSD apresentar um candidato fraco, frágil, sem experiência e para perder
por poucos. Não queremos um candidato que vá aprender para a Câmara,
mas sim alguém que impõe respeito e Álvaro Amaro corresponde a esse
perfil», afirmou Júlio Sarmento.
fonte : o interior

Guardense David Rodrigues na seleção nacional sub-23 de ciclismo

David Rodrigues, jovem ciclista natural da Guarda,
foi convocado para a Seleção Nacional de sub-23 que vai participar,
entre os dias 10 e 25 deste mês, em quatro provas do calendário
internacional desta categoria. Estes compromissos são fundamentais para a
obtenção de pontos que permitam o apuramento para o Campeonato do Mundo
de Estrada.

O ciclista da Liberty Seguros/Feira/KTM foi um dos seis
convocados, numa lista que integra ainda os nomes de António Barbio e
Rafael Reis (Ceramica Flaminia-Fondriest), Daniel Freitas (Anicolor),
Hélder Ferreira (UC Maia/Bicicletas Andrade) e Ricardo Ferreira (Rádio
Popular-Onda).
A primeira corrida será La Côte Picarde, uma clássica
francesa da Taça das Nações de Sub-23, que vai disputar-se no dia 10.
No dia 13, a comitiva nacional competirá na Bélgica, na versão sub-23 da
Liège – Bastogne – Liège. Segue-se, de 16 a 20, em Itália, a segunda
competição da Taça das Nações com a presença da equipa nacional, a
Toscana Terra de Ciclismo. Ainda em terras transalpinas, no dia 25, a
Seleção Nacional/Liberty Seguros vai competir no GP della Liberazione.
«Foi
nestas provas que muitos dos nossos corredores deram nas vistas, o que
lhes abriu as portas do pelotão internacional. É claro que para isso é
necessário obter resultados, mas estou convencido que os corredores
convocados têm condições para terem uma prestação de alto nível», realça
o selecionador nacional, José Poeira.
fonte:o interior

Autarquias já mexem no distrito da Guarda

Assim ainda estamos a cerca de sete meses das eleições autarquicas, mas os candidatos um pouco por toda a parte vão se perfilando, á corrida de um lugar nos cadeirões presidenciais.
Assim na cidade de Gouveia, mais uma vez o partido socialista vai tentar contrariar a tendencia social democrata, pois desde a saída do dinossauro Santinho Pacheco, o poder não mais foi socialista, pois assim Alvaro Amaro tem sido o homem que vai assim liderando, mas agora reina alguma expetativa em redor do novo nome a sufragio, já que Alvaro Amaro não se pode recandidatar e parece que está de olho numa candidadura á cidade dos cinco F´s, mas poderá aparecer assim um dos dois vereadores atuais, Luis Tadeu ou Joaquim Lourenço,
concorrerem pelo cadeirão, mas por banda dos socialistas, muito de falou em João Amaro, um figura carismática do desporto e da radio da cidade jardim , mas ao que parece a concelhia decidiu-se por voltar a apoiar o candidato derrotado nas eleições anteriores, Armando Almeida, agora vamos ver o que assim os gouveenses decidem.
Em Fornos de Algodres, a luta por um lugar no cadeirão, tambem vai ser dificil, dado que o atual presidente José Miranda, não poderá também, recandidatar-se, face a isso, os socialistas adiantaram-se e já lançaram o seu candidato, Manuel Fonseca.
Assim ainda em suspense, o candidato  do PSD em Fornos de algodres, poderá saír assim de um leque variado, pois Isabel Santos, atual vice-presidente , parte assim em vantagem perante os outro nomes que vamos referenciar, também o vereador Artur Oliveira, é um homem que á muito se fala para ser o sucessor na corrida a Presidente, mas surge assim do nada um terceiro nome, João Carlos que vai ganhando enfase e poderá vir a ser também levado em linha de conta….
Isto a confirmar-se iriam a sufragio dois candidatos jovens, o que significa uma aposta de futuro de ambos partidos .
Mas falta também apurar o candidato da terceira força politica , o CDS/PP, ainda estará para ser apresentado.
Em Celorico da Beira, a recandidatura do socialista  José Monteiro é um fato, vai lutar novamente por se manter por mais um mandato, já o PSD lançou já o seu candidato de seu nome Manuel Portugal, para tentar contrariar a tendencia dos ultimos anos.
(Em atualização)

Fonseca de Carvalho recandidata-seà liderança do CDS-PP/Guarda

O actual presidente da Comissão Política Distrital
do CDS-PP da Guarda, Fonseca de Carvalho, anunciou hoje que volta a ser
candidato ao cargo, nas eleições que irão realizar-se no sábado.
José
António Fonseca de Carvalho disse à agência Lusa que se recandidata à
liderança do partido para dar continuidade ao trabalho iniciado no
mandato anterior e para “tentar implantar um bocadinho mais o partido”
no distrito.

As eleições vão decorrer no sábado, entre as 17:00 e as
19:00, e contam apenas com a candidatura do actual líder distrital, que
se propõe liderar os destinos do partido, no distrito da Guarda, nos
próximos dois anos.
“O nosso projecto não se conseguiu consumar em
dois anos e, por isso, a equipa vai candidatar-se novamente por um
período de dois anos”, referiu.
Explicou que a lista que lidera “é
praticamente a mesma” que se apresentou aos militantes em Fevereiro de
2011, havendo apenas algumas mudanças em resultado de alterações de
dirigentes em concelhias que estão representadas na estrutura distrital.
A
Comissão Política Distrital do CDS-PP tem pela frente o desafio das
eleições autárquicas deste ano, pretendendo o único candidato à
liderança que o partido possa concorrer em todas as 14 Câmaras
Municipais do distrito da Guarda.
“A nossa ideia era ter candidaturas
próprias, no entanto, devido à conjuntura nacional e aos acordos que
havia a nível nacional e distrital, estamos a tentar manter as
coligações que havia anteriormente, reforçando as nossas posições”,
declarou.
Referiu que o partido vai procurar eleger “o máximo de
representantes” nos municípios e trabalhar para que “tenha uma voz viva
na gestão autárquica” distrital.
“Temos que acabar com os chamados
‘submarinos’, em que o CDS-PP tem muitos representantes nas Câmaras, mas
não estão declarados como CDS-PP”, afirmou.
Em relação à autarquia
da capital de distrito, Fonseca de Carvalho disse que o partido “tem
listas próprias para concorrer” à Câmara Municipal da Guarda, mas está
em negociações com o PSD para que possa ser encontrada “uma solução
conjunta”
fonte:Terras da beira

ULS da Guarda já recebeu os pisos zero e menos dois do novo pavilhão do hospital

Fonte: Jornal O Interior

 

O
Presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde da
Guarda, garante que as datas da entrega das obras do novo pavilhão do
hospital estão a ser cumpridas.
O
Conselho de Administração da ULS da Guarda já recebeu os pisos zero e
menos dois do novo pavilhão do hospital da cidade, e em breve deverá
receber o menos um, onde vão ficar os estacionamentos. O anúncio foi
feito aos jornalistas pelo Presidente da ULS, Vasco Lino, que
acrescentou ainda que o calendário está a ser cumprido, no que diz
respeito à entrega em definitivo da obra. Vasco Lino explicou que o piso
menos dois, só pode ser aberto quando o menos um, também estiver em
funcionamento. Os dois pisos vão ser apenas de estacionamento, que vai
ser pago, faltando definir se a concessão será feita por alguma empresa
ou se será a ULS a explorar o parque. O Presidente do Conselho de
Administração lamenta ainda, que a segunda fase da empreitada tenha
ficado pelo caminho, mas diz que já houve reuniões com várias entidades
no sentido de ser dada utilidade a alguns edifícios, sem esquecer também
o projeto do bioclimatismo, que ainda pode ser executado. No entanto, o
grande problema agora, parece estar relacionado com a falta de
equipamento para que o novo pavilhão do hospital da Guarda comece depois
a funcionar.