Início » Tag Archives: investimento

Tag Archives: investimento

Mangualde investiu mais de 1,5 milhão de euros na rede viária

Ao longo dos últimos dois anos, desde que o atual Executivo da Câmara Municipal de Mangualde tomou posse, foi investida uma verba superior a um milhão e meio de euros na rede viária do concelho.

Este valor refere-se a várias empreitadas, maioritariamente, nas freguesias rurais, que implicaram requalificações e pavimentações de vários troços de estradas municipais e nacionais, caminhos, enchimento de bermas e colocação de sinalética.

“Estes investimentos fazem parte de uma estratégia do Município para a reabilitação da rede viária do concelho”, afirma o presidente da Câmara de Mangualde, Marco Almeida.

A obra mais avultada, superior a 550 mil euros, refere-se à reabilitação da Estrada Municipal 646, no troço que liga Santiago de Cassurrães à Estrada Nacional (EN)16 (Cunha Alta).

Na Estrada Municipal (EM) 615-2, no troço Corvaceira-Travanca de Tavares, a requalificação implicou um valor superior a 272 mil euros.

O investimento na rede viária municipal do concelho passou também pelas pavimentações das ruas Melo Cabral (Corvaceira), Caminho da Redonda (Alcafache), caminho municipal 1596 entre Vila Cova de Tavares e Pinheiro de Tavares, reposição de muros e serventias no troço entre Póvoa de Cervães e Abrunhosa-a-Velha.

Na cidade de Mangualde foram intervencionadas as ruas Cidade de Hartford e a Sebastião Alcântara.

“A nossa rede viária está muito deteriorada, em alguns casos com necessidades urgentes de intervenção, que nos obrigam a um constante esforço orçamental. No seguimento do que já foi feito, pretendemos dar continuidade a situações já priorizadas. No imediato temos previstas a pavimentação da ligação Lavoeira à zona industrial da Lavandeira, pavimentação do troço Vila Seca a Mareco, a rua Principal, em Quinta da Moita.”, assegura o autarca.

“Na cidade de Mangualde iremos avançar com obras na rua Aristides Albuquerque Santos, na rua André de Resende e, parcialmente, na rua dos Combatentes da Grande Guerra”, adianta Marco Almeida.

“O melhoramento da rede viária vai obrigar-nos, nos próximos anos, a um constante esforço, mas que terá de ser obrigatoriamente feito, porque as pessoas precisam e o concelho merece”, adianta.

Investimento para 550 lugares de estacionamento inteligente em Mangualde

Um novo investimento vai ser feito no centro da cidade de Mangualde, que vai passar a ter um dos maiores projetos de estacionamento inteligente do país, com 550 lugares sensorizados, num investimento superior a 300 mil euros.

Os trabalhos do “Smart Parking”, cujos trabalhos arrancaram esta segunda-feira, têm como objetivo implementar um sistema de informação de mobilidade urbana em tempo real.

O projeto contempla a colocação de sensores em lugares individuais e parques de estacionamento e a instalação de painéis com a informação da disponibilidade dos lugares.

É um projeto que vai facilitar muito a vida dos cidadãos, que coloca Mangualde na linha da frente no que diz respeito a soluções tecnológicas e digitais, em direção a um território inteligente e sustentável”, afirma o presidente da Câmara de Mangualde, Marco Almeida.

Será ainda criada uma plataforma que vai concentrar e gerir toda a informação sobre a ocupação dos cerca de 550 lugares. A disponibilidade de estacionamento será facultada aos cidadãos através de uma aplicação para telemóvel (app).

O facto de os cidadãos deixarem de andar à procura de lugar para estacionar os veículos, poupa-lhes tempo e dinheiro e contribuímos para a neutralidade carbónica, tornando o território mais competitivo e atrativo”, considera Marco Almeida.

Os trabalhos têm um prazo de execução de 540 dias, devendo o “Smart Parking” estar em funcionamento em novembro de 2023.

O investimento do “Smart Parking” de 319 mil euros é cofinanciado em 85 por cento pelo FEDER, no âmbito das Smartcities, enquadrado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Mangualde.

No futuro, as zonas pagas vão manter-se as mesmas, sem qualquer alteração.

 

Fornos de Algodres-Casa cheia no Jantar-Debate sobre capitalização, investimento, inovação e aceleradora

Teve lugar na Quinta do Cochel, em Fornos de Algodres, o Jantar debate sobre a Capitalização de Recursos Humanos, investimento e inovação, aceleradora de investimentos para empresas, numa organização do Nerga e do Município de Fornos de Algodres, onde a adesão por parte dos empresários locais foi muito positiva.

   Manuel Fonseca, presidente do Município de Fornos de Algodres e Orlando Faísca, presidente do Nerga, deram as boas vindas a todos os presentes, seguiu-se o jantar e sob a moderação de Pedro Pinto, o painel foi composto por Nuno Gonçalves (IAPMEI), Jorge Brandão (Centro 2020) e Rogério Hilário (CEC/CCIC) foram traçando um pouco como o interior do País pode nesta altura dar o salto para o desenvolvimento.

Ao longo da conversa, os membros do painel foram referindo que é preciso projetos estruturados e pensar estrategicamente, e os municípios desta região tem de estar presente na WebSummit no sentido de mostrar as suas potencialidades.

É preciso estratégia para atrair e fixar os jovens, mas também criar uma marca que traga visitantes e até possam vir a fixar se cá.

Agora a parte digital é importante, estes territórios têm de estar dotados com 5G, para que possa haver pessoas que venham para cá em teletrabalho, para as empresas se modernizarem, a ferrovia é um instrumento muito importante no futuro e também trabalhar em parcerias alguns municípios, para ser mais fácil canalizar investimento.

Foi referido que a CIMBSE deveria ter uma agência turística para permitir uma maior divulgação desta região.

Ainda tempo, para questões dos presentes, onde surgiram algumas dúvidas de como todo este processo pode acontecer, dado que as empresas desta região pagam muitos impostos e não é fácil obter empréstimos.

Em suma, na verdade existem mecanismos, mas é necessária uma união de esforços de todos para tornar esta região mais atrativa e sim a era digital é o futuro e é urgente dotar a região com internet de qualidade por toda a parte do interior.

Novo investimento privado na Guarda e pode chegar aos 130 postos de trabalho

Teve lugar na Guarda, uma reunião do presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa,  com os representantes em Portugal da Multinacional Air Liquide Europe Business Services, garantindo um novo investimento privado para a Guarda que irá criar 130 novos postos de trabalho. A empresa já iniciou o processo de recrutamento de pessoal nas áreas de contabilidade, gestão e economia, planeando empregar 40 pessoas por ano e chegar aos 130 postos de trabalho, em três anos. «Estamos a falar de um investimento muito importante para a nossa cidade, concelho e região. Estamos a trabalhar para o futuro da Guarda, para o futuro dos nossos jovens e para atrair ao nosso território quadros superiores qualificados.», garante o edil. O objetivo, avança o autarca, «é colocar a Guarda num patamar cimeiro da região e continuar a fazer o caminho para tornar a Guarda no Hub do Interior»
A comitiva da multinacional francesa esteve hoje na Guarda para agilizar a abertura de um Pólo, à semelhança dos que a empresa tem a funcionar em Lisboa e Tomar, como centro de serviços partilhados do Grupo na área financeira, para a região da Europa, África, Médio Oriente e Índia. A Air Liquide desenvolve atualmente a sua atividade em Portugal nas áreas Industrial e Medicinal.

Investimento total de 145 mil euros para pavimentação em Mangualde

A aposta no Município de Mangualde é nas intervenções no território, de forma a melhorar a qualidade de vida dos habitantes do concelho. Deste modo, teve lugar, no Salão Nobre da Câmara Municipal, à assinatura do auto de consignação para a empreitada da pavimentação da Rua Cidade Harftord, localizada na União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta. As intervenções representam um investimento total de 145.877,20 euros, numa ação presidida pelo Presidente do Município, Marco Almeida.

As obras a efetuar na Rua Cidade Hartford têm como finalidade a melhoria das condições de circulação rodoviária e pedonal interligando a Avenida Vasco da Gama, com a Rua Eugénio de Andrade, que tem elevada importância para a mobilidade da população, e para criar condições de acessibilidade a cidadãos com mobilidade condicionada.

A empreitada engloba a pavimentação rodoviária, estacionamento e circulação pedonal, que atualmente se encontra em terra batida, sinalização vertical e marcas rodoviárias, e, também, intervenções na drenagem de águas residuais e pluviais no arruamento. O prazo de execução é de 180 dias.

Câmara da Guarda investe mais de 6,7 milhões de euros em habitação social

  Foi assinado recentemente pela Câmara da Guarda e  Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana,  um Acordo de Colaboração que visa um investimento superior a 6,7 milhões de euros em habitação social na Guarda. Este acordo, assinado ao abrigo do “1.º Direito – Programa de Apoio de Acesso à Habitação” e homologado pela Secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves, vai beneficiar mais de 330 pessoas que constituem 109 famílias, sinalizadas no âmbito da Estratégia Local de Habitação do Município. O edil guardense, Sérgio Costa, afirmou que “este investimento será uma verdadeira revolução no panorama da habitação da Guarda”. Nesta ocasião foi ainda assinado um Contrato de Comparticipação com a CERCIG, financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência, no âmbito da Bolsa Nacional de Alojamento Urgente e Temporário. A Secretária de Estado da Habitação destacou a importância dos dois contratos assinados e salientou que este Programa de Apoio à Habitação deverá ser “visto como perene, que fica no tempo, que se adequa àquilo que é a realidade de cada momento e que responde às necessidades a cada momento”.

Mangualde-Investimento de 14 milhões por Terras de Tavares

Na verdade, o concelho de Mangualde possui  as suas vantagens competitivas em termos de localização industrial, face  a isso, surge   um novo investimento.

Uma empresa que já abriu e tem sede em Chãs de Tavares e ficará instalada ao lado do Pavilhão da Junta de Freguesia, ao longo da A25, em cerca de 50.000 m2, já adquiridos pela Junta de Freguesia com o apoio da Câmara Municipal. A empresa prevê iniciar o investimento de 14 milhões de euros em dezembro21/janeiro22 e iniciar a produção um ano depois, em dez22/ jan23. Iniciará a atividade com cerca de 50 colaboradores, 30 dos quais com formação superior, e perspetiva um crescimento ao longo do tempo até 150 funcionários.

 A angariação deste projeto é o resultado de uma impecável colaboração entre a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia e os promotores do investimento, e vem premiar uma aturada, discreta e eficaz diplomacia económica. É também um enorme contributo para o desenvolvimento, a coesão e o povoamento ativo do nosso território, gerando emprego qualificado, fundamental para atrair e fixar jovens”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira.

FORTES UNIDADES DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

A proximidade à A25 e ao respetivo nó de acesso, conjugado com terreno disponível a preço competitivo são fatores portadores de grande potencial de investimento. Também a proximidade de dois Pólos de Ensino Superior, em Viseu e Guarda, se afirmaram como uma mais-valia para este projeto. O projeto desta unidade fabril nasce da grande necessidade de pesquisa e desenvolvimento de novas matérias-primas e componentes, derivado da grave crise que vivemos com o fornecimento dos mesmos de uma forma generalizada, por todo o mundo. Esta unidade fabril está assente num grupo de três empresas, com operação de exportação para países fora da Europa e com necessidade de apoio na produção para exportação para esses mercados. Esta empresa, que terá um elevado nível tecnológico, assentará na produção de matérias-primas como poliuretanos (espumas), fibras sintéticas e componentes de molas (para automóveis e mobiliário), essenciais para o mercado destes operadores e visam na sua totalidade a continuidade na exportação e criação de novos mercados, sendo o principal os Estados Unidos. A criação de fortes unidades de investigação e desenvolvimento é condição obrigatória deste projeto, com vista ao desenvolvimento de novas e diferenciadas matérias-primas para os mercados destes operadores. A proximidade destes Pólos Universitários garante qualidade e quantidade nos recursos humanos, apoiados em quadros médios e superiores de garantida qualificação.

Nelas – Aumento de pressão em Carvalhal Redondo e de Aguieira

Está a avançar a  realização de um investimento que visa aumentar a pressurização da rede de saída de água do reservatório de Carvalhal Redondo, para aumentar e garantir a pressão ideal na parte alta das localidades de Carvalhal Redondo e de Aguieira, bem como estabilizar a pressão na parte baixo, mantendo a pressão da água na rede constante e com qualidade, numa iniciativa da Câmara Municipal de Nelas, com a colaboração e apoio da Junta de Freguesia de Carvalhal Redondo e Aguieira

Neste sentido, está em curso a instalação de equipamentos, num investimento de cerca de 20.000€ que permite a estabilização desejada, sendo já um dos trabalhos complementares aos trabalhos em curso decorrentes da construção do Grande Reservatório de água de 4000m³, que está em fase final de construção e cuja entrada em funcionamento se prevê para o início do mês de julho próximo, reservatório este dotado de telegestão e que constitui um investimento superior a 1,7 milhões de euros.

Educação é um dos setores de investimento do Município de Gouveia

Recentemente, o Município de Gouveia apoiou a aquisição de mobiliário para o novo laboratório de ciências da Escola Básica de Gouveia. A autarquia gouveense adquiriu os móveis contribuindo para instalar um novo espaço educativo vocacionado para o ensino da ciência.
O laboratório de ciências foi implementado pelo Agrupamento de Escolas de Gouveia, no âmbito do projeto Clubes Ciência Viva na escola, em parceria com o Município de Gouveia.
Também no Jardim de Infância de Paços da Serra, a autarquia de Gouveia modernizou o mobiliário. Foram adquiridas novas cadeiras, secretárias, armários e blocos de arrumação, contribuindo para a modernização da sala do jardim de infância.
Dois investimentos que reforçam as condições de ensino no concelho de Gouveia, sempre com o objetivo de proporcionar o sucesso educativo das crianças do concelho.

Gouveia- Ana Abrunhosa inaugurou a Unidade de Produção da PapelMark

Teve lugar a inauguração de mais uma unidade industrial na Cidade Jardim, trata-se da Unidade de Produção da PapelMark  que foi inaugurada pela Ministra da Coesão Territorial ,Ana Abrunhosa  e a Presidente da CCDRC, Isabel Damasceno, acompanhados de Luís Tadeu, Presidente da Câmara e restante executivo da empresas.

Esta Unidade de Produção da PapelMark da empresa Arnaldo Saraiva, um investimento industrial de transformação de papel, situado na zona industrial de Gouveia e dedicado à produção de artigos para unidades de hotelaria e de saúde.
Um investimento de cerca de 2 milhões de euros que promete destacar-se no mercado como uma marca diferenciadora e bastante competitiva.
Visita à Textura Wine
Seguidamente visitaram as instalações da empresa Textura Wine, uma empresa ligada vitivinicultura e ao enoturismo, cujo projeto contempla, entre outros, a renovação dos pavilhões industriais da antiga fábrica têxtil dos Moinhos da Serra e a sua reconversão numa moderna adega. Um investimento que, sendo ainda recente, começa já a ganhar lugar de destaque nos mercados nacional e internacional.
Estes empresários, que escolheram Gouveia para fixar as suas empresas, são, nas palavras do  Presidente da Câmara Municipal de Gouveia, Luís Tadeu, bons exemplos de que o interior e concretamente o nosso concelho tem todas as condições para atrair e fixar negócios e investimentos.